Você está na página 1de 23

SISTEMA

CARDIOVASCULAR

Profª Ana Luisa Miranda Vilela


www.bioloja.com

Direitos autorais reservados. Para uso apenas pelo adquirente.


INTRODUÇÃO
 O sistema cardiovascular ou
circulatório é formado por
uma vasta rede de tubos de
vários tipos e calibres, que
põe em comunicação todas
as partes do corpo.
 Dentro desses tubos circula o
sangue, impulsionado pelas
contrações rítmicas do
coração.
FUNÇÕES
SISTEMA
Transporte de nutrientes CIRCULATÓRIO Transporte de gases; O2
absorvidos pelo trato dos órgãos respiratórios
gastrointestinal para o para os tecidos e CO2 no
resto do corpo. sentido oposto.

Transporte de produtos de Transporte de hormônios e


excreção das células ou produtos metabólicos de
órgãos onde são formadas uma parte do corpo para a
para os órgãos excretores. outra.

Regulação da temperatura Defesa contra agentes patogênicos,


corpórea (principalmente nos permitindo a ação de processos
endotérmicos), transferindo imuno-celulares desempenhados
calor das partes mais internas pelo sangue por todo organismo e
para a superfície, onde o coagulação sangüínea
mesmo pode ser dissipado.
CORAÇÃO
 É um órgão muscular oco que se localiza no meio do peito, sob
o osso esterno, ligeiramente deslocado para a esquerda.
 Em uma pessoa adulta, tem o tamanho aproximado de um
punho fechado e pesa cerca de 400 gramas.
 Apresenta quatro cavidades: duas superiores, denominadas
átrios e duas inferiores, denominadas ventrículos.

Átrio direito Átrio esquerdo


ventrículo esquerdo
ventrículo direito

www.bioloja.com
CORAÇÃO
 O átrio direito comunica-se com o
ventrículo direito através da válvula
tricúspide.
 O átrio esquerdo, por sua vez,
comunica-se com o ventrículo
esquerdo através da válvula
bicúspide ou mitral.
 A função das válvulas cardíacas é
garantir que o sangue siga uma
única direção, sempre dos átrios
para os ventrículos.

www.bioloja.com
TIPOS DE VÁLVULAS CARDÍACAS
 Válvulas tricúspide e mitral  impedem que o sangue
presente nos ventrículos retorne aos átrios.
 Válvulas semilunares (pulmonar e aórtica) 
impedem que o sangue que saiu do coração retorne
para dentro dele.

www.bioloja.com
SÍSTOLE E DIÁSTOLE CARDÍACAS
As câmaras cardíacas contraem-
se e dilatam-se alternadamente
70 vezes por minuto, em média.
O processo de contração de
cada câmara do miocárdio
(músculo cardíaco) denomina-se
sístole. O relaxamento, que
acontece entre uma sístole e a
seguinte é a diástole.

www.bioloja.com
CICLO, FREQÜÊNCIA E DÉBITO
CARDÍACOS
 Ciclo cardíaco: ciclo completo de contração (sístole) e
relaxamento (diástole) das câmaras cardíacas 
corresponde a um batimento cardíaco.
 Freqüência cardíaca: quantidade de ciclos ou
batimentos por minuto.
 Débito cardíaco: volume de sangue bombeado pelo
coração por minuto  aproximadamente 5 litros/minuto
em um adulto em repouso (também chamado volume-
minuto cardíaco).

www.bioloja.com
ATIVIDADE ELÉTRICA DO CORAÇÃO
 Nódulo (nó) sino-atrial ou sinusal
(SA) ou marcapasso: região especial
do coração, que controla a freqüência
cardíaca.
 Localiza-se perto da junção entre o
átrio direito e a veia cava superior.
 Constituído por um aglomerado de
células musculares especializadas 
freqüência rítmica de aproximadamente
72 contrações por minuto.
 Sistema de Purkinje ou fascículo
átrio-ventricular: sistema especial de
condução composto de fibras
musculares cardíacas especializadas
que transmitem os impulsos com uma
velocidade aproximadamente 6 vezes
maior do que o músculo cardíaco
normal.
www.bioloja.com
CONTROLE NERVOSO DO CORAÇÃO
CONTROLE NERVOSO
DO CORAÇÃO

SISTEMA NERVOSO SISTEMA NERVOSO


PARASSIMPÁTICO SIMPÁTICO

NEUROTRANSMISSOR: NEUROTRANSMISSOR:
acetilcolina noradrenalina

Fibras colinérgicas Fibras adrenérgicas

diminuição da aumento da
freqüência cardíaca freqüência cardíaca
www.bioloja.com
FATORES QUE ALTERAM A
FREQÜÊNCIA CARDÍACA
 Aumentam a freqüência cardíaca:
 queda da pressão arterial;
 excitação;
 medo, raiva;
 dor, febre;
 hipóxia (redução da disponibilidade
de oxigênio nos tecidos)
 exercícios físicos.
 Diminuem a freqüência cardíaca:
 aumento da pressão arterial;
 tristeza.

www.bioloja.com
ELETROCARDIOGRAMA
 O trabalho cardíaco produz sinais elétricos que
passam para os tecidos vizinhos e chegam à pele.
 Com a colocação de eletrodos no peito, podemos
gravar as variações das ondas elétricas emitidas
pelas contrações do coração  o registro pode ser
feito numa tira de papel ou num monitor 
eletrocardiograma (ECG).

www.bioloja.com
ELETROCARDIOGRAMA
 No coração normal, um ciclo
completo é representado por ondas
P, QRS e T, com duração total
menor do que 0,8 segundos.
 onda P  despolarização atrial 
corresponde à contração dos
átrios;
 complexo QRS  despolarização
ventricular  determina a
contração dos ventrículos;
 onda T  repolarização
ventricular.

www.bioloja.com
VASOS SANGÜÍNEOS - ANATOMIA

endotélio
endotélio
músculo
liso
tecido
conjuntivo

www.bioloja.com
VASOS SANGÜÍNEOS -
ANATOMIA

www.bioloja.com
VASOS SANGÜÍNEOS
 Artérias: vasos que saem do
coração  o sangue sai do
coração para os pulmões e
para o corpo, através das
artérias pulmonar e aorta,
respectivamente.
 As pequenas artérias são
chamadas arteríolas.
 Veias: vasos que chegam ao
coração  o sangue
proveniente do corpo e dos
pulmões chega ao coração
através das veias cavas e
pulmonares, respectivamente.
www.bioloja.com
VASOS SANGÜÍNEOS
 Veias: no interior das veias existem válvulas 
impedem o refluxo de sangue.
 As pequenas veias são chamadas vênulas.

www.bioloja.com
RETORNO VENOSO

 É a volta do sangue ao
coração pelo interior das
veias.
 A pressão do sangue ao
atingir as veias é baixa 
contração dos músculos das
pernas  pressiona as veias
profundas  sangue é
forçado a seguir no sentido
do coração.
www.bioloja.com
CAPILARES E FORMAÇÃO DE
LINFA

www.bioloja.com
PRESSÃO ARTERIAL
 É a pressão exercida pelo sangue contra a parede das artérias.
 Medição: esfigmomanômetro.
 Em um adulto com boa saúde, a pressão nas artérias durante a
sístole ventricular – pressão sistólica ou máxima – é da
ordem de 120 mmHg (milímetros de mercúrio).
 Durante a diástole, a pressão diminui, ficando em torno de 80
mmHg; essa é a pressão diastólica ou mínima.

www.bioloja.com
PULSO OU PULSAÇÃO
 O ciclo de expansão e relaxamento arterial,
conhecido como pulso ou pulsação, pode ser
percebido facilmente na artéria radial do pulso ou na
artéria carótida do pescoço.
 A pulsação corresponde às variações de pressão
sangüínea na artéria durante os batimentos
cardíacos.

www.bioloja.com
IRRIGAÇÃO DO CORAÇÃO
 Artérias
coronárias

www.bioloja.com
CIRCULAÇÃO: PULMONAR E
SISTÊMICA

 A circulação sangüínea pode ser dividida em


dois grandes circuitos: um leva sangue aos
pulmões, para oxigená-lo, e outro leva sangue
oxigenado a todas as células do corpo 
circulação dupla.
Circulação pulmonar ou pequena
circulação:
Ventrículo direito  artéria pulmonar 
pulmões  veias pulmonares  átrio esquerdo.
Circulação sistêmica ou grande
circulação:
Ventrículo esquerdo  artéria aorta  sistemas
corporais  veias cavas  átrio direito.

www.bioloja.com