Você está na página 1de 39

Metodologia da

Investigação Científica
Aula 6

Professor Dr. José Baiona


OBJECTIVO
DA AULA Nº. 6
Objectivo Aula 6:

Analisar os métodos
teóricos da investigação
científica.
Avaliação do conteúdo da aula anterior:
Responda as seguintes perguntas:
a) Explique as diferenças entre os métodos,
procedimentos e técnicas de investigação.

b) Menciona os métodos de investigação


empírica que você conhece.

c) Explicar as características essenciais de


métodos empíricos e teóricos da pesquisa
científica.
Recordação dos
conteúdos da aula
anterior...
O MÉTODO CIENTÍFICO

Durante a aplicação do método científico,


os factores mais importantes são o
conhecimento e experiência do investigador
para a adequada formulação do problema e
hipóteses, e para a selecção dos métodos,
técnicas e procedimentos experimentais.
Métodos de Investigação Científica
Conceitos-chave:
Nós definimos O método como o caminho ou rota de
desenvolvimento do processo de pesquisa científica. O método
está sujeito ao objecto, reflete uma lógica, baseia-se na teoria e
um equilíbrio na prática e na análise da teoria proposta.

Os procedimentos são os diferentes operações, na sua


composição, compreendendo o método. O método
refere-se ao todo, o procedimento é a parte que está
adaptada às condições específicas em que as
operações são feitas.
A técnica está relacionada ao meio usado para coletar,
processar e analisar informações. A técnica é realizada
para obter um resultado esperado e está mais
relacionado com a fase empírica da investigação.
Métodología de Investigação Científica
Métodos Empíricos: revelar e explicar as
características fenomenológicas do objecto. Eles são
utilizados principalmente na fase inicial de acumulação
de dados e de informação empírica e verificação
experimental da hipótese.
Métodos Teóricos: Permitir revelar as relações
essenciais do objeto de pesquisa, não directamente
observáveis . Participam no processo de assimilação
dos fatos, fenômenos e processos ea construção do
modelo teórico e hipóteses de pesquisa e permite a
interpretação conceitual dos dados empíricos
encontrados e, assim, contribuir para o desenvolvimento
de teorias científicas.
Métodología de Investigação Científica

Os métodos empíricos e teóricos do


conhecimento científico estão profundamente
relacionados e não podem ser desenvolvidos
de forma isolada.
Métodos Empíricos

Deriva do grego antigo, significa em prova, quer


dizer, um procedimento fundado na prática,
na experiencia.

1. A Observação.

2. Medição.

3. Experimentação.
Conteúdo da aula:

 OS MÉTODOS TEÓRICOS
DA INVESTIGAÇÃO
CIENTÍFICA.
OS MÉTODOS TEÓRICOS DE INVESTIGAÇÃO

1) A Análise e a Síntese.
2) A abstração e a Integração.
3) A Dedução e a Indução.
4) O Método Hipotético – Deductivo.
5) O Método Histórico.
6) O Método Dialéctico.
7) O Método de Modelação.
8) O Método Genético.

9) O Método Sistémico (Método Sistema)


MÉTODOS TEÓRICOS

1) A ANÁLISE E A SÍNTESE:

Análise e síntese são dois termos provenientes


do grego, que significam literalmente
"descomposição" e "composição"
MÉTODOS TEÓRICOS

A análise é um processo do pensamento mediante o


qual o objecto, processo ou fenômeno pesquisado se
descompõe em suas partes para que as mesmas sejam
estudadas de modo integral e assim chegar o seu
conhecimento multilateral, compreender a estrutura de
um todo e delimitar o essencial do que não é.

Mediante a análise chega-se ao conhecimento das


partes, porém requer-se chegar a compreender as
relações e nexos entre elas, passar da unidade a
diversidade.
MÉTODOS TEÓRICOS
A síntese consiste na união mental das partes
previamente analisadas num todo harmônico
com o fim de revelar as relações essenciais e as
características mais gerais do objecto de
pesquisa. Mediante a síntese se chega à
sistematização do conhecimento científico.

Ambos os procedimentos, análise e síntese constituem


uma unidade indissoluvelmente ligada. Ambos
constituem processos lógicos que se complementam
reciprocamente e se encontram subordinados as
exigências gerais do método dialético.
MÉTODOS TEÓRICOS

2) A ABSTRAÇÃO E A INTEGRAÇÃO:

Abstração e integração são dois procedimentos


da pesquisa teórica que também formam um par
dialético de categorias que permitem ao
pesquisador a assimilação da realidade na sua
pensamento.
MÉTODOS TEÓRICOS
A abstração, vocábulo derivado do latim e que significa
"isolamento" consiste na separação mental de algumas
ou várias propriedades do objecto e suas relações que
sejam acessíveis aos órgãos sensoriais tratando de
descobrir os nexos (vínculos) ocultos e inacessíveis ao
conhecimento empírico.

Como resultados da abstração se descobrem conceitos


e categorias os quais tem o carácter do reflexo
essencial da realidade concreta no pensamento.

Exemplos de abstração são os termos: "infinito",


"natureza", "matéria", "consciência", "valor", "ideia", etc.
MÉTODOS TEÓRICOS

A integração, significa a união das abstrações no


pensamento com fins de generalização e de
passar do abstrato ao concreto. O concreto é a
síntese de vários conceitos do pensamento.
É o conhecimento mais profundo e de maior
conteúdo.

O processo do conhecimento inclui: O


movimento do concreto sensorial em direção ao
abstrato, O movimento do abstrato em direção
ao concreto no pensamento.
MÉTODOS TEÓRICOS

3) O DEDUÇÃO E A INDUÇÃO Galileo Galilei


(1564 – 1642)

A dedução é uma demonstração ou inferência de uma


asseveração individual, singular (consequência), a partir
de uma ou várias asseverações gerais, universais
(premissas) aplicando as leis da lógica. Em resumo é
uma inferência do geral ao particular.

A indução, como forma de razoamento, faz possível a


passagem dos factos singulares aos princípios e
proposições gerais. No enfoque dialético da pesquisa, a
dedução e a indução são procedimentos da assimilação
teórica da realidade que se complementam.
MÉTODOS TEÓRICOS
Realmente, o indutivo se converte num
procedimento para passar do conhecido ao
desconhecido, da prática a teoria e vice-versa
em estreita relação com o dedutivo, ao qual vai
indissoluvelmente ligado e condicionado
Em princípio, na pesquisa dedutiva buscam-se
dados e factos que corroborem uma hipótese ou
teoria, entretanto, na pesquisa indutiva se
pretende descobrir uma teoria que explique ou
interprete os dados e factos obtidos mediante
métodos empíricos.
MÉTODOS TEÓRICOS

A relação: indução - dedução pressupõe que o


objecto, processo e fenómeno da realidade se
encontrem sujeitos a leis, regularidades e
tendências.
MÉTODOS TEÓRICOS
Isaac Newton
(1642 – 1727)

4) O MÉTODO HIPOTÉTICO - DEDUCTIVO


Desde sua primeira formulação por Isaac Newton no Século XVII
sua essência consiste em: Formular asseverações em forma de
hipóteses para tentar à explicação de dados e factos cumulados;
Comprovar as hipóteses formuladas deduzindo, juntos com os
conhecimentos já cumulados, conclusões; Confrontação das
conclusões deduzidas com novos factos e dados.

O Método Hipotético – Dedutivo, tem jogado um importante papel


metodológico na ciência. No mesmo intervem um conjunto de
procedimentos de grande valor como: a confrontação de factos, a
revisão e formação de conceitos; a formulação e verificação de
hipótese; a conciliação das hipóteses com outras proposições
teóricas.
MÉTODOS TEÓRICOS

A elaboração de inferências lógicas - dedutivas


se fundamenta na aceitação de que nos objetos,
processos e fenômenos existe determinado
ordenamento que permite descobrir
regularidades, tendências e leis, as quais se
formulam em forma de hipótese para assim obter
conclusões individuais.
MÉTODOS TEÓRICOS
5) O MÉTODO HISTÓRICO
O método histórico (ou tendências) é um método teórico para
estudar o objeto, processo ou fenômeno em suas diferentes
fases, de acordo com a seqüência cronológica, compreendendo a
sua evolução e desenvolvimento, a fim de descobrir as
tendências.
A aplicação do método histórico implica a aceitação da evolução
da natureza, da sociedade e do pensamento
Trata-se de estabelecer: as condições de desenvolvimento, suas
principais etapas; suas tendências básicas, as ligações dos
fenômenos estudados em tempo, transições de baixo para cima,
etc.
Com a ajuda do método histórico pode ser formalmente
estabelecido semelhança análoga entre processos e inferir
algumas conclusões sobre tendências.
MÉTODOS TEÓRICOS
6) O MÉTODO DIALÉCTICO.
G.W.F. Hegel
(1770 – 1831)

O método dialético facilita o estudo do objeto, revelando


as relações entre seus componentes, as leis mais gerais
do desenvolvimento da natureza, da sociedade e do
pensamento.

A principal categoria do método dialético é a contradição


que leva ao movimento, mudança, desenvolvimento,
que estão sujeitas a todos os objetos, processos e
fenômenos naturais e sociais.
MÉTODOS TEÓRICOS
A dialéctica como método se fundamenta na teoría das
contradições com o qual se explica o desenvolvimento
por meio de:
As tranformações;
Os câmbios quantitativos a qualitativos;
Os saltos a partir da negação do momento inicial do
desenvolvimento e a negação posterior desta mesma
negação;
A unidade que forma todo sistema cujos componentes
encontram-se em constante luta de contrários;
Mediante contradições (antagónicas ou não) que
conduzem a seu desenvolvimento.
MÉTODOS TEÓRICOS

Portanto, o método dialéctico de pesquisa


teórica baseia-se nestas leis a procura de
câmbios qualitativos que afectam a estrutura
do objecto de estudo provocando a aparição
de um novo objecto com propriedades,
funções, estrutura e relações diferentes.
MÉTODOS TEÓRICOS

7) O MÉTODO DE MODELAÇÃO.

A modelação consiste em substituir o objecto da pesquisa por


um modelo, o qual representa um reflexo da realidade. A
construção do modelo se sustenta na lógica da ciência. O
modelo baseia-se na unidade sujeito - objecto de modo que o
pesquisador realiza abstrações e aplica procedimentos lógicos
de assimilação teórica da realidade permitindo em certas
condições, situações e relações, substituir o objecto.

Em determinadas ciências são comuns: Os modelos físicos,


quando o modelo tem a mesma natureza física que o objecto;
Os modelos matemáticos quando a natureza do modelo é
distinta a do objecto
MÉTODOS TEÓRICOS
Em determinadas ciências são comuns: Os modelos
físicos, quando o modelo tem a mesma natureza física
que o objecto; Os modelos matemáticos quando a
natureza do modelo é distinta a do objecto
A modelação facilita o estudo do objecto, porém deve
sublinhar-se que quando analisamos as possibilidades
destes sistemas não deve perder-se de vista:
A analogia entre o modelo e o objecto; Os limites do
modelo.
Se este processo é correctamente conduzido à
pesquisa do modelo arrojará conclusões e informações
válidas acerca do objecto.
MÉTODOS TEÓRICOS
8) O MÉTODO SISTÉMICO.
É um método lógico de pesquisa teórica conforme o qual se
identifica uma parte elementar do objecto na qual se observam
todos os componentes e relações do objecto total e que se
identifica como célula do mesmo.
Estudando dita célula se podem extractar conclusões acerca do
objecto. Essa célula não pode subdividir-se, pois se perderiam as
propriedades essenciais que caracterizam ao objecto.
O caso mais típico e que dá nome ao método é justamente a
célula animal ou vegetal nas ciências biológicas.
Como pode observar-se, o método genético enlaça-se com outros
métodos lógicos da pesquisa teórica de maneira que os aplicando
em forma de sistema pode alcançar-se o conhecimento da
realidade.
MÉTODOS TEÓRICOS
9) O MÉTODO SISTÉMICO.

Dado que a vida se apresenta em forma de sistema, seu


reflexo mediante a pesquisa como forma de alcançar
seu conhecimento deve ter também forma de sistema.

O método sistêmico de pesquisa tem como fim


modelar o objecto mediante o estudo de suas
partes e componentes assim como das relações
entre eles. Pesquisa-se por um lado à estrutura e
por outro lado seu desenvolvimento
MÉTODOS TEÓRICOS

A estrutura dos objectos, processos ou fenómenos que


se pesquisam expressa a conexão e relação recíproca
entre as suas partes e componentes. Estas relações se
encontram sujeitas a leis que são dependentes da
natureza do sistema.

Todo sistema se encontra em constante movimento,


câmbio e desenvolvimento, sua estrutura permanece,
em essência, invariável até que ocorre um salto
qualitativo que o converte em outro distinto.
MÉTODOS TEÓRICOS

Do anterior se desprende que na pesquisa


científica resulta tão importante estudar cada
componente de um sistema como sua
estrutura.
Responda a seguinte pergunta:

a) Liste os principais métodos teóricos


de investigação científica.
Tarefa de investigação:

Todo trabalho de investigação científica


emprega métodos empíricos e teóricos

Expresse seu critério sobre a aplicação de


estes métodos num trabalho determinado. (Cada
aluno deve entregar uma folha escrita)
Referências (Bibliografía)

1. Díaz Duque, José A.: Metodologia da


Investigação Científica, 2009.
2. Materiais preparados pelo docente. 2017
Conteúdo da próxima aula:

O Desenho da Investigação Científica


As perguntas a seguir será na próxima aula para
avaliação individual dos alunos:

Responda as seguintes perguntas:

a) Explique as diferenças entre os métodos,


procedimentos e técnicas de investigação. .

b) Explicar as características essenciais dos métodos


empíricos e teóricos da pesquisa científica

c) Menciona os métodos de pesquisa empírica que


você conhece.