Você está na página 1de 10

DIREITOS POLÍTICOS

Universidade Federal de Mato Grosso


Faculdade de Direito
Prof. Dr. Marcelo Theodoro
DIREITOS POLÍTICOS
“São prerrogativas, atributos, faculdades, ou poder de intervenção dos cidadãos ativos no governo de seu país,
intervenção direta ou indireta, mais ou menos ampla, segundo a intensidade do gozo desses direitos. São o Jus
Civitatis, os direitos cívicos, que se referem ao Poder Público, que autorizam o cidadão ativo a participar na
formação ou exercício da autoridade nacional, a exercer o direito de vontade ou eleitor, os direitos de deputados ou
senador, a ocupar cargos políticos e a manifestar suas opiniões sobre o governo do Estado.” (Pimenta Bueno –
Visconde e Marquês de São Vicente)

“São prerrogativas jurídico-constitucionais, verdadeiros direitos públicos subjetivos, que traduzem o grau de
participação dos cidadãos no cenário governamental do Estado.” (Bulos)

“Formam a base do regime democrático. A expressão ampla refere-se ao direito de participação no processo
político como um todo, ao direito ao sufrágio universal e ao voto periódico, livre, direto, secreto e igual, à autonomia
de organização do sistema partidário, à igualdade de oportunidade dos partidos.” (Mendes)

SOBERANIA
POPULAR
Fonte: educacional.com.br
DIREITOS POLÍTICOS
TÍTULO II
Dos Direitos e Garantias Fundamentais
CAPÍTULO IV
DOS DIREITOS POLÍTICOS
Art. 14. A soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto,
com valor igual para todos, e, nos termos da lei, mediante:
I - plebiscito;
II - referendo; Direito de
III - iniciativa popular. Sufrágio
🡪 Regulamento: Lei n. 9.709/98

POSITIVOS Sistemas
Eleitorais

Procedimento
DIREITOS Eleitoral
POLÍTICOS

Inelegibilidades

NEGATIVOS
Privação dos
direitos
políticos
DIREITOS POLÍTICOS
• Direito público subjetivo;
Direito ao sufrágio • Natureza jurídica;
• Espécies;

• Instrumento de sufrágio;
• Direto; Livre;
Voto • Pessoal; Secreto;
• Periódico; Igual;
• Obrigatório ou facultativo;

• Majoritário;
Sistemas eleitorais • Proporcional;
• Misto;

Plebiscito, • Lei n. 9.707/98;


referendo e • Democracia semidireta;
• Competência privativa do CN (art. 49, XV, da CF);
iniciativa popular
• Nacionalidade brasileira;
Condições de • Pleno exercício dos direitos políticos;
• Alistamento eleitoral;
elegibilidade • Domicílio eleitoral;
• Filiação partidária; Idade mínima;
DIREITOS POLÍTICOS
• Absolutas (inalistáveis e analfabetos – art. 14, §4º,
da CF);
Inelegibilidades • Relativas (funcional; reflexiva; militares; legais –
art. 14, §§5º ao 9º, da CF);

• Cancelamento da naturalização (art. 15, I, da CF);


Perda de • Escusa de consciência (art. 15, IV, da CF);
direitos • Aquisição de outra nacionalidade (art. 12, §4º, II, da
políticos CF);
• Vício de consentimento no ato jurídico;

Suspensão de • Incapacidade civil absoluta (art. 15, I, da CF);


direitos • Improbidade administrativa (art. 15, V, da CF);
• Condenação criminal (art. 15, III, da CF);
políticos
DIREITOS POLÍTICOS
Reaquisição dos direitos políticos;
Princípio da anualidade eleitoral;
Criação de município em ano eleitoral;
Cassação dos direitos políticos (art. 15, da CF);
Impugnação de mandato eletivo (art. 14, §10, da CF);
Princípio da fidelidade partidária;
Renúncia a mandato parlamentar e coligação;
PARTIDOS POLÍTICOS
TÍTULO II
Dos Direitos e Garantias Fundamentais
CAPÍTULO V
DOS PARTIDOS POLÍTICOS
Art. 17. É livre a criação, fusão, incorporação e extinção de partidos políticos, resguardados a
soberania nacional, o regime democrático, o pluripartidarismo, os direitos fundamentais da
pessoa humana e observados os seguintes preceitos: Regulamento
I - caráter nacional;
II - proibição de recebimento de recursos financeiros de entidade ou governo estrangeiros ou
de subordinação a estes;
III - prestação de contas à Justiça Eleitoral;
IV - funcionamento parlamentar de acordo com a lei.

Fonte: uolhost.com.br
PARTIDOS POLÍTICOS
Lei n. 9.096/95 - Lei dos Partidos Políticos
TÍTULO I
Disposições Preliminares
Art. 1º O partido político, pessoa jurídica de direito privado, destina-se a assegurar, no
interesse do regime democrático, a autenticidade do sistema representativo e a defender
os direitos fundamentais definidos na Constituição Federal.
Criação, fusão, incorporação e extinção de partidos políticos;
Autonomia partidária (art. 17,§1º, da CF);
Registro partidário (art. 17, §2º, da CF);
Recursos do fundo partidário e propaganda eleitoral (art. 17, §3º, da CF);
Organizações paramilitares (art. 17, §4º, da CF);
Cláusula de barreira (Lei n. 9.096/95 );
Princípio da verticalização das coligações partidárias
(art. 17, §1º, da CF e Resolução n. 21.002 do TSE).
PARTIDOS POLÍTICOS

Fontes: blogdotarso.com;
prachetadagrafar.blogspot.com
REFERÊNCIAS
ARAÚJO, Luiz Alberto David; NUNES JÚNIOR, Vidal Serrano. Curso de Direito Constitucional.
17. ed. São Paulo: Verbatim, 2013.
BULOS, UADI LAMMÊGO. Curso de direito constitucional. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2012.
LENZA, Pedro. Direito constitucional esquematizado. 15. ed. São Paulo: Saraiva, 2011.
MENDES, Gilmar Ferreira; BRANCO, Paulo Gustavo Gonet. Curso de direito constitucional. 7.
ed. São Paulo: Saraiva, 2012.