Você está na página 1de 24

Disciplina: Bioquímica

Aula 1: Introdução à Bioquímica


Apresentação

Nesta aula, apresentaremos os conceitos importantes para a disciplina de Bioquímica e relembraremos outros conceitos da
Química como átomos, moléculas, diferenças entre as moléculas orgânicas e inorgânicas.  

Costumamos nos referir à Bioquímica como química da vida. Por isso, discutiremos quais são as capacidades que os
organismos vivos possuem que os diferenciam da matéria inanimada.  

Em seguida, estudaremos mais profundamente a molécula da água, suas propriedades químicas, suas funções orgânicas e
de que forma ela in uencia as reações metabólicas que ocorrem no organismo humano. Costumamos dizer que o
organismo humano é um imenso meio aquoso, pois possui em média 70% de água. 

Por m, estudaremos os conceitos de ácido e base, pH e os sistemas tampão, que são essenciais para a manutenção do pH
dos meios biológicos em condições ideais e, portanto, para a manutenção da vida.

Bons estudos!

Objetivos

Descrever os principais conceitos de Bioquímica;

Diferenciar os organismos vivos da matéria inanimada;

Explicar a importância da água para a manutenção da vida e as condições ideais de pH dos meios biológicos.
Fundamentos da Bioquímica
Bioquímica é uma das disciplinas-chave de todos os cursos da área de saúde e servirá de base para outras etapas da construção
do seu conhecimento. Isso porque ela é a ciência que estuda a química dos processos biológicos. Nosso estudo envolve como
moléculas inanimadas interagem para manter o ciclo da vida.

 Químico analisa conteúdo no interior de um tubo de ensaio | Fonte: Paulista / Shutterstock

Os processos biológicos ocorrem em todos os seres vivos desde os mais simples, como as bactérias procariotas, bem como
organismos mais complexos e organizados como é o caso do ser humano, o organismo que será o foco do nosso estudo. Nosso
primeiro passo será revisar alguns conceitos-chave da Química orgânica e inorgânica.

Química inorgânica Química orgânica


Também conhecida como química mineral, é responsável É responsável pelo estudo das moléculas orgânicas, que
pelo estudo dos elementos químicos e pelas substâncias são caracterizadas pelos compostos contendo cadeias em
que não possuem cadeias carbônicas. São estudadas que átomos de carbono são ligados entre si, como na
moléculas como a água, os sais minerais, os ácidos e as molécula de glicose, um açúcar utilizado como fonte de
bases inorgânicos, como o ácido clorídrico (HCl) e o energia.
hidróxido de sódio (NaOH).
O Átomo
O primeiro conceito que devemos ter em mente é o do átomo, já que ele é o elemento básico que compõe a matéria. Vejamos:

Um átomo possui um núcleo central composto de prótons, que são partículas com cargas
positivas, e os nêutrons, que não possuem cargas. Esse núcleo central é compacto e contém
a maior parte da massa do átomo. No entorno, encontramos a eletrosfera, onde estão
dispostos os elétrons.

Os elétrons possuem carga negativa. Em um átomo eletricamente neutro, o número de prótons é igual ao número de elétrons. Se
um átomo ganha elétrons, ele ca com carga negativa, tornando-se um ânion. Já quando perde elétrons, ele ca com carga
positiva, tornando-se um cátion. Observe a gura a seguir.
 Formação de compostos iônicos | Fonte: OSweetNature / Shutterstock.

Atenção

É importante destacar que não é possível ganhar ou perder as partículas do núcleo, apenas na eletrosfera.

Moléculas

Os átomos dos elementos se combinam para formar


estruturas mais estáveis que chamamos de moléculas. Com
exceção dos gases nobres, os elementos da tabela periódica
são capazes de se ligar compartilhando elétrons, como é o
caso da ligação covalente, ou doando e recebendo elétrons,
no caso da ligação iônica.

 Molécula | Fonte: Line - design / Shutterstock.

Dos elementos químicos presentes na tabela periódica, 22 deles estão presentes no organismo humano, sendo os principais:
1 2

Oxigênio Carbono

Hidrogênio

4 5

Nitrogênio Enxofre
Os quatro primeiros correspondem a 98% da massa do corpo humano.

Saiba mais

Biomoléculas são moléculas que participam da estrutura e do funcionamento da matéria viva. São compostos de carbonos, e os
principais são: proteínas, carboidratos, lipídeos.

Atividade
1. Observe as moléculas a seguir e identi que se são orgânicas ou inorgânicas:

a) H – O – H

b) CH3-CH2OH

c) O = C = O

d) Na – Cl

A Bioquímica e a condição vital

Você sabe o que diferencia os organismos vivos da matéria inanimada?


Vamos ver o que caracteriza a condição vital.

Clique nos botões para ver as informações.


Estrutura complexa e alto índice de organização 

A célula é a unidade fundamental do ser vivo. As bactérias são exemplos de seres vivos simples, cuja estrutura celular não
possui membranas internas, o núcleo ca disperso no citoplasma.

O organismo humano é bem mais complexo, com células eucarióticas, ou seja, que possuem membrana nuclear e outras
organelas membranosas. Por ser pluricelular, essas células devem estar organizadas, manter uma comunicação entre si,
além de metabolismo regulado.

Adaptação ao meio e evolução 

Ao longo do tempo, as espécies sofreram lentamente um processo de evolução, de forma que vão se adaptando melhor ao
meio em que vivem.

Capacidade de autorreplicação e automontagem 

Os organismos vivos são capazes de se reproduzir, o que leva à perpetuação das espécies. Uma bactéria em meio aos
nutrientes é capaz de gerar duas outras exatamente iguais em um intervalo de 20 a 30 minutos. A replicação das espécies é
baseada na informação contida no material genético das mesmas.

Saiba mais

Já os vírus não podem ser considerados seres vivos, uma vez que dependem da maquinaria de uma célula hospedeira para se
reproduzirem, eles não são autorreplicativos.

Extração, transformação e utilização da energia 

Essa energia é encontrada no meio ambiente, sob forma de nutrientes químicos ou luz solar.

As células necessitam obter nutrientes químicos ou luz solar do meio ambiente para transformar em energia e realizar
trabalho, por exemplo, mecânico, como a contração muscular.

A contração muscular só acontece quando há a presença de cálcio e ATP, permitindo a interação entre as proteínas actina e
miosina. Compreenderemos que uma nutrição balanceada é essencial para o funcionamento adequado do nosso
organismo.
Atividade
2. Existem características especí cas para que os organismos sejam considerados vivos. Entre outras características, os seres
vivos possuem células organizadas de forma que sejam capazes de realizar autorreplicação e automontagem.

Assinale o grupo que não possui essa capacidade, e, portanto, não pode ser considerado um organismo vivo:

a) Protozoários
b) Bactérias
c) Vírus
d) Algas
e) Plantas

A água
O organismo humano é constituído em grande parte de
água. O teor de água no organismo depende de uma série
de fatores, como idade. Crianças têm, em média, 80% de
água; idosos podem ter um conteúdo bem menor de água
no organismo, chegando a 50% ou menos.

O nosso organismo pode ser considerado um imenso meio


aquoso, e a água possui propriedades que afetam a
estrutura e a função de todos os outros constituintes
celulares.

A água é responsável por 70% do peso total de uma célula.


As moléculas de água interagem entre si por forças não
covalentes, chamadas ligações de hidrogênio, que fazem
com que ela tenha ponto de fusão, ebulição e calor de
vaporização mais alto do que outros solventes comuns.

Essa característica se deve à geometria da molécula em


função da distribuição dos elétrons em torno dos átomos de
hidrogênio e oxigênio, conforme ilustra a gura a seguir.
 Ligação de ponte de hidrogênio entre moléculas de H2O | Fonte: Magnetix / Shutterstock

Como podemos observar, o núcleo do átomo de oxigênio atrai mais os elétrons do que os átomos de hidrogênio, uma vez que o
átomo de oxigênio é mais eletronegativo, cando com carga parcial negativa (δ-) e a carga parcial positiva (δ+) sobre o átomo de
hidrogênio, sendo, portanto, uma molécula polar.

Como existem dois pares de elétrons não ligantes, a molécula assume uma forma angular. Dessa forma, existe uma atração
eletrostática entre o átomo de oxigênio de uma molécula e o hidrogênio de outra, formando as ligações de hidrogênio.  

Essas ligações de hidrogênio podem ser formadas entre as moléculas de água (indicada pelas linhas paralelas em amarelo) ou
entre as moléculas de água e soluto polares, contendo átomos eletronegativos, como oxigênio e nitrogênio. Álcoois, aldeídos,
cetonas e compostos contendo ligações N – H formam ligações de hidrogênio com a água.

As biomoléculas polares terão tendência a se dissolver na água, formando interações água soluto conforme ilustra a gura a
seguir:
 Polaridade de moléculas da água | Fonte: Udaix / Shutterstock
Moléculas apolares

Também são conhecidas como hidrofóbicas (medo de Tendem a se dissolver em solventes apolares. Uma das
água) e são incapazes de formar interação água–soluto, propriedades da água é ser um solvente universal.
sendo insolúveis em água.

Vamos ver um exemplo do nosso dia a dia?


Para fazermos macarrão, primeiro devemos colocar água para
ferver.

Em seguida colocamos sal, que é o cloreto de sódio (NaCl) e


óleo para que o macarrão não grude.

Vamos analisar?

O cloreto de sódio é polar, então esperamos que ele se O óleo de cozinha é apolar; como a água é polar,
dissolva na água e forme uma mistura homogênea com esperamos que ele não se dissolva na água e forme uma
ela. mistura heterogênea.
Atividade
3. Observe a gura a seguir:

As substâncias mostradas são polares ou apolares? Por que a gasolina e a água não se misturam?

Moléculas an páticas
Algumas moléculas possuem tanto uma porção hidrofílica ou polar quanto hidrofóbica ou apolar. Neste caso, a molécula é
an pática.

Nesse tipo de molécula, a porção polar interage com a água e a porção apolar tende a evitar o contato com a água formando
estruturas que são chamadas de micelas. Os grupos apolares se aproximam e formam interações hidrofóbicas, conforme
ilustram as imagens a seguir.

Equilíbrio em soluções de tensão


Funções da água
Clique nos botões para ver as informações.
Transporte de substâncias 

A presença de água nos organismos mais primitivos permite que haja o processo de difusão. Já os organismos mais
evoluídos apresentam sistemas circulatórios mais elaborados como o sangue, hemolinfa e seiva vegetal. Pode ser uma
forma de eliminar toxinas do organismo, como é o caso da urina nos seres humanos e animais. As células apresentam-se
em estado coloidal (rico em água), o que facilita o transporte de substâncias.

Facilita reações químicas 

Reações químicas ocorrem mais facilmente com os reagentes em estado de solução.

Em algumas reações químicas, a união entre moléculas ocorre com formação de água como produto, chamada de síntese
por desidratação. As reações de quebra de moléculas em que a água participa como reagente são denominadas reações de
hidrólise.

Função de termorregulação 

Seres vivos só podem existir em uma estreita faixa de temperatura;


A água evita variações bruscas de temperatura dos organismos;
A transpiração diminui a temperatura corporal de mamíferos.

Função lubri cante 

Nas articulações e entre os órgãos, a água exerce um papel lubri cante para diminuir o atrito entre essas regiões;
A lágrima diminui o atrito das pálpebras sobre o globo ocular;
A saliva facilita a deglutição dos alimentos.

Função de equilíbrio osmótico 

Solução é um tipo de dispersão em que o disperso tem proporções nanométricas (10-9m), ou seja, o disperso é constituído
por átomos, íons ou moléculas.

É uma mistura homogênea composta de dois ou mais componentes:

Solução = soluto + solvente

Solvente ou dispersante: É o componente da solução que se apresenta em maior quantidade, que dissolverá o soluto.
Soluto ou disperso: É o componente que se apresenta em menor quantidade. É a substância que será dissolvida no
solvente.
Função de equilíbrio ácido-base 

Funções inorgânicas:
De nições segundo Arrhenius (1887):

Ácido: Substâncias que em meio aquoso liberam íons H+(aq) ou H3O+.


Ionização de ácidos em meio aquoso:
HCl(g) + H2O → H3O+ + Cl- (aq)
H2SO4 + H2O → H3O+ + SO4- (aq)
HNO3 + H2O → H3O+ + NO3- (aq)

Base: Substâncias que em meio aquoso liberam íons OH-(aq).


Dissociação de bases em meio aquoso:
NaOH(s) + H2O → Na+(aq) + OH- (aq)
Ca(OH)2 + H2O → Ca2+(aq) + 2OH- (aq)
Al(OH)3 + H2O → Al3+(aq) + 3OH- (aq)

Exemplo

Para conhecer um exemplo da água exercendo a função de equilíbrio osmótico, leia o texto “Exemplo da função da água como
equilíbrio osmótico” <galeria/aula1/docs/Exemplo.pdf> .

Força de ácidos e Bases


Antes de falarmos sobre a força de ácidos e bases, vamos conhecer alguns conceitos:

Grau de Ionização (α)

Capacidade que o ácido, ou a base, apresenta de formar íons em solução aquosa. Quanto maior esta capacidade, mais
forte é considerado o ácido ou a base.

Medida de pH — potencial hidrogeniônico

Indica a concentração de íons H+ ou H3O+ em uma solução aquosa, indicando acidez ou alcalinidade.

É importante saber que:

H+ Quanto mais íons H+, mais ácida é a solução e menor é


o valor do pH.

pH
O pH de soluções aquosas pode ser medido por meio de eletrodos de vidro, sensíveis a concentrações de H+ , conforme ilustra a
gura a seguir:

 Medidor de pH | Fonte: Choksawatdikorn / Shutterstock

Observe a escala do pH:

O ácido clorídrico é considerado um ácido forte, que em meio aquoso se dissocia completamente.

HCl em água 
H+ + Cl-

A escala de pH é uma medida logarítmica, isso signi ca que se duas medidas diferem em uma unidade, uma solução apresenta
dez vezes mais íons H+ que a outra.

pH= -log10 [H+]


Exemplo

Coca-cola pH 3,0
Sangue pH 7,4

Nesse caso, a Coca-cola possui 10 mil vezes mais concentração de H+ que o sangue.

Tampões Biológicos

Sistema tampão é um sistema aquoso que resiste a alterações do seu pH quando pequenas
quantidades de ácido (H+) ou base (OH-) são adicionadas.

Consiste de um ácido fraco e sua base conjugada em concentrações aproximadamente iguais, conforme ilustra a gura a seguir:

 Curva de tamponamento do sistema tampão ácido acético — acetato | Fonte: Magnetix / Shutterstock

A região de tamponamento corresponde à região de pH de 3,76–5,76. No ponto central da região de tamponamento do par
tampão ácido acético — acetato, a concentração do doador de prótons (ácido acético) é exatamente igual a do aceptor de prótons
(acetato), e a força de tamponamento do sistema é máxima.

O pH nesse ponto na curva de titulação é igual ao seu pKa = 4,76. O tamponamento é a capacidade de uma solução resistir a
variações de pH.
Observe no grá co a seguir:

No experimento com o sistema tampão não há praticamente variação de pH quando pequenas quantidades de uma solução
ácida são adicionadas.

No experimento com água, há variação de pH, já que ela não possui poder tamponante.

 Adição de HCl

Os principais sistemas-tampão em nosso organismo são:

1 2

Tampão fosfato Tampão bicarbonato

Proteína hemoglobina

Atenção
O tampão bicarbonato é o sistema mais e ciente no organismo humano, mantém o pH sanguíneo estável — regula a homeostase
do organismo mantendo o pH sanguíneo na faixa normal de 7,4.

 Representação esquemática do sistema no tampão bicarbonato

Variações de pH sanguíneo podem levar a estados patológicos denominados acidose e alcalose, que podem decorrer de duas
maneiras distintas: respiratória e metabólica.

Veremos adiante que alterações de pH resultam em alterações na estrutura e função das proteínas no organismo, resultando em
graves consequências para o organismo.
Atividade
4. Observe as soluções a seguir e classi que-as como ácidas, básicas ou neutras:

a) Café pH 5,0

b) Solução de bicarbonato de sódio pH 9,0

c) Suco de limão pH 2,0

d) Limpadores à base de amônia pH 12,0

e) Vinho tinto pH 3,5

f) Água pura pH 7,0

Referências
Notas

HARVEY, R. A.; FERRIER, D. R. Bioquímica ilustrada. 5.ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

HORI, J. Bioquímica. Rio de Janeiro: Universidade Estácio de Sá, 2015.

NELSON, D. L.; COX, M. L. Princípios de Bioquímica. 5.ed. São Paulo: Sarvier, 2011.

SACKHEIM, G. I.; LEHMAN, D. D. Química e Bioquímica para Ciências Biomédicas. 1.ed. Barueri: Manole, 2001.

STRYER, L.; TYMOCZKO, J. L.; BERG, J. M. Bioquímica. 7.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Próxima aula

De nição e estrutura dos aminoácidos;

Classi cação dos aminoácidos;

Formação da ligação peptídica.

Explore mais
Leia:

Razões da atividade biológica: interações micro e biomacro moléculas


<http://qnesc.sbq.org.br/online/cadernos/03/atividde.pdf> ;

Água: o signi cado das fórmulas químicas <http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc03/conceito.pdf> .