Você está na página 1de 39

m   

 

m 
Definição de processo de enfermagem

Objectivos

Evolução histórica

Etapas do processo de enfermagem:

- Avaliação inicial

- Diagnóstico

- Planeamento

- Execução

- Avaliação
Definição de processo de enfermagem

!nstrumento que promove o desenvolvimento num estilo


de pensamento, que favorece as tomadas de decisão em
enfermagem. Este estilo de pensamento orienta os julgamentos
clínicos indispensáveis que se baseia num conjunto de
perguntas- respostas que permitirá ao enfermeiro chegar a uma
conclusão (diagnóstico).
Prevê que os cuidados estabelecidos por parte do
enfermeiro sejam orientados na avaliação do paciente e nos
dados fornecidos, para que o diagnóstico seja identificado.

É apenas um instrumento, como tal, pode ser bem ou


mal utilizado. A qualidade e o sucesso do seu uso depende de
quem o utiliza e do contexto onde é empregado.

m   



  





m ectivos do processo de enfermagem:

—anutenção da saúde;

Prevenção da doença;

Promoção da recuperação;

Restabelecimento do bem estar e plena actividade;

Apoio na morte serena.


Êvolução histórica do Processo de Ênfermagem

Aparecimento Publicação do º  ovo modelo do


da ideia de 
      processo de
processo de processo de enfermagem ( 
enfermagem enfermagem em   )
etapas

Ä 

Ä  Ä  Ä  Ä  Ä 

6  

 

 


6  

 
 

Ä -Ä 
Processo de Enfermagem em 4 fases: - Avaliação inicial
- Planeamento
- !ntervenção
- Avaliação
Estrutura para organizar o pensamento, no sentido de que os problemas dos
doentes fossem identificados e solucionados;
ecessidades de cuidado dos pacientes relacionavam-se, predominantemente, a
determinadas condições fisiopatológicas;
Processo instalado no ensino, identificação dos problemas com base na avaliação
do doente
 

 
 
Ä -Ä 

!nclusão da fase de 
 no processo de enfermagem

Processo de enfermagem em  fases: - Avaliação inicial

- Diagnóstico

- Planeamento

- !ntervenção

- Avaliação

Utilização de raciocínio clínico

!nterpretações mais complexas dos dados obtidos nas avaliações

Diagnósticos considerados na formação e na prática clínica do enfermeiro

Ä - AA ( R  


 R  ) publicou o º  
   

- Criação da primeira listagem de diagnóstico de enfermagem


 

 
 

De Ä  até aos dias de hoje

AA salientou a ênfase para os  


 e problemas dos cuidados de
enfermagem

Proposta de um novo modelo de processo de enfermagem ( OPT —odel- The


Outcome-Present State- Test —odel)

Processo de enfermagem com participação de cliente, carácter dinâmico e


processos de pensamento
R

  

Processo sistemático, organizado e continuo de colheita de dados, a
partir de diversas fontes.

Ä. Para que serve a colheita de dados?

2. Como/Quando são recolhidos esses dados?

. Que tipos de dados são recolhidos?


4. Quais são as suas fontes?

. Onde são armazenadas as informações?


. O que influencia a natureza da base de dados?

 
É indispensável e de alto nível intelectual;

Aplicado a todos os tipos de doentes;

Culmina a fase de avaliação inicial que é


fulcral no processo de enfermagem;
Diagnóstico —édico Diagnóstico de Enfermagem

Utilizam os mesmos métodos;

ecessitam de competências semelhantes;

—as ͙

Diferenciam-se no seu fulcro


 Organização formada nos anos  para promover a educação
relativa aos diagnósticos de enfermagem.

Três tipos de diagnóstico: Reais, alto-risco e bem estar;

Adoptou o conceito real de diagnóstico de enfermagem (anos );


Diagnóstico de Ênfermagem

Decisão clínica acerca das respostas do individuo, família ou


comunidade.

Base para a selecção das intervenções de Enfermagem.


Processo de Diagnóstico:

Precede de uma avaliação inicial

Recolha de informação sobre a pessoa;

Contribui para organizar os dados;


Ä 

 Análise e interpretação;

 

 Realização e validação das inferências;

 

 Comparação de dados e conjuntos de dados com

as características definidoras;

 

 !dentificação de padrões relacionados;

 

 Registo do diagnóstico de Enfermagem.
Padrões de Resposta Humana:

Sistema de classificação que ordenasse e agrupasse os


diagnósticos;

Taxonomia Ä(posteriormente Taxonomia !R)   Conferencia


da ADA;

Taxonomia 2  á está elaborada mas ainda não foi publicada


(Ä -Ä 2);
Padrões funcionais de Saúde

—ajory Gordon, anos ;

da taxonomia !R;
Diagnósticos de Ênfermagem Reais

Ä parte  resposta humana  sempre que possível da


listagem da ADA;

2 parte  actor relacionado;

 parte  Características definidoras pertinentes;

Programa PES  Problema, etiologia e sinais sintomas


Diagnósticos de Ênfermagem de Alto- risco

Decisão clínica de que o individuo é mais vulnerável ao


desenvolvimento de determinado problema;

actores de Risco.
Diagnósticos de Bem - estar

Decisão clínica acerca das respostas do individuo;

Promoção da Saúde e prevenção da doença;

Decisão clínica acerca do doente quando este está em fase de


transição;
mrientações para redigir um diagnóstico
ocar a resposta do individuo e não as necessidades deste;

͞Relacionado com͟ em vez de ͞devido a͟;

Usar os termos legalmente aceites;

ão fazer juízos de valor;


Evitar a inversão dos componentes do diagnóstico ;

Evitar o uso de dados únicos no primeiro componente de diagnóstico;

As duas partes do diagnóstico não devem ter o mesmo significado;

Expressar o factor relcionado em termos que possa ser mudado;


orma clara e concisa;
Pro lemas protocolados

Certas complicações fisiológicas que os enfermeiros observam


regularmente para detectar o respectivo inicio e evolução.
 !mplicações do diagnóstico de Ênfermagem:

Aspectos legais do diagnóstico de Enfermagem;

 Pensamento crítico e erros no processo de


diagnóstico
 !mplicações do diagnóstico de enfermagem
para a prática de enfermagem
6RRm

͞O trágico na vida não é o objectivo inatingível.


Trágico é não ter um objectivo a atingir.͟

Benamim Mays
6RRm

à  

Estabelecer prioridades;
Determinar os resultados esperados e estabelecer limites temporais para
o seu cumprimento;
!dentificar as intervenções (planos de acção);
Registar o plano de cuidados.
Ä
6  


  
        

de alta Ameaçam a vida e requerem acção


prioridade imediata

ão ameaçam directamente a vida da



  de média
pessoa mas podem desencadear

 prioridade
problemas de saúde físicos e mentais

de baixa
Exigem um mínimo de assistência
prioridade
 
 
 


Resultados esperados: Correspondem a descrições concretas do tipo de


comportamento que a pessoa adoptará se o plano de cuidados for bem sucedido.

Realistas

þ 

Aceitáveis
 


Congruentes

  


     

—otivam as pessoas a esforçarem-se;


Dão sentido às intervenções de enfermagem;
Proporcionam o sentimento de realização (ao utente e ao enfermeiro);
Dão ritmo aos cuidados de enfermagem;
Assinalam ao enfermeiro o momento da avaliação do cumprimento do resultado
esperado.
  
 
  

Rintervenções em enfermagem   




      
 

 
(com iniciativa própria)
  

  
(existe colaboração com
outros membros da
equipa de saúde)
þ 
 
 



m que são os planos de acção/cuidados em enfermagem ?

Referem-se a planos escritos que incluem os diagnósticos de enfermagem, os


resultados esperados e as intervenções de enfermagem.

Modelos mais frequentes de planos de cuidados:

Planos de cuidados de enfermagem para estudantes;


Planos de cuidados de enfermagem desenvolvidos individualmente;
Planos de cuidados de enfermagem padronizados;
Orientações práticas;
Planos de cuidados de gestão de caso ou protocolos;
Planos de cuidados de enfermagem computarizados.
Plano de cuidados de enfermagem desenvolvido
individualmente

—étodo mais antigo e tradicional;


Centra-se em necessidades especificas da pessoa e devem ser actualizados
sempre que a situação da pessoa muda;

´

 


!ndividualização Se não for actualizado não reflecte com
rigor os problemas do individuo

Elevado gasto de tempo no seu


processo de elaboração
Plano de cuidados de enfermagem padronizados

Elaborados comercialmente ou por uma determinada instituição de saúde;


Orientam os cuidados de enfermagem para pessoas com diagnóstico
específico;
São escritos à maquina, impressos e duplicados e disponibilizados nas unidades
de saúde adequadas.

´

 


Ajuda os profissionais devido ao
realce dado às intervenções de rotina Podem ser exaustivos

Pequena quantidade de redacção


necessária ao preenchimento das Requerem muito tempo de leitura
intervenções de rotina

ão são individualizados


 

Interesses relacionados