Você está na página 1de 31

PSICOLOGIA

ORGANIZACIONAL
(Mayvonne Morais)
E o que a
PSICOLOGIA tem a
ver com isso?
1. O trabalho pode ser classificado
como uma atividade que compromete
SONDAGEM a subjetividade, uma vez que as
ações do indivíduo são
INICIAL ‘subordinadas’?

2. As relações interpessoais no
ambiente de trabalho são
condicionadas a respostas e
estímulos, tornando o ambiente
propício a interações ‘não-
autênticas’?

3. O indivíduo fortalece sua autoestima


no desenvolvimento de seu trabalho
(por sua natureza, empenho e
relações ali existentes)?

4. O trabalho é a principal organização


formadora de objetivos à vida do
indivíduo?
Que COMPORTAMENTOS? Que PERFIS?
“ O homem se humilha e castram seus sonhos –
Seu sonho é sua vida e a vida é o trabalho...
E sem o seu trabalho o homem não tem honra,
Sem a sua honra ‘se morre’, se mata!...”

(Gonzaguinha)
TRIPALIUM:

instrumento de tortura
do exército romano
composto por três
paus.

Enviar alguém ao
tripalium era sinônimo
de obrigar ao
sofrimento, dor e
exaustão
PSICOLOGIA é a ciência do comportamento humano
e (não humano),da cognição,da emoção e da
motivação.

Psicologia Clínica lida com as desordens emocionais


e problemas psicológicos.

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL compreende e


intervêm em relação a fenômenos e processos
relativos ao mundo do trabalho e das organizações:
explora, analisa, compreende e interage as múltiplas
dimensões que caracterizam as pessoas, grupos e
organizações.
Como promover INTEGRAÇÃO, se não entendermos o que isto
significa e como as pessoas ‘funcionam’, para poderem se
integrar ?

Como DESENVOLVER pessoas se não entendermos como


funciona o desenvolvimento humano em todas as suas
dimensões: física, mental, emocional, social, psicossexual,
espiritual?

Como gerar retorno de investimento, bons RESULTADOS, se


não tivermos pessoas trabalhando felizes e que encontrem na
sua atividade profissional a fonte de sua auto-realização ?

Como gerar resultados sem MOTIVAÇÃO? Como despertá-la


sem satisfazer as necessidades humanas?
F Da gestão das mudanças, pelas quais a organização tem e terá
sempre de passar, do relacionamento interpessoal, buscando mediar

A os conflitos e levar as pessoas a perceberem que podem encontrar


soluções de ganha-ganha.

C Do desenvolvimento pessoal e profissional, identificando,

I estimulando, direcionando, criando possibilidades para que as


pessoas percebam, em que aspectos podem melhorar.

L Da integração, ajudando e preparando as lideranças para saberem

I lidar com as PESSOAS, pois cada líder, deve ser um GESTOR DE


RECURSOS HUMANOS, pois ele tem de estar próximo de sua

T equipe, formando times, desenvolvendo as pessoas, potencializando


os talentos.

A Da satisfação pessoal, procurando através de pesquisas de clima e

D intervenções compatíveis, contribuir para que a organização seja um


ambiente propício à satisfação das necessidades individuais,

O procurando colocar as pessoas em atividades que correspondam ao


seu perfil e às suas expectativas.

R Do ajustamento/integração do indivíduo à cultura organizacional.


Psicologia ORGANIZACIONAL

“ O homem se realiza no AMOR e


no TRABALHO”.
(Freud)

FRONTEIRAS:

1. Indivíduo
2. Trabalho
3. Sociedade

“ O que o homem PRODUZ é o que ele É”! (Karl Marx)


A Psicologia ORGANIZACIONAL se divide:

INDUSTRIAL ORGANIZACIONAL

• Recursos Humanos • Movimento das relações


• Foco na tarefa humanas
• Gerencia a eficiência • Foco no indivíduo
organizacional por meio • Preocupa-se em
do RH. compreender o
• Eficiência de projetos, comportamento
seleção, treinamento e individual e aumentar o
avaliação de desempenho. bem-estar.
O PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL atua em:
atividades relacionadas a análise e desenvolvimento
organizacional;

ação humana nas organizações;

desenvolvimento de equipes;

consultoria organizacional, seleção, acompanhamento e


desenvolvimento de pessoal;

estudo e planejamento de condições de trabalho;

estudo e intervenção dirigidos à saúde do trabalhador;

desenvolve, analisa, diagnostica e orienta casos na área


da saúde do trabalhador, observando níveis de
prevenção, reabilitação e promoção de saúde.
O PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL :
 Participa de programas e/ou atividades na área da
saúde e segurança de trabalho, subsidiando-os quanto a
aspectos psicossociais para proporcionar melhores
condições ao trabalhador,

 Atua como consultor interno/externo, participando do


desenvolvimento das organizações sociais, para facilitar
processos de grupo e de intervenção psicossocial nos
diferentes níveis hierárquicos de organizações,

 Planeja e desenvolve ações destinadas a equacionar


as relações de trabalho, o sentido de maior produtividade
e da realização pessoal dos indivíduos e grupos inseridos
nas organizações, estimulando a criatividade, para buscar
melhor qualidade de vida no trabalho (QVT)
O PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL :
 Participa do processo de desligamento de funcionários
de organizações, em processos de demissões e na
preparação para aposentadorias;

 Elabora, executa e avalia, em equipe multiprofissional,


programas de desenvolvimento de recursos humanos;

 Participa dos serviços técnicos da empresa,


colaborando em projetos de construção e adaptação dos
instrumentos e equipamentos de trabalho ao homem, bem
como de outras iniciativas relacionadas a ergonomia;

 Realiza pesquisas e ações relacionadas à saúde do


trabalhador e suas condições de trabalho;
O PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL :
 Participa da elaboração, implementação e
acompanhamento das políticas de recursos humanos;
 Elabora programas de melhoria de desempenho,
aproveitando o potencial e considerando os aspectos
motivacionais relacionados ao trabalho;
 Atua na relação capital/trabalho no sentido de
equacionar e dar encaminhamento a conflitos
organizacionais, e
 Utiliza métodos e técnicas da psicologia aplicada ao
trabalho, como entrevistas, testes psicológicos, provas
situacionais, dinâmicas de grupo, etc, para subsidiar as
decisões na área de recursos humanos como: promoção,
movimentação de pessoal, incentivo, remuneração de
carreira, capacitação e integração funcional e promover,
em consequência, a autorrealização no trabalho.
A Psicologia ORGANIZACIONAL
compreende:
PSICOLOGIA DO GESTÃO DE PESSOAS PSICOLOGIA
TRABALHO ORGANIZACIONAL
• Recrutamento e • Atitudes, percepções,
•Mercado de trabalho, seleção, emoções
• Análise de trabalho • Educação e • Motivação, satisfação,
(cargos), treinamento, • Liderança, processos
• Desemprego, • Avaliação de decisórios,
• Desempenho/fatores, desempenho, • Gestão, poder e
• Saúde e estresse no • Planos de carreira, conflito,
trabalho. • Desenvolvimento • Cultura organizacional,
gerencial. • Processos de
mudança.
ÁREAS DE ATUAÇÃO:

• Empresas de consultoria 32%


• Companhias privadas 15%
• Universidades 38%
• Governo 7%
• Outros 8%
ESTUDO DE CASO I:
A Empresa GERBO passava por sério descrédito quanto à existência de
um RH ativo e promotor do bem-estar: existiam muitos profissionais
sobrecarregados e um alto índice de absenteísmo, muitas queixas de
maus tratos por parte dos supervisores era de conhecimento público,
conflitos de papeis tomavam proporções emocionais que comprometiam
o clima a as atividade (promovendo queda de produtividade) e muitos
dos colaboradores foram postos na empresa por ‘apadrinhamento’.

O gestor do referido departamento tinha um perfil narcisista e negava


existirem problemas relacionados ao seu trabalho afirmando que “não
fora contratado para ser bonzinho pra ninguém, mas para trazer
produtividade à empresa”. Não se envolvia nos conflitos e intervia
apenas com convocações, à sua sala, para fazer aconselhamentos aos
colaboradores mais ‘trabalhosos’.

QUE AÇÕES PRECISARIAM SER TOMADAS QUANTO


À GESTÃO DO DEPTO. DE RH E PERFIL DE SER
GESTOR?
ESTUDO DE CASO II:
JÚNIOR era um rapaz simpático, dado a boas relações e adepto à grifes
mais famosas do mundo: ostentava seu ‘estilo’ da mesma forma que seus
atributos físicos, referindo-se, incansavelmente, às experiências de
viagens internacionais e novos lançamentos da indústria automobilística
nas reuniões da empresa. Filho único, seu temperamento exasperado se
mostrava sempre que pessoas com perfis dominantes demonstravam
abertamente posições contrárias às suas opiniões, angariando – por esta
postura – antipatia de muitos gestores que o tinham como ‘filhote
mimado’...

Estudante de Administração, era o natural sucessor da empresa e


confrontava de forma enfática algumas práticas administrativas de seus
pais, então diretores, figuras centralizadoras e descrentes de seu
potencial para manter e desenvolver os negócios...

COMO DESENVOLVER UM POTENCIAL SUCESSOR


MEDIANTE TAIS CONSTATAÇÕES?
ESTUDO DE CASO III:
O número de atestados médicos tinha chegado ao ápice na indústria em
relação àquele ano. O pessoal da CIPA se reuniu com o SESMT para
discutir sobre as condições de trabalho que estavam acarretando tais
prejuízos à saúde do trabalhador, já de posse de um plano de
investimentos para reestruturação – sob pena de formalizarem uma
denúncia no TEM caso a empresa não seguissem suas orientações.

Na reunião os Técnicos de Segurança do Trabalho conseguiram


apresentar diversos atestados médicos visivelmente fraudados pelos
colaboradores faltosos, sendo um deles, inclusive, integrante da CIPA.
Também nesta reunião conseguiu-se identificar que tais ocorrências se
davam mais em dois setores da produção...

QUE MEDIDAS ADOTAR COM O FIM DE


OPORTUNIZAR UMA MELHOR COMPREENSÃO
ACERCA DA RESPONSABILIDADE DO
TRABALHADOR E EMPRESA QUANTO À SATISFAÇÃO
E SAÚDE NO TRABALHO?
NÍVEIS DE ATUAÇÃO:

Individual
Grupal
Organizacional
Ambiental
HISTÓRIA da Psicologia ORGANIZACIONAL:
1913- Publicação do primeiro compêndio de Psicologia
Organizacional:
Psicólogos experimentais estavam interessados em aplicar novos
princípios da psicologia para resolver problemas em organizações.
1917- Desenvolvimento dos principais testes psicológicos.
1921- primeiro PhD em Psicologia Organizacional

Influência do Trabalho de Taylor - estudo da produtividade.

Princípios da Administração Científica:


a) Cada trabalho deve ser analisado, para que o modo otimizado
de executar as tarefas possa ser especificado.
b) Os funcionários devem ser selecionados de acordo com as
características do trabalho.
c) Os funcionários deve ser treinados.
d)Os funcionários devem ser recompensados por sua produtividade
para incentivar o desempenho.
HISTÓRIA da Psicologia ORGANIZACIONAL:
Influência da engenharia e psicologia - Frank e Lillian Gilbreth:
O estudo do tempo e movimento.

1924 - Estudos de Hawthorne - aspectos sociais das


organizações afetam o comportamento e desenvolvimento do
funcionário. Estudo sobre a influência da luminosidade.

Influências da segunda Guerra Mundial – 1939 (testagem


psicológicas, treinamento, avaliação de desempenho,
desenvolvimento de equipes).

1964 – a Lei que protege os direitos dos cidadãos é aprovada


nos EUA.

1970 - a APA aceita a Psicologia Organizacional e Industrial.

1991- a lei que favorece os americanos com invalidez é


aprovada nos E.U.A.
MOVIMENTOS INOVADORES:
Movimento 1: práticas consolidadas e tradicionais são
renovadas

• Análise do trabalho: processo de mudança


• Recrutamento e seleção: Diminui o peso dos testes psicológicos.
• Treinamento: fatores de competitividade, autogerenciamento no
processo de crescimento pessoal e profissional.
• Avaliação de desempenho.

Movimento 2: novas práticas são incorporadas, ampliando as


propostas de intervenção

Administração de pessoal

• Planejamento e enriquecimento de cargos


• Movimentação e desligamento de pessoas
• Remuneração e benefícios
• Planejamento de recursos humanos
MOVIMENTOS INOVADORES:
Movimento 2: novas práticas são incorporadas, ampliando as
propostas de intervenção

Qualificação
• Desenvolvimento de carreiras e planos de sucessão
• Desenvolvimento gerencial
• Desenvolvimento de equipes

Condições de trabalho e Higiene:


• Segurança e prevenção de acidentes
• Ergonomia
• Saúde ocupacional
• Programas de ajustamento e bem-estar
• Assistência psicossocial
Relações de trabalho:
• Programas de integração e socialização
• Regulação de conflitos
• Mudanças nos padrões de gestão
• Mudanças na organização do trabalho
• Mudanças organizacionais
• Programas de qualidade de vida no trabalho
• Programas de qualidade total
MOVIMENTOS INOVADORES:
Movimento 3: amplia-se o nível de Intervenção frente aos
problemas organizacionais e do trabalho

Do foco no indivíduo há um movimento consistente para entender e


intervir sobre questões organizacionais mais amplas.
Consideração da gestão de recursos humanos integrada e
estratégica.
Amplia-se o reconhecimento de que a pesquisa é uma prática
indispensável para fundamentar as intervenções organizacionais.
Além de propiciarem o conhecimento da realidade, funcionam
como estratégias de participação dos empregados.
Do plano das técnicas (aplicar instrumentos para solução de
problemas específicos) a atuação evolui para os planos das táticas
e estratégias e, finalmente, para o plano da formulação de políticas
para as ações organizacionais.
Psicologia ORGANIZACIONAL
- Resumo Histórico -

INÍCIO

 Luigi Patrizi (Estudo sobre a FADIGA, em 1889, na


Itália).
 Depois, à época da 1ª Guerra Mundial – TESTES DE
INTELIGÊNCIA/ aptidões, por Robert Hierkes (1917), nos
EUA, para os ‘alistados’.
 Em 1947, PIERRE WEIL, cria o INV (aplicado a
trabalhadores da lavoura, no Brasil).
 A partir de 1980: ‘Política de Saúde do Trabalhador’ no
Brasil.

SAÚDE OCUPACIONAL
Psicologia do Trabalho e Saúde Mental

COMPREENDER,
PREVER e DESEMPENHO
CONTROLAR o
comportamento
do homem no
trabalho, bem
como ajudar as
organizações a
definirem e BEM-ESTAR
alcançarem suas
ESTRATÉGIAS.
Psicologia do Trabalho e Saúde Mental

- GESTÃO de pessoas e processos


- CONFLITOS / CRISES
- PRESSÕES / ESTRESSE
- PERDAS/DANOS
- PRÁTICAS INTEGRADORAS
- AVALIAÇÕES de desempenho/conduta
- COACHING e NEGOCIAÇÕES

DESEMPREGO

- MEIO e suas interferências


- AUTO-CONCEITO formado
- OBJETIVOS traçados
mayvonne.morais@hotmail.com