Você está na página 1de 47

Técnicas de

Processamento
Emocional

Profa. Ms. ELIANA MELCHER MARTINS


PROCESSAMENTO EMOCIONAL

São técnicas relacionadas à ativação da


emoção por meio de exercícios experienciais ou
de terapia focada nas emoções.

A Terapia Focada nas Emoções, de


Greenberg, é frequentemente concebida como
abordagem experiencial um pouco diferente do
modelo da terapia cognitiva tradicional.
PROCESSAMENTO EMOCIONAL

- Empregada para auxiliar os pacientes a:

 identificar emoções específicas;


 experimentar os pensamentos contidos no
“esquema emocional”;
 identificar o que precisam;
 ganhar direcionamento para fazer com que suas
necessidades sejam atendidas.
PROCESSAMENTO EMOCIONAL

A abordagem focada nas emoções, de


Greenberg (2001), constitui o conceito de
“meta-emoção”, isto é, como os pacientes
vêem suas emoções.
1
 A abordagem focada nas emoções considera as
emoções primárias, sendo a emoção primária o
sentimento básico e a secundária, aquela emoção
mais manifesta, que encobre ou atua como
defesa contra a emoção primária.

 Por exemplo: o paciente pode abertamente


expressar ou experimentar a raiva (emoção
secundária), sendo que a emoção primária por
trás da raiva pode ser a mágoa.
1

Greenberg também sugere que alguns


indivíduos expressam
“emoções instrumentais”,
ou seja, sua expressão emocional tem como
objetivo provocar reações nos outros.
1

 As técnicas focadas nas emoções e a conceitualização


podem ser muito úteis para os terapeutas cognitivo-
comportamentais, pois
ativar e acessar experiências emocionais ajuda os
pacientes a reconhecer os elementos cognitivos
contidos em cada esquema emocional.
Orientação do
terapeuta e
PERGUNTA A
FORMULAR

Você parece sentir algo muito profundamente. Certas


questões parecem despertar emoções em você. Tente
focar em uma situação que represente ou simbolize
esta questão. A medida que foca a emoção, tente
perceber quaisquer sensações no corpo.
Está percebendo algum pensamento? Emoções?
Imagens?
Existe alguma circunstância na qual você se percebe
interrompendo ou interferindo na experiência dessa
emoção?
TAREFA
DE CASA
Greenberg sugere que os pacientes usem um Diário de
Emoções, para que registrem quaisquer sentimentos
durante a semana seguinte.

O terapeuta pode explicar o quanto importante é para o


paciente e para o terapeuta descobrirem os sentimentos
(ACESSO ÀS EMOÇÕES) que ele está tendo, percebendo
essas emoções durante a semana e registrando em seu
diário.
POSSÍVEIS
PROBLEMAS

Alguns pacientes que buscam a terapia cognitiva


têm a concepção errônea de que ela é anti-emocional.
Pensam que o objetivo é sentirem-se e comportarem-
se de maneira inteiramente racional.

O terapeuta pode explicar que o papel da


racionalidade é apenas ajudar os pacientes a lidar
com as emoções de modo mais produtivo.
Formulário 8.1 Diário das Emoções

Tipos de Segunda Terça Quarta Quinta Sexta


emoções feira Feira Feira feira Feira Sábado Domingo

Feliz
Interessado
Excitado
Cuidadoso
Afeição
Amor
Amado
Compaixão
Grato
Orgulhoso
Seguro
Ferido
Triste
Arrependido
Irritado
Zangado
Ressentido
Nojo
Desprezo
Envergonhado
Culpado
Invejoso
Enciumado
Ansioso
Amedrontado
Outro
2
Pennebaker e colaboradores sugeriram que
expressar emoções ao escrever livremente as
recordações de eventos traumáticos ou
perturbadores pode exercer um efeito paliativo
sobre a ansiedade, a depressão e o bem-estar
físico.
Na livre expressão das emoções - ou seja,
ventilação, os pacientes recordam o evento
perturbador e fazem sua descrição detalhada, por
escrito, prestando atenção especial nas emoções
que emergem e no significado do evento.
2

Observe que:
Embora o efeito imediato possa ser o
aumento dos sentimentos negativos á medida
que o acontecimento negativo e as
lembranças se tornam mais evidentes, há,
com frequência, diminuição da negatividade e
redução do estresse em alguns dias ou
semanas.
TAREFA
DE CASA

O terapeuta pode dizer ao paciente que trazer uma


lembrança de algo que o machucou e depois contar a
história pode ajudar a compreender o que a
experiência significou para ele e como ele se sentiu.
Formulário 8.2 Redação de uma história
Descreva a lembrança de sua história dando o máximo de detalhes que puder: Que sentimentos ou emoções você experimentou nessa
história?
Que pensamentos você tem ao relembrar a história? Que partes da história- quais lembranças- foram as mais dolorosas? Por quê? Como
se sente após escrever a história?

Descreva a lembrança de sua história usando o máximo de detalhes que puder:

Que sentimentos ou emoções você experimentou nessa história?

Que pensamentos você tem ao relembrar a história?

Que partes da história- quais lembranças- foram as mais dolorosas? Por quê?

Como se sente após escrever a história?


3
 O paciente pode ficar “paralisado” em determinadas
partes da imagem ou lembrança. Esses “pontos de
tensão” podem evocar emoções fortes ou inibir a
emoção.

 O terapeuta deve prestar atenção a quaisquer mudanças


marcantes na emoção e pedir a eles que repitam a
imagem específica ou parte da história. Os pontos de
tensão geralmente envolvem os esquemas emocionais
que contem pensamentos automáticos mais
problemáticos.
Orientação do
terapeuta e
PERGUNTA A
FORMULAR

 Conforme relembra a história (ou compõe a imagem),


tente observar se quaisquer detalhes específicos ou
partes da história são particularmente dificeis para você.
Perceba se há alguma mudança em sua emoção ou
sentimento. Conforme repete o detalhe ou imagem,
pergunte a si mesmo o que é particularmente
desconcertante.

 Que pensamentos esse detalhe gera? Que sentimentos?


TAREFA
DE CASA

 Pedir ao paciente para escrever a lembrança de um


evento traumático ou perturbador com tantos
detalhes quanto possível.
 Depois, os pacientes devem ler a história em voz
alta várias vezes, observando que partes
específicas são mais difíceis.

Formulário 8.3
POSSÍVEIS
PROBLEMAS

 Pontos de tensão são, por sua natureza, dificeis de


lidar. Os pacientes podem recusar a fazer a tarefa
de casa, podendo ser marcadas sessões mais
longas (duplas).
 O terapeuta deve fazer com que os pacientes
repitam a história na sessão, enquanto procura
sinais de esquiva emocional (ex: leitura automática,
leitura de certas partes muito rapidamente,
distanciamento).
Formulário 8.3 Identificação dos Pontos de Tensão

Descreva a história ou imagine- Que partes específicas da Que sentimentos e


a com o máximo de detalhe que história são mais incômodas? pensamentos você tem diante
puder Essas correspondem aos pontos desses pontos de tensão?
de tensão
4
 Os indivíduos diferem em relação às conceituações
das emoções e estratégias para lidar com elas
(Leahy 2002). Uma vez que uma emoção
“desagradável” (tristeza, raiva ou ansiedade) foi
ativada, o individuo pode responder com uma
variedade de pensamentos e comportamentos.
 Por ex: alguns individuos, ao perceberem que se
sentem ansiosos, podem responder com as
seguintes ideias problemáticas acerca da
ansiedade: vai durar muito, sentem-se
envergonhados ou culpados por sentirem ansiedade
e não aceitam emoção.
4

A Escala de Esquemas Emocionais de Leahy


(LESS) pode ser usada para identificar os
varios esquemas emocionais.
Muitas das dimensões estão relacionadas a
depressão, ansiedade e diferentes
transtornos de personalidade.
Orientação do
terapeuta e
PERGUNTA A
FORMULAR

 Quando nos sentimentos ansiosos, tristes, com


raiva, ou confusos, podemos ter diferentes
pensamentos relativos à experiência dos
sentimentos. Por exemplo, algumas pessoas podem
acreditar que não deveriam ter certos sentimentos,
enquanto outras os aceitam.
 Podemos descobrir como você pensa, reage e sente
em relação às emoções e sentimentos ao completar
este formulário (LESS).
TAREFA
DE CASA

 Pedir ao paciente que complete a Escala.

 A LESS tem 14 dimensões envolvendo


pensamentos e sentimentos sobre as emoções.
 As respostas do paciente ao LESS podem ser
foco de investigação futura.
Formulário 8.5
POSSÍVEIS
PROBLEMAS

 Alguns pacientes podem ter


dificuldades em refletir sobre como
pensam a respeito das emoções e
como lidam com elas. Essa dificuldade é
geralmente evidente nos pacientes que usam
Esquiva Emocional como estratégia de comportamento.
POSSÍVEIS
PROBLEMAS

 Os pacientes em uso ativo de alcool, cocaina,


maconha ou comendo regularmente de forma
compulsiva podem estar tão fora do alcance de
suas emoções que são incapazes de identificar
pensamentos sobre tais emoções e reações a ela.
Os pacientes podem ter diferentes esquemas
emocionais para diferentes tipos de emoções.
 O terapeuta pode averiguar se o paciente tem
diferentes “teorias”ou “estratégias” para lidar com
diferentes emoções.
Formulário 8.4 Escala de Esquemas Emocionais de Leahy
Estamos interessados na forma como lida com sentimentos ou
emoções – por exemplo, como você lida com sentimentos de
raiva, tristeza, ansiedade ou sentimentos sexuais. Todos
diferimos no modo como lidamos com esses sentimentos, assim
não há respostas certas ou erradas. Por favor, leia cada sentença
cuidadosamente e atribua uma nota, usando a escala abaixo,
conforme você lidou com os sentimentos no mês passado.
Coloque o número referente à sua resposta no início da sentença.

Escala
1=muito falso
2=moderadamente falso
3=levemente falso
4=levemente verdadeiro
5=moderamente verdadeiro
6=muito verdadeiro
5

O modelo dos esquemas emocionais possui


dimensões que são relevantes para o modo como são
processadas as emoções.

As conceituações e estratégias para responder às


emoções ativadas, irão afetar a manutenção de
sintomas de depressão, ansiedade ou raiva.
5

Atitudes negativas em relação à aceitação das


emoções podem trazer crenças de que elas são
vergonhosas, incontroláveis, intoleráveis ou que irão
se intensificar caso sejam permitidas.

Crenças sobre a necessidade de suprimir as emoções


podem adicionar mais força à natureza intrusiva
delas.
Formulário 8.6: Esquemas emocionais: Dimensões
e Legitimação:
 Intervenções Existem pessoas que aceitam e
compreendem seus sentimentos? Você tem regras
arbitrárias para legitimação? As pessoas devem concordar
com tudo o que você diz? Você está compartilhando suas
emoções com pessoas críticas? Você aceita e apoia outras
pessoas que têm essas emoções?

 Compreensibilidade: A emoções fazem sentido para


você? Quais seriam boas razões pelas quais você está
triste , ansioso, com raiva? O que você pensa quando está
triste, etc. Que situações desencadeiam esses
sentimentos? Se outras pessoas passassem por esse
acontecimento, que tipos de sentimentos diferentes elas
poderiam ter? Se você acredita que seus sentimentos não
fazem sentido, o que isto o faz pensar? Você tem medo de
estar ficando louco ou perdendo o controle? Existem
coisas que aconteceram quando você era criança que
poderiam justificar que se sinta desse jeito?
 Culpa e Vergonha: Por que você pensa que suas emoções não
são legítimas? Por que você não deveria ter os sentimentos que
tem? Quais são as razões que dão sentido aos seus
sentimentos? É possível que outras pessoas pudessem ter os
mesmo sentimentos nesta situação? Você consegue perceber
que ter um sentimento não é o mesmo que colocá-lo em ação?
Por que determinadas emoções são boas e outras ruins? Se
outra pessoa tivesse este sentimento você pensaria mal dela?
Como você sabe se uma emoção é ruim? E se você visse
sentimentos e emoções como sinais lhe dizendo que algo o está
incomodando? Alguém é ferido por suas emoções?

 Simplicidade versus Complexidade: Você acha que ter


sentimentos confusos é normal ou anormal? O que significa ter
sentimentos confusos em relação a alguém? As pessoas são
complicadas, então por que você não teria sentimentos
diferentes, até mesmo conflitantes? Qual é a desvantagem de
você se permitir um único sentimento?
 Relação com valores mais elevados: Algumas vezes nos
sentimos tristes, ansiosos ou com raiva porque estamos perdendo
algo importante, por exemplo o rompimento de um
relacionamento. Isso não significa que você tem um valor mais
elevado que é importante para você? Esse valor não diz algo de
bom sobre você? Se você aspira a valores mais elevados, isso não
pode significar que às vezes você poderá ficar desapontado? Você
desejaria ser um cínico que não valoriza nada? Há outras pessoas
que compartilham seus valores mais elevados? Que recomendação
você daria para elas se estivessem passando pela mesma situação
que você?

 Controlável: Você pensa que tem controle sobre todos os


sentimentos e consegue se livrar dos negativos? O que acha que
aconteceria se não conseguisse se livrar daquele sentimento
completamente? É possível que tentar se livrar de um sentimento
completamente o torna muito importante para você? Você teme
que ter um sentimento forte seja um sinal de algo pior? Ficar
louco? Perder completamente o controle? Não há diferença entre
controlar as ações e controlar os sentimentos?
 Anestesia: Existem situações que ativam o distanciamento em você?
Nenhum sentimento? Existem situações que incomodam a maior parte
das pessoas mas não o incomodam? As pessoas acham que você
rechaça os sentimentos? Não tem sentimentos? Que tipo de sentimentos
fortes você tem? Você já se percebeu tendo um sentimento forte e então
tentando suprimi-lo? Você já teve a sensação de que ia chorar, mas
bloqueou o choro? O que você teme que poderia acontecer se deixasse
as coisas acontecerem e se permitisse ter esses sentimentos? Que tipo
de pensamentos você tem quando experimenta sentimentos fortes?
Você bebe, usa drogas ou come compulsivamente para se livrar de
sentimentos fortes?

 Racionalidade, Antiemocionalalidade: Você pensa que deve ser sempre lógico


e racional? O que o preocuparia se não fosse lógico/racional? Você acha que as
pessoas racionais ou lógicas são melhores? O que aconteceu no passado quando
você não se portou de forma lógica/racional? É possível que algumas experiências
não sejam lógicas/racionais mas simplesmente emocionais? Existe pintura
racional? Música racional? Suas emoções podem lhe dizer o que o machuca? O
que precisa ser modificado? As emoções são importantes fontes de informações
sobre nossas necessidades, nossos desejos ou mesmo nossos direitos como seres
humanos? Você conhece outras pessoas que são menos racionais que você, mas
têm vida mais feliz ou mais completa?
 Duração dos Sentimentos Fortes: Você teme que um
sentimento forte dure muito? Você já teve sentimentos fortes
anteriormente? O que aconteceu? Eles passaram? Por que
passaram? Os sentimentos fortes aumentam e diminuem? Se
você chorasse ou se sentisse realmente mal por alguns
instantes, o que acha que aconteceria? O que você ganharia se
descobrisse que os sentimentos fortes podem ser expressos e,
em seguida, passar?

 Consenso com Outros: Exatamente que sentimentos você


tem que pensa que outras pessoas não têm? Se outra pessoa
tivesse esses sentimentos, o que pensaria delas? Por que você
acha que peças, filmes, romances ou histórias muito emotivas
agradam as pessoas? Você acha que as pessoas gostam de
descobrir que os outros têm os mesmos sentimentos? Existem
outras pessoas triste, zangadas ou ansiosas? É normal estar
chateado, ter fantasias, etc? Se você tem vergonha de seus
sentimentos e não conta para as pessoas, isso não poderia
impedi-lo de descobrir que outros têm os mesmo sentimentos?
 Aceitação ou inibição: O que acontecerá se você se permitir aceitar
uma emoção? Você a transformaria em ação? Você tem medo de que se
aceitar uma emoção ela não irá mais embora? Ou você pensa que não
aceitar as emoções irá motivá-lo a mudar? Quais são as consequências
negativas de inibir um sentimento? Uso excessivo de atenção e energia?
Efeito rebote? A emoção entra em conflito com uma crença em relação a
sentimentos bons versus ruins? Se você nega que algo o incomoda,
como pode resolver o problema?

 Ruminação versus Estilo Instrumental: Quais são as vantagens e


desvantagens de focar em quão mal você se sente? Quando está focando em
quão mal se sente, que tipos de coisas você pensa ou o que sente? Você se senta
e pensa: “O que há de errado comigo?” ou “Por que isso está acontecendo
comigo?” Você foca a tristeza, repetindo em sua mente as mesmas coisas
continuamente? Acha que se ficar pensando nisso vai encontrar uma solução? Sua
preocupação o faz sentir que não consegue controlar os pensamentos
estressantes? Tente reservar 30 minutos por dia, tempo durante o qual você vai
se preocupar intensamente. Você deve deixar todas as preocupações de lado até
aquele momento. Transforme as preocupações em comportamentos que pode
realizar, em problemas que pode resolver. Distraia-se fazendo alguma coisa ou
ligando para um amigo e conversando sobre outras coisas que não as suas
preocupações.
 Expressão: Se você expressasse um sentimento , você acha
que perderia o controle? Iria sentir-se pior? Por quanto tempo?
Expressar um sentimento poderia ajuda-lo a clarear os
pensamentos e sentimentos?

 Colocação de Culpa nos Outros: O que as outras pessoas


disseram ou fizeram para você se sentir desse jeito? Que
pensamentos você teve que o fizeram sentir-se triste, com
raiva, ansioso? Se você pensasse sobre essa situação de outra
maneira, o que sentiria ou pensaria? Seus sentimentos
dependem do que os outros pensam de você? Você está focado
em obter aprovação, respeito, apreciação ou justiça? Quais as
vantagens e desvantagens de não precisar de aprovação etc?
Como você pode ser mais assertivo? Resolver problemas? Que
pensamentos você teria que modificar?
Orientação do
terapeuta e
PERGUNTA A
FORMULAR

Há pessoas que aceitam e


compreendem seus sentimentos?
As emoções fazem sentido para você? Quais poderiam
ser boas razões pelas quais você se sente triste, ansioso
e com raiva?
Quais são as razões pelas quais você pensa que suas
emoções não são legítimas?
Por que você não deveria ter os sentimentos que tem?
Formular outras com base nos esquemas emocionais.
TAREFA
DE CASA

Examinar algumas dimensões do


processamento emocional e responder, por
escrito, as questões do formulário 8.6.
POSSÍVEIS
PROBLEMAS

 Alguns pacientes esperam na terapia cognitiva dar


ênfase à racionalidade como forma de solucionar os
problemas e discutir suas emoções pode parecer
contraproducente.
 O objetivo é ajudar o paciente a lidar com as
emoções ao pensarem sobre elas de modo diferente
(que é a abordagem cognitiva das emoções).
6

 Experiências traumáticas podem persistir na


memória durante anos causando transtorno
do estresse pós-traumático. Tentativas de
modificar imagens traumáticas baseando-se
somente na discussão verbal pode não
ativar de forma adequada a estrutura do
medo e não proporcionar que os
pensamentos e sentimentos contidos na
imagem se diluam.
6
 A reformulação de imagens mentais permite
aos pacientes recriarem sua história, em
detalhes dramáticos, de maneira que
modifique a natureza do evento traumático
original.
 A reformulação de imagens mentais ativa
um componente emocional mais forte e
competente.
 Particularmente útil para pessoas vítimas de
abuso.
Orientação do
terapeuta e
PERGUNTA A
FORMULAR

O indivíduo que tem essas imagens e lembranças terríveis


sente-se derrotado e atacado.
Vamos voltar e modificar a imagem e a história.
Desta vez, quero que se imagine alto, forte e agressivo.
A pessoa que abusou de você é fraca, pequena e burra.
Quero que se imagine dominando, criticando e punindo a
pessoa que abusou de você.
TAREFA
DE CASA
Pedir que o paciente se lembre de uma experiência
anterior em que tenha sofrido abuso ou
humilhação e escrever os detalhes do evento
traumático.
A repetição do relato baseada na realidade é
seguida formulando-se nova fantasia.
Na história reescrita o paciente é instruído a se
descrever como forte, confiante, agressivo e
confrontador.
O paciente domina a cena e reduz a pessoa que o
abusou ou humilhou a um aborrecimento irrisório.
Em seguida, escrever os pensamentos e
sentimentos que surgiram com o exercício.
Alguns pacientes ficam mais ansiosos
ao confrontarem a figura que os abusou e POSSÍVEIS
desenvolvem pensamentos mágicos como PROBLEMAS

“Ele voltará e irá me machucar”, “Se eu


confrontá-lo serei punido”.
O terapeuta deve ficar atento quando há hesitação do paciente e
quaisquer sinais de aumento de ansiedade, resposta decorada ou
mecânica, ou súbito desejo de terminar a sessão, devem ser
abordados.
O terapeuta pode fazer perguntas sobre pensamentos automáticos.
Normalmente os pensamentos refletem a sensação de fraqueza e
humilhação que acompanhou o abuso. Técnicas de terapia cognitiva
padrão podem ser utilizadas para desafiar os pensamentos
negativos sobre autoestima e assertividade, como análise de custo
benefício e cadeira vazia.
Formulário 8.7: Reformulação da História

Quando você vivenciou inicialmente um trauma ou


acontecimento estressante, você pode ter visto a
outra pessoa como superior ou mais forte. Na coluna
da esquerda, faça a descrição detalhada do que
aconteceu: como era a outra pessoa, o que fez, o que
disse etc. Na coluna da direita, reescreva ou refaça o
roteiro de toda a história. Desta vez você é mais forte
e a outra pessoa é fraca e medrosa. Você é grande, a
outra pessoa é pequena. Você fala alto, a outra pessoa
está calada. Você é ativo, agressivo, hostil e a outra
pessoa está com medo de você. Reescreva a história
de modo a tornar-se o mais poderoso e dominante.
Em seguida escreva os pensamentos e sentimentos
relacionados a este exercício.
Descrição do evento Reformulação da história:
traumático ou estressante descrição do evento a partir
original de nova perspectiva.

Que pensamentos e sentimentos Que pensamentos e sentimentos


você teve em relação a outra você tem agora?
pessoa e a si mesmo quando isso
aconteceu?
Descrição do evento traumático Reformulação da história:
ou estressante original descrição do evento a partir de
nova perspectiva.
Apresentação de projeto em reunião O chefe criticou o trabalho e eu
da empresa. Foi humilhado pelo rebati na frente de todo mundo,
chefe publicamente. contei todos os podres dele e disse
que ele era incompetente e
precisava se tratar e que as pessoas
dizem que ele é corno.

Que pensamentos e sentimentos Que pensamentos e sentimentos


você teve em relação a outra pessoa você tem agora?
e a si mesmo quando isso
aconteceu? Satisfação, alegria, “Sou melhor do
que ele”, “Sou competente e não
“Sou um fracasso”, “Não faço nada deixarei ninguém ser injusto
direito”, “Nunca terei chance de sair comigo”, “Mereço emprego melhor
disso porque sou um profissional do que este e tenho competência
medíocre”. Tristeza, raiva, para conseguir”, “Não serei
frustração. humilhado pelo meu chefe e nem
por ninguém”.