Você está na página 1de 6

29/01/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos | Qconcursos.

com

www.qconcursos.com

Direito do Consumidor > Prescrição e decadência , Disposições Gerais do Código de Defesa do Consumidor ,
1 Q952104
Fontes, Conceito, Aplicação e Disposições Gerais do CDC Diálogo das fontes
Ano: 2018 Banca: MPE-BA Órgão: MPE-BA Prova: MPE-BA - 2018 - MPE-BA - Promotor de Justiça Substituto

Sobre as relações de consumo, é incorreto a rmar que

nos termos do artigo 178 da Constituição da República brasileira, as normas e os tratados internacionais limitadores
A da responsabilidade das transportadoras aéreas de passageiros, especialmente as Convenções de Varsóvia e
Montreal, têm prevalência em relação ao Código de Defesa do Consumidor.

o prazo prescricional da ação de responsabilidade civil no caso de acidente aéreo em voo internacional é de cinco
B
anos, com base no Código de Defesa do Consumidor.
a condição de consumidor do promitente-assinante não se transfere aos cessionários do contrato de participação
C
nanceira.

as normas protetivas do Código de Defesa do Consumidor não se aplicam ao Seguro Obrigatório de Danos Pessoais
D
causados por Veículos Automotores de via Terrestre, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não (DPVAT).
o serviço de corretagem de valores e títulos mobiliários deve ser reconhecido como relação de consumo existente
E entre a pessoa natural, que visa a atender necessidades próprias, e as sociedades que o prestam, de forma habitual e
pro ssional.

Direito do Consumidor > Proteção Contratual do Consumidor , Defesa do Consumidor Em Juízo ,


Direitos Básicos do Consumidor Informação do Consumidor , Legitimação ,
2 Q952110
Qualidade de Produtos e Serviços da Prevenção e da Reparação de Danos ,
Responsabilidade Civil pelo Fato do Produto , Cláusulas Abusivas
Ano: 2018 Banca: MPE-BA Órgão: MPE-BA Prova: MPE-BA - 2018 - MPE-BA - Promotor de Justiça Substituto

Levando-se em consideração a disciplina Direito do Consumidor, é incorreto a rmar que

em se tratando de produto de periculosidade inerente, cujos riscos são normais à sua natureza (medicamento com
contraindicações) e previsíveis (na medida em que o consumidor é deles expressamente advertido), eventual dano por
A
ele causado ao consumidor não enseja a responsabilização do fornecedor. Isso porque não se trata de produto
defeituoso.
o fornecedor de alimentos deve complementar a informação-conteúdo “contém glúten” com a informação-
B
advertência de que “o glúten é prejudicial à saúde dos consumidores com doença celíaca.

é abusiva a exigência de indicação da Classi cação Internacional de Doenças (CID), como condição de deferimento nas
C requisições de exames e serviços oferecidos pelas prestadoras de planos de saúde, bem como para o pagamento de
honorários médicos.
o bene ciário de plano de saúde coletivo por adesão possui legitimidade ativa para se insurgir contra rescisão
D
contratual unilateral realizada pela operadora.
o saque indevido de numerário em conta-corrente, reconhecido e devolvido pela instituição nanceira dias após a
E
prática do ilícito, não con gura, por si só, dano moral in re ipsa.

3 Q930655 Direito do Consumidor > Defesa do Consumidor Em Juízo , Tutela Processual do Consumidor
Ano: 2018 Banca: FCC Órgão: MPE-PB Prova: FCC - 2018 - MPE-PB - Promotor de Justiça Substituto

Promotor de Justiça único de determinada comarca foi convidado para conhecer empresa sediada no local. Lá constatou
que a mesma está despejando substância poluente em rio da cidade, na qual, inclusive, ele reside. Nesse caso, presente
interesse

A difuso na espécie, deverá se considerar suspeito e encaminhar a notícia a seu substituto legal.
B coletivo stricto sensu na espécie, deverá se considerar suspeito e encaminhar a notícia a seu substituto legal.
C individual homogêneo na espécie, deverá se considerar suspeito e encaminhar a notícia a seu substituto legal.
difuso na espécie, não há falar em suspeição, porquanto se está frente a interesse cuja dispersão atinge toda a
D
coletividade local, o que o legitima a atuar.
coletivo stricto sensu na espécie, não há falar em suspeição, porquanto se está frente a interesse cuja dispersão atinge
E
toda a coletividade local, o que o legitima atuar.

4 Q930659 Direito do Consumidor > Proteção Contratual do Consumidor , Contratos de Adesão , Cláusulas Abusivas

https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?advanced_filter_toggle_input=on&q=&discipline_ids%5B%5D=89&publication_ye… 1/6
29/01/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos | Qconcursos.com
Ano: 2018 Banca: FCC Órgão: MPE-PB Prova: FCC - 2018 - MPE-PB - Promotor de Justiça Substituto

Em contrato de prestação de serviços celebrado entre entidade de atendimento particular e um idoso, previu-se cláusula
segundo a qual todos os produtos não incluídos na mensalidade (fraldas, produtos de higiene, pomadas etc.) deverão ser
dela adquiridos. Desse modo, o contratante obrigou-se a pagar a mensalidade e esses produtos extras. Nessa situação
hipotética, esse ajuste

A não é irregular, porque em se tratando de negócio jurídico privado, as partes têm liberdade para contratar.
B não é irregular, porque não há violação a interesses metaindividuais.
C não é irregular, por tratar-se de contrato de adesão.
D é irregular, por conter cláusula abusiva de venda casada.
E é irregular, porque o contratante idoso não foi representado por quem de direito.

Direito do Consumidor > Proteção Contratual do Consumidor , Direitos Básicos do Consumidor ,


Garantia contratual (direito básico) Elementos da Relação Jurídica de Consumo , Consumidor ,
5 Q890932 Consumidor por Equiparação , Prevenção e Reparação de Danos ,
Qualidade de Produtos e Serviços da Prevenção e da Reparação de Danos ,
Responsabilidade Civil pelo Fato do Produto , Responsabilidade Civil pelo Vício do Produto , Cláusulas Abusivas
Ano: 2018 Banca: FUNDEP (Gestão de Concursos) Órgão: MPE-MG Prova: FUNDEP (Gestão de Concursos) - 2018 - MPE-MG -
Promotor de Justiça Substituto

Considerando as disposições da Lei 8078/90 e a jurisprudência sobre direito do consumidor, é INCORRETO a rmar que:

É garantida ao consumidor a possibilidade de exigir o abatimento proporcional do preço sempre que, respeitadas as
A variações decorrentes de sua natureza, a quantidade de conteúdo líquido do produto for inferior às indicações
constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou de mensagem publicitária.
É solidária a responsabilidade entre aqueles que veiculam publicidade enganosa e os que dela se aproveitam na
B
comercialização de seu produto ou serviço.

É possível a incidência do Código de Defesa do Consumidor, nas hipóteses em que a parte (pessoa física ou jurídica),
C
apesar de não ser a destinatária nal do produto ou serviço, apresenta-se em situação de vulnerabilidade.
O elenco de cláusulas abusivas indicado no art. 51 do Código de Defesa do Consumidor é taxativo, não se exigindo,
D
contudo, a comprovação de má-fé ou dolo do fornecedor para caracterização da abusividade.

Direito do Consumidor > Defesa do Consumidor Em Juízo , Ações Coletivas , Tutela Processual do Consumidor
6 Q890947
Da coisa julgada
Ano: 2018 Banca: FUNDEP (Gestão de Concursos) Órgão: MPE-MG Prova: FUNDEP (Gestão de Concursos) - 2018 - MPE-MG -
Promotor de Justiça Substituto

Analise as proposições a seguir a respeito das prescrição nos processos coletivos para tutela de direitos individuais
homogêneos e assinale a opção INCORRETA :

O despacho que ordena a citação do réu na ação coletiva interrompe a prescrição para as ações individuais dos
A titulares de direitos individuais homogêneos que atenderem ao edital de que trata o artigo 94 do Código de Defesa do
Consumidor e ingressarem como litisconsortes do autor.
O despacho que ordena a citação do réu na ação coletiva interrompe a prescrição para as ações individuais dos
B titulares de direitos individuais homogêneos que não atenderem ao edital de que trata o artigo 94 do Código de
Defesa do Consumidor e não ingressarem como litisconsortes do autor.

Uma vez interrompida pelo despacho que ordena a citação do réu em ação coletiva, a prescrição para as ações dos
C titulares de direitos individuais homogêneos retoma o curso com o trânsito em julgado da sentença que a encerra,
exclusivamente nos casos em que houver enfrentamento do mérito.
Após o trânsito em julgado da decisão que encerrou a demanda coletiva, o prazo prescricional da pretensão do titular
D
do direito individual retoma seu curso pela totalidade.

Direito do Consumidor > Prescrição e decadência ,


Qualidade de Produtos e Serviços da Prevenção e da Reparação de Danos ,
7 Q886132
Responsabilidade Civil pelo Fato do Produto Responsabilidade Civil pelo Fato do Serviço ,
Responsabilidade Civil pelo Vício do Produto , Responsabilidade Civil pelo Vício do Serviço
Ano: 2018 Banca: MPE-MS Órgão: MPE-MS Prova: MPE-MS - 2018 - MPE-MS - Promotor de Justiça Substituto

Sobre o Direito do Consumidor, de acordo com o Superior Tribunal de Justiça, analise as seguintes assertivas e assinale a
alternativa correta.

https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?advanced_filter_toggle_input=on&q=&discipline_ids%5B%5D=89&publication_ye… 2/6
29/01/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos | Qconcursos.com
I. O Código de Defesa do Consumidor é aplicável aos empreendimentos habitacionais promovidos pelas sociedades
cooperativas.

II. As instituições nanceiras respondem objetivamente pelos danos gerados por fortuito interno relativo a fraudes e a
delitos praticados por terceiros no âmbito de operações bancárias.

III. O hospital que realiza transfusão de sangue, mesmo com observância de todas as cautelas exigidas por lei, é responsável
objetivamente pelos danos causados aos pacientes/consumidores por futura manifestação de hepatite C, independente da
questão do fenômeno da janela imunológica.

IV. A cirurgia estética possui a natureza de obrigação de resultado. Entretanto, a responsabilidade do cirurgião plástico
permanece subjetiva, com inversão do ônus da prova (responsabilidade com culpa presumida). Se o médico quiser afastar o
direito ao ressarcimento do paciente, deverá demonstrar que existe alguma causa excludente de responsabilidade.

V. É de 5 (cinco) anos o prazo de prescrição de pretensão de ressarcimento de danos sofridos pelos moradores atingidos
pela queda de aeronave pertencente à pessoa jurídica nacional e de direito privado prestadora de serviço de transporte
aéreo.

A Somente as assertivas II e V estão corretas.


B Somente a assertiva III está incorreta.
C Somente as assertivas III e V estão incorretas.
D Somente as assertivas I, II e V estão corretas.
E Todas as assertivas estão corretas.

Direito do Consumidor > Proteção Contratual do Consumidor , Direitos Básicos do Consumidor ,


8 Q886133
Inversão do Ônus da Prova Cláusulas Abusivas
Ano: 2018 Banca: MPE-MS Órgão: MPE-MS Prova: MPE-MS - 2018 - MPE-MS - Promotor de Justiça Substituto

De acordo com a jurisprudência do STJ, assinale a alternativa incorreta.

Na hipótese de resolução de contrato de promessa de compra e venda de imóvel submetido ao Código de Defesa do
Consumidor, deve ocorrer a imediata restituição das parcelas pagas pelo promitente comprador, integralmente, em
A
caso de culpa exclusiva do promitente vendedor/construtor, ou parcialmente, caso tenha sido o comprador quem deu
causa ao desfazimento.

Não se aplica o Código de Defesa do Consumidor às relações entre operadoras de plano de saúde constituídas sob a
B modalidade de autogestão e seus liados, por operar plano de assistência à saúde com exclusividade para um público
determinado de bene ciários, mesmo que sem ns lucrativos.
É abusiva a cláusula do contrato de seguro-saúde (plano de saúde) que estabeleça limite de valor para o custeio de
C
despesa com tratamento clínico, cirúrgico e de internação hospitalar.
O Ministério Público, no âmbito de ação consumerista, faz jus à inversão do ônus da prova, previsto no art. 6.º, inciso
D
VIII, do CDC.
A cláusula contratual de plano de saúde que prevê carência para utilização de serviços de assistência médica nas
E situações de emergência ou de urgência é considerada abusiva se ultrapassado o prazo máximo de 48 (quarenta e
oito) horas contados da data da contratação.

Direito do Consumidor > Práticas Comerciais , Disposições Gerais do Código de Defesa do Consumidor ,
9 Q886251 Fontes, Conceito, Aplicação e Disposições Gerais do CDC Cobrança de Dívidas ,
Bancos de Dados e Cadastros de Consumidores
Ano: 2018 Banca: MPE-BA Órgão: MPE-BA Prova: MPE-BA - 2018 - MPE-BA - Promotor de Justiça Substituto - Anulada

No que tange a proteção das relações de consumo, é incorreto a rmar, conforme entendimento prevalecente no
âmbito do STJ:

Da anotação irregular em cadastro de proteção ao crédito, não cabe indenização por dano moral, quando
A
preexistente legítima inscrição, ressalvado o direito ao cancelamento.
É dispensável o aviso de recebimento (AR) na carta de comunicação ao consumidor sobre a negativação de seu nome
B
em banco de dados e cadastros.
Incumbe ao devedor a exclusão do registro da dívida em seu nome no cadastro de inadimplentes no prazo de cinco
C
anos, a partir do momento em que efetiva o pagamento integral do débito.
D O Código de Defesa do Consumidor é aplicável às instituições nanceiras.
E Aplica-se o Código de Defesa do Consumidor aos contratos de plano de saúde.

Direito do Consumidor > Proteção Contratual do Consumidor ,


10 Q886241

https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?advanced_filter_toggle_input=on&q=&discipline_ids%5B%5D=89&publication_ye… 3/6
29/01/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos | Qconcursos.com

Qualidade de Produtos e Serviços da Prevenção e da Reparação de Danos


Ano: 2018 Banca: MPE-BA Órgão: MPE-BA Prova: MPE-BA - 2018 - MPE-BA - Promotor de Justiça Substituto - Anulada

É incorreto a rmar, quanto às relações consumeristas:

As instituições nanceiras respondem objetivamente pelos danos gerados por fortuito interno relativo a fraudes e
A
delitos praticados por terceiros no âmbito de operações bancárias.
B Nos contratos bancários, é vedado ao julgador conhecer, de ofício, da abusividade das cláusulas.
Constitui prática comercial abusiva o envio de cartão de crédito sem prévia e expressa solicitação do consumidor,
C
con gurando-se ato ilícito indenizável e sujeito à aplicação de multa administrativa.
D É legítima a cobrança da tarifa de água xada de acordo com as categorias de usuários e as faixas de consumo.
O Código de Defesa do Consumidor é aplicável às entidades abertas de previdência complementar, incidindo,
E
inclusive, nos contratos previdenciários celebrados com entidades fechadas.

11 Q863498 Direito do Consumidor > Práticas Comerciais , Publicidade Enganosa , Publicidade Abusiva Publicidade
Ano: 2017 Banca: MPE-SP Órgão: MPE-SP Prova: MPE-SP - 2017 - MPE-SP - Promotor de Justiça Substituto

Entre os direitos básicos do consumidor, está a proteção contra a publicidade enganosa ou abusiva. O Código de Defesa do
Consumidor contém inúmeros dispositivos com relação à publicidade. Leia as a rmações a seguir e assinale a alternativa
INCORRETA.

A O ônus da prova da veracidade e correção da informação ou comunicação publicitária incumbe a quem a patrocinou.

A autoridade administrativa competente, na área do consumidor, pode impor ao fornecedor a sanção de


B
contrapropaganda quando a publicidade for enganosa ou abusiva.
A publicidade su cientemente precisa e efetivamente conhecida dos consumidores, com relação a produtos e serviços
C
apresentados, obriga ao fornecedor que a zer veicular ou dela se utilizar.

D Considera-se abusiva a publicidade inteira ou parcialmente falsa.


A publicidade é considerada enganosa por omissão quando deixar de informar sobre dado essencial do produto ou
E
serviço.

Direito do Consumidor > Direitos Básicos do Consumidor , Garantia contratual (direito básico) ,
12 Q833184
Proteção a Saúde e Segurança Prevenção e Reparação de Danos , Serviços Públicos , Inversão do Ônus da Prova
Ano: 2017 Banca: FMP Concursos Órgão: MPE-RO Prova: FMP Concursos - 2017 - MPE-RO - Promotor de Justiça Substituto

Sobre os direitos básicos do consumidor, é CORRETO a rmar:

A A inversão do ônus da prova é assegurada a todos consumidores vulneráveis.


B O direito à efetiva reparação de danos não abrange, expressamente, o dano moral coletivo.
C Admite a revisão do contrato em razão de fatos supervenientes que afetem seu equilíbrio.
D Não contempla a adequada prestação de serviços públicos.
O direito à segurança de produtos e serviços impõe que apenas sejam colocados no mercado aqueles que não
E
ofereçam nenhum risco aos consumidores.

13 Q833178 Direito do Consumidor > Prescrição e decadência


Ano: 2017 Banca: FMP Concursos Órgão: MPE-RO Prova: FMP Concursos - 2017 - MPE-RO - Promotor de Justiça Substituto

Um avião da empresa X responsável pela linha São Paulo-Porto Velho acaba sofrendo acidente durante a decolagem no
aeroporto de origem, em 10 de janeiro de 2017. Em consequência do acidente, parte dos passageiros acaba falecendo e
outros resultam feridos, inclusive pessoas que estavam fora do aeroporto, atingidas por destroços da aeronave. A causa do
acidente, inicialmente desconhecida, foi identi cada posteriormente, em relatório tomado público um ano após o fato,
como sendo a pane elétrica no painel da aeronave, retirando a possibilidade de o piloto evitá-lo. Assinale a alternativa
CORRETA

A pretensão de indenização dos passageiros da aeronave e seus familiares, os quais são consumidores, regem-se
A pelas regras do Código de Defesa do Consumidor; a pretensão das demais vítimas atingidas por destroços fora do
aeroporto rege-se pelo Código Civil.

O prazo para exercício da pretensão indenizatória pelos consumidores-vítimas do acidente será de cinco anos
B
contados da sua ocorrência, após o qual, sem exceções, extingue-se pela prescrição.
Condenada a empresa X ao pagamento a indenização, e não dispondo de recursos para tal, seus sócios e
C administradores poderão ser responsabilizados se demonstrada a confusão patrimonial ou o desvio de nalidade da
empresa, nos termos estabelecidos pelo Código de Defesa do Consumidor.

https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?advanced_filter_toggle_input=on&q=&discipline_ids%5B%5D=89&publication_ye… 4/6
29/01/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos | Qconcursos.com

Demonstrado que o painel elétrico c defeituoso, seu fabricante poderá vir a ser responsabilizado, desde que a
D
empresa X ingresse com respectiva ação de regresso.
Até o conhecimento das causas do acidente, não uirá o prazo prescricional para exercício da pretensão de
E
indenização pelas vítimas.

14 Q833179 Direito do Consumidor > Práticas Comerciais , Oferta , Publicidade


Ano: 2017 Banca: FMP Concursos Órgão: MPE-RO Prova: FMP Concursos - 2017 - MPE-RO - Promotor de Justiça Substituto

Sobre a disciplina da oferta e da publicidade no Código de Defesa do Consumidor, é CORRETO a rmar:

A A violação do dever de identi cação da publicidade caracteriza a publicidade clandestina, espécie de publicidade ilícita.
B O descumprimento da oferta publicitária pelo fornecedor dá causa à responsabilidade pré- contratual.
A publicidade enganosa, para que seja considerada como tal, deve levar o consumidor à efetiva contratação, porque
C
foi induzido ao erro.
A oferta realizada por representante autônomo não vincula o fornecedor, quando este demonstrar que com ela não
D
obteve nenhum proveito.
E O veículo de comunicação por que é transmitida a publicidade responde pela exatidão e licitude de seu conteúdo.

15 Q833180 Direito do Consumidor > Direitos Básicos do Consumidor , Informação do Consumidor


Ano: 2017 Banca: FMP Concursos Órgão: MPE-RO Prova: FMP Concursos - 2017 - MPE-RO - Promotor de Justiça Substituto

Sobre o direito básico do consumidor à informação e o respectivo dever de informar do fornecedor, é INCORRETO a rmar
que

A sua violação pode caracterizar vício do produto ou do serviço.


B a falta de conhecimento prévio do consumidor sobre os termos do contrato faz com que não esteja obrigado por ele.

o descumprimento da oferta pelo fornecedor permite o exercício pelo consumidor da pretensão de exigir seu
C
cumprimento especí co.
o dever do fornecedor de informar sobre riscos abrange apenas aqueles considerados anormais em razão da
D
utilização ordinária do produto ou do serviço.
E integra a oferta a informação precisa sobre o preço e características do produto ou serviço.

16 Q833183 Direito do Consumidor > Práticas Comerciais , Bancos de Dados e Cadastros de Consumidores
Ano: 2017 Banca: FMP Concursos Órgão: MPE-RO Prova: FMP Concursos - 2017 - MPE-RO - Promotor de Justiça Substituto

Sobre a disciplina dos bancos de dados pelo Código de Defesa do Consumidor, segundo sua interpretação contemporânea,
é CORRETO a rmar:

A Não podem conter registros de informações com mais de dez anos.

Cabe ao consumidor inadimplente que paga a dívida e purga a mora, o ônus de informar o gestor do banco da dados
B
para incluir a informação do pagamento.
C A noti cação prévia do consumidor deve ser feita com aviso de recebimento (AR).

Assegura o direito de reti cação dos dados e exclusão do registro no caso de contestação judicial ou extrajudicial da
D
dívida.
E A inscrição indevida do consumidor em bancos de dados dá causa à indenização.

Direito do Consumidor > Disposições Gerais do Código de Defesa do Consumidor ,


17 Q833181
Fontes, Conceito, Aplicação e Disposições Gerais do CDC
Ano: 2017 Banca: FMP Concursos Órgão: MPE-RO Prova: FMP Concursos - 2017 - MPE-RO - Promotor de Justiça Substituto

Sobre o âmbito de incidência do Código de Defesa do Consumidor, é CORRETO a rmar:

Não há relação de consumo em nenhum caso quando se trate de produto ou serviço oferecido gratuitamente pelo
A
fornecedor.
B Aplica-se o Código às relações locatícias, equiparando-se o inquilino a consumidor.

Os serviços públicos de água, saneamento, educação e saúde, mesmo quando prestados diretamente pelo Estado, são
C
objetos de relação de consumo.
D Não se aplica aos contratos bancários e às relações de caráter trabalhista.
E Exclui as relações de natureza associativa.

https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?advanced_filter_toggle_input=on&q=&discipline_ids%5B%5D=89&publication_ye… 5/6
29/01/2019 Questões de Provas - Questões de Concursos | Qconcursos.com

18 Q833182 Direito do Consumidor > Proteção Contratual do Consumidor , Contratos de Consumo


Ano: 2017 Banca: FMP Concursos Órgão: MPE-RO Prova: FMP Concursos - 2017 - MPE-RO - Promotor de Justiça Substituto

A revisão dos contratos de consumo, visando à proteção do equilíbrio das prestações,

A supõe a existência de aproveitamento indevido da vulnerabilidade do consumidor pelo fornecedor.


B exige, em qualquer caso, fato superveniente e imprevisível que afete o equilíbrio original pretendido pelas partes.
C dá causa à nulidade do contrato sempre que nele constem cláusulas consideradas abusivas.
D pode ocorrer para modi car cláusulas consideradas abusivas.

só pode ser pretendida judicialmente, conforme regra expressa sobre prescrição no prazo de cinco anos, contados da
E
celebração do contrato.

19 Q833162 Direito do Consumidor > Ações Coletivas


Ano: 2017 Banca: FMP Concursos Órgão: MPE-RO Prova: FMP Concursos - 2017 - MPE-RO - Promotor de Justiça Substituto

Das situações descritas a seguir, sobre a tutela coletiva de direitos, assinale a alternativa CORRETA.

O direito à indenização decorrente de poluição atmosférica causada por uma empresa que provoca danos ao meio
A ambiente se caracteriza como um direito coletivo stricto sensu, tendo legitimidade o Ministério Público para exercer a
pretensão.

O pedido de nulidade de cláusula abusiva de um contrato de plano de saúde coletivo, deduzido judicialmente pelo
B
Ministério Público, caracteriza o exercício de tutela de um direito difuso.
A pretensão exercida por uma associação civil para proibir a veiculação de uma publicidade que contenha
C
discriminação racial entre crianças, caracteriza a tutela de um direito individual homogêneo.

A pretensão exercida por associação civil, visando à indenização da coletividade de vítimas de um acidente aéreo,
D
caracteriza a tutela de um direito coletivo stricto sensu.
O pedido, pelo Ministério Público, de ressarcimento dos valores pagos a mais por consumidores, em decorrência da
E
nulidade de uma cláusula abusiva, caracteriza a tutela de direitos individuais homogêneos.

20 Q821286 Direito do Consumidor >


Ano: 2017 Banca: CESPE Órgão: MPE-RR Prova: CESPE - 2017 - MPE-RR - Promotor de Justiça Substituto

Acerca dos bancos de dados e cadastros de consumidores, assinale a opção correta à luz do entendimento doutrinário a
respeito do tema e da jurisprudência do STJ.

Embora restrinjam a privacidade dos consumidores, os bancos de dados de proteção ao crédito estão em
A
conformidade com a ordem constitucional.
Os cadastros de consumidores são constituídos por informações repassadas pelos fornecedores, as quais têm como
B
destino nal o mercado.
A conduta do fornecedor de não comunicar ao consumidor da inscrição de seu nome em cadastro de proteção ao
C
crédito caracteriza dano moral, ainda que exista regular inscrição pretérita.
As instituições nanceiras responderão subjetivamente pelos danos que forem perpetrados por fraudadores contra
D
seus clientes.

Respostas

1: B 2: C 3: D 4: D 5: D 6: C 7: B 8: E 9: C 10: E 11: D 12: C 13: E 14: A

15: D 16: E 17: E 18: D 19: E 20: A

www.qconcursos.com

https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes?advanced_filter_toggle_input=on&q=&discipline_ids%5B%5D=89&publication_ye… 6/6