Você está na página 1de 11

NUTRIÇÃO E DIETÉTICA

Prof. Ebson Santos Moreira da Silva


Nutricionista
em.nutricao@hotmail.com
HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO
 Veio acabar com a medicina baseada em magias e
superstições, apostando num caminho científico.
Hipócrates há vinte e cinco séculos atrás, reconhecia a
importância do consumo de alimentos para a saúde,
afirmando que “ QUE A COMIDA SEJA TEU ALIMENTO E
QUE O ALIMENTO SEJA O TEU REMÉDIO”. observou
também que os indivíduos obesos morriam
precocemente.
 Para Hipócrates, a
atividade física e a
alimentação eram fatores
preponderantes para a
saúde, pois preservavam-
na e suplementavam a
medicina que alterava o
corpo, mudando do estado
adoentado para o normal.
A história da nutrição pode ser
dividida em três fases:
 a primeira, chamada era naturalística (400 a.C. a 1750 d.C.),
as pessoas tinham idéias muito vagas sobre os alimentos,
surgindo vários tabus, poderes mágicos ou valor
medicinal para os mesmos.

 Entre 1750 e 1900 d.C, a nutrição passou pela era químico-
analítica, iniciada pelo francês Antoine Lavoisier,
considerado o "Pai da Nutrição", cujo trabalho, no século
XVIII, abrangeu o estudo da respiração, da oxidação e da
calorimetria, sempre relacionadas com a utilização da
energia proveniente dos alimentos.

 Por volta de 1900 até os dias atuais, inicia-se a era
biológica, que visa determinar as relações entre os
nutrientes, seus exatos papéis biológicos, e as
necessidades dietéticas humanas.
TEMPOS ATUAIS
A alimentação vem sendo tratada sob o foco
da prevenção dos problemas de saúde e
incorporado como um direito humano
básico.
A compreensão básica da
 Atualmente, sabemos que uma expressão “direitos humanos”,
revelada a nível internacional,
 alimentação saudável e significa aqueles direitos
equilibrada está relacionada inerentes à todos os seres
diretamente com a prevenção e humanos, independentemente de
tratamento de diversos tipos sexo, cor, etnia, religião,
de doenças. Principalmente as condição socioeconômica,
DCNT. cultural, educacional e/ou
profissional. Estes mesmos
direitos, revelados na Carta
Política de um país, tornam-se
“direitos fundamentais”.
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA
 A disciplina nutrição e dietética é uma disciplina
instrumental na formação do profissional de
enfermagem, mais com diversas possibilidades
de aplicações práticas no cuidado a saúde.

 Considerando que a alimentação é um dos fatores
determinantes das condições de saúde dos
indivíduos, a disciplina nutrição e dietética
possibilita a integração de diversos conteúdos
das disciplinas instrumentais, assim como a sua
aplicação prática nas disciplinas
profissionalizantes.
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

 NUTRIÇÃO

 É um processo pelo qual o organismo recebe e transforma


os alimentos, retirando e utilizando a substâncias
necessárias á manutenção da vida.
ALIMENTAÇÃO
É o ato de combinar e levar o alimento à
boca.

Fatores Associados

Condições sócio-econômica;
Disponibilidade local dos alimentos;
Preços dos alimentos;
Condições de plantar os alimentos;
Condição cultural no meio em que se
vive (Rural ou Urbano);
Religião, crenças e tabus alimentares;
Propaganda;
Informações dadas por profissionais
da saúde.
ALIMENTOS
 É toda matéria sólida ou líquida que, levada ao trato
digestivo, é utilizada para manter e forma os tecidos
corpo, regula processo corporais e fornece energia,
mantendo, desta forma, a vida.

Vegeta Tipo: Animal
 l

In natura Podendo ser consumidos na sua Cocção
forma:

Outro podem ser industrializados


e passam por diversos processos,
acrescentando várias substâncias
que podem ser prejudicial a
saúde: Sal, Açúcar em excesso e
Conservantes.
? DIET E LIGHT ?
 Alimentos Diet: Algum nutriente é retirado e substituído por
outro (Carboidrato, Gordura, Proteina, Sódio). Ex:
Coca-cola diet, é retirado o açúcar e substituí-se o
adoçante.

 “É importante que fique claro que nem todo alimento diet


apresenta uma diminuição significativa na quantidade de
calorias e, portanto, deve ser evitados pelas pessoas
que querem perde peso”.

 Alimentos Light: A quantidade de um nutriente é diminuída,
por tanto a uma redução de até 25% na caloria de um
determinado alimento light em relação ao alimento
convencional.
ALIMENTOS FUNCIONAIS Nutrientes Fontes Funções
Ácido graxos ômega 3 e 6 Peixes, algas marinhas, óleos Intervenção na coagulação
Possui grande quantidade (soja , girassol , oliva ) sanguínea;
Controle de processos
de substâncias benéficas ao inflamatórios

funcionamento do organismo.
Alicina Alho Redução do colesterol;
Aliina Função hipotensora;

Bactérias benéficas Bebidas lácteas com lactobacilos Aumenta da resistência a


(probióticos ) (leites fermentados ) infecções;
Bifidobactérias (Iogurte) Impedimento da localização
por bactérias patogênicas;
Redução do colesterol

Fibras alimentar (amido) Cereais (aveia, pão; As fibras dos cereais


Verduras ( repolho, brócoles, previnem doenças
couve-de-bruxelas), cardiovasculares;
Fontes de alimentos Leguminosas (feijão, lentilha e
vargem)
As verduras previnem
contra o câncer de colo e
funcionais de reto e reduz o
colesterol.

Flavonóides Vinho tinto Antioxidantes;


Uva Inibe a formação de
ateroma

Licopeno Tomate Proteção contra tumores no


pulmão, próstata e
estomago.

Vitaminas A,C E Frutas (Caqui, mamão, laranja, Antioxidantes


acerola, limão)
ALIMENTOS TRANGENICOS
 São alimentos geneticamente modificados, os quais são
criados em laboratórios com a utilização de genes de
espécies diferentes de animais, vegetais ou
microoganismo.

Vantagens Riscos


Podem produzir alimentos mais Podem causar alergias ou
nutritivos , maiores e seu cultivo danificar o sistema
 imunológico;
pode ser mais eficaz que o
convencional,

o poder de
armazenamento; Não há consenso do que se
refere aos efeitos, em
Auxilia a eliminação da utilização curto, médio e longo prazo,
de agrotóxicos na lavoura; sobre a saúde do ser
humano.
Aumenta a produtividade, baixando o
preço