Você está na página 1de 15

ECONOMIA E GESTÃO

ESTRATÉGICA
Prof. Ms. Paulo Henrique Maravieski Brambilla
paulo.brambilla@pucpr.br
(43) 99149-5566
Economia e Gestão de Estratégica

• Modelo de cinco forças de ameaças ambientais;


• Análise do Ambiente Interno e Externo;
• O Planejamento Estratégico
A ORGANIZAÇÃO DA ESTRUTURA ESTRATÉGICA
MISSÃO OBJETIVOS Análise Externa
Impacto: Mensuráveis Ameaças
1. Organizacional Geral Oportunidades
2. Projeto Específicos 5 Forças de Porter
•Nenhum Simples, Mensurável,
•Positivo Aceitável, Realista, Análise interna
•Negativo Temporal. Forças
Fraquezas

ESCOLHA ESTRATÉGICA IMPLEMENTAÇÃO VANTAGEM


Estratégia de negócios •Montagem do plano; COMPETITIVA
•Liderança em custos/ preços; •Preparação da Estrutura Vantagem
•Diferenciação de produtos; •(físicas e administrativas); Temporária
•Integração vertical; •Política de Remuneração e Sustentada
•Alianças estratégicas; Plano de carreira; Desvantagem
•Diversificação; •Criação de processos de Temporária
•Fusões, aquisições, etc. controle. Sustentada
MACROAMBIENTE
MICROAMBIENTE
DEMOGRÁFICO
EMPRESA MERCADO
-RH ECONOMICO
-CONSUMIDOR
-COMPRAS NATURAL
-CONCORRENTES
-CONTABILIDADE
-MIX DE MARKETING - FORNECEDORES TECNOLÓGICO
-PRODUTO/PRODUÇÃO -INTERMEDIÁRIOS/ POLÍTICO LEGAL
-DISTRIBUIÇÃO/ VENDAS PARCEIROS
-PREÇO/ FINANÇAS
SOCIOCULTURAL
-COMUNICAÇÃO

VARIÁVEIS VARIÁVEIS VARIÁVEIS


CONTROLÁVEIS SEMI-CONTROLÁVEIS INCONTROLÁVEIS

INTERNOS: Recursos (Quantidade e Qualidade), Capacidade Produtiva, etc.


SEMI-CONTROLÁVEIS: Atributos indiretamente controláveis.
EXTERNOS: Mudança tecnológica – Tendências demográficas – Tendências Culturais –
Clima Econômico – Condições legais e políticas – Acontecimentos internacionais
específicos .
Estrutura do Setor
• Número de empresas concorrentes
• Homogeneidade dos produtos
• Custos de Entrada e saída
Conduta da Empresa
• Estratégias que a empresa busca ganhar
• Vantagem competitiva
Desempenho
• Individual: Desvantagem competitiva, paridade,
vantagem competitiva temporária ou sustentada;
• Econômica: Nível de Emprego, Progresso, Demografia.
Roda da Estratégia Competitiva (PORTER)
No centro da roda estão as metas que compõem a definição geral do
modo como ela deseja competir, e seus objetivos econômicos e não
econômicos. Os raios da roda são as políticas operacionais básicas
com as quais a empresa busca atingir essas metas (PORTER, 2004).

Fonte: PORTER, 2004.


Modelo de cinco forças de ameaças ambientais
Estrutura de 5 Forças de Porter
Desenvolvida por Michael Porter, identifica as 5 ameaças mais comuns que as empresas
enfrentam em seus ambientes competitivos locais e as condições sob as quais essas ameaças
têm maior ou menor probabilidade de estar presentes

Ameaças de
Entrada/ Novos
entrantes Ameaça de
Ameaça de Rivalidade
Fornecedores

Nível de ameaças em um setor

Ameaça de Ameaça de
Substitutos Compradores
Ameaças de
Entrada/ Novos
entrantes

Ameaças de entrada
dependem do custo da
entrada e suas barreiras
de entrada.

Barreiras a entradas:
Economias de Escala – custos caem em função de seu volume de produção;
Diferenciação de Produtos – Empresas estabelecidas possuem identificação de marca ou
fidelização de clientes que entrantes potenciais não possuem;
Vantagem de custo independentes da escala – Tecnologias proprietárias, Know-how
gerencial, Acesso favorável de matérias primas, Vantagem de custos das curvas de
aprendizagem.
Regulamentações Governamentais para entrada – Governos podem por , por razões
próprias, decidir aumentar o custo de entrada em um setor.
Ameaça de
Rivalidade

A rivalidade tende a ser alta quando o


crescimento do setor é lento.

Atributos de um setor que aumentam a ameaça de


rivalidade.
Grande número de empresas concorrentes que são praticamente do mesmo tamanho;
Crescimento lento do setor;
Falta de Diferenciação do produto;
Ameaça de
Substitutos

Os substitutos impõem um teto aos produtos que as empresas de um setor podem


cobrar e os lucros que podem auferir.
Ameaça de
Fornecedores

Fornecedores – Disponibilizam matérias-primas,


mão de obra e bens intermediários.

Indicadores da ameaça de Compradores em um setor


Número pequeno de compradores (exclusividade);
Os produtos vendidos são indiferenciados e padronizados;
Os produtos vendidos são uma porcentagem significativa dos custos finais de um comprador;
Os compradores não estão obtendo vantagens significativas com a compra dos produtos;
Ameaça de
Compradores

Atributos de um setor que aumentam a ameaça de


rivalidade.
Grande número de empresas concorrentes que são praticamente do mesmo tamanho;
Crescimento lento do setor;
Falta de Diferenciação do produto;
Características da economia vigente e elasticidade de demanda.
Planejamento e o Plano Estratégico: Formulação
do Plano Geral e dos Planos para cada Área
Estratégica.
Planejamento Estratégico: Representa uma técnica gerencial essencial para
uma boa administração organizacional ou pessoal.
Por meio de uma análise criteriosa do ambiente ao qual uma pessoa ou
organização está inserida, é possível fazer um diagnóstico de oportunidades e
ameaças, pontos fortes e fracos para o cumprimento da sua missão.
Ele tem a característica de dar um norte para que a organização aproveite novos
espaços, evitando riscos, gerenciando recursos escassos com maior eficiência,
eficácia, efetividade e qualificação no atendimento das demandas da sociedade
afetada pela organização ou projeto.

Plano Estratégico: Documento formal oriundo do planejamento estratégico.


NÍVEIS ORGANIZACIONAIS
Esquema típico de planos táticos e operacionais
Planos Táticos Planos Operacionais

Fluxo de
Caixa

Planejamento Plano de
Financeiro Investimentos

Plano de
Aplicações

Plano de
Produção
Alcance dos
Planejamento Planejamento Plano de Objetivos
Estratégico da Produção Manutenção Departamentais

Plano de
Abastecimento

Plano de
Vendas
Planejamento
de Marketing
Plano de
Propaganda

Planejamento
de Recursos Plano de
Humanos Treinamento