Você está na página 1de 8

Orientação para Educação a Apresentação do professor

Distância
- Mestre e doutorando em
Teleaula 1 Educação
- Especialista em tutoria e
Prof. Me. Luís Fernando Lopes formação de docentes em EaD
- Licenciado em Filosofia
- Bacharel em Teologia

Orientações para EaD – Referências de apoio


Ementa  CORTELAZZO, Iolanda Bueno de
 Histórico e Legislação da EaD no Camargo. Prática pedagógica,
Brasil aprendizagem e Avaliação em
EaD. 2. ed. Curitiba: Ibpex,
 Orientações e dicas práticas para 2010.
fazer um curso a distância 
 AVA, processos de aprendizagem  LOPES, Luis Fernando; FARIA,
em EaD Adriano. O que e o quem da
EaD: história e fundamentos.
Curitiba: Intersaberes, 2012.

• GUAREZI, Rita de Cassia Contextualização


Menegaz; MATOS, Marcia Maria
de. Educação a Distância sem
segredos. Curitiba: Ibpex,
2009.

1
Histórico da EaD
Vídeo
 Moore e Kearsley (2007)
 Diferentes gerações:  História da EaD no Brasil
• 1ª) Correspondência • Disponível em:
• 2ª) Rádio e televisão <http://www.youtube.com/watch
• 3ª) Universidades abertas ?v=Frrnfi_PG0U&feature=em-
• 4ª) Interações a distância em subs_digest-vrecs>.
tempo real (áudio e
videoconferências)
• 5ª) Ensino e aprendizado
on-line, (tecnologia da internet)

 Em 2014

• 10,3 milhões de brasileiros Conceitualização


realizam cursos a distância pela
internet
Fonte: (CETIC.br)

O que é EaD?
(...) ocorre com a utilização de
 No Decreto 5.622, de
meios e tecnologias de informação
19 de dezembro de 2005, que
regulamenta a EaD no Brasil, ela é e comunicação, com estudantes e
caracterizada como: professores desenvolvendo
atividades educativas em lugares
• “[...] modalidade educacional na ou tempos diversos.”
qual a mediação didático- (BRASIL, 2005)
-pedagógica, nos processos de
ensino e aprendizagem, (...)

2
Características Políticas e Legislação EaD
 Separação física (vigente)
- Art. 80 LDBEN 9.394/96
 Flexibilidade do processo
- Decreto 5.622/2005
 Trabalho colaborativo - Portaria 4.059/2004 – (20% a
 Exigência de responsabilidade, distância)
disciplina e autonomia intelectual - Portaria 4.361/2004
 Tecnologias como mediadoras (credenciamento)
 Estrutura organizacional mais - Resolução CNE 1, de 08/06/2007
complexa (Pós-Graduação Lato Sensu)
- Referenciais de qualidade 2007

 Para aproveitar ao máximo o


seu curso:
• Planejamento
Aplicação Prática • Autonomia
• Dedicação

 10 mandamentos do aluno  Orientações e dicas


EaD práticas
1. Acesso à Internet 1.Gerenciar seu tempo
2. Habilidade e disposição para 2.Familiarizar-se com os
operar programas softwares que serão
3. Vontade para aprender utilizados no seu curso
colaborativamente 3.Entenda seu curso
4. Comportamentos compatíveis 4.Participar ativamente:
com a Netiqueta aulas, fóruns, chats, rádio
web, enquetes etc.

3
• Perseverar na autonomia e
 O estudante EaD
disciplina
• Identificar as próprias • Buscar respostas para as
dificuldades e buscar dúvidas
superá-las • Acessar o AVA diariamente
• Expandir sua rede de contatos
• Abertura a novos desafios • Organizar seu modo particular
• Aprendizagem em rede de estudo
• Cumprir prazos
• Colaboração mútua (LOPES; FARIA, 2013)

Ambiente Virtual de
Aprendizagem
 O ambiente virtual não suprime o
 Os Ambientes Virtuais de espaço educacional presencial. Ao
Aprendizagem (AVAs) ou LMS são contrário, ele o amplia. (KENSKI,
softwares desenvolvidos sobre 2009, p. 68)
uma metodologia pedagógica
para auxiliar a promoção de
ensino e aprendizagem a
distância ou semipresencial

AVA - Uninter
ava.grupouninter.com.br/n
ovo
1
3

4
Ferramentas da Disciplina

 Roteiro de estudo
 Avaliações
 Tutoria
 Fórum
 Informações

Atividades do Roteiro de Estudos  Exercício: realização de


 Exibição de uma videoaula exercício, APOL ou prova
 Leitura: de texto, planilhas ou  Rota de Aprendizagem:
outros documentos apresentação da aula em formato
 Discussão: participação do aluno multimídia
no fórum de discussão

 Hyperibook: apresentação da
aula em formato de livro interativo
 Aula ao vivo via satélite (no polo)
 Aula prática (laboratório virtual
ou prática presencial)

5
Sistema UNICO

 Processos de  Elementos de comunicação


aprendizagem em EaD e interação: tutoria
• Atividades propostas no curso
• Textos, vídeos, atividades • Participar de fóruns, chats
on-line • Contato com o tutor
• (re)construção do • Interação multidirecional
conhecimento • Registros digitais
• Autoria, colaboração • Atividades, estratégias e
• Aprendizagem significativa intencionalidades

 A aprendizagem
colaborativa : Avaliação da e na EaD

• Participação ativa de alunos e  Exigências legais


professores  Processo contínuo
• Conhecimento é um construto  Tecnologia/Pedagogia/Aprendizagem
social  Avaliação institucional
• Ambientes que favoreçam a  Sinaes (Sistema Nacional de
interação, colaboração e Avaliação da Educação Superior)
avaliação  Enade
(KENSKI, 2009)

6
 Procedimentos avaliativos Síntese
em EaD  Conceito de EaD
• Avaliação como instrumento  História e Legislação da EaD no
positivo de apoio à Brasil
aprendizagem  Orientações e dicas práticas para
• Diversificação de meios aproveitar ao máximo o seu curso
• Atividade Pedagógica On-line
(APOL)  Processos de aprendizagem
• Avaliações objetivas e na EaD – (AVA)
discursivas
 Avaliação da e na EaD

Referências de Apoio
 BRASIL. Lei 9.394, de 20 de  BRASIL. Decreto 5.622, de 19
dezembro de 1996. Lei de de Dezembro de 2005. Diário
Diretrizes e Bases da Educação Oficial da União, Brasília, DF,
Nacional. Diário Oficial da 20 dez. 2005. Acesso em: 07
União, Brasília, DF, 24 dez. mar. 2014.
1996. Disponível em URL:
<http://portal.mec.gov.br/seed
/arquivos/pdf/tvescola/leis/lein
9394.pdf > Acesso em: 07 mar.
2014.

 CONSELHO DA JUSTIÇA
FEDERAL. Dicas para EaD.
Disponível em:  INEP. Resumo Técnico da
http://aplicaext.cjf.jus.br/phpd Educação Superior 2011.
oc/pages/tutorial- Brasília, DF: 2013. Disponível em:
<http://portal.inep.gov.br/web/cen
online/aulas_pdf/aula04_pdf.p
so-da-educacao-superior/resumos-
df. Acesso em: 07 mar. 2013.
tecnicos>. Acesso em: 07 mar.
2014.

7
 KENSKI, V. M. Tecnologias e  MOORE, M.; KEARSLEY, G.
ensino presencial e a Educação a Distância: uma
distância. 4. ed. Campinas: visão integrada. São Paulo:
Papirus, 2009. Cengage Learning, 2007.
 ROCHA, C. A. Mediações
 LOPES, L. F.; FARIA, A. A. O que Tecnológicas na Educação
e o quem da EaD. Curitiba: Superior. Curitiba: Ibpex, 2009.
Intersaberes, 2013.  PRETI, O. Fundamentos e
Políticas em Educação a
Distância. Curitiba: Ibpex,
2002.