Você está na página 1de 13

DICAS PARA

PLANEJAR A AULA
A PARTIR DO
LIVRO DIDÁTICO
Ciências Humanas

Material de
divulgação das
editoras Ática,
Saraiva e Scipione.
Não constitui
documento oficial a
respeito do PNLD
A compreensão do mundo, missão das
disciplinas das Ciências Humanas, pode
ser desenvolvida com a utilização de um
bom livro didático. Por meio desse recurso,
professores de Geografia e História
conseguem instrumentalizar as categorias
básicas da área — tempo, espaço e
movimento — e trabalhar a formação do
olhar crítico para as múltiplas situações
históricas e espaços geográficos.
O desenvolvimento do pensamento
histórico e geográfico ainda permite a
formação ética e a valorização dos diretos
humanos. Portanto, é fundamental que os
alunos do Ensino Básico tenham acesso a
veículos de transmissão de pensamentos e
ideias, assim como contato com história, as
diferentes culturas e sociedades e os vários
territórios e paisagens.
A seguir, confira 7 dicas de como utilizar
o livro didático efetivamente nas aulas de
História e Geografia.
1.
COMPREENDA A ORDEM
PROPOSTA PELO LIVRO
Todos os livros didáticos possuem uma sequência lógica de
conteúdos. O professor, antes de iniciar o planejamento das aulas,
deve buscar entender a coerência do material. Assim, torna-se
possível estabelecer qual ordem será seguida em sala de aula.
O professor é o responsável por guiar e definir a sequência
didática apropriada para suas aulas. Dessa forma, ele possui
a liberdade de suprimir alguns conteúdos do livro didático.
Uma vez que o professor possui a tarefa de realizar ações que
contextualizam o material, é preciso incrementar os conteúdos
do livro didático com aspectos da realidade de seus alunos.
Nas Ciências Humanas, esses complementos estão ligados,
principalmente, aos pontos cotidianos. Por exemplo, na
Geografia, é possível incluir questões sobre a localização da
escola e dos alunos. Já na História, abordar os acontecimentos
regionais, estaduais e municipais.
Outro ponto referente à História e Geografia é a questão da
estrutura narrativa do livro didático. O professor, para facilitar
a compreensão dos estudantes, deve buscar alinhar sua fala ao
tom exposto pelo material. Assim, evitam-se ambiguidades e
confusões com a exibição de conteúdos e conceitos.
2.
APROXIME OS TEMAS
À REALIDADE DOS
ALUNOS
Para fazer com que os alunos assimilem os conteúdos das
disciplinas de Humanas mais facilmente, um bom método
é mostrar aspectos que ligam o tema da aula a suas vidas.
No planejamento da aula, o professor pode conferir qual
a sugestão de introdução proposta pelo livro didático e
incrementá-la com tópicos da realidade dos estudantes.
Caso não exista algo cotidiano que possa ser aproximado,
uma boa opção é utilizar a ficção. Por exemplo, ao falar
sobre um período da história, citar filmes e livros e conferir
se os alunos já tiveram algum contato anterior com
tal tema. Ou ainda, ao abordar biomas, perguntar se já
observaram as características da região em que vivem e aí
introduzir os vários tipos.
3.
APROVEITE OS
CONTEÚDOS VISUAIS
DO MATERIAL
Dos muitos recursos possibilitados pelo material didático, as imagens
podem ser consideradas um dos maiores auxílios para o planejamento
de aulas. Além de chamarem atenção por si só, as imagens trazem
inúmeras possibilidades de observação e aplicação.
As imagens costumam acompanhar direcionamentos para conversas
entre professor e aluno, porém, é possível utilizá-las para várias
atividades. O professor pode elaborar perguntas sobre a imagem
para instigar os alunos no exercício da observação, comparação e
elaboração de hipóteses, por exemplo.
Na elaboração de provas e avaliações, os elementos visuais do livro
didático podem trazer muitos benefícios. Em várias escolas, é comum
existir uma limitação quanto à impressão de atividades. Essa barreira
enfrentada constantemente pelo professor se esvai por meio do livro
didático: o educador pode utilizar o livro como suporte das questões.
Assim, o profissional indica qual a página da imagem — que pode ser
um mapa, uma fotografia, uma ilustração, entre outros — e elabora a
questão com base nela.
4.
UTILIZE AO MÁXIMO O
MATERIAL DIGITAL DO
PROFESSOR
O Material Digital do Professor oferece diversos
instrumentos para enriquecer a prática pedagógica. Os
elementos de programação e modernização auxiliam
no planejamento das aulas, uma vez que o material
oferece planos de desenvolvimento e propostas de
acompanhamento de aprendizado.
Desse modo, o professor possui documentos para a
aplicação de metodologias de ensino, assim como avaliações
elaboradas sobre os conteúdos do livro didático. Além disso,
o material audiovisual presente no Material Digital pode ser
utilizado como mecanismo de modernização de práticas,
tornando a aula mais interessante para os alunos.
5.
PROPONHA
ELABORAÇÃO DE TEXTOS
MULTIMODAIS
Por seu caráter dinâmico, os textos multimodais são ótimos
recursos de aprendizagem. O livro didático, enquanto fonte de
informações seguras, possibilita pesquisas aprofundadas sobre
temas relevantes. Sendo assim, o professor pode planejar aulas
em que os alunos, individualmente ou em grupo, elaborarão textos
multimodais com base nas informações do material.
Os estudantes podem, por exemplo, confeccionar um infográfico
sobre a cultura de um povo abordado no livro didático, ou ainda
montar um gráfico com resultados de uma pesquisa exposta no
material. Uma outra possibilidade é a produção de uma linha
do tempo com figuras e textos sobre o conteúdo das aulas,
permitindo uma revisão dos temas desenvolvidos.
A mescla de elementos verbais e visuais permite a avaliação da
capacidade de pesquisa dos estudantes. Além disso, a interatividade
e a produção estão envolvidas com a criatividade, que pode
ser muito bem explorada mesmo em atividades avaliativas.
Esse desenvolvimento está totalmente ligado às competências
socioemocionais, fundamentais para a vida em sociedade.
6.
VEJA OS
DIRECIONAMENTOS
LIGADOS À BNCC
No Manual do Professor dos livros didáticos aprovados no
PNLD 2020, há várias indicações da Base Nacional Comum
Curricular. Além das orientações didáticas, essenciais
para o planejamento de aulas, o manual destaca quais as
competências e habilidades desenvolvidas nas unidades
do material.
Assim, o professor percebe quais aspectos da BNCC estão
ligados ao conteúdo e observa modos de desenvolvê-los na
prática docente. Dessa forma, as aprendizagens essenciais
previstas pelo documento oficial são ensinadas, tal como a
implementação da Base é realizada na instituição.
7.
ORGANIZE ATIVIDADES
RELACIONADAS À
DEBATE
O estudo das Ciências Humanas permite que os alunos
reflitam sobre sua colocação no mundo. A realização
de atividades que envolvam o pensamento crítico e o
debate, portanto, são cruciais para a formação de alunos
conscientes. O desenvolvimento de procedimentos de
investigação também é beneficiado por esses exercícios,
uma vez que o aluno precisa se preparar para o debate.
Escolher um tema do livro didático e propor um júri
simulado, por exemplo, representa uma forma de instigar os
alunos a refletirem e apresentarem argumentos contra ou
a favor de uma determinada situação. As rodas de conversa
também são muito produtivas. Apesar de mais simples, o
momento para o diálogo permite que os estandes busquem
em seu leque de conhecimentos e desenvolvam estratégias
para o compartilhamento de informações.
CONCLUSÃO
Para se alcançar o pretendido, as aulas de História e Geografia
precisam envolver o contato com textos e imagens. Nesse
sentido, o livro didático amplia o universo escolar, permitindo
que o professor planeje aulas com suportes de qualidade. Por
meio do material didático, o professor consegue fazer com que
os alunos analisem as várias esferas do mundo: social, cultural
e digital.
Com um bom conhecimento do livro didático, seu uso é
potencializado e a dinâmica em sala de aula é cada vez mais
interessante para os alunos. O professor deve, portanto, ter
o livro do aluno e o Manual do Professor como referenciais
para o planejamento de boas aulas e execução de dinâmicas
e atividades engajadoras.
VOCÊ TAMBÉM VAI
GOSTAR DE LER
8 Perguntas e respostas
sobre o PNLD 2020

LER O ARTIGO

Manual do professor:
como aproveitar ao
máximo esse material
LER O ARTIGO

Guia prático para a


escolha do livro didático Acessibilidade no PNLD

BAIXAR O E-BOOK BAIXAR O E-BOOK


O ST O U
G
DO L?
T E R I A
A
M RTILHE COM
C O M PA A S!
C O L E G
SE U S
www.edocente.com.br