Você está na página 1de 6

Palavras relacionais: preposição e conjunção

Preposições: palavras invariáveis que relacionam dois termos de uma oração, cabendo ao
segundo termo completar ou explicar o primeiro.

Preposições essenciais: a, antes, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante,
por, sem, sob, sobre, trás.

Locuções prepositivas: abaixo de, acerca de, a fim de, além de, antes de, apesar de, a respeito
de, através de, de acordo com, dentro de, depois de, devido a, em frente a, em vez de, junto
com, graças a, para cima de, por causa de.

Valores semânticos das preposições:

Tempo: as aulas começaram às 8 horas.

Lugar: residem em Belém.

Origem: vim do Ceará

Limite: Ficou no clube até as cinco da tarde

Modo: contou a historia aos prantos.

Companhia: Viajou com a irmã.

Meio: deslocavam-se a pé.

Causa: tremia de frio

Posse: Era um texto de Camões.

Qualidade: retratou uma cena de inverno

Matéria: adorava doce de leite

Finalidade: Anotava para não esquecer.

Instrumento: cortar com faca

Exercícios

“O nome dele é Max, Max das Pipas


Um menino grande. Essa é a primeira impressão que o engenheiro Max Cardoso, de 51 anos,
passa quando está na praça próxima à sua casa, em Bangu, soltando pipas rodeado de
crianças. Ele vibra e lamenta cada subida e descida das impressionantes “máquinas” que
fabrica. Há 18 anos, em um ato de coragem, Max abandonou o trabalho estável como
projetista em uma grande empresa, e também o sobrenome, para virar o Max das Pipas, como
é chamado por toda a vizinhança. O hobby acaba de render-lhe um campeonato mundial.”

1. Com relação à expressão “ato de coragem”, responda:


a) A que classe gramatical pertence a palavra coragem?
b) Que adjetivo poderia substituir a expressão “de coragem”?
c) Qual o sentido da palavra “de” na expressão “de coragem” ?

2. Indique o tipo de relação expressa pela preposição em destaque nas frases.


a) Ele se cortou com uma faca. ( ) companhia
b) Vivia em um bairro tranquilo. ( ) causa
c) Estudava para obter boas notas. ( ) meio
d) A palavra é um direito de todos. ( ) ausência
e) Não descansei nada durante o fim de semana. ( ) lugar
f) Nada aconteceu como havíamos previsto. ( ) tempo
g) Saiu de casa sem os documentos. ( ) modo
h) Fomos com as crianças ao zoológico. ( ) instrumento
i) Preferiu vir de bicicleta, a andar a pé. ( ) finalidade
j) Fiquei cansado de tanto trabalhar. ( ) posse

3. Indique a oração que apresenta locução prepositiva:


a) Havia objetos valiosos sobre a pequena mesa.
b) À medida que os inimigos se aproximavam, as tropas inglesas recuavam.
c) Seguiu a carreira militar devido à influência militar.
d) Agiu de caso pensado, quando se afastou de você.
e) De repente, riscou e reescreveu o texto.

Conjunção subordinativa

Causal: introduz causa para o que foi apresentado. Conjunções: porque, pois, já que, visto
que, uma vez que, como.
Como não encontrou a peça correta, não pôde consertar o fogão.

Comparativa: Introduz uma oração que traz um dos termos de uma comparação. Ex: que nem,
menos (do) que, mais (do) que.

Ele agia como se fosse o dono da loja.

Concessiva: indica fato que pode anular aquele apresentado na oração principal, mas não o
faz. Ex: embora, ainda que, apesar de que, mesmo que, por mais que, conquanto.

Embora tivesse excelente formação, não conseguiu a vaga.

Condicional: indica hipótese ou condição para que algo se realize.

Ex: se, contanto que, salvo, a menos que, a não ser que.

Caso você termine os exercícios, antecipe a lição de casa.

Conformativa: introduz o elemento em conformidade com o qual o fato da oração principal


foi enunciado. Ex: segundo, conforme, como, consoante.

Conforme foi anunciado, o preço dos combustíveis subiu.

Consecutiva: indica uma consequência do fato apresentado na oração principal. Ex: de forma
que, de modo que, tanto ...que etc.

Falava tão alto que ficava rouca constantemente.

Final: indica finalidade, o objetivo. Ex: que, porque, para que.

Abriu a sala, a fim de que todos pudessem ver os quadros.

Proporcional: expressa relação de proporção entre os fatos. Ex: à medida que, à proporção
que, quanto mais...mais, quanto menos...menos..

A expectativa aumentava, à medida que a viagem se aproximava.

Temporal: indica tempo da realização do fato da oração principal.

Ex: quando, logo que, assim que, enquanto.

Saiu da sala antes que a aula começasse.


Integrante: introduz enunciado sem contribuir para estabelecer uma relação semântica. Ex:
que, se

Ela pensou que era feriado.

Exercícios

1. Grife e classifique as conjunções subordinativas.


a) Assim que amanheceu, ela foi embora.
b) Não concluiu a reforma do escritório porque o dinheiro acabou.
c) Corra para que não apanhe chuva.
d) A criança lê bem, embora não frequente a escola.
e) Não sei se ela sabe o endereço.
f) Falava tão alto que era escutado até na rua.
g) As dívidas aumentavam à medida que multiplicavam as contas.
h) Como o colégio era perto, podíamos ir a pé.
i) Caso precise faltar, deixe avisado.
j) As casas desabaram como castelos de areia.
k) Faça as contas como lhe ensinei.
l) Ela é muito mais calada que a irmã.
m) Os alunos não concluíram a pesquisa porque faltou material.
n) Havia tantas pessoas que muitas ficaram sem lugar para sentar.
o) Espero que você faça as correções.
p) Parecia tão nervoso que não conseguia falar.
q) Toque a campainha para que todos entrem.

2. Leia:
“Oportunamente serão divulgados os resultados de tão importante encontro, mas
enquanto nordestinos e alagoanos sentimos na pele e na alma a dor dos mais altos
índices de sofrimento da infância mais pobre. Nosso estado e nossa região padecem de
índices vergonhosos no tocante à mortalidade infantil, à educação básica e tantos
outros indicadores terríveis.”
Em que alternativa a seguir, a conjunção “enquanto” apresenta o mesmo sentido
expresso no parágrafo?
a) “Enquanto era jovem, viveu intensamente”.
b) “Dorme enquanto eu velo.”
c) “João enriquece enquanto o irmão cai na miséria.”
d) “Gramática é o estudo da língua enquanto sistema”
e) “Eu trabalhava enquanto ela dormia a sono solto”.

3. Leia.
Estética (Solano trindade)

Não disciplinarei estética: condições e efeitos da


As minhas emoções estéticas atividade artística.
Deixá-las-ei à vontade
Como meu desejo de viver.

É grande o espaço
Embora se criem limites...

Basta somente
Que eu sofra a disciplina da vida
Mas a estética
Deve ser sempre liberta.

1. A oração “É grande o espaço/ embora se criem limites...” pode ser reescrita de todas
as formas, exceto:
a) Mesmo que se criem limites...
b) Apesar de se criarem limites...
c) Já que se criam limites...
d) Apesar de limites serem criados..
e) Mesmo que sejam criados limites...
2. A conjunção “embora” estabelece relação semântica de:
a) Causa
b) Concessão
c) Tempo
d) Lugar
e) Consequência
GRADAÇÃO

- dispor em ordem crescente de intensidade as palavras. Com palavras ou grupo de palavras


relacionado. Uma sequência de palavras empregadas de forma gradativa, crescente (clímax)
ou decrescente (anticlímax)..

Exemplo: “Eu era pobre. Era subalterno. Era nada. (Monteiro Lobato)

E roía, e tomba e se despedaça, e morre.... (Olavo Bilac)

“Ó não guardes, que a madura idade

Te converta essa flor, essa beleza,

Em terra, em cinzas, em pó, em sombra, em nada.” (Gregório de matos)

“ Se soubesse , não teria falado, mas falei pela veneração, pela estima, pelo afeto, para
cumprir um dever amargo, um dever amaríssimo...” ANTICLÌMAX

“Camargo adorava Eugênia: era a sua religião. Concentrava esforços e pensamentos em fazê-
la feliz, e para alcançar não duvidaria empregar, se necessário fosse, a violência, a perfídia e
dissimulação”.

1. Na frase “O fio da ideia cresceu, engrossou e partiu-se”, ocorre processo de gradação.


Não há gradação em:
a) O carro arrancou, ganhou velocidade e capotou.
b) O avião decolou, ganhou altura e caiu.
c) O balão inflou, começou a subir e apagou.
d) A inspiração surgiu, tomou conta de sua mente e frustrou-se.
e) João pegou um livro, ouviu um disco e saiu.