Você está na página 1de 2

 

 
-­‐   Mes t rad o   In t e g rad o   e m   Medicin a   F o r m u l ár i o  a
 a u x ili ar  para
 para  tr  de   “OSCEs”  
 tr ei no  de
Estação:  Verificação  e  Certificação  de  Óbito  
 
Nome:  

Não  realiza  
com  falhas  
sem  falhas  
Realiza  

Realiza  
 
Data:             /   /   Tempo:     min.   seg  

 
Introdução:  
Apresentar-­‐se  ao  enfermeiro    “sou  ...  o  médico  de  urgência”        
Confirmar  identidade  do  paciente    (etiqueta  com  nome;  data  de  nascimento)        
Recolher:        
-­‐  história  clínica  
-­‐  notas  de  internamento  
-­‐  contexto  da  morte    
Avaliar  pertinência  da  reanimação    “atendendo  à  evolução  clinica  não  temos  indicação  para        
ressuscitação”  
Isolar  o  local  com  a  cortina,  mantendo  dignidade  do  paciente        
Lavar  mãos  e  colocar  luvas        
 
Procedimento:  
Estímulo  Verbal:    “Sr  ...  está  a  ouvir-­‐me?”        
Procurar  Sinais  Positivos  de  Morte  /  Fenómenos  Cadavéricos:        
precoces  
-­‐  arrefecimento  cadavérico  
-­‐  desidratação  
-­‐  afundamento  ocular  
-­‐  livores  cadavéricos  
-­‐  rigidez  cadavérica  
tardios  
-­‐  putrefacção  
 
Procurar  Sinais  Vitais  /  Sinais  Negativos  de  vida    (5  minutos):        
-­‐  Sentir  pulso  central    1  minuto    (carotídeo  ou  femoral)  
-­‐  Auscultação  cardíaca    1  minuto  
-­‐  Auscultação  pulmonar    3  minutos  +  movimentos  respiratórios  
  Avaliar  Reflexos:        
-­‐  Reflexo  Foto-­‐motor    (usar  oftalmoscópio)  
-­‐  Reflexo  Corneo-­‐palpebral    (algodão)  
-­‐  Reflexo  Doloroso    (pressão  no  leito  ungueal)  
(se  algum  dos  achados  não  é  corroborado,  reconsiderar  a  necessidade  de  reanimação)        
 
Finalização:  
Retirar  luvas  e  lavar  as  mãos        
Relatar  Sinais  Negativos  de  Vida  e  Sinais  Positivos  de  Morte  detectados        
CONFIRMAR  MORTE  e  HORA  DE  MORTE        
Preencher  Certificado  de  Óbito  informatizado  (SICO)        
Informar  a  família        
 
   
 
Morte  Cerebral:  
 
 1   Condições  prévias:  
-­‐  Causa  e  irreversibilidade  da  situação  clínica  
-­‐  Estado  de  coma  com  ausência  de  resposta  motora  à  estimulação  dolorosa  na  área  dos  pares  cranianos  
-­‐  Ausência  de  respiração  espontânea  
-­‐   Estabilidade   hemodinâmica,   ausência   de   hipotermia,   ausência   de   alterações   endócrinas   e   metabólicas,  
sem   administração   de   fármacos   depressores   do   sistema   nervoso   central   e/ou   bloqueadores  
neuromusculares  (relaxantes  musculares).  
 
2   Reflexos  do  tronco  cerebral  
-­‐  Reflexo  foto-­‐motor    (não  reatividade  das  pupilas  à  luz)  
-­‐  Reflexo  óculo-­‐cefálico    (movimento  dos  olhos  solidário  com  rotação  da  cabeça  (olhos  de  boneca)  
-­‐  Reflexo  óculo-­‐vestibular    (ausência  de  resposta  ocular  à  estimulação  dos  tímpanos  após  a  injeção  no  canal  
auditivo  de  10ml  NaCl  0,9%  gelado)  
-­‐  Reflexo  córneo-­‐palpebral    (não  encerramento  da  pálpebra  à  estimulação  da  córnea)  
-­‐  Reflexo  faríngeo    (ausência  de  gag  ou  tosse  durante  a  aspiração  traqueal)  
 
3   Prova  da  apneia    (desconexão  do  ventilador  mecânico)  
 
4   Exames  complementares  de  diagnóstico    (quando  necessário)  
 
 
Bibliografia:  Burton  N.,Birdi  K.,  Clinical  Skills  for  OSCEs,  4th  edition,  2006,  Informa  Healthcare.  
 
 
Observações: