SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS MIGUEL RICARDO CUNHA JOSÉ RODRIGUES

ROCHA NETO JEAN FLÁVIO SILVA SOUZA DANIELE ROSA LEITE SANDRA

PRODUÇÃO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR EM GRUPO

Montes Claros 2012

Orientador: Profª.Universidade Norte do Paraná. Maria Cristina Soares da Silva Montes Claros .2 MIGUEL RICARDO CUNHA JOSÉ RODRIGUES ROCHA NETO JEAN FLÁVIO SILVA SOUZA DANIELE ROSA LEITE SANDRA PRODUÇÃO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR EM GRUPO Trabalho apresentado ao Curso Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da UNOPAR . visando identificar as práticas de recrutamento e seleção de pessoal. remuneração e benefícios. auditoria em recursos humanos e legislação trabalhista de organizações.

3 2012 .

4 1 – SUMÁRIO .

nº. auditoria em recursos humanos e a aplicação de legislação trabalhista nas organizações envolvidas. Este trabalho visa identificar as práticas de recrutamento e seleção de pessoal. que tem sede localizada à Rua Dom Pedro II.5 ATIVIDADE DE PORTFÓLIO 2 .. focos deste estudo.INTRODUÇÃO As organizações. no município de Francisco Sá/MG.. Serão comparados ainda os dados obtidos identificando oportunidades de melhorias e sugerindo reformulações ou intervenções. A Cooperativa dos Trabalhadores Rurais de Francisco Sá . bairro Centro – Montes Claros/MG e atua no ramo de Hotelaria e a Cooperativa dos Trabalhadores Rurais de Francisco Sá Ltda. são a empresa Thurmoc Turismo e Hotelaria Montes Claros Ltda. O trabalho foi desenvolvido conforme informações dos Assistentes de Rh das respectivas organizações. remuneração e benefícios. conhecida popularmente pelo seu nome fantasia “Hotel Monterey” é uma empresa do ramo de hotelaria fundada na década de 60 . bairro João Gonçalves. A Thurmoc Turismo e Hotelaria Montes Claros Ltda. nº 411. 360. situada na Avenida JK..

jamais poderemos substituir o que existe de mais humano: a criatividade.DESENVOLVIMENTO Atualmente as organizações estão cada vez mais investindo em pessoas. é possível observar uma escassez muito grande desta visão em várias empresas no Norte de Minas Gerais. no que diz respeito principalmente no processo de recrutamento e seleção. o qual deixa de ser somente baseado na experiência e na capacidade técnica dos candidatos e passa a valorizar o ser humano. No entanto. O processo de recrutamento e seleção no Hotel Monterey e na Cooperativa dos Produtores Rurais de Francisco Sá não é feito por um profissional qualificado. o aprendizado e a vontade de vencer de cada pessoa. Por mais que se tenha avanço tecnológico. pois estão descobrindo que as empresas não são feitas somente de máquinas e equipamentos. pois o perfil das organizações descritas nesta pesquisa corresponde ao da maioria das empresas nesta região do Estado. Neste processo.6 3 . surge a valorização do departamento de recursos humanos. . com suas habilidades e competências.

caso contrário. da manutenção das instalações e dos equipamentos da empresa ou mesmo tratar bem os clientes. garantindo a sustentabilidade. Talvez aí esteja o verdadeiro diferencial competitivo das organizações vencedoras. a falta de incentivo à educação. . não importa muito. Portanto não se pode esperar nada de uma instituição que não se importa com o que ela tem de melhor. por exemplo. É preciso motivá-las. formação ou informação). conseguir aumentar a produtividade de cada um deles.CONCLUSÃO O que podemos abstrair do cenário atual do grupo Transnorte é que não basta atrair pessoas de talento. o funcionário poderá pensar que zelar pela aparência do local de trabalho ou de sua aparência pessoal. também. dificilmente alguém empunhará a bandeira em nome do investimento pessoal. Se a empresa não dá bons exemplos. conseqüentemente. assim. as quais conseguem encantar os clientes e elevar a força de vendas a patamares que as blindam de concorrentes menos atentos. Todas estas atitudes devem levar em conta o crescimento econômico ajustado à proteção do meio ambiente na atualidade e para as gerações futuras. recursos insuficientes para treinamentos. É necessário que se desenvolvam ferramentas que meçam o nível de satisfação dos funcionários. O problema reside quando a organização não valoriza seus colaboradores (como. pois só assim ela conseguirá motivar cada vez mais os seus colaboradores e.7 4 . para que elas busquem o crescimento profissional e pessoal. Medir a satisfação dos funcionários é vantajoso para a empresa.

Clima e Cultura Organizacional – Módulo II. Gestão de Pesoas I – Módulo V.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BACCARO. RICIERI. Ética e Responsabilidade Social – Módulo II. Denise Morselli Fernandes. Marilucia. Psicologia Organizacional e do Trabalho – Módulo II. Elisete Alice Zampronio de. BRUNETTA. 2009. . Lisneia Aparecida. São Paulo: Pearson Education do Brasil. Thais Accioly. São Paulo: Pearson Education do Brasil. Comunicação. Nádia. CALDEIRAO. OLIVEIRA. 2009 BAZOLI. Larissa Zamarian. DUCCI. RAMPAZZO. São Paulo: Pearson Education do Brasil. Thiago Nunes. 2010. São Paulo: Pearson Education do Brasil. .8 5 . 2009.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful