Você está na página 1de 60

Aula 16

Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB - 2015 (com videoaulas)

Professor: Felipe Lessa

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

AULA 16:
5. Matrizes, Determinantes e Solução de
Sistemas Lineares

SUMÁRIO
I. Matrizes ....................................................................................... 2
II. Determinantes ........................................................................... 16
III. Solução de Sistemas Lineares ..................................................... 31
IV. Mais Questões Comentadas... ..................................................... 44
III. Lista das Questões Apresentadas ................................................ 48

Olá Pessoal!

Finalmente, chegamos à Aula 16, sobre Matrizes e Determinantes.


Começamos a falar um pouquinho sobre o tema no início do Curso, lá na
Aula 0, onde fizemos uma Aula demonstrativa sobre o tema.

Esta Aula de hoje é um pouquinho mais completa que a Aula 0. Não se


confunda, ok? A Aula demonstrativa tratava apenas de matrizes; nesta
Aula 16, retomaremos o assunto “Matrizes” aliado ao assunto
“Determinantes”.
76979202391

Foco, Foco e Foco... Disso é que precisamos!

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 1 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

I. Matrizes

Uma matriz, grosso modo falando, é uma tabela onde armazenamos


números. Ela pode ser representada por parêntesis ou colchetes. Assim,
seja a matriz A. Veja como ela pode ser representada:

Como toda boa tabela, uma matriz possui linhas e colunas. Identifique-
as:

COLUNAS

LINHAS

Outro conceito que devemos ter em mente sempre ao trabalharmos com


matrizes é o de ordem da matriz. A ordem de uma matriz nada mais é
do que o seu tamanho, representado pela quantidade de linhas e colunas.
Podemos afirmar que a matriz A do nosso exemplo inicial é de ordem 3x3
(três por três), porque possui 3 linhas e 3 colunas. Representamos assim:
A3x3, onde o primeiro 3 representa as linhas e o segundo 3, as colunas.

Dessa forma, podemos escrever uma matriz na forma geral Amxn, o que
significa que ela tem m linhas e n colunas.

Notação Geral
76979202391

Assunto de interesse relevante para provas de concurso é a identificação


dos elementos da matriz. Representaremos por aij, o elemento da linha
i e da coluna j da matriz.

Assim, podemos escrever uma matriz mxn na sua forma genérica:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 2 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Uma coisa que a ESAF adora é dar uma “Lei de


Formação” para os elementos da matriz.
Exemplo: Seja a matriz A2x2, onde aij = i+j.

Vamos praticar?

Questão 1: ESAF - TSIET/Estradas/2013 (e mais 3 concursos)


Os elementos de uma matriz A3X2, isto é, com três linhas e duas
colunas, são dados por:

Em que aij representa o elemento da matriz A3X2 localizado na


linha i e coluna j. Então, a soma dos elementos da primeira coluna
de A3X2 é igual a:
a) 17
b) 15
c) 12
d) 19
e) 13

SOLUÇÃO:
A questão quer saber a soma dos elementos da primeira coluna da matriz
A, ou seja: a11 + a21 + a31

Pela lei de formação da matriz A: 76979202391

a11 = (1 + 1)2 = 4
a21 = 22+12 = 5
a31 = 32+12 = 10

Gabarito: Letra D
***********

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 3 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Tipos de Matrizes
Passo a apresentar agora algumas “matrizes diferentes” antes de
entramos nas operações com matrizes propriamente ditas.

Matriz Coluna: é a matriz formada por uma única coluna. Exemplo:

Matriz Linha: é a matriz formada por uma única linha. Exemplo:

Matriz Quadrada: é a matriz que tem número de linhas igual ao número


de colunas. Exemplo:

Na matriz quadrada, podemos identificar dois conceitos novos: a diagonal


principal e a diagonal secundária. Os elementos que compõem a diagonal
principal no exemplo abaixo são: 2, 3, 1, 4. Já a diagonal secundária é
composta pelos elementos: 0, 1, 8, 2. Observe:

76979202391

DIAGONAL DIAGONAL
SECUNDÁRIA PRINCIPAL

Matriz Diagonal: é a matriz quadrada em que todos os elementos fora


da diagonal principal são iguais a zero. Exemplo:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 4 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Matriz Triangular: é a matriz quadrada em que todos os elementos
acima ou abaixo da diagonal principal são iguais a zero. Exemplo:

Matriz Identidade: é a matriz onde os elementos da diagonal principal


são iguais a um e os demais iguais a zero. A matriz identidade tem várias
propriedades interessantes. Aguarde e verás...
Exemplo:

Matriz Transposta: a matriz transposta At de uma matriz A é uma nova


matriz onde suas linhas são as colunas de A. Simples assim! Exemplo:

76979202391

Matriz Simétrica: diz-se que uma matriz é simétrica quando ela é igual
a sua transposta (A=At ou aij=aji). Repare que os elementos das linhas e
colunas de mesmo índice são iguais; a linha 1 é igual à coluna 1, e assim
por diante. Exemplo:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 5 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Matriz Antissimétrica: diz-se que uma matriz é antissimétrica quando a
sua transposta coincide com sua oposta (-A=At ou aij=-aji). Repare que os
elementos das linhas e colunas de mesmo índice são opostos; a linha 1 é
igual a “menos” a coluna 1, e assim por diante. Exemplo:

Questão 2: ESAF - AFRFB/2014


A matriz quadrada A, definida genericamente por A = aij, é dada
por a11 = 0; a12 = - 4; a13 = 2; a21 = x; a22 = 0; a23 = (1 - z); a31 =
y; a32 = 2z e, por último, a33 = 0. Desse modo, para que a matriz A
seja uma matriz antissimétrica, os valores de a21, a23, a31 e a32
deverão ser, respectivamente, iguais a:
a) 4; -2; -2; -2.
b) 4; -2; 2; -2.
c) 4; 2; -2; -2.
d) -4; -2; 2; -2.
e) -4; -2; -2; -2.

SOLUÇÃO:

Uma matriz antissimétrica é aquela cuja transposta coincide com sua oposta,
ou seja,

ou
=-

A matriz do enunciado é:

76979202391

Para que seja antissimétrica, precisamos ter:


( 4)

Logo,
=4

Nossa matriz fica:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 6 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Gabarito: Letra C
***********

Matriz Inversa: a matriz inversa (A-1) de uma matriz quadrada (A) é


aquela que, multiplicada por esta, resulta na matriz identidade. Assim:

A A-1 = I

Para achar a inversa de uma matriz 2x2, é só:


1. trocar de lugar os elementos da diagonal principal;
2. multiplicar por -1 os elementos da diagonal secundária;
3. Dividir os elementos pelo determinante de A (detA).

Veremos mais adiante o conceito de determinante mas, por ora,


saiba que o determinante de uma matriz 2x2 é o produto dos
elementos da diagonal principal menos o produto dos elementos da
diagonal secundária.

Assim:

76979202391

O cálculo da inversa de matrizes de ordem superior a 2 é


extremamente complicado e eu nunca vi cair em concurso! Como
este é um curso voltado para o que cai em prova e não um
doutorado em matemática, vou pular essa parte, ok? É suficiente
para sua prova saber a inversa de uma matriz 2x2

Exemplo: Seja a Matriz A, calcule sua inversa:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 7 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Ora, basta seguir a nossa fórmula mágica:

Operações com Matrizes


Adição/Subtração de Matrizes: Para somar ou subtrair matrizes, basta
fazer a operação elemento a elemento.

Exemplo: Calcule o soma da matriz A com a matriz B.

Questão de prova que envolve os conceitos de soma de matrizes...

Questão 3: ESAF - AFC (CGU)/Auditoria e Fiscalização/2004


Genericamente, qualquer elemento de uma matriz M pode ser
representado por mij, onde "i" representa a linha e "j" a coluna
em que esse elemento se localiza. Uma matriz X = xij, de terceira
ordem, é a matriz resultante da soma das matrizes A = (aij) e
B=(bij).
76979202391

Sabendo-se que (aij) = i2


e que bij = (i-j)2, então o produto dos
elementos x31 e x13 é igual a:

a) 16
b) 18
c) 26
d) 65
e) 169

SOLUÇÃO:

Sabemos que x31 = a31 + b31


Pela lei de formação da matriz A, a31=32=9

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 8 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Pela lei de formação da matriz B, b31=(3 – 1)2 = 4
Então, x31 = a31 + b31 = 9 + 4 = 13

Sabemos também que x13 = a13 + b13


Pela lei de formação da matriz A, a13=12=1
Pela lei de formação da matriz B, b13=(1 – 3)2 = 4
Então, x13 = a13 + b13 = 1 + 4 = 5

x31 x13 = 13 5 = 65

Gabarito: Letra D
***********

Multiplicação/Divisão de Matrizes por um número real: Para


multiplicar ou dividir matrizes por um número real, basta fazer a operação
elemento a elemento.
Exemplo: Calcule o valor de 3xA:

Multiplicação de Matrizes: A multiplicação de duas matrizes A e B é um


pouquinho mais complicada, mas nada impossível! Cada elemento (c ij) da
matriz C resultado do produto é formado pela multiplicação ordenada de
cada elemento da linha i da matriz A pelos elementos da coluna j da
matriz B.

- Poxa vida, Professor! Não entendi nada!


76979202391

- Eu sei, caro Aluno! É meio enrolado mesmo! Mas vamos fazer um


exemplo para clarear as ideias...

Exemplo: Calcule o produto da matriz A pela matriz B.

Seja a matriz C o resultado do produto A B. Cada elemento cij será assim


formado:

 c11 = a11b11 + a12b21

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 9 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

c11 = 1x0 + 2x3 = 6

 c12 = a11b12 + a12b22

c12 = 1x1 + 2x1 = 3

 c21 = a21b11 + a22b21

C21 = 3x0 + 4x3 = 12

 c22 = a21b12 + a22b22

C22 = 3x1 + 4x1 = 7

Logo, a nossa matriz C = A B fica assim:

Entendido até aqui????

Nada melhor do que uma questão da ESAF para treinarmos um pouco!

Questão 4: ESAF -Técnico MPU Administrativa/2004


76979202391

Sejam as matrizes

e seja xij o elemento genérico de uma matriz X tal que X =(A.B)t ,


isto é, a matriz X é a matriz transposta do produto entre as
matrizes A e B. Assim, a razão entre x31 e x12 é igual a
a) 2
b) 1/2
c) 3
d) 1/3
e) 1

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 10 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

SOLUÇÃO:

A primeira coisa a ser feita é o produto AB:

Nosso próximo passo é encontrar X, a transposta de AB:

Gabarito: Letra A
***********

Para multiplicar matrizes, existe uma observação importante. Este


76979202391

produto só será possível quando o número de colunas da primeira


matriz for igual ao número de linhas da segunda matriz.

Exemplo: Sejam as matrizes A3x7 e B7x6. Verifique se o produto A B é


possível. Se sim, qual a ordem da matriz A B?

Essa é muito fácil: Basta verificar se o número de colunas de A é igual ao


número de linhas de B.

A3x7 B7x6

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 11 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Como ambos são iguais a 7, o produto é possível sim! Para determinar a
ordem da matriz resultado, tem um macete! Ela terá o mesmo número de
linhas de A e o mesmo número de colunas de B

A3x7 B7x6

Assim, a ordem da matriz resultado do produto A B será 3x6.

Questão 5: ESAF - TFC/1997


Se A, B e C são matrizes de ordens respectivamente iguais a
(2x3), (3x4) e (4x2), então a expressão [A(BC)]2 tem ordem
igual a:
a) 2 x 2
b) 3 x 3
c) 4 x 4
d) 6 x 6
e) 12 x 12

SOLUÇÃO:

Questão fácil, típica de ordem de produto de matrizes!

Vamos por partes, o produto BC tem ordem:


B3x4 C4x2

Assim, a ordem da matriz resultado do produto B C será 3x2.

Agora, o produto A(BC) tem ordem:


A2x3 BC3x2
76979202391

Assim, a ordem da matriz resultado do produto A(BC) será 2x2.

Agora, o produto [A(BC)]2 = [A(BC)] [A(BC)] tem ordem:


A(BC)2x2 A(BC)2x2

Assim, a ordem da matriz resultado do produto [A(BC)]2 será 2x2.

Gabarito: Letra A
***********

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 12 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Propriedades da Multiplicação de Matrizes:


1. Associativa: (A B) C = A (B C)
2. Distributiva: A (B+C) = A B + B C / (A + B) C = A C + B C
3. Elemento Neutro: A I = I A = A, onde I é a matriz identidade.
4. (A.B)t = Bt At
5. A A-1 = I
6. (A.B)-1 = B-1 A-1

Vamos ver como essas propriedades foram cobradas pela ESAF?

Questão 6: ESAF - AFTN/1998


Sejam as matrizes:

E seja x a soma dos elementos da segunda coluna da matriz


transposta de Y. Se a matriz Y é dada por Y = (AB) + C, então o
valor de x é:

a) -7/8
b) 4/7
c) 0
d) 1
e) 2

SOLUÇÃO:

A primeira coisa que devemos fazer é o produto AB. Se você reparar bem,
76979202391

antes de cair dentro das contas, perceba que a matriz A é a matriz


identidade, ou seja, o produto dela por qualquer outra é igual a esta
última.
Assim, AB = B.

Logo, Y = B + C:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 13 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Nosso próximo passo é calcular a transposta de Y (Yt). O que era linha


vira coluna!

A soma dos elementos da segunda coluna da matriz transposta de Y é:

1 + (– 1) = 0

Gabarito: Letra C
***********

Questão 7: ESAF - AFRE MG/2005


A, B e C são matrizes quadradas de mesma ordem, não singulares
e diferentes da matriz identidade. A matriz C é igual ao produto
A Z B, onde Z é também uma matriz quadrada. A matriz Z,
portanto, é igual a:

a) A-1 B C
b) A C-1 B-1
c) A-1 C B-1
d) A B C-1
e) C-1 B-1 A-1

SOLUÇÃO:
Na multiplicação de matrizes, não vale a propriedade comutativa, ou seja,
a ordem em que são multiplicadas importa.
76979202391

Sabemos que C = A Z B.

Temos que isolar a matriz Z. Para tanto, nessas questões, procuramos


multiplicar sempre pela matriz inversa de outras matrizes. Você verá o
porquê.

Vamos multiplicar à direita, em ambos os lados da igualdade, por B-1.

C B-1 = A Z B B-1

Ora, sabemos que o produto B B-1 é igual à matriz identidade:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 14 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
C B-1 = A Z I

Como a matriz identidade é o elemento neutro desta multiplicação de


matrizes, podemos escrever:

C B-1 = A Z

Para isolar a matriz Z na igualdade, multiplicamos à esquerda por A-1

A-1C B-1 = A-1A Z

Ora, sabemos que o produto A-1A é igual à matriz identidade:

A-1C B-1 = I Z = Z
Logo, Z = A-1C B-1

Gabarito: Letra C
***********

76979202391

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 15 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

II. Determinantes
Determinante (det) nada mais é do que uma função que associa um
número a uma matriz. Somente as matrizes quadradas possuem
determinante.

Para a sua prova, você vai precisar saber calcular determinantes. Eles
podem ser calculados na mão, na força bruta, ou através de algumas
propriedades bem interessantes que veremos já já.

Cálculo do determinante de uma matriz 2x2

O determinante de uma matriz 2x2 é dado pela


diferença entre o produto dos elementos da
diagonal principal e o produto dos elementos da
diagonal secundária.
ã

Praticando com questão da ESAF...

Questão 8: ESAF – Serpro/1996


No sistema matricial dado por onde

, os determinantes das matrizes X e Y serão,


respectivamente :
a) 9, -4
76979202391

b) -4, 9
c) -3,-9
d) 9,-3
e) -9, -3

SOLUÇÃO:
A primeira coisa a ser feita é calcular quem são as matrizes X e Y.
Um macete para você resolver o sistema é somar as duas equações. Ao
fazer isso, o Y será eliminado e a matriz X ficará isolada. Veja:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 16 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Somando as duas equações, temos:

Mas quem é 3A + 2B? Vamos calcular:

Como

Para achar o valor de Y, podemos substituir o valor de X em qualquer


uma das equações originais do sistema, por exemplo

Isolando Y, temos:

Gabarito: Letra D
***********

Cálculo do determinante de uma matriz 3x3


76979202391

O determinante de uma matriz 3x3 é calculado da


seguinte forma:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 17 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Mais questão de prova...

Questão 9: ESAF - TFC (CGU)/CGU/2008


Genericamente, qualquer elemento de uma matriz Z pode ser
representado por zij, onde "i" representa a linha e "j" a coluna em
que esse elemento se localiza. Uma matriz A = (aij), de terceira
ordem, é a matriz resultante da soma das matrizes X = (xij) e
Y=(yij). Sabendo-se que (xij) = i1/2 e que yij = (i-j)2, então a
potência dada por (a22)a12 e o determinante da matriz X são,
respectivamente, iguais a:

a) e2
b) e0
c) e1
d) 2 e 0
e) e0

SOLUÇÃO:
Sabemos que a22 = x22 + y22
Pela lei de formação da matriz X, x22 = 21/2 =
Pela lei de formação da matriz Y, y22 = (2 – 2)2 = 0
Então, a22 = x22 + y22 = +0=

Sabemos também que a12 = x12 + y12


Pela lei de formação da matriz X, x12 = 11/2 = 1
Pela lei de formação da matriz Y, y12 = (1 – 2)2 = 1
Então, a22 = x22 + y22 = 1 + 1 =

(a22)a12 = =2

Note que pelas opções de resposta possíveis, nem precisaríamos calcular


76979202391

o determinante da matriz X. Já poderíamos marcar direto a letra D.


Mas como queremos praticar um pouco, vamos ao cálculo do
determinante de X.

Primeiro, vamos montar a matriz X: (xij) = i1/2

Sem lançar mão de propriedades dos determinantes, partimos para o


cálculo na força bruta:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 18 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

��t

Gabarito: Letra D
***********

Propriedades dos Determinantes


Determinante de uma Matriz triangular ou diagonal
Em uma matriz triangular (ou diagonal), o determinante
é igual ao produto dos elementos da diagonal principal.

Questão 10: ESAF – Técnico MPU/2004-2

O determinante da matriz , onde a e b são inteiros

positivos tais que a>1 e b>1 é:


a) -60a
b) 0
c) 60a
d) 20ba2 76979202391

e) a(b-60)

SOLUÇÃO:
Em uma matriz triangular, o determinante é igual ao produto dos
elementos da diagonal principal: 2 (-a) 5 6 = -60a

Gabarito: Letra A
***********
Determinante de uma Matriz com linha/coluna zerada
Se uma matriz tiver todos os elementos de uma linha ou coluna iguais a
zero, o determinante será igual a zero.

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 19 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Determinante de uma Matriz com linhas/colunas paralelas iguais


Se uma matriz tiver linhas/colunas paralelas iguais, o determinante será
igual a zero.

Determinante de uma Matriz com linhas/colunas


paralelas proporcionais
Se uma matriz tiver linhas/colunas paralelas
proporcionais, o determinante será igual a zero.

Questão 11: ESAF-SERPRO/1996

As matrizes:

apresentam, respectivamente, determinantes iguais a:


a) 0, 0 e 0
b) 1, 1 e 1
c) 0, 1 e 1
d) 2, 3 e 4
e) -1, -1 e -1

SOLUÇÃO:
Sempre que uma questão de matriz/determinante lhe parecer muito
trabalhosa, fique certo de uma coisa: existe uma solução mais simples!

Antes de cair dentro e calcular esses três determinantes na força bruta,


observe:
Na matriz X, a segunda linha é o dobro da primeira. Filas paralelas
proporcionais; det X = 0;
Na matriz Y, a terceira coluna é o triplo da primeira. Filas paralelas
proporcionais; det Y = 0;
Na matriz Z, a terceira linha é o quíntuplo da segunda. Filas paralelas
proporcionais; det Z = 0; 76979202391

Gabarito: Letra A
***********

Determinante de uma Matriz com linhas/colunas


que sejam Combinação linear de outras
Se uma matriz tiver linhas/colunas que sejam
combinação linear de outras, o determinante será igual a
zero.

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 20 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Questão 12: ESAF – ANA/2009

O determinante da matriz é igual a:

a) 2b+c-a
b) 2b-c
c) a+b+c
d) 6+a+b+c
e) 0

SOLUÇÃO:
Aqui você tem que ter um olhar mais afiado... Perceba que a terceira
linha é igual ao dobro da primeira mais a segunda, ou seja, L3=2L1 + L2.
L3 é uma combinação linear das L1 e L2. Determinante = 0.

Gabarito: Letra E
***********

Determinante de matriz onde houve Troca de


linhas/colunas
Se uma nova matriz for formada apenas trocando a
ordem de linhas ou colunas, o novo determinante desta
nova matriz será igual ao antigo multiplicado de -1
tantas vezes quantas forem as trocas.

Questão 13: ESAF – AFC (CGU)/CGU/Auditoria e


Fiscalização/Saúde/2008 76979202391

Qualquer elemento de uma matriz X pode ser representado por


xij, onde i representa a linha e j a coluna em que esse elemento se
localiza. A partir de uma matriz A (aij), de terceira ordem,
constrói-se a matriz B(bij), também de terceira ordem, dada por:

Sabendo-se que o determinante da matriz A é igual a 100, então o


determinante da matriz B é igual a:

a) 50

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 21 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

b) -50
c) 0
d) -100
e) 100

SOLUÇÃO:
Vamos escrever as matrizes A e B para você enxergar melhor:

Perceba que de A para B a única diferença é que o as linhas 1 e 3


estão trocadas. Como houve apenas uma troca, para achar o
determinante de B, multiplica-se o de A por -1.

Se det A = 100, det B = -100

Gabarito: Letra D
***********

Questão 14: ESAF – AFC (STN)/STN/Contábil-Financeira/2005


Considere duas matrizes quadradas de terceira ordem, A e B. A
primeira, a segunda e a terceira colunas da matriz B são iguais,
respectivamente, à terceira, à segunda e à primeira colunas da
matriz A. Sabendo-se que o determinante de A é igual a x3, então
o produto entre os determinantes das matrizes A e B é igual a:

a) –x-6
b) –x6
c) x3
d) -1 76979202391

e) 1

SOLUÇÃO:
Perceba que a matriz B é igual à matriz A, só que com a troca da
terceira coluna pela primeira. Como houve apenas uma troca, para
achar o determinante de B, multiplica-se o de A por -1.

Se det A = x3, det B = -x3

detA detB = x3 (-x3) = -x6

Gabarito: Letra B

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 22 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
***********
Multiplicação de linha/coluna por uma constante
Quando multiplicamos uma linha/coluna por uma
constante, o determinante fica multiplicado por esta
mesma constante.

Questão 15: ESAF - ATA MF/MF/2009


Seja uma matriz quadrada 4 por 4. Se multiplicarmos os
elementos da segunda linha da matriz por 2 e dividirmos os
elementos da terceira linha da matriz por -3, o determinante da
matriz fica:

a) Multiplicado por -1.


b) Multiplicado por -16/81.
c) Multiplicado por 2/3.
d) Multiplicado por 16/81.
e) Multiplicado por -2/3.

SOLUÇÃO:
Essa é fácil! Ao multiplicar uma linha por 2, o determinante fica
multiplicado por 2. Ao dividirmos uma linha por -3, o determinante fica
dividido por -3.

No final, o determinante ficará multiplicado por -2/3

Gabarito: Letra E
***********

Questão 16: ESAF - APOFP SP/SEFAZ SP/2009


O determinante de uma matriz 3X3 é igual a x. Se multiplicarmos
os três elementos da 1a linha por 2 e os três elementos da 2a
76979202391

coluna por -1, o determinante será:


a) -x2
b) -2x2
c) -2x
d) x2
e) 4x2

SOLUÇÃO:
Essa é fácil! Ao multiplicar uma linha por 2, o determinante fica
multiplicado por 2. Ao multiplicar uma linha por -1, o determinante fica
multiplicado por -1.
No final, o determinante ficará multiplicado por -2

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 23 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Det = -2x
Gabarito: Letra C
***********

Questão 17: ESAF-MPOG/2008


Uma matriz X de quinta ordem possui determinante igual a 10. A
matriz B é obtida multiplicando-se todos os elementos da matriz
X por 10. Desse modo, o determinante da matriz B é igual a:

a) 10-6
b) 105
c) 1010
d) 106
e) 103

SOLUÇÃO:
Ao multiplicar todos os elementos por um determinado número, isto é a
mesma coisa que multiplicar cada linha por uma constante.

Como temos 5 linhas, o det B = det X multiplicado por 10x10x10x10x10


= 105.

detB = 10x105 = 106

Gabarito: Letra D
***********
Multiplicação de matriz por uma constante
Quando multiplicamos uma matriz por uma constante, o
determinante fica multiplicado por esta mesma constante
elevada à ordem da matriz.

Questão 18: ESAF - GeFaz (SEF MG)/SEF MG/2005


76979202391

Considere duas matrizes de segunda ordem, A e B, sendo que B =


21/4 A. Sabendo que o determinante de A é igual a 2-1/2, então o
determinante da matriz B é igual a:

a) 21/2
b) 2
c) 2 -1/4
d) 2 -1/2
e) 1
SOLUÇÃO:
B = 21/4 A
det B = (21/4)2 detA------------- porque a matriz é de 2ª ordem!!!

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 24 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
det B = (21/4)2 2-1/2 = 21/2 2-1/2 = 20 = 1
Gabarito: Letra E
***********

Questão 19: ESAF-SERPRO/1997


Uma matriz quadrada A, de terceira ordem, possui determinante
igual a 5. O determinante da matriz 2A é igual a:
a) 5
b) 10
c) 20
d) 40
e) 80

SOLUÇÃO:
B = 2A
det B = (2)3 detA------------- porque a matriz é de 3ª ordem!!!

det B = 8 5 = 40

Gabarito: Letra D
***********
Determinante do produto de matrizes
O determinante do produto de matrizes é igual ao
produto dos determinantes.

Questão 20: ESAF - ATRFB/SRFB/Geral/2012


Dada a matriz , o determinante de A5 é igual a
a) 20.
b) 28.
c) 32. 76979202391

d) 30.
e) 25.

SOLUÇÃO:
Antes de mais nada, calculemos o detA:
detA = 2x1 – 1x0 = 2
detA5= det(A A A A A) = detA detA detA detA detA = [detA]5

Logo, detA5 = [detA]5 = 25 = 32

Gabarito: Letra C
***********

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 25 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Questão 21: ESAF - ATA MF/MF/2012


Dadas as matrizes e , calcule o
determinante do produto A B:
a) 8
b) 12
c) 9
d) 15
e) 6

SOLUÇÃO:
detA = 2x3 – 3x1 = 3
detB = 2x3 – 4x1 = 2
det AB = detA detB = 2 3 =6

Gabarito: Letra E
***********

Questão 22: ESAF – Tec. MPU/Controle Interno/2004


Considere as matrizes:

Em que os elementos a, b e c são números naturais diferentes de


zero. Então, o determinante do produto das matrizes X e Y é igual
a:
a) 0
b) a
c) a+b+c
d) a+b
76979202391

c) a+c

SOLUÇÃO:
det XY = detX detY

Olhe agora para a matriz X. Repare que a 2ª linha é igual à 1ª


multiplicada por 2. Nesse caso, detX = 0.

Ora, se detX = 0, det XY = detX detY = 0

Gabarito: Letra A
***********

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 26 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Determinante da transposta
O determinante da transposta é igual ao determinante da
matriz original.

Questão 23: ESAF – MPOG/2002


A transposta de uma matriz qualquer é aquela que se obtém
trocando linhas por colunas. Sabendo-se que uma matriz
quadrada de segunda ordem possui determinante igual a 2, então
o determinante do dobro de sua matriz transposta é igual a:
a) -2
b) -1/2
c) 4
d) 8
c) 10

SOLUÇÃO:
Seja A nossa matriz 2x2 original onde detA = 2
Como o determinante da transposta é igual ao da matriz original, temos:
detAt = 2

A questão quer saber det2At


Ora, como At é 2x2, temos que
det2At = 22detAt

Assim, det2At = 4x2 = 8


Gabarito: Letra D
***********

76979202391

Questão 24: ESAF-AFC/STN/2000


Uma matriz quadrada X de terceira ordem possui determinante
igual a 3. Sabendo-se que a matriz Z é a transposta da matriz X,
então a matriz Y = 3Z tem determinante igual a:
a) 1/3
b) 3
c) 9
d) 27
c) 81

SOLUÇÃO:
detX = 3
Z = Xt

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 27 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
detZ = 3

Y = 3Z
detY = 33detZ------------------------- porque X e Z são 3x3
detY = 27x3 = 81

Gabarito: Letra E
***********

Questão 25: ESAF - AFRFB/SRFB/2012


As matrizes, A, B, C e D são quadradas de quarta ordem.
A matriz B é igual a 1/2 da matriz A, ou seja: B = 1/2 A.

A matriz C é igual a matriz transposta de B, ou seja: C = Bt. A


matriz D é definida a partir da matriz C; a única diferença entre
essas duas matrizes é que a matriz D tem como primeira linha a
primeira linha de C multiplicada por 2. Sabendo-se que o
determinante da matriz A é igual a 32, então a soma dos
determinantes das matrizes B, C e D é igual a
a) 6.
b) 4.
c) 12.
d) 10.
e) 8.

SOLUÇÃO:

detA = 32

B=½A
detB = (1/2)4detA
detB = (1/16) x 32 = 2
76979202391

C= Bt
detC = detB = 2

A matriz D tem como primeira linha a primeira linha de C multiplicada por


2. Logo, detD = 2detC = 2x2 = 4

detB + detC + det D = 2 + 2 + 4 = 8

Gabarito: Letra E
***********

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 28 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Determinante da inversa
O determinante da inversa é igual ao inverso do
determinante da matriz original.

Questão 26: ESAF – Oficial de Chancelaria/2002


Dada a matriz: e sabendo que o determinante de sua matriz
inversa é igual a ½ , então o valor de x é igual a:
a) -1
b) 0
c) ½
d) 1
e) 2

SOLUÇÃO:
Seja

detA-1 = ½ = 1/detA
detA = 1/ detA-1
detA = 1/ detA-1 = 1/(1/2)
detA = 2

Calculando o determinante através da matriz:


detA = 1 1 – 1 x = 1 - x

1–x=2
X = -1

Gabarito: Letra A
*********** 76979202391

Questão 27: ESAF - AFC (STN)/STN/Contábil/2013


Os elementos de uma matriz X são representados,
genericamente, por xij onde i representa a linha e j representa a
coluna às quais o elemento xij pertence. Os valores assumidos
pelos elementos da matriz A são: a11 = 1; a12 = x; a13 = -3; a21 =
2; a22 = 1; a23 = x; a31 = a; a32 = 0 e a33 = 1. De modo análogo, os
elementos assumidos pela matriz B são: b11 = 2; b12 = 1; b13 = x;
b21 = 1; b22 = x; b23 = -3; b31 = a; b32 = 0 e b33 = 1.
Sabendo-se que o determinante da matriz inversa de A é igual a
1/7, então a soma entre os determinantes da matriz transposta
de A e da matriz B é igual a:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 29 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

a) -7
b) -14
c) 14
d) 2/7
e) 0

SOLUÇÃO:
Vamos escrever as matrizes:

Repare que a matriz A é igual à matriz B exceto pela ordem da 1ª e 2ª


linhas, que estão trocadas.
Logo: detA = - detB

Como o determinante da matriz inversa de A é igual a 1/7, temos:


detA-1 = 1/7 = 1/detA
detA = 1/ detA-1
detA = 1/ detA-1 = 1/(1/7)
detA = 7; detB = -7

O determinante da transposta de A é igual ao determinante de A.


detAt = detA = 7

detAt + detB = 7 + (-7) = 0

Gabarito: Letra E
***********

76979202391

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 30 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

III. Solução de Sistemas Lineares


Pois bem, pessoal! Agora nós vamos ver como os conceitos de matrizes e
determinantes podem ser utilizados para nos ajudar a resolver Sistemas
Lineares.

Você sabe muito bem que um sistema nada mais é do que um conjunto
de equações lineares. Em nossos exercícios, vocês verão, os sistemas
terão tantas equações quantas forem as incógnitas das equações.

- Ok, Professor! Disso eu já sei! Mas eu tô curioso para saber como as


matrizes e os determinantes entram nessa história!
- É simples! Se você relembrar o conceito do produto de matrizes, verá
que TODO sistema linear pode ser escrito na forma matricial. Veja o
exemplo a seguir:

Sistema original:

Reescrito na forma matricial:

Multiplique as duas matrizes acima e veja se você não chega no sistema


original!

76979202391

É muito fácil escrever um sistema na forma matricial:


1. Ordene as variáveis de um lado da igualdade e isole os
termos independentes do outro lado da igualdade;
2. Monte uma matriz quadrada com todos os coeficientes das
variáveis;
3. Monte uma matriz coluna com todas as variáveis;
4. Monte outra matriz coluna com todos os termos
independentes.
5. Multiplique as duas primeiras matrizes e iguale à terceira.

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 31 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Regra de Cramer
- Ok, Professor! Já entendi como escrever um sistema na forma matricial.
Mas e agora? Qual a vantagem disso?
- A vantagem está em uma regrinha que eu vou ensinar agora: a Regra
de Cramer!

Peguemos o nosso exemplo inicial:

A Regra de Cramer nos ensina que podemos nos valer dos determinantes
para achar a solução de um sistema linear. Assim, segundo Cramer,

á
76979202391

Repare que as matrizes das variáveis são


encontradas substituindo a respectiva coluna
pela coluna dos termos independentes!

Nada melhor do que uma questão da ESAF para treinarmos essa


Regra de Cramer né? Vamos a ela!

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 32 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Questão 28: ESAF - AFRFB/SRFB/2012


Considere o sistema de equações lineares dado por:

Sabendo-se que o sistema tem solução única para r ≠ 0 e r ≠ 1,


então o valor de x é igual a

a)

b)

c)

d)

e)

SOLUÇÃO:
Escrevamos o sistema na forma matricial:

Como eu quero saber o valor da variável x, trata-se de questão de


aplicação direta da Regra de Cramer. Calculemos Dx:

76979202391

O determinante D da matriz incompleta é:

O valor de x é:

Se você olhar as opções de resposta, não vai encontrar. Então, temos que
manipular um pouco nossa fração.

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 33 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Perceba que (1 – r) = – (r – 1). Ok?

Agora substitua (1 – r) por – (r – 1) na fração e você conseguirá


simplificá-la:

Gabarito: Letra D
***********

Análise de Sistemas Lineares


- Beleza, Professor! Estou entendendo tudo direitinho! Mas agora fiquei
com uma dúvida. Como o determinante da matriz incompleta (D) está
sempre no denominador das variáveis, o que acontece se esse
determinante for igual a zero? Dividir por zero não pode né, Professor?
- Muito bem observado, caro Aluno! É aí que entra a nossa “Análise de
Sistemas Lineares”, objeto de questões da ESAF. A boa notícia é que as
questões são sempre muito parecidas e fáceis de resolver!

Um sistema sempre será classificado das seguintes


maneiras:
1. Sistema Possível e Determinado (SPD): é
aquele onde o D≠0. Possui uma única solução.
2. Sistema Possível e Indeterminado (SPI): é
aquele onde o D=0 e Dx, Dy, Dz,...=0. Possui
uma infinidade de soluções.
3. Sistema Impossível (SI): é aquele onde o D=0
e Dx≠0. Não Possui soluções.

76979202391

Agora chega de enrolação e vamos ao que interessa: QUESTÕES DE


PROVA!

A seguir, nas resoluções, eu explico o passo a passo dos exercícios e


como aplicar essas regrinhas que eu ensinei! Vamos e elas?

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 34 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Questão 29: ESAF - AFRFB/SRFB/2009


Com relação ao sistema,

onde 3z + 2 ≠ 0 e 2x + y ≠ 0 , pode-se, com certeza, afirmar que:

a) é impossível.
b) é indeterminado.
c) possui determinante igual a 4.
d) possui apenas a solução trivial.
e) é homogêneo.

SOLUÇÃO:
A primeira vista, este sistema parece meio estranho. Parece que só tem
duas equações e três incógnitas. Mas isso não é verdade!

Na segunda linha do sistema há duas equações:

Vamos desenvolvê-las de forma a podermos escrever nosso sistema na


forma matricial:

76979202391

Multiplicando cruzado, vem:

Reescrevendo,

Agora, a eq. III:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 35 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Reescrevendo o sistema, temos:

Escrevamos o sistema na forma matricial:

O determinante D da matriz incompleta é:

Gabarito: Letra C
***********

Questão 30: ESAF - TFC (CGU)/CGU/2008

Considerando o sistema de equações lineares

pode-se corretamente afirmar que

a) se p = -2 e q ≠ 4, então o sistema é impossível.


b) se p ≠ -2 e q = 4, então o sistema é possível e indeterminado.
c) se p = -2, então o sistema é possível e determinado.
d) se p = -2 e q ≠ 4, então o sistema é possível e indeterminado.
e) se p = 2 e q = 4, então o sistema é impossível.
76979202391

SOLUÇÃO:
Escrevamos o sistema na forma matricial:

O determinante D da matriz incompleta é:

Agora começa nossa análise do sistema. Vejamos o que acontece em


cada caso:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 36 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

1º caso: D≠0 - Sistema possível e determinado (SPD)

Para que tenhamos um SPD, o determinante da matriz incompleta (D)


deve ser diferente de zero.
Logo,

2º caso: D=0 e Dx=0 - Sistema possível e indeterminado (SPI)

Para que tenhamos um SPI, o determinante da matriz incompleta (D)


deve ser igual a zero e os determinantes das variáveis também devem ser
iguais a zero.
Logo,

Como eu quero achar o valor de q, vou forçar o Dx2 igual a zero para que
eu possa substituir a coluna dos termos independentes na segunda coluna
da matriz e calcular o determinante:

Obs.: Se eu tivesse forçado o Dx1 igual a zero, eu iria obter o mesmo


resultado para q. Apenas perceba que você deve substituir o p por -2 no
cálculo do determinante, pois essa é a nossa premissa. Veja:

76979202391

3º caso: D=0 e Dx≠0 - Sistema impossível (SI)

Para que tenhamos um SI, o determinante da matriz incompleta (D) deve


ser igual a zero e os determinantes das variáveis devem ser diferentes de
zero.

Logo,

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 37 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Como eu quero achar o valor de q, vou forçar o Dx2 igual a zero para que
eu possa substituir a coluna dos termos independentes na segunda coluna
da matriz e calcular o determinante:

Resumindo:
SPD SPI SI

Gabarito: Letra A
***********

Questão 31: ESAF - TFC (CGU)/CGU/2001

Um sistema de equações lineares é chamado "possível" ou


"compatível" quando admite pelo menos uma solução, e é
chamado de "determinado" quando a solução for única e de
"indeterminado" quando houver infinitas soluções. A partir do
sistema formado pelas equações, X - Y = 2 e 2X + WY = Z, pode-
se afirmar que se W = -2 e Z = 4, então o sistema é:

a) impossível e determinado
b) impossível ou determinado
c) impossível e indeterminado
d) possível e determinado 76979202391

e) possível e indeterminado

SOLUÇÃO:

Temos o seguinte sistema:

Escrevamos o sistema na forma matricial:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 38 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
O determinante D da matriz incompleta é:

Agora começa nossa análise do sistema. Vejamos o que acontece em


cada caso:

Como D=0, já sei que o sistema ou é possível e indeterminado (SPI) ou


impossível(SI).

Vamos testar os determinantes das variáveis.

Como Dx = 0, o sistema é possível e indeterminado (SPI).

Gabarito: Letra E
***********

Questão 32: ESAF - AFC (STN)/STN/Contábil/2013


Dado o sistema de equações lineares

é correto afirmar que:


a) o sistema não possui solução.
b) o sistema possui uma única solução.
c) x = 1 e y = 2 é uma solução do sistema.
d) o sistema é homogêneo.
e) o sistema possui mais de uma solução.

SOLUÇÃO:
Escrevamos o sistema na forma matricial:
76979202391

O determinante D da matriz incompleta é:

Agora começa nossa análise do sistema. Vejamos o que acontece em


cada caso:

Como D=0, já sei que o sistema ou é possível e indeterminado (SPI) ou


impossível(SI).

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 39 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Vamos testar os determinantes das variáveis.

Como Dx = 0, o sistema é possível e indeterminado (SPI), ou seja,


admite mais de uma solução.

Gabarito: Letra E
***********

Questão 33: ESAF - Técnico MPU Administrativa/2004


Um sistema de equações lineares é chamado “possível” ou
“compatível” quando admite pelo menos uma solução; é chamado
de “determinado” quando a solução for única, e é chamado de
“indeterminado” quando houver infinitas soluções.

ma  3mb  0

2a  mb  4

Assim, sobre o sistema formado pelas equações em que a e b são


as incógnitas, é correto afirmar que
a) se m≠0 e a=2, qualquer valor de b satisfaz o sistema.
b) se m=0, o sistema é impossível.
c) se m=6, o sistema é indeterminado.
d) se m≠0 e a≠2, qualquer valor de b satisfaz o sistema.
e) se m≠0 e m≠6, o sistema é possível e determinado.

SOLUÇÃO:
Escrevamos o sistema na forma matricial:

76979202391

O determinante D da matriz incompleta é:

Agora começa nossa análise do sistema. Vejamos o que acontece em


cada caso:

1º caso: D≠0 - Sistema possível e determinado (SPD)

Para que tenhamos um SPD, o determinante da matriz incompleta (D)


deve ser diferente de zero.
Logo,

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 40 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

2º caso: D=0 e Da=0 - Sistema possível e indeterminado (SPI)

Para que tenhamos um SPI, o determinante da matriz incompleta (D)


deve ser igual a zero e os determinantes das variáveis também devem ser
iguais a zero.
Logo,

Vou forçar o Da igual a zero:

Obs.: Se eu tivesse forçado o Db igual a zero, eu iria obter o mesmo


resultado para m. Veja:

3º caso: D=0 e Dx≠0 - Sistema impossível (SI)

Para que tenhamos um SI, o determinante da matriz incompleta (D) deve


ser igual a zero e os determinantes das variáveis devem ser diferentes de
zero.
76979202391

Logo,

Vou forçar o Da diferente de zero:

Obs.: Se eu tivesse forçado o Db diferente a zero, eu iria obter o mesmo


resultado para m. Veja:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 41 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Ou seja, para que este terceiro caso ocorra, m deve ser igual a 6.

Resumindo:
SPD SPI SI

Gabarito: Letra E
***********

Questão 34: ESAF - Analista MPU Administrativa/2004


ax  2 y  0
Com relação ao sistema  de incógnitas x e y, é correto
 x  2a  0
afirmar que o sistema
a) tem solução não trivial para uma infinidade de valores de a.
b) tem solução não trivial para dois e somente dois valores
distintos de a.
c) tem solução não trivial para um único valor real de a.
d) tem somente a solução trivial para todo valor de a.
e) é impossível para qualquer valor real de a.

SOLUÇÃO:

Repare que esta questão quer te enrolar! A segunda equação NÃO tem a
incógnita y! E ao escrever do jeito que ele escreveu no enunciado, parece
que o sistema admite a solução trivial (tudo igual a zero) pois parece que
os termos independentes são nulos. Mas não é bem assim:

Podemos reescrever assim: 76979202391

ax  2 y  0

 x  0 y  2a

Ou seja, o -2a é um termo independente. Escrevamos o sistema na forma


matricial:

De cara, concluímos que o sistema não admite a solução trivial.

O determinante D da matriz incompleta é:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 42 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Trata-se de um Sistema possível e determinado (SPD).

Perceberam que o determinante não está escrito em função de a? Ou


seja, trata-se de um Sistema possível e determinado (SPD), qualquer que
seja o valor de a!

Gabarito: Letra A
***********

76979202391

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 43 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

IV. Mais Questões Comentadas...

Questão 35: ESAF - MPOG/2003


Genericamente, qualquer elemento de uma matriz M pode ser
representado por mij, onde "i" representa a linha e "j" a coluna
em que esse elemento se localiza. Uma matriz X = xij, de terceira
ordem, é a matriz resultante da soma das matrizes A = (aij) e
B=(bij). Sabendo-se que (aij) = i2 - j2e que bij = (i + j)2, então a
soma dos elementos x31 e x13 é igual a:

a) 20
b) 24
c) 32
d) 64
e) 108

SOLUÇÃO:

Sabemos que x31 = a31 + b31


Pela lei de formação da matriz A, a31 = 32 - 12 = 8
Pela lei de formação da matriz B, b31 = (3 + 1)2 = 16
Então, x31 = a31 + b31 = 8 + 16 = 24

Sabemos também que x13 = a13 + b13


Pela lei de formação da matriz A, a13 = 12 - 32 = - 8
Pela lei de formação da matriz B, b13 = (1 + 3)2 = 16
Então, x13 = a13 + b13 = -8 + 16 = 8

x31 + x13 = 24 + 8 = 32

Gabarito: Letra C
*********** 76979202391

Questão 36: ESAF – Técnico/MPU/Administrativa/2004


A matriz S = sij, de terceira ordem, é a matriz resultante da soma
das matrizes A = (aij) e B=(bij). Sabendo-se que (aij) = i2 +j2 e
que bij = ij, então a razão entre os elementos s22 e s12 da matriz S
é igual a:
a) 1
b) 3
c) 4
d) 2
e) 6

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 44 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

SOLUÇÃO:

Sabemos que s22 = a22 + b22


Pela lei de formação da matriz A, a22 = 22 + 22 = 8
Pela lei de formação da matriz B, b22 =22 = 4
Então, s22 = a22 + b22 = 8 + 4 = 12

Sabemos também que s12 = a12 + b12


Pela lei de formação da matriz A, a12 = 12 + 22 = 5
Pela lei de formação da matriz B, b12 =12 = 1
Então, s12 = a12 + b12 = 5 + 1 = 6

Gabarito: Letra D
***********

Questão 37: ESAF - AFC (CGU)/2001


A matriz S = sij, de terceira ordem, é a matriz resultante da soma
das matrizes A = (aij) e B=(bij).
Sabendo-se que (aij) = i2 +j2 e que bij = 2ij, então: a soma dos
elementos s31 e s13 é igual a:
a) 12
b) 14
c) 16
d) 24
e) 32

SOLUÇÃO:

Sabemos que s31 = a31 + b31 76979202391

Pela lei de formação da matriz A, a31=32+12=10


Pela lei de formação da matriz B, b31 =2 3 1 = 6
Então, s31 = a31 + b31 = 10 + 6 = 16

Sabemos também que s13 = a13 + b13


Pela lei de formação da matriz A, a13=12+32=10
Pela lei de formação da matriz B, b13=2 1 3 = 6
Então, s13 = a13 + b13 = 10 + 6 = 16

s31+ s13 = 16 + 16 = 32

Gabarito: Letra E
***********

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 45 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Questão 38: ESAF - AFC (CGU)/2002


De forma generalizada, qualquer elemento de uma matriz M pode
ser representado por mij, onde i representa a linha e j a coluna em
que esse elemento se localiza. Uma matriz S = sij, de terceira
ordem, é a matriz resultante da soma entre as matrizes A = (a ij) e
B = (bij), ou seja, S = A + B. Sabendo-se que (aij) = i2 + j2 e que
bij = (i + j)2, então a soma dos elementos da primeira linha da
matriz S é igual a:

a) 17
b) 29
c) 34
d) 46
e) 58

SOLUÇÃO:
A questão quer saber a soma dos elementos da primeira linha da matriz
S, ou seja: s11 + s12 + s13

Sabemos que s11 = a11 + b11


Pela lei de formação da matriz A, a11 = 12+12 = 2
Pela lei de formação da matriz B, b11 = (1 + 1)2 = 4
Então, s11 = a11 + b11 = 2 + 4 = 6

Sabemos que s12 = a12 + b12


Pela lei de formação da matriz A, a12 = 12+22 = 5
Pela lei de formação da matriz B, b12 = (1 + 2)2 = 9
Então, s12 = a12 + b12 = 5 + 9 = 14

Sabemos que s13 = a13 + b13


Pela lei de formação da matriz A, a13 = 12+32 = 10
76979202391

Pela lei de formação da matriz B, b13 = (1 + 3)2 = 16


Então, s13 = a13 + b13 = 10 + 16 = 26

s11 + s12 + s13 = 6 + 14 + 26 = 46

Gabarito: Letra D
***********

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 46 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Questão 39: ESAF -TFC/1995


Dadas as matrizes , assinale os valores
de a e b, de modo que AX = B.
a) a=0 e b=1;
b) a=1 e b=0;
c) a=0 e b=0;
d) a=1 e b=1;
e) a=0 e b=-1;

SOLUÇÃO:

A primeira coisa a ser feita é o produto AX. Perceba que A é 2x2 e X é


2x1. Logo, a ordem do produto AX será 2x1

Igualando AX a B, temos:

Se as matrizes são iguais, é porque os elementos são iguais um a um.


Logo, b = 1;

a+2b=2;

Substituindo o valor de b na equação acima, temos:


a + 2x1 = 2
a=0

Gabarito: Letra A 76979202391

***********

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 47 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

III. Lista das Questões Apresentadas


Questão 1: ESAF - TSIET/Estradas/2013 (e mais 3 concursos)
Os elementos de uma matriz A3X2, isto é, com três linhas e duas
colunas, são dados por:

Em que aij representa o elemento da matriz A3X2 localizado na


linha i e coluna j. Então, a soma dos elementos da primeira coluna
de A3X2 é igual a:
a) 17
b) 15
c) 12
d) 19
e) 13

Questão 2: ESAF - AFRFB/2014


A matriz quadrada A, definida genericamente por A = aij, é dada
por a11 = 0; a12 = - 4; a13 = 2; a21 = x; a22 = 0; a23 = (1 - z); a31 =
y; a32 = 2z e, por último, a33 = 0. Desse modo, para que a matriz A
seja uma matriz antissimétrica, os valores de a21, a23, a31 e a32
deverão ser, respectivamente, iguais a:
a) 4; -2; -2; -2.
b) 4; -2; 2; -2.
c) 4; 2; -2; -2.
d) -4; -2; 2; -2.
e) -4; -2; -2; -2.

Questão 3: ESAF - AFC (CGU)/Auditoria e Fiscalização/2004


Genericamente, qualquer elemento de uma matriz M pode ser
representado por mij, onde "i" representa a linha e "j" a coluna em
que esse elemento se localiza. Uma matriz X = xij, de terceira
76979202391

ordem, é a matriz resultante da soma das matrizes A = (aij) e


B=(bij).
Sabendo-se que (aij) = i2 e que bij = (i-j)2, então o produto dos
elementos x31 e x13 é igual a:
a) 16
b) 18
c) 26
d) 65
e) 169

Questão 4: ESAF -Técnico MPU Administrativa/2004


Sejam as matrizes

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 48 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

e seja xij o elemento genérico de uma matriz X tal que X =(A.B)t ,


isto é, a matriz X é a matriz transposta do produto entre as
matrizes A e B. Assim, a razão entre x31 e x12 é igual a
a) 2
b) 1/2
c) 3
d) 1/3
e) 1

Questão 5: ESAF - TFC/1997


Se A, B e C são matrizes de ordens respectivamente iguais a
(2x3), (3x4) e (4x2), então a expressão [A(BC)]2 tem ordem igual
a:
a) 2 x 2
b) 3 x 3
c) 4 x 4
d) 6 x 6
e) 12 x 12

Questão 6: ESAF - AFTN/1998


Sejam as matrizes:

E seja x a soma dos elementos da segunda coluna da matriz


transposta de Y. Se a matriz Y é dada por Y = (AB) + C, então o
valor de x é:
a) -7/8
b) 4/7
c) 0
d) 1 76979202391

e) 2

Questão 7: ESAF - AFRE MG/2005


A, B e C são matrizes quadradas de mesma ordem, não singulares
e diferentes da matriz identidade. A matriz C é igual ao produto
A Z B, onde Z é também uma matriz quadrada. A matriz Z,
portanto, é igual a:
a) A-1 B C
b) A C-1 B-1
c) A-1 C B-1
d) A B C-1
e) C-1 B-1 A-1

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 49 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Questão 8: ESAF – Serpro/1996
No sistema matricial dado por onde

, os determinantes das matrizes X e Y serão,


respectivamente :
a) 9, -4
b) -4, 9
c) -3,-9
d) 9,-3
e) -9, -3

Questão 9: ESAF - TFC (CGU)/CGU/2008


Genericamente, qualquer elemento de uma matriz Z pode ser
representado por zij, onde "i" representa a linha e "j" a coluna em
que esse elemento se localiza. Uma matriz A = (aij), de terceira
ordem, é a matriz resultante da soma das matrizes X = (xij) e
Y=(yij). Sabendo-se que (xij) = i1/2 e que yij = (i-j)2, então a
potência dada por (a22)a12 e o determinante da matriz X são,
respectivamente, iguais a:
a) e2
b) e0
c) e1
d) 2 e 0
e) e0

Questão 10: ESAF – Técnico MPU/2004-2

O determinante da matriz , onde a e b são inteiros

positivos tais que a>1 e b>1 é:


a) -60a
b) 0
c) 60a 76979202391

d) 20ba2
e) a(b-60)

Questão 11: ESAF-SERPRO/1996

As matrizes:

apresentam, respectivamente, determinantes iguais a:


a) 0, 0 e 0
b) 1, 1 e 1
c) 0, 1 e 1
d) 2, 3 e 4
e) -1, -1 e -1

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 50 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
Questão 12: ESAF – ANA/2009

O determinante da matriz é igual a:

a) 2b+c-a
b) 2b-c
c) a+b+c
d) 6+a+b+c
e) 0

Questão 13: ESAF – AFC (CGU)/CGU/Auditoria e


Fiscalização/Saúde/2008
Qualquer elemento de uma matriz X pode ser representado por xij,
onde i representa a linha e j a coluna em que esse elemento se
localiza. A partir de uma matriz A (aij), de terceira ordem,
constrói-se a matriz B(bij), também de terceira ordem, dada por:

Sabendo-se que o determinante da matriz A é igual a 100, então o


determinante da matriz B é igual a:
a) 50
b) -50
c) 0
d) -100
e) 100

Questão 14: ESAF – AFC (STN)/STN/Contábil-Financeira/2005


Considere duas matrizes quadradas de terceira ordem, A e B. A
primeira, a segunda e a terceira colunas da matriz B são iguais,
respectivamente, à terceira, à segunda e à primeira colunas da
matriz A. Sabendo-se que o determinante de A é igual a x3, então
76979202391

o produto entre os determinantes das matrizes A e B é igual a:


a) –x-6
b) –x6
c) x3
d) -1
e) 1

Questão 15: ESAF - ATA MF/MF/2009


Seja uma matriz quadrada 4 por 4. Se multiplicarmos os
elementos da segunda linha da matriz por 2 e dividirmos os
elementos da terceira linha da matriz por -3, o determinante da
matriz fica:
a) Multiplicado por -1.

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 51 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
b) Multiplicado por -16/81.
c) Multiplicado por 2/3.
d) Multiplicado por 16/81.
e) Multiplicado por -2/3.

Questão 16: ESAF - APOFP SP/SEFAZ SP/2009


O determinante de uma matriz 3X3 é igual a x. Se multiplicarmos
os três elementos da 1a linha por 2 e os três elementos da 2a
coluna por -1, o determinante será:
a) -x2
b) -2x2
c) -2x
d) x2
e) 4x2

Questão 17: ESAF-MPOG/2008


Uma matriz X de quinta ordem possui determinante igual a 10. A
matriz B é obtida multiplicando-se todos os elementos da matriz X
por 10. Desse modo, o determinante da matriz B é igual a:
a) 10-6
b) 105
c) 1010
d) 106
e) 103

Questão 18: ESAF - GeFaz (SEF MG)/SEF MG/2005


Considere duas matrizes de segunda ordem, A e B, sendo que B =
21/4 A. Sabendo que o determinante de A é igual a 2-1/2, então o
determinante da matriz B é igual a:
a) 21/2
b) 2
c) 2 -1/4
d) 2 -1/2
e) 1 76979202391

Questão 19: ESAF-SERPRO/1997


Uma matriz quadrada A, de terceira ordem, possui determinante
igual a 5. O determinante da matriz 2A é igual a:
a) 5
b) 10
c) 20
d) 40
e) 80

Questão 20: ESAF - ATRFB/SRFB/Geral/2012


Dada a matriz , o determinante de A5 é igual a
a) 20.

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 52 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
b) 28.
c) 32.
d) 30.
e) 25.

Questão 21: ESAF - ATA MF/MF/2012


Dadas as matrizes e , calcule o
determinante do produto A B:
a) 8
b) 12
c) 9
d) 15
e) 6

Questão 22: ESAF – Tec. MPU/Controle Interno/2004


Considere as matrizes:

Em que os elementos a, b e c são números naturais diferentes de


zero. Então, o determinante do produto das matrizes X e Y é igual
a:
a) 0
b) a
c) a+b+c
d) a+b
c) a+c

Questão 23: ESAF – MPOG/2002


A transposta de uma matriz qualquer é aquela que se obtém
trocando linhas por colunas. Sabendo-se que uma matriz
quadrada de segunda ordem possui determinante igual a 2, então
o determinante do dobro de sua matriz transposta é igual a:
a) -2 76979202391

b) -1/2
c) 4
d) 8
c) 10

Questão 24: ESAF-AFC/STN/2000


Uma matriz quadrada X de terceira ordem possui determinante
igual a 3. Sabendo-se que a matriz Z é a transposta da matriz X,
então a matriz Y = 3Z tem determinante igual a:
a) 1/3
b) 3
c) 9
d) 27

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 53 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
c) 81

Questão 25: ESAF - AFRFB/SRFB/2012


As matrizes, A, B, C e D são quadradas de quarta ordem.
A matriz B é igual a 1/2 da matriz A, ou seja: B = 1/2 A.
A matriz C é igual a matriz transposta de B, ou seja: C = Bt. A
matriz D é definida a partir da matriz C; a única diferença entre
essas duas matrizes é que a matriz D tem como primeira linha a
primeira linha de C multiplicada por 2. Sabendo-se que o
determinante da matriz A é igual a 32, então a soma dos
determinantes das matrizes B, C e D é igual a
a) 6.
b) 4.
c) 12.
d) 10.
e) 8.

Questão 26: ESAF – Oficial de Chancelaria/2002


Dada a matriz: e sabendo que o determinante de sua matriz
inversa é igual a ½ , então o valor de x é igual a:
a) -1
b) 0
c) ½
d) 1
e) 2

Questão 27: ESAF - AFC (STN)/STN/Contábil/2013


Os elementos de uma matriz X são representados, genericamente,
por xij onde i representa a linha e j representa a coluna às quais
o elemento xij pertence. Os valores assumidos pelos elementos da
matriz A são: a11 = 1; a12 = x; a13 = -3; a21 = 2; a22 = 1; a23 = x; a31
= a; a32 = 0 e a33 = 1. De modo análogo, os elementos assumidos
pela matriz B são: b11 = 2; b12 = 1; b13 = x; b21 = 1; b22 = x; b23 = -
3; b31 = a; b32 = 0 e b33 = 1. 76979202391

Sabendo-se que o determinante da matriz inversa de A é igual a


1/7, então a soma entre os determinantes da matriz transposta de
A e da matriz B é igual a:
a) -7
b) -14
c) 14
d) 2/7
e) 0

Questão 28: ESAF - AFRFB/SRFB/2012


Considere o sistema de equações lineares dado por:

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 54 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

Sabendo-se que o sistema tem solução única para r ≠ 0 e r ≠ 1,


então o valor de x é igual a

a)

b)

c)

d)
e)

Questão 29: ESAF - AFRFB/SRFB/2009


Com relação ao sistema,

onde 3z + 2 ≠ 0 e 2x + y ≠ 0 , pode-se, com certeza, afirmar que:


a) é impossível.
b) é indeterminado.
c) possui determinante igual a 4.
d) possui apenas a solução trivial.
e) é homogêneo.

Questão 30: ESAF - TFC (CGU)/CGU/2008


Considerando o sistema de equações lineares

pode-se corretamente afirmar que


a) se p = -2 e q ≠ 4, então o sistema é impossível.
b) se p ≠ -2 e q = 4, então o sistema é possível e indeterminado.
76979202391

c) se p = -2, então o sistema é possível e determinado.


d) se p = -2 e q ≠ 4, então o sistema é possível e indeterminado.
e) se p = 2 e q = 4, então o sistema é impossível.

Questão 31: ESAF - TFC (CGU)/CGU/2001


Um sistema de equações lineares é chamado "possível" ou
"compatível" quando admite pelo menos uma solução, e é
chamado de "determinado" quando a solução for única e de
"indeterminado" quando houver infinitas soluções. A partir do
sistema formado pelas equações, X - Y = 2 e 2X + WY = Z, pode-
se afirmar que se W = -2 e Z = 4, então o sistema é:
a) impossível e determinado

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 55 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
b) impossível ou determinado
c) impossível e indeterminado
d) possível e determinado
e) possível e indeterminado

Questão 32: ESAF - AFC (STN)/STN/Contábil/2013


Dado o sistema de equações lineares

é correto afirmar que:


a) o sistema não possui solução.
b) o sistema possui uma única solução.
c) x = 1 e y = 2 é uma solução do sistema.
d) o sistema é homogêneo.
e) o sistema possui mais de uma solução.

Questão 33: ESAF - Técnico MPU Administrativa/2004


Um sistema de equações lineares é chamado “possível” ou
“compatível” quando admite pelo menos uma solução; é chamado
de “determinado” quando a solução for única, e é chamado de
“indeterminado” quando houver infinitas soluções.
ma  3mb  0

2a  mb  4
Assim, sobre o sistema formado pelas equações em que a e b são
as incógnitas, é correto afirmar que
a) se m≠0 e a=2, qualquer valor de b satisfaz o sistema.
b) se m=0, o sistema é impossível.
c) se m=6, o sistema é indeterminado.
d) se m≠0 e a≠2, qualquer valor de b satisfaz o sistema.
e) se m≠0 e m≠6, o sistema é possível e determinado.

Questão 34: ESAF - Analista MPU Administrativa/2004


ax  2 y  0
Com relação ao sistema  de incógnitas x e y, é correto
 x  2a  0
76979202391

afirmar que o sistema


a) tem solução não trivial para uma infinidade de valores de a.
b) tem solução não trivial para dois e somente dois valores distintos de a.
c) tem solução não trivial para um único valor real de a.
d) tem somente a solução trivial para todo valor de a.
e) é impossível para qualquer valor real de a.

Questão 35: ESAF - MPOG/2003


Genericamente, qualquer elemento de uma matriz M pode ser
representado por mij, onde "i" representa a linha e "j" a coluna em
que esse elemento se localiza. Uma matriz X = xij, de terceira
ordem, é a matriz resultante da soma das matrizes A = (aij) e

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 56 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
B=(bij). Sabendo-se que (aij) = i2 - j2e que bij = (i + j)2, então a
soma dos elementos x31 e x13 é igual a:
a) 20
b) 24
c) 32
d) 64
e) 108

Questão 36: ESAF – Técnico/MPU/Administrativa/2004


A matriz S = sij, de terceira ordem, é a matriz resultante da soma
das matrizes A = (aij) e B=(bij). Sabendo-se que (aij) = i2 +j2 e que
bij = ij, então a razão entre os elementos s22 e s12 da matriz S é
igual a:
a) 1
b) 3
c) 4
d) 2
e) 6

Questão 37: ESAF - AFC (CGU)/2001


A matriz S = sij, de terceira ordem, é a matriz resultante da soma
das matrizes A = (aij) e B=(bij).
Sabendo-se que (aij) = i2 +j2 e que bij = 2ij, então: a soma dos
elementos s31 e s13 é igual a:
a) 12
b) 14
c) 16
d) 24
e) 32

Questão 38: ESAF - AFC (CGU)/2002


De forma generalizada, qualquer elemento de uma matriz M pode
ser representado por mij, onde i representa a linha e j a coluna em
que esse elemento se localiza. Uma matriz S = sij, de terceira
76979202391

ordem, é a matriz resultante da soma entre as matrizes A = (aij) e


B = (bij), ou seja, S = A + B. Sabendo-se que (aij) = i2 + j2 e que bij
= (i + j)2, então a soma dos elementos da primeira linha da matriz
S é igual a:
a) 17
b) 29
c) 34
d) 46
e) 58

Questão 39: ESAF -TFC/1995


Dadas as matrizes , assinale os valores
de a e b, de modo que AX = B.

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 57 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16
a) a=0 e b=1;
b) a=1 e b=0;
c) a=0 e b=0;
d) a=1 e b=1;
e) a=0 e b=-1;

76979202391

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 58 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA


Raciocínio Lógico-Quantitativo e Matemática p/ AFRFB 2015
(com videoaulas)
Teoria e exercícios comentados
Prof. Felipe Lessa – Aula 16

1 2 3 4 5 6 7 8

D C D A A C C D

9 10 11 12 13 14 15 16

D A A E B B E C

17 18 19 20 21 22 23 24

D E D C E A D E

25 26 27 28 29 30 31 32

E A E D C A E E

33 34 35 36 37 38 39

E A C D E D A

76979202391

Prof. Felipe Lessa www.estrategiaconcursos.com.br Página 59 de 59

76979202391 - EMANUEL PYTITINGA BARREIRA