Você está na página 1de 8

ESTRADAS – U3-S3

Dimensionamento de Pavimentos Flexíveis

No Brasil, segundo a ABEDA (2018), mais de 90% dos pavimentos sao


flexíveis, sendo que o dimensionamento dessas estruturas e realizado
empregando o método de projeto de pavimentos flexíveis desenvolvido pelo
engenheiro Murilo Lopes de Souza, em 1981 (SOUZA, 1981), do antigo
Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, DNER, mais conhecido como
método do CBR, que tem como base o método americano que foi desenvolvido a
partir dos resultados dos estudos realizados na pista experimental da AASHO
(AASHO Road Test), construída em 1960, nos Estados Unidos. O método é
baseado na classificação de solos do TRB (Transportation Research Board), no
ensaio de índice de suporte California, ISC, mais conhecido como CBR (California
Bearing Ratio) e no trafego, N, que solicitara o pavimento.
Além do ISC ou CBR, o método considera o coeficiente de equivalência
estrutural, k, de cada material que vai compor o pavimento. Os diferentes
materiais constitutivos do pavimento foram comparados com o material granular,
considerado padrão, k = 1,0, sendo definidos coeficientes de equivalência
estruturais apresentados na Tabela 3.3.

1
ESTRADAS – U3-S3

ESTRADAS – U3-S3
Os coeficientes estruturais das camadas constituintes do pavimento são
designados por kR (revestimento), kB (base), kS(sub-base) e kRef (reforço do
subleito).
O dimensionamento do pavimento consiste em determinar as espessuras das
camadas que vão constituir o pavimento, considerando o trafego (N) e a
capacidade de suporte de cada material (ISC ou CBR). A Figura 3.9 apresenta
um esquema de uma estrutura de pavimento com todas as camadas que pode ter
um pavimento e suas respectivas espessuras.

2
ESTRADAS – U3-S3

ESTRADAS – U3-S3

3
ESTRADAS – U3-S3

ESTRADAS – U3-S3

4
ESTRADAS – U3-S3

ESTRADAS – U3-S3

10

5
ESTRADAS – U3-S3
Dimensionamento de Pavimentos Rígidos

Em nossa ementa não aprofundamos os estudos do dimensionamento


de Pavimentos Rígidos, como dica: leitura do Manual de Pavimentos Rígidos
do DNIT, páginas 115 a 119, Exemplo de cálculo da espessura de uma placa de
concreto pelo método da PCA. DEPARTAMENTO DE NACIONAL DE
INFRAESTRUTURA TERRESTRE - DNIT.
Manual de Pavimentos Rígidos. Rio de Janeiro, RJ, Instituto de Pesquisas
Rodoviárias – IPR. Publicação IPR 714, 3. ed., 234 p., 2005.

Faça a leitura das páginas 147-153

11

ESTRADAS – U3-S3

10%

70cm 12

6
ESTRADAS – U3-S3

13

ESTRADAS – U3-S3

14

7
ESTRADAS – U3-S3

15

Muito Obrigado!
Prof. Esp. Engº. Maykow Vieira Thomaz
maykow.thomaz@educadores.net.br