Você está na página 1de 34

Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 10º Ano – 2017/2018

PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)


Módulo 1/UFCD 6562: Prevenção e controlo da infecção: princípios básicos a considerar na prestação de cuidados de
saúde
Unidade Instrumentos Nº de
Conteúdos Programáticos Objectivos Específicos Recursos
Didática de Avaliação Aulas

Noções básicas de Microbiologia: - Identificar noções básicas de microbiologia. Quadro negro; Trabalhos de 67
- Introdução à microbiologia; grupo;
- Morfologia e estrutura de microrganismos: vírus, - Identificar os conceitos e princípios associados à Giz;
bactérias, fungos, parasitas; epidemiologia da infecção e cadeia epidemiológica. Análise de
- Nutrição de microrganismos; Computador; situações-
- Meios de cultura de microrganismos; - Identificar o papel das entidades e dos profissionais problema
- Crescimento microbiano; intervenientes na prevenção e controlo da infecção: Projetor de data-
- Ação de agentes físicos e químicos. orientações, medidas e recomendações. show; Atividades de
discussão.
Módulo 1 Epidemiologia da infecção - Identificar o enquadramento legal associado ao Retroprojetor;
UFCD 6562 - cadeia epidemiológica controlo da infecção. Pesquisa
- Microrganismos e patogenicidade; Transparências; documental.
- Reservatórios ou fontes dos microrganismos; - Identificar os conceitos de doença, infecção e
- Portas de entrada e de saída dos doença infecciosa. Material de Execução de
microrganismos; laboratório; trabalhos de
- Vias de transmissão; - Identificar situações de risco potenciadoras da casa e/ou na
- Hospedeiro e sua susceptibilidade; infecção associadas aos diferentes contextos de Fichas formativas. aula.
- Resistências anti microbianas. prestação de cuidados.
Apresentação
- Identificar a tipologia e utilização/funcionalidade dos oral de
diferentes equipamentos de proteção individual. trabalhos.

1
Princípios da prevenção e controlo da - Identificar as precauções básicas a ter com a Atividades
infecção, medidas e recomendações limpeza do fardamento, a vacinação e cuidados de práticas.
- Os conceitos de doença, infecção e doença higiene pessoal.
infecciosa; Execução de
- Programa Nacional de Prevenção e Controlo da - Explicar que o profissional de saúde pode ser um relatórios.
Infecção potencial hospedeiro e/ou vector de infecção.
associada aos cuidados de saúde; - Identificar as precauções básicas a ter no transporte Atividades de
- O papel das comissões de controlo de infecção de utentes. simulação
nas unidades de saúde; entre alunos.
- Enquadramento legal do controlo da infecção. - Identificar as precauções básicas a ter no transporte
de amostras biológicas de uma atuação global e Fichas
Conceitos básicos associados à infecção preventiva. formativas.
- Adquirida na comunidade;
- Nosocomial ; - Aplicar as técnicas de higienização das mãos, no Teste(s)
- Infecção Cruzada âmbito das tarefas associadas à prestação de sumativo(s) de
Exposição a risco biológico cuidados diretos, de acordo com orientações, avaliação do
- Conceito de agente biológico; medidas e recomendações da OMS e Programas módulo.
- Prevenção na exposição ao risco biológico; Nacionais.
- Tuberculose;
- Hepatite A, B e C; - Utilizar e descartar corretamente o equipamento de
- HIV. proteção individual adequado, no âmbito das tarefas
Potenciais alvos da infecção associadas à prestação de cuidados diretos, de
- O/A Técnico/a Auxiliar de Saúde como potencial acordo com orientações, medidas e recomendações
hospedeiro e/ou vector de infecção; da OMS e Programas Nacionais.

Situações de risco potenciadoras da infecção - Explicar a importância de se atualizar e adaptar a


- Os Contextos de prestação de cuidados novos produtos, materiais, equipamentos e
(institucionalização/comunidade) e especificidades tecnologias no âmbito das suas atividades.
na área da prevenção e controlo da infecção de
forma a prevenir a transmissão da infecção - Explicar a importância de manter autocontrolo em
(disseminação aérea, por gotícula e por contacto; situações críticas e de limite.

2
precauções com o equipamento, transporte e
alojamento do utente); - Explicar o dever de agir em função das orientações
- A prevenção das infecções associadas às do profissional de saúde.
unidades/ serviços específicos e recomendações
associadas: o isolamento, unidades de utentes - Explicar o impacte das suas ações no bem-estar de
imunodeprimidos, pediatria, unidades de cuidados terceiros.
intensivos, blocos operatórios, salas de parto,
laboratórios, consultas; - Explicar a importância da sua atividade para o
- A prevenção das infecções associadas à trabalho de equipa multidisciplinar.
prestação de cuidados específicos e
recomendações associadas; - Explicar a importância de cumprir as normas de
- O utente submetido a intervenção invasiva; segurança, higiene e saúde no trabalho.
- O transporte de utentes.
- Explicar a importância de agir de acordo com
normas e/ou procedimentos definidos no âmbito das
Precauções básicas e o equipamento de suas atividades.
proteção individual
- Equipamento de proteção individual (qual, - Explicar a importância de prever e antecipar riscos.
quando e como usar);
- Higiene das mãos (conceito, técnicas, - Explicar a importância de demonstrar segurança
procedimentos); durante a execução das suas tarefas.
- Uso adequado e seguro das barreiras protetoras;
- Cuidados de higiene pessoal; - Explicar a importância da concentração na execução
- Vacinação; das suas tarefas.
- Fardamento.
- Explicar a importância de desenvolver uma
capacidade de alerta que permita sinalizar situações
ou contextos que exijam intervenção.

Observações: Os 67 tempos lectivos de 45 minutos previstos para o Módulo 1 equivalem a 50 horas.

3
Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 10º Ano – 2017/2018
PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)
Módulo 2/UFCD 6572: Higiene, segurança e saúde no trabalho no sector da saúde
Unidade Instrumentos Nº de
Conteúdos Programáticos Objectivos Específicos Recursos
Didática de Avaliação Aulas

Módulo 2 1. Conceitos associados à Segurança Identificar os conceitos básicos de segurança, higiene e Quadro negro; Trabalhos de 67
UFCD 6572 Higiene e Saúde no Trabalho (SHST): saúde no trabalho. grupo;
1.1. Definição de trabalho, saúde, perigo, risco, Giz;
acidente, incidente, doença profissional, Análise de
doença relacionada com o trabalho, condições Identificar a legislação de enquadramento no âmbito da Computador; situações-
de trabalho, prevenção, proteção, avaliação de segurança, higiene e saúde no trabalho e sua aplicação problema.
risco, controlo de riscos. no sector da saúde. Projetor de data-
show; Atividades de
2. Legislação de enquadramento da matéria discussão.
no sector da saúde. Identificar os factores de risco profissional e princípios Retroprojetor;
gerais de prevenção associados ao serviço e função Pesquisa
3. Riscos profissionais: desempenhada. Transparências; documental.
3.1. Conceitos e terminologia;
Material de Execução de
3.2. Princípios gerais de prevenção. Identificar o conceito de ergonomia. laboratório; trabalhos de
casa e/ou na
Fichas formativas. aula.
4. Tipologia de riscos profissionais: Identificar os factores inibidores de bem-estar
4.1. Locais e postos de trabalho; associados ao ambiente de trabalho. Apresentação
oral de
4.2. Equipamento de trabalho; trabalhos.
Identificar os requisitos mínimos de segurança e saúde

1
4.3. Contacto com produtos químicos e a seguir na movimentação de cargas.
tóxicos; Identificar as principais doenças profissionais: tipologia
e causas. Atividades
4.4. Transporte de cargas; práticas.
4.5. Contacto com fontes eléctricas;
Explicar que as tarefas que se integram no âmbito de Execução de
4.6. Incêndio, inundação e explosão; intervenção do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde terão de relatórios.
ser sempre executadas com orientação e supervisão
4.7. Contacto com radiações. de um Profissional de saúde. Atividades de
simulação
entre alunos.
5. Medidas de prevenção, proteção e tipos Identificar as tarefas que têm de ser executadas sob
de atuação no âmbito da SHST: supervisão direta do profissional de saúde e aquelas Fichas
5.1. Sinalização de segurança no local de que podem ser executadas sozinho. formativas.
trabalho;
Teste (s)
5.2. Equipamentos de proteção individual e Aplicar as medidas de prevenção, proteção e tipos de sumativo (s)
colectiva; atuação no âmbito da higiene e segurança no trabalho. de avaliação
do módulo.
5.3. Rotulagem e armazenamento de
substâncias perigosas; Aplicar normas e procedimentos a adoptar perante uma
situação de emergência no trabalho.
5.4. Plano de emergência:
5.4.1. Situações de catástrofe (ex.: incêndios,
inundações, sismos…); Explicar a importância de se atualizar e adaptar a
5.4.2. Plano de evacuação. novos produtos, materiais, equipamentos e tecnologias
no âmbito das suas atividades.

6. Ergonomia:
6.1. Conceitos e objectivos; Explicar a importância de manter o autocontrolo em
situações críticas e de limite.
6.2. Requisitos mínimos de segurança e saúde

2
na movimentação manual de cargas;
Explicar o impacte das suas ações na interação e bem-
6.3. Factores ambientais inibidores do bem- estar de terceiros.
estar no trabalho:
6.3.1. Ruído; Explicar a importância da sua atividade para o trabalho
6.3.2. Vibrações; de equipa multidisciplinar.
6.3.3. Ambiente térmico;
6.3.4. Qualidade do ar;
6.3.5. Sistema de iluminação. Explicar a importância de cumprir as normas de
segurança, higiene e saúde no trabalho.
7. Principais doenças profissionais:
7.1. Definição legal e sua classificação;
Explicar a importância de agir de acordo com normas
7.2. Causas dos acidentes e das doenças e/ou procedimentos definidos no âmbito das suas
profissionais; atividades.

7.3. Estatísticas e impactos socioeconómicos.


Explicar a importância de prever e antecipar riscos.
Explicar a importância de demonstrar segurança
8. O âmbito de intervenção do/a Auxiliar de durante a execução das suas tarefas.
Saúde:
8.1. Tarefas a executar sob supervisão direta
de um profissional de saúde; Explicar a importância da concentração na execução
das suas tarefas.
8.2. Tarefas a executar sozinho/a, sob a
orientação e supervisão de um profissional de
saúde. Explicar a importância de desenvolver uma capacidade
de alerta que permita sinalizar situações ou contextos
que exijam intervenção.

Observações: As 50 horas previstas para o Módulo 2 equivalem a 67 tempos letivos de 45 minutos.

3
Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 10º Ano – 2017/2018
PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)
Módulo 3/UFCD 6571: Técnicas de posicionamento, mobilização, transferência e transporte
Unidade Instrumentos Nº de
Conteúdos Programáticos Objectivos Específicos Recursos
Didática de Avaliação Aulas

Módulo 3 A consequência da - Identificar a terminologia e os conceitos associados aos Quadro negro; Trabalhos de 67
UFCD 6571 imobilidade nos sistemas diferentes tipos de posicionamentos. grupo;
Giz;
orgânicos
- Identificar os diversos tipos de ajudas técnicas e Análise de
funcionalidade das mesmas. Computador; situações-
Técnicas de mobilização problema.
- Os Aspectos gerais a ter em - Identificar os diferentes tipos de transferência e princípios Projetor de data-
conta na mobilização associados. show; Atividades de
- As Ajudas técnicas discussão.
- Aplicar técnicas de posicionamento, mobilização, transferência Retroprojetor;
e transporte utilizando diferentes ajudas técnicas, tendo em Pesquisa
Técnicas de transferência conta as orientações do profissional de saúde a capacidade do Transparências; documental.
- Os princípios a aplicar nas indivíduo e os princípios de ergonomia e riscos associados.
transferências Material de Execução de
- Tipos de transferência: - Explicar a importância de demonstrar compreensão, paciência laboratório; trabalhos de
- A transferência da cama para a e sensibilidade na aplicação adequada de técnicas de casa e/ou na
cadeira ; posicionamento, mobilização, transferência e transporte. Fichas formativas. aula.
- A transferência da cama para a
maca - Explicar a importância de demonstrar segurança Apresentação
- A transferência do utente com durante a execução das suas tarefas. oral de
sistemas de soros, drenagens, trabalhos.
tubagens ou outros dispositivos - Explicar a importância de agir em função da capacidade de
- A transferência de utentes com

1
alterações comportamentais: autonomia do utente, e de valorizar pequenos progressos.
agitados ou imobilizados
- As ajudas técnicas de apoio na - Explicar a importância de prever e antecipar riscos na
transferência e suas aplicação adequada Atividades
funções de técnicas nos posicionamentos, mobilização, transferência e práticas.
- Guindaste; transporte.
- Tábua de transferência; Execução de
- Transferes. - Explicar a importância da concentração na aplicação adequada relatórios.
de
técnicas nos posicionamentos, mobilização, transferência e Atividades de
Transporte na cama, maca e transporte. simulação
cadeira de rodas entre alunos.
Os Posicionamentos - Explicar o impacte das suas ações na interação e bem-estar
- Conceito; emocional de terceiros. Fichas
- Princípios básicos; formativas.
- Tipos de posicionamentos: - Explicar a importância da sua atividade para o trabalho de
- Decúbito dorsal; equipa multidisciplinar. Teste (s)
- Decúbito ventral; sumativo (s)
- Decúbito lateral direito; - Explicar a importância de assumir uma atitude pró-ativa na de avaliação
- Decúbito lateral esquerdo; melhoria contínua da qualidade, no âmbito da sua ação do módulo.
- Decúbito semi-ventral direito; profissional.
- Decúbito semi-ventral esquerdo;
- Decúbito semi-dorsal direito; - Explicar a importância de cumprir as normas de segurança,
- Decúbito semi-dorsal esquerdo. higiene e saúde no trabalho assim como preservar a sua
- Técnicas associadas a cada tipo apresentação pessoal.
de posicionamento;
- A importância dos - Explicar a importância de agir de acordo com normas e/ou
posicionamentos na prevenção das procedimentos definidos no âmbito das suas atividades.
úlceras.
- Explicar a importância de adequar a sua ação profissional a
diferentes públicos e culturas.
A ergonomia e a sua aplicação na

2
área dos posicionamentos - Explicar a importância de adequar a sua ação profissional a
- Risco ocupacional para o/a diferentes contextos institucionais no âmbito dos cuidados de
Técnico/a Auxiliar de Saúde na saúde.
manipulação de cargas;
- Os princípios ergonómicos a - Explicar a importância de desenvolver as suas atividades
respeitar pelos executantes como promovendo a humanização do serviço.
medidas preventivas de lesão.
- Explicar a importância de desenvolver uma capacidade de
alerta que permita sinalizar situações ou contextos que exijam
Ajudas técnicas de apoio à intervenção.
mobilização e marcha e suas
funções - Explicar a importância de manter autocontrolo em situações
- Andarilho; críticas e de limite.
- Canadianas;
- Bengalas e pirâmides; - Explicar a importância de se atualizar e adaptar a novos
- Muletas axilares; produtos, materiais, equipamentos e tecnologias no âmbito das
- Cadeira de rodas. suas atividades.

Tarefas que em relação a esta - Explicar o dever de agir em função das orientações do
temática se encontram no âmbito profissional de saúde.
de intervenção do/a Técnico/a
Auxiliar de Saúde - Explicar que as tarefas que se integram no âmbito de
- Tarefas que, sob orientação de um intervenção do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde terão de ser
Profissional de saúde, tem de sempre executadas com orientação e supervisão de um
executar sob sua supervisão direta; Profissional de saúde.
- Tarefas que, sob orientação e
supervisão de um Profissional de - Identificar as tarefas que têm de ser executadas sob
saúde, pode executar sozinho/a. supervisão direta do Profissional de saúde e aquelas que podem
ser executadas sozinho.

Observações: Os 67 tempos lectivos de 45 minutos previstos para o Módulo 3 equivalem a 50 horas.

3
Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 11º Ano – 2017/2018
PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)
Módulo 4/UFCD 6563: Prevenção da infeção na higienização de roupas, espaços e equipamentos
Modalidades e
Unidade Conteúdos Nº de
Objetivos Específicos /Metas Curriculares Estratégias/Recursos Instrumentos de
Didática Programáticos Aulas
Avaliação

Módulo 4 Prevenção da  Distinguir os conceitos de lavagem, desinfeção, esterilização e Pesquisa de material: - Fichas de trabalho 67
UFCD 6563
infeção na métodos e técnicas associadas. revistas específicas de realizadas
higienização de Saúde; Internet; folhetos individualmente ou em
roupas, espaços  Identificar a tipologia de produtos utilizados nos processos de informativos fornecidos grupo;
lavagem e desinfeção: aplicação e recomendações associadas. pelo S.N.S. (através dos
e equipamentos centros de saúde,
 Identificar as diferentes etapas do processo de tratamento de hospitais e farmácias); Trabalho de grupo;
1. Conceitos roupas – recolha, triagem, transporte e acondicionamento, tendo enciclopédias de Saúde;
em conta os procedimentos definidos e diferentes níveis de risco. entre outros;
associados à Apresentação oral de
lavagem, assuntos pesquisados;
desinfeção e  Identificar a tipologia de produtos de higiene e limpeza da unidade
esterilização do utente: tipo de utilização, manipulação e modo de conservação. Trabalhos de grupo e
individuais;
 Identificar as diferentes etapas do processo de lavagem e Exercícios individuais
higienização de instalações e mobiliário da unidade do doente, com base em textos,
2. Tipologia de
produtos, bloco operatório, unidade de isolamento e outros serviços que Debates e discussões esquemas, gráficos,
aplicação e tenham especificidades no controlo da infeção, tendo em conta os sobre temas lecionados diapositivos, figuras e
procedimentos definidos e diferentes níveis de risco. e trabalhados na aula, outros;
recomendações em estreita relação com
associadas
 Identificar os diferentes tipos e etapas do processo de lavagem e temas pertinentes da
desinfeção de materiais: hoteleiro, apoio clínico e clínico tendo em atualidade; Observação dos
procedimentos
1
3. Roupas conta os procedimentos definidos e diferentes níveis de risco. realizados, das
destrezas desenvolvidas
4. Limpeza e  Identificar os diferentes tipos e etapas do processo de lavagem e e das atitudes reveladas;
higienização de desinfeção de equipamentos, do serviço/unidade tendo em conta
instalações/ as instruções do fabricante, os procedimentos definidos e
superfícies diferentes níveis de risco. Questionários e testes
de avaliação.
 Identificar os diferentes tipos de tratamento e etapas do processo
5. Materiais de lavagem de materiais e equipamentos utilizados na lavagem,
higienização e desinfeção de instalações/superfícies do
serviço/unidade tendo em conta os procedimentos definidos e
6. Equipamentos diferentes níveis de risco.

 Identificar os diferentes tipos de resíduos e tipologia de tratamento


7. Materiais e associado: recolha, triagem transporte e acondicionamento e
equipamentos manuseamento.

 Explicar que as tarefas que se integram no âmbito de intervenção


8. O tratamento de do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde terão de ser sempre executadas
resíduos com orientação e supervisão de um profissional de saúde.

 Identificar as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão


9. Âmbito de direta do profissional de saúde e aquelas que podem ser
intervenção do/a executadas sozinho.
Técnico/a Auxiliar
de Saúde.  Preparar e aplicar os diferentes tipos de produtos de lavagem,
desinfeção e esterilização, utilizando o equipamento de proteção
individual adequado, e cumprindo os procedimentos definidos para
cada uma das etapas.

 Aplicar os métodos e técnicas de lavagem e desinfeção, utilizando


o equipamento de proteção individual adequado, e cumprindo os
2
procedimentos definidos para cada uma das etapas.

 Aplicar as técnicas de tratamento de roupa de acordo com a sua


tipologia utilizando o equipamento de proteção individual
adequado, e agindo de acordo com procedimentos definidos no
tratamento de roupas: recolha, triagem, transporte e
acondicionamento.

 Aplicar técnicas de substituição de roupa em camas, berços e


macas desocupadas mobilizando conhecimentos fundamentais
sobre métodos, materiais e equipamentos de acordo com
procedimentos definidos.

 Substituir e proceder ao tratamento dos produtos de higiene


pessoal da unidade do doente, de acordo com procedimentos
definidos.

 Aplicar as técnicas de tratamento de resíduos, de acordo com


tipologia dos mesmos, cumprindo os procedimentos definidos para
cada uma das etapas: receção, identificação, manipulação,
triagem, transporte e acondicionamento.

 Aplicar as técnicas de lavagem higienização das instalações e


mobiliário da unidade do utente/serviço, utilizando equipamento de
proteção individual adequado, cumprindo os procedimentos
definidos.

 Aplicar as técnicas de lavagem (manual e mecânica) e desinfeção


aos equipamentos do serviço, utilizando equipamento de proteção
individual adequado, cumprindo as orientações dos fabricantes e
os procedimentos definidos associados.

3
 Aplicar as técnicas de tratamento, lavagem (manual e mecânica) e
desinfeção aos equipamentos e materiais utilizados na lavagem e
higienização das instalações/superfícies da unidade/serviço,
utilizando equipamento de proteção individual adequado,
cumprindo as orientações dos fabricantes e os procedimentos
definidos associados.

 Aplicar as técnicas de lavagem (manual e mecânica) e desinfeção


a material hoteleiro, material de apoio clínico e material clínico
utilizando equipamento de proteção individual adequado e
cumprindo os procedimentos definidos.

 Aplicar técnicas de armazenamento e conservação de material de


apoio clínico, material clínico desinfetado /esterilizado.

 Explicar a importância de se atualizar e adaptar a novos produtos,


materiais, equipamentos e tecnologias no âmbito das suas
atividades.

 Explicar a importância de manter autocontrolo em situações


críticas e de limite.

 Explicar o dever de agir em função das orientações do profissional


de saúde.

 Explicar o impacte das suas ações na interação e bem-estar


emocional de terceiros.

 Explicar a importância da sua atividade para o trabalho de equipa


multidisciplinar.

 Explicar a importância de assumir uma atitude pró-ativa na


4
melhoria contínua da qualidade, no âmbito da sua ação
profissional.

 Explicar a importância de cumprir as normas de segurança,


higiene e saúde no trabalho assim como preservar a sua
apresentação pessoal.

 Explicar a importância de agir de acordo com normas e/ou


procedimentos definidos no âmbito das suas atividades.

 Explicar a importância de prever e antecipar riscos.

 Explicar a importância de demonstrar segurança durante a


execução das suas tarefas.

 Explicar a importância da concentração na execução das suas


tarefas.

 Explicar a importância de desenvolver uma capacidade de alerta


que permita sinalizar situações ou contextos que exijam
intervenção.

5
Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 11º Ano – 2017/2018
PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)
Módulo 5/UFCD 6574: Cuidados na Higiene, Conforto e Eliminação
Modalidades e
Unidade Conteúdos Nº de
Objetivos Específicos /Metas Curriculares Estratégias/Recursos Instrumentos de
Didática Programáticos Aulas
Avaliação

Módulo 5 Cuidados na  Adquirir noções sobre as necessidades humanas básicas: Pesquisa de material: - Fichas de trabalho 67
UFCD 6574 higiene, higiene e conforto, alimentação, hidratação, eliminação. revistas específicas de realizadas
Saúde; Internet; individualmente ou em
conforto e
 Adquirir noções básicas sobre os fatores de promoção e inibição folhetos informativos grupo;
eliminação: de conforto e desconforto. fornecidos pelo S.N.S.
(através dos centros de
 Identificar os aspetos referentes à privacidade, intimidade, saúde, hospitais e Trabalho de grupo;
1. Noções farmácias);
sexualidade da pessoa nos cuidados de higiene e eliminação.
gerais sobre enciclopédias de
necessidade
 Explicar que as tarefas que se integram no âmbito de intervenção Saúde; entre outros; Apresentação oral de
s humanas assuntos pesquisados;
do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde terão de ser sempre
básicas
executadas com orientação e supervisão de um enfermeiro.
Trabalhos de grupo e
 Identificar as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão individuais; Exercícios individuais
2. Cuidados de com base em textos,
higiene e direta do enfermeiro e aquelas que podem ser executadas
sozinho. Debates e discussões esquemas, gráficos,
conforto a sobre temas lecionados diapositivos, figuras e
utentes que e trabalhados na aula, outros;
necessitam  Aplicar técnicas de apoio à higiene e conforto, na cama, ao
utente que necessita de ajuda parcial, segundo orientação do em estreita relação com
de ajuda temas pertinentes da
parcial ou enfermeiro e mobilizando conhecimentos fundamentais sobre
métodos, materiais e equipamentos. atualidade; Observação dos
total. procedimentos
1
realizados, das
3. A Eliminação  Aplicar técnicas de apoio à higiene e conforto, na casa de banho, destrezas desenvolvidas
ao utente que necessita de ajuda parcial, segundo orientação do e das atitudes reveladas;
enfermeiro e mobilizando conhecimentos fundamentais sobre
4. Produtos de métodos, materiais e equipamentos.
eliminação Questionários e testes
vesical e  Aplicar técnicas de apoio à higiene e conforto na cama ao utente de avaliação.
intestinal que necessita de ajuda total, auxiliando o enfermeiro na
prestação de cuidados de higiene e conforto.

5. Âmbito de  Aplicar técnicas de apoio à eliminação, ao utente que necessita


intervenção de ajuda parcial, segundo orientação do enfermeiro e utilizando e
do/a manuseando adequadamente os dispositivos indicados aos
Técnico/a diferentes tipos de eliminação.
Auxiliar de
Saúde  Aplicar técnicas de apoio à eliminação, ao utente que necessita
ajuda total, auxiliando o enfermeiro na colocação dos dispositivos
indicados aos diferentes tipos de eliminação.

 Aplicar técnicas de substituição de roupa em camas e macas


ocupadas, mobilizando conhecimentos fundamentais sobre
métodos, materiais e equipamentos.

 Explicar a importância de demonstrar interesse e disponibilidade


na interação com utentes.

 Explicar a importância de manter autocontrolo em situações


críticas e de limite.

 Explicar o dever de agir em função das orientações do


enfermeiro.

2
 Explicar o impacte das suas ações na interação e bem-estar
emocional de terceiros.

 Explicar a importância da sua atividade para o trabalho de equipa


multidisciplinar.

 Explicar a importância de assumir uma atitude pró-ativa na


melhoria contínua da qualidade, no âmbito da sua ação
profissional.

 Explicar a importância de cumprir as normas de segurança,


higiene e saúde no trabalho assim como preservar a sua
apresentação pessoal.

 Explicar a importância de agir de acordo com normas e/ou


procedimentos definidos no âmbito das suas atividades.

 Explicar a importância de adequar a sua ação profissional a


diferentes públicos e culturas.

 Explicar a importância de prever e antecipar riscos.

 Explicar a importância de demonstrar segurança durante a


execução das suas tarefas.

 Explicar a importância da concentração na execução das suas


tarefas

 Explicar a importância de desenvolver as suas atividades


promovendo a humanização do serviço.

3
 Explicar a importância de desenvolver uma capacidade de alerta
que permita sinalizar situações ou contextos que exijam
intervenção.

 Explicar a importância de demonstrar compreensão, paciência e


sensibilidade na aplicação adequada de técnicas de higiene e
conforto e mobilização do utente.

 Explicar a importância de agir em função da capacidade de


autonomia do utente, e de valorizar pequenos progressos.

4
Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 11º Ano – 2017/2018
PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)
Módulo 6/UFCD 6576: Cuidados na Saúde do Idoso
Modalidades e
Unidade Conteúdos Nº de
Objetivos Específicos /Metas Curriculares Estratégias/Recursos Instrumentos
Didática Programáticos Aulas
de Avaliação

MÓDULO 6 Cuidados na saúde  Identificar características básicas associadas ao Pesquisa de material: - Fichas de 67
UFCD 6576 do idoso: envelhecimento demográfico e ao processo de revistas específicas de trabalho
envelhecimento; Saúde; Internet; folhetos realizadas
1. Análise demográfica informativos fornecidos individualmente
 Caracterizar as novas estruturas de apoio à saúde do idoso pelo S.N.S. (através dos ou em grupo;
emergente no mercado e respetiva oferta de serviços; centros de saúde,
2. A problemática da hospitais e farmácias);
prestação de cuidados  Caracterizar os princípios fundamentais do processo de enciclopédias de Saúde; Trabalho de
ao idoso envelhecimento, tendo em conta as dimensões bio fisiológicas, entre outros; grupo;
psicológicas e sociais;

3. Serviços de apoio à  Identificar as principais características das situações de Trabalhos de grupo e Apresentação
saúde do idoso doença mais frequentes na pessoa idosa; individuais; oral de assuntos
emergente no mercado pesquisados;
 Identificar as especificidades a ter em conta nas atividades
diárias do idoso; Debates e discussões
4. O processo de sobre temas lecionados Exercícios
envelhecimento  Reconhecer os fatores que contribuem para a promoção da e trabalhados na aula, individuais com
saúde na pessoa idosa; em estreita relação com base em textos,
temas pertinentes da esquemas,
 Executar as tarefas que se integram no âmbito de intervenção atualidade; gráficos,
diapositivos,
1
do Auxiliar de Saúde com orientação e supervisão de um figuras e outros;
5. Alterações na saúde do profissional de saúde; Pesquisa de material:
idoso revistas específicas de
 Distinguir as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão Saúde; Internet; folhetos Observação dos
direta do profissional de saúde das que podem ser executadas informativos fornecidos procedimentos
6. Características das sozinho; pelo S.N.S. (através dos realizados, das
situações de doença centros de saúde, destrezas
mais frequentes na  Demonstrar interesse e disponibilidade na interação com hospitais e farmácias); desenvolvidas e
pessoa idosa utentes; enciclopédias de Saúde; das atitudes
entre outros; reveladas;
 Manter autocontrolo em situações críticas e de limite;
7. Acompanhamento do
idoso nas atividades  Agir em função das orientações do profissional de saúde; Trabalhos de grupo e Questionários e
diárias, promovendo a individuais; testes de
autonomia/independênci  Reconhecer o impacte das suas ações na interação e bem- avaliação.
a da pessoa idosa estar emocional de terceiros;
Debates e discussões
 Reconhecer a importância da sua atividade para o trabalho de sobre temas lecionados
8. O âmbito de intervenção equipa multidisciplinar; e trabalhados na aula,
do/a Auxiliar de Saúde em estreita relação com
 Assumir uma atitude proactiva na melhoria contínua da temas pertinentes da
qualidade, no âmbito da sua ação profissional; atualidade.

 Cumprir as normas de segurança, higiene e saúde no trabalho


assim como preservar a sua apresentação pessoal;

 Agir de acordo com normas e/ou procedimentos definidos no


âmbito das suas atividades;

 Adequar a sua ação profissional a diferentes públicos e


culturas;

 Prever e antecipar riscos;


2
 Demonstrar segurança durante a execução das suas tarefas;

 Reconhecer a importância da concentração na execução das


suas tarefas;

 Reconhecer a importância de desenvolver as suas atividades,


promovendo a humanização do serviço.

3
Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 12º Ano – 2017/2018
PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)
Módulo 7/UFCD 6564: Prevenção e controlo da infeção: esterilização
Modalidades e
Unidade Conteúdos Nº de Aulas
Objetivos Específicos /Metas Curriculares Estratégias/Recursos Instrumentos
Didática Programáticos Previstas
de Avaliação

Módulo 7 Prevenção e controlo  Identificar a tipologia de produtos a utilizar na esterilização: Pesquisa de material: - Fichas de 60
UFCD 6564 da infeção: caracterizar e aplicar; revistas específicas de trabalho
Saúde; Internet; folhetos realizadas
esterilização
 Identificar a tipologia de materiais associada a cada serviço, informativos fornecidos individualmente
que são objeto de esterilização; pelo S.N.S. (através dos ou em grupo;
1. Tipologia de material
centros de saúde,
clínico
 Identificar os equipamentos associados ao processo de hospitais e farmácias);
esterilização e princípios de funcionamento associados; enciclopédias de Saúde; Trabalho de
entre outros; grupo;
2. A recolha e transporte
de material clínico  Identificar as diferentes etapas do processo de esterilização:
contaminado parâmetros a controlar e validar no processo de esterilização;
Trabalhos de grupo e Apresentação
 Identificar os diferentes componentes do material clínico e individuais; oral de assuntos
respetiva montagem; pesquisados;
3. As fases do processo
de esterilização do
material clínico  Identificar parâmetros a controlar nos testes de inspeção e Debates e discussões
funcionalidade dos componentes do material clínico; sobre temas lecionados Exercícios
e trabalhados na aula, individuais com
4. A preparação e  Identificar as diferentes etapas, métodos e técnicas do em estreita relação com base em textos,
empacotamento de processo de empacotamento dos kits de material clínico: temas pertinentes da esquemas,
selagem, identificação e rotulagem; atualidade. gráficos,
kits de material clínico
1
diapositivos,
5. Armazenamento e  Identificar os parâmetros a controlar e validar no processo de figuras e outros;
conservação de empacotamento dos kits de material clínico;
material clínico no
Serviço/unidade de  Identificar os procedimentos a seguir no armazenamento e Observação dos
esterilização conservação de kits de material clínico; procedimentos
realizados, das
 Identificar as tarefas que se enquadram no âmbito de destrezas
6. O âmbito de intervenção do Auxiliar de Saúde, distinguindo as que podem desenvolvidas e
intervenção do/a ser executadas com autonomia das que necessitam de das atitudes
Auxiliar de Saúde supervisão do profissional de saúde; reveladas;

 Aplicar métodos e técnicas do processo de esterilização,


utilizando equipamentos e produtos na tipologia e dosagem Questionários e
adequadas, de acordo com normas e/ou procedimentos testes de
definidos; avaliação.

 Aplicar técnicas de controlo, validação e inspeção, no


processo de esterilização, de acordo com parâmetros
definidos;

 Montar os diferentes componentes do material clínico, de


acordo com procedimentos e esquemas de montagem
definidos;

 Aplicar técnicas de controlo, validação e inspeção, no


processo de montagem dos componentes do material clínico,
de acordo com parâmetros definidos;

 Empacotar o material clínico esterilizado/desinfetado de


acordo com a tipologia de kits e cumprindo os procedimentos
2
definidos;

 Aplicar técnicas de controlo, validação e inspeção, no


processo de empacotamento dos kits de material clínico de
acordo com os procedimentos definidos;

 Reconhecer a importância de se atualizar e adaptar a novos


produtos, materiais, equipamentos e tecnologias no âmbito
das suas atividades;

 Reconhecer a importância da sua atividade para o trabalho


de equipa multidisciplinar;

 Assumir uma atitude pró-ativa na melhoria contínua da


qualidade, no âmbito da sua ação profissional;

 Reconhecer o impacto das suas ações na saúde de


terceiros;

 Revelar concentração durante a execução das suas tarefas;

 Prever e antecipar riscos;

 Demonstrar segurança durante a execução das suas tarefas;

 Agir em função das orientações do profissional de saúde e


sob a sua supervisão

 Agir de acordo com normas e/ou procedimentos definidos no


âmbito das suas atividades;

3
 Manter autocontrolo em situações críticas.

4
Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 12º Ano – 2017/2018
PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)
Módulo 8/UFCD 6575: Cuidados na Alimentação e Hidratação
Modalidades e Nº de
Unidade Conteúdos
Objetivos Específicos /Metas Curriculares Estratégias/Recursos Instrumentos Aulas
Didática Programáticos
de Avaliação Previstas

Módulo 8 Cuidados na  Identificar as noções básicas associadas aos conceitos de Pesquisa de material: - Fichas de 60
UFCD 6575 Alimentação e alimentação, nutrição, dietética, hidratação e respetivas revistas específicas de trabalho
diferenças; Saúde; Internet; folhetos realizadas
Hidratação:
informativos fornecidos individualment
 Identificar as noções básicas da composição dietética dos pelo S.N.S. (através dos e ou em
1. Os conceitos de centros de saúde, grupo;
alimentos e seu valor nutricional;
alimentação, nutrição e hospitais e farmácias);
dietética
 Identificar as necessidades alimentares nas diferentes fases enciclopédias de Saúde;
da vida, na generalidade; entre outros; Trabalho de
grupo;
2. A classificação dos
 Identificar os diferentes tipos de terapêuticas nutricionais, na
alimentos Trabalhos de grupo e
generalidade;
individuais; Apresentação
 Identificar as vias de alimentação: oral, entérica e oral de assuntos
3. As necessidades pesquisados;
nutricionais nas diferentes parentérica;
Debates e discussões
fases da vida
 Reconhecer os principais riscos associados à alimentação sobre temas lecionados
oral e identificar os sinais de alerta; e trabalhados na aula, Exercícios
em estreita relação com individuais com
4. A desnutrição
 Executar as tarefas que se integram no âmbito de temas pertinentes da base em textos,
intervenção do Auxiliar de Saúde com orientação e supervisão atualidade. esquemas,
1
5. As terapêuticas de um profissional de saúde; gráficos,
nutricionais diapositivos,
 Distinguir as tarefas que têm de ser executadas sob figuras e outros;
supervisão direta do profissional de saúde das que podem ser
6. A qualidade e a executadas sozinho;
higiene alimentar Observação dos
 Preparar os alimentos do utente que necessita de uma procedimentos
alimentação oral, mobilizando conhecimentos fundamentais em realizados, das
7. A confeção de qualidade, higiene e segurança alimentar; destrezas
pequenas refeições desenvolvidas e
 Preparar, acondicionar e conservar alimentos frescos e das atitudes
confecionados, para pequenas refeições e suplementos reveladas;
8. A hidratação alimentares, prescritas em plano alimentar/dietético, mobilizando
conhecimentos fundamentais sobre normas de qualidade e Questionários e
higiene alimentar; testes de
9. A prestação de avaliação.
cuidados na alimentação  Preparar um tabuleiro de alimentação, segundo plano
e hidratação oral do alimentar/ dietético, prescrito, mobilizando conhecimentos
cliente fundamentais de normas de qualidade e higiene alimentar;

 Aplicar técnicas de apoio na alimentação e hidratação oral ao


10. Conceito de outras utente que necessita de cuidados de saúde, mobilizando
vias de alimentação conhecimentos fundamentais na mobilização e posicionamento
do cliente que previnam situações de risco;
11. O âmbito de  Demonstrar interesse e disponibilidade na interação com
intervenção do/a Auxiliar utentes,
de Saúde
 Manter autocontrolo em situações críticas e de limite;

 Agir em função das orientações do profissional de saúde;


2
 Reconhecer o impacte das suas ações na interação e bem-
estar emocional de terceiros;

 Reconhecer a importância da sua atividade para o trabalho


de equipa multidisciplinar;

 Assumir uma atitude proactiva na melhoria contínua da


qualidade, no âmbito da sua ação profissional;

 Cumprir as normas de segurança, higiene e saúde no


trabalho assim como preservar a sua apresentação pessoal;

 Agir de acordo com normas e/ou procedimentos definidos no


âmbito das suas atividades;

 Adequar a sua ação profissional a diferentes públicos e


culturas;

 Prever e antecipar riscos;

 Demonstrar segurança durante a execução das suas tarefas;

 Revelar concentração na execução das suas tarefas;

 Realizar as suas atividades, promovendo a humanização do


serviço.

3
Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 12º Ano – 2017/2018
PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)
Módulo 9/UFCD 6579: Cuidados na Saúde Mental
Modalidades e Nº de
Unidade Conteúdos
Objetivos Específicos /Metas Curriculares Estratégias/Recursos Instrumentos Aulas
Didática Programáticos
de Avaliação Previstas

Módulo 9 Cuidados na saúde  Identificar o conceito de saúde mental; Pesquisa de material: Fichas de 47
UFCD 6579 mental: - revistas específicas de trabalho
 Identificar as principais alterações e perturbações mentais; Saúde; Internet; folhetos realizadas
1. Saúde mental informativos fornecidos individualmente
 Identificar as alterações de comportamento, pensamento, pelo S.N.S. (através dos ou em grupo;
2. Cuidar em saúde mental humor e comunicação; centros de saúde,
hospitais e farmácias);
3. O âmbito de intervenção  Identificar as especificidades a ter em conta nos cuidados de enciclopédias de Saúde; Trabalho de
do/a Auxiliar de Saúde alimentação, higiene, conforto e eliminação fisiológica em entre outros; grupo;
indivíduos com alterações de saúde mental;

 Executar as tarefas que se integram no âmbito de intervenção Trabalhos de grupo e Apresentação


do Auxiliar de Saúde com orientação e supervisão de um individuais; oral de assuntos
profissional de saúde; pesquisados;

 Distinguir as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão Debates e discussões
direta do profissional de saúde das que podem ser executadas sobre temas lecionados Exercícios
sozinho; e trabalhados na aula, individuais com
em estreita relação com base em textos,
 Aplicar as formas de estabelecer uma interação com utentes temas pertinentes da esquemas,
que apresentam uma alteração ou perturbação mental, após atualidade. gráficos,
1
validação com o profissional de saúde; diapositivos,
figuras e outros;
 Demonstrar interesse e disponibilidade na interação com
utentes;
Observação dos
 Manter autocontrolo em situações críticas e de limite; procedimentos
realizados, das
 Agir em função das orientações do profissional de saúde; destrezas
desenvolvidas e
 Reconhecer o impacte das suas ações na interação e bem- das atitudes
estar emocional de terceiros; reveladas;

 Reconhecer a importância da sua atividade para o trabalho de


equipa multidisciplinar; Questionários e
testes de
 Assumir uma atitude pró-ativa na melhoria contínua da avaliação.
qualidade, no âmbito da sua ação profissional;

 Cumprir as normas de segurança, higiene e saúde no trabalho


assim como preservar a sua apresentação pessoal;

 Agir de acordo com normas e/ou procedimentos definidos no


âmbito das suas atividades;

 Adequar a sua ação profissional a diferentes públicos e


culturas;

 Prever e antecipar riscos;

 Demonstrar segurança durante a execução das suas tarefas;

2
 Revelar concentração na execução das suas tarefas;

 Realizar as suas atividades, promovendo a humanização do


serviço.

3
Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde (PTAS) – 12º Ano – 2017/2018
PLANIFICAÇÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E CUIDADOS GERAIS (HSCG)
Módulo 10/UFCD 6582: Cuidados de Saúde a Pessoas em Fim de Vida e post mortem
Modalidades e Nº de
Unidade
Conteúdos Programáticos Objetivos Específicos /Metas Curriculares Estratégias/Recursos Instrumentos Aulas
Didática
de Avaliação Previstas

Módulo 10 Cuidados de saúde a  Identificar noções básicas associadas aos fatores inibidores e Pesquisa de material: - Fichas de 32
UFCD 6582 pessoas em fim de vida promotores do bem-estar a pessoas em fim de vida; revistas específicas de trabalho
Saúde; Internet; folhetos realizadas
e post mortem:
 Identificar as especificidades dos cuidados (alimentação, informativos fornecidos individualmente
1. A prestação de cuidados eliminação fisiológica, higiene e hidratação) a prestar a utentes pelo S.N.S. (através dos ou em grupo;
em final de vida; centros de saúde,
de saúde a utentes em
hospitais e farmácias);
fim de vida
 Identificar noções básicas sobre as diferentes fases do luto e enciclopédias de Saúde; Trabalho de
as formas de lidar com cada uma delas; entre outros; grupo;
2. A morte e o luto
 Executar as tarefas que se integram no âmbito de
intervenção do Auxiliar de Saúde com orientação e supervisão Trabalhos de grupo e Apresentação
de um profissional de saúde; individuais; oral de assuntos
3. A autoproteção em
pesquisados;
situações de sofrimento e
agonia do utente, família  Distinguir as tarefas que têm de ser executadas sob
e cuidadores supervisão direta do profissional de saúde das que podem ser Debates e discussões
executadas sozinho; sobre temas lecionados Exercícios
e trabalhados na aula, individuais com
 Aplicar técnicas de cuidados ao corpo post mortem; em estreita relação com base em textos,
4. O âmbito de intervenção
temas pertinentes da esquemas,
do/a Auxiliar de Saúde
 Aplicar técnicas de autoproteção em situações de agonia e atualidade. gráficos,
1
sofrimento do doente; diapositivos,
figuras e outros;
 Comunicar de forma clara, precisa e assertiva;

 Demonstrar interesse e disponibilidade na interação com Observação dos


utentes, familiares e/ou cuidadores; procedimentos
realizados, das
 Manter o autocontrolo em situações críticas e de limite; destrezas
desenvolvidas e
 Revelar capacidade de atualização e adaptação a novos das atitudes
produtos, materiais, equipamentos e tecnologias no âmbito das reveladas;
suas atividades;

 Agir em função das orientações do profissional de saúde; Questionários e


testes de
 Reconhecer o impacte das suas ações na interação e bem- avaliação.
estar emocional de terceiros;

 Respeitar os princípios de ética no desempenho das suas


funções de Auxiliar de Saúde;

 Reconhecer a importância da sua atividade para o trabalho


de equipa multidisciplinar;

 Assumir uma atitude proactiva na melhoria contínua da


qualidade, no âmbito da sua ação profissional;

 Cumprir as normas de segurança, higiene e saúde no


trabalho, assim como preservar a sua apresentação pessoal;

 Agir de acordo com normas e/ou procedimentos definidos no


2
âmbito das suas atividades;

 Adequar a sua ação profissional a diferentes públicos e


culturas;

 Adequar a sua ação profissional a diferentes contextos


institucionais no âmbito dos cuidados de saúde;

 Reconhecer a importância da cultura no agir profissional;

 Prever e antecipar riscos;

 Demonstrar segurança durante a execução das suas tarefas;

 Revelar concentração na execução das suas tarefas;

 Realizar as suas atividades, promovendo a humanização do


serviço;

 Revelar uma capacidade de alerta que permita sinalizar


situações ou contextos que exijam intervenção;

 Demonstrar compreensão, paciência e sensibilidade na


aplicação adequada de técnicas de posicionamento,
mobilização, transferência e transporte.