Você está na página 1de 15

Norma NP

EN ISO 3834-2
2015

Portuguesa
Requisitos da qualidade na soldadura por fusão dos materiais
metálicos
Parte 2: Requisitos da qualidade abrangente
(ISO 3834-2:2005)

Exigences de qualité en soudage par fusion des matériaux métalliques


Partie 2: Exigences de qualité complète
(ISO 3834-2:2005)

Quality requirements for fusion welding of metallic materials


Part 2: Comprehensive quality requirements
(ISO 3834-2:2005)

ICS HOMOLOGAÇÃO
25.160.01 Termo de Homologação n.º 135/2015, de 2015-10-21

ELABORAÇÃO
CT 19 (ISQ)

CORRESPONDÊNCIA EDIÇÃO
Versão portuguesa da EN ISO 3834-2:2005 2015-11-16

CÓDIGO DE PREÇO
X004

 IPQ reprodução proibida

Rua António Gião, 2


2829-513 CAPARICA PORTUGAL

Tel. + 351-212 948 100 Fax + 351-212 948 101


E-mail: ipq@ipq.pt Internet: www.ipq.pt
Preâmbulo nacional
À Norma Europeia EN ISO 3834-2:2005, foi dado o estatuto de Norma Portuguesa em 2006-05-04 (Termo
de Adoção nº 343/2006 de 2006-05-04).
As Normas Internacionais são preparadas de acordo com as regras estabelecidas nas Diretivas ISO/IEC,
Parte 2.
A EN ISO 3834, sob o título geral Quality requirements for fusion welding of metallic materials, consiste nas
seguintes Partes:
— Part 1: Criteria for the selection of the appropriate level of quality requirements
— Part 2: Comprehensive quality requirements
— Part 3: Standard quality requirements
— Part 4: Elementary quality requirements
— Part 5: Documents with which it is necessary to conform to claim conformity to the quality requirements
of ISO 3834-2, ISO 3834-3 or ISO 3834-4
NOTA: Está em preparação um Relatório Técnico ISO/TR 3834-6 Quality requirements for fusion welding of metallic materials –
Part 6: Guidance on implementing ISO 3834.

A presente Norma foi preparada pela Comissão Técnica de Normalização CT 19 “Soldadura”, cuja
coordenação é assegurada pelo Organismo de Normalização Setorial, Instituto de Soldadura e Qualidade
(ONS/ISQ).
NORMA EUROPEIA EN ISO 3834-2
EUROPÄISCHE NORM
NORME EUROPÉENNE
EUROPEAN STANDARD dezembro 2005

ICS: 25.160.01 Substitui a EN 729-2:1994

Versão portuguesa
Requisitos da qualidade na soldadura por fusão dos materiais metálicos
Parte 2: Requisitos da qualidade abrangente
(ISO 3834-2:2005)

Qualitätsanforderungen für das Exigences de qualité en Quality requirements for fusion


Schmelzschweiβen von soudage par fusion des welding of metallic materials
metallischen Werkstoffen matériaux métalliques Part 2: Comprehensive quality
Teil 2: Umfassende Partie 2: Exigences de qualité requirements
Qualitätsanforderungen complète (ISO 3834-2:2005)
(ISO 3834-2:2005) (ISO 3834-2:2005)

A presente Norma é a versão portuguesa da Norma Europeia EN ISO 3834-2:2005, e tem o mesmo estatuto
que as versões oficiais. A tradução é da responsabilidade do Instituto Português da Qualidade.
Esta Norma Europeia foi ratificada pelo CEN em 2005-10-28.
Os membros do CEN são obrigados a submeter-se ao Regulamento Interno do CEN/CENELEC que define
as condições de adoção desta Norma Europeia, como norma nacional, sem qualquer modificação.
Podem ser obtidas listas atualizadas e referências bibliográficas relativas às normas nacionais
correspondentes junto do Secretariado Central ou de qualquer dos membros do CEN.
A presente Norma Europeia existe nas três versões oficiais (alemão, francês e inglês). Uma versão noutra
língua, obtida pela tradução, sob responsabilidade de um membro do CEN, para a sua língua nacional, e
notificada ao Secretariado Central, tem o mesmo estatuto que as versões oficiais.
Os membros do CEN são os organismos nacionais de normalização dos seguintes países: Alemanha,
Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia,
Hungria, Irlanda, Islândia, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polónia,
Portugal, Reino Unido, Republica Checa, Suécia e Suíça.

CEN
Comité Europeu de Normalização
Europäisches Komitee für Normung
Comité Européen de Normalisation
European Committee for Standardization

Secretariado Central: Avenida Marnix 17, B-1000 Bruxelas

 2005 CEN Direitos de reprodução reservados aos membros do CEN

Ref. nº EN ISO 3834-2:2005 Pt


NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 4 de 15

Sumário Página
Preâmbulo nacional ................................................................................................................................. 2
Preâmbulo ................................................................................................................................................ 6
Nota de endosso........................................................................................................................................ 6
1 Objetivo e campo de aplicação ............................................................................................................ 7
2 Referências normativas ........................................................................................................................ 7
3 Termos e definições .............................................................................................................................. 7
4 Utilização desta parte da ISO 3834 ..................................................................................................... 7
5 Revisão dos requisitos e revisão técnica.............................................................................................. 7
5.1 Generalidades ...................................................................................................................................... 7
5.2 Revisão dos requisitos ......................................................................................................................... 8
5.3 Revisão técnica .................................................................................................................................... 8
6 Subcontratação ..................................................................................................................................... 9
7 Pessoal da soldadura ............................................................................................................................ 9
7.1 Generalidades ...................................................................................................................................... 9
7.2 Soldadores e operadores de soldadura ................................................................................................. 9
7.3 Pessoal de coordenação da soldadura .................................................................................................. 9
8 Pessoal de inspeção e ensaio ................................................................................................................. 9
8.1 Generalidadesl ..................................................................................................................................... 9
8.2 Pessoal dos ensaios não destrutivos ..................................................................................................... 10
9 Equipamento ......................................................................................................................................... 10
9.1 Equipamento de produção e ensaio ..................................................................................................... 10
9.2 Descrição do equipamento................................................................................................................... 10
9.3 Aptidão do equipamento ...................................................................................................................... 10
9.4 Equipamento novo ............................................................................................................................... 11
9.5 Manutenção do equipamento ............................................................................................................... 11
10 Soldadura e atividades conexas ......................................................................................................... 11
10.1 Planeamento da produção .................................................................................................................. 11
10.2 Especificações de procedimentos de soldadura ................................................................................. 12
10.3 Qualificação dos procedimentos de soldadura .................................................................................. 12
10.4 Instruções de trabalho ........................................................................................................................ 12
10.5 Procedimentos de preparação e controlo de documentos .................................................................. 12
11 Consumíveis de soldadura ................................................................................................................. 12
11.1 Generalidades .................................................................................................................................... 12
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 5 de 15

11.2 Ensaio de lote ..................................................................................................................................... 12


11.3 Armazenamento e manuseamento ...................................................................................................... 12
12 Armazenamento dos materiais de base ............................................................................................. 13
13 Tratamento térmico após soldadura.................................................................................................. 13
14 Inspeções e ensaios............................................................................................................................... 13
14.1 Generalidades ..................................................................................................................................... 13
14.2 Inspeções e ensaios antes da soldadura .............................................................................................. 13
14.3 Inspeções e ensaios durante a soldadura ............................................................................................ 13
14.4 Inspeções e ensaios após a soldadura ................................................................................................. 14
14.5 Estado da inspeção e ensaio ............................................................................................................... 14
15 Não conformidades e ações corretivas ............................................................................................... 14
16 Calibração e validação dos equipamentos de medição, inspeção e ensaio ..................................... 14
17 Identificação e rastreabilidade ........................................................................................................... 15
18 Registos da qualidade.......................................................................................................................... 15
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 6 de 15

Preâmbulo
A Norma (EN ISO 3834-2:2005) foi elaborada por colaboração entre o Comité Técnico ISO/TC 44 “Welding
and allied processes” e adotada e o Comité Técnico CEN/TC 121 “Welding”, pelo cujo secretariado é
assegurado pela DIN.
A esta Norma Europeia deve ser atribuído o estatuto de Norma Nacional, seja por publicação de um texto
idêntico, seja por adoção, o mais tardar em junho de 2006, e as normas nacionais divergentes devem ser
anuladas, o mais tardar em junho de 2006.
Pode acontecer que alguns dos elementos do presente documento sejam objeto de direitos de propriedade. O
CEN [e/ou CENELEC] não deve ser responsabilizado pela identificação de alguns ou de todos esses direitos.
O presente documento substitui a EN 792-2:1994.
De acordo com o Regulamento Interno do CEN/CENELEC, a presente Norma deve ser implementada pelos
organismos nacionais de normalização dos seguintes países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca,
Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Islândia, Itália,
Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polónia, Portugal, Reino Unido, República
Checa, Suécia e Suíça.

Nota de endosso
O texto da ISO 3834-2:2005 foi aprovado pelo CEN como EN ISO 3834-2:2005, sem qualquer modificação.
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 7 de 15

1 Objetivo e campo de aplicação


Esta parte da norma EN ISO 3834 define os requisitos da qualidade abrangente para a soldadura por fusão de
materiais metálicos, tanto em oficina como em locais de montagem.

2 Referências normativas
Os documentos a seguir referenciados são indispensáveis à aplicação desta Norma. Para referências datadas,
apenas se aplica a edição citada. Para as referências não datadas, aplica-se a última edição do documento
referenciado (incluindo as emendas).
ISO 3834-1 Quality requirements for fusion welding of metallic materials – Part 1: Criteria for
the selection of the appropriate level of quality requirements
ISO 3834-5:2005 Quality requirements for fusion welding of metallic materials – Part 5: Documents
with which it is necessary to conform to claim conformity to the quality requirements
of ISO 3834-2, ISO 3834-3 or ISO 3834-4

3 Termos e definições
Para os fins da presente Norma aplicam-se os termos e definições apresentados na ISO 3834-1:2005.

4 Utilização desta parte da ISO 3834


Deve ser utilizada a ISO 3834-1 para informação geral sobre a utilização desta Parte da ISO 3834.
A fim de satisfazer os requisitos da qualidade constantes desta Parte da ISO 3834 deve verificar-se a
conformidade dos documentos pertinentes citados na ISO 3834-5.
Em certas situações, p. ex. quando o fabrico se adequa melhor à ISO 3834-3 ou à ISO 3834-4, ou quando não
são executadas operações particulares, tais como um tratamento térmico, os requisitos detalhados nesta Parte
da ISO 3834 poderão ser seletivamente emendados ou suprimidos.
Caso contrário, os requisitos contidos nesta Parte da ISO 3834 devem ser adotados na totalidade.

5 Revisão dos requisitos e revisão técnica


5.1 Generalidades
O fabricante*) deve efetuar a revisão dos requisitos contratuais e outros não contratuais. Deve igualmente
efetuar a revisão do conjunto de informação técnica fornecida pelo comprador, ou de dados internos quando
a construção é concebida pelo fabricante. O fabricante deve assegurar-se de que todas as informações
necessárias para efetuar as operações de fabrico estão completas e disponíveis antes do começo dos
trabalhos. O fabricante deve afirmar a sua capacidade em preencher todos os requisitos e deve assegurar o
planeamento adequado de todas as atividades relativas à qualidade.
A revisão dos requisitos é efetuada pelo fabricante a fim de verificar que o conteúdo do trabalho está ao
alcance da sua capacidade de produção, que dispõe de recursos suficientes para cumprir os prazos de entrega
e que a documentação é clara e sem ambiguidades. O fabricante deve assegurar-se de que quaisquer desvios

*)
A presente Norma não adota o termo produtor como tradução de “manufacturer” de acordo com o direito Europeu e
designadamente a Diretiva Segurança Geral dos Produtos (Diretiva 2001/95/CE). Este facto ocorre devido à total habituação da
indústria nacional ligada à soldadura / metalomecânica por aquele termo bem como pelo facto do próprio enquadramento
legislativo Português no âmbito dos Recipientes sob pressão não ter adotado aquele critério de tradução (nota nacional).
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 8 de 15

entre o contrato e qualquer orçamento anterior são identificados e que o comprador é informado de
alterações de planeamento, custos e técnicas que daí poderão resultar.
Os pontos mencionados em 5.2 são habitualmente analisados aquando da revisão dos requisitos ou antes
dessa revisão. Os pontos mencionados em 5.3, são normalmente uma parte da revisão técnica e são
analisados durante a fase inicial do planeamento.
Quando não existe um contrato, p. ex. na produção para armazém, é requerido que o fabricante tenha em
consideração os requisitos de 5.2, aquando da realização da revisão técnica (ver 5.3).

5.2 Revisão dos requisitos


Os aspetos a serem considerados, devem incluir o seguinte:
a) norma de produto a utilizar, assim como quaisquer requisitos suplementares;
b) requisitos legais e regulamentares;
c) quaisquer requisitos adicionais determinados pelo fabricante;
d) capacidade do fabricante para cumprir os requisitos prescritos.

5.3 Revisão técnica


Os requisitos técnicos a serem considerados, devem incluir o seguinte:
a) especificação do ou dos materiais de base e as propriedades das juntas soldadas;
b) requisitos relativos à qualidade e aceitação das soldaduras;
c) localização, acessibilidade e sequência das soldaduras, incluindo a acessibilidade para inspeção e ensaios
não destrutivos;
d) especificações dos procedimentos de soldadura, dos procedimentos dos ensaios não destrutivos e dos
procedimentos de tratamento térmico;
e) estratégia a utilizar para as qualificações dos procedimentos de soldadura;
f) qualificação das pessoas;
g) escolha, a identificação e/ou a rastreabilidade (por exemplo para os materiais e as soldaduras);
h) disposições relativas ao controlo da qualidade, incluindo o envolvimento de uma entidade de inspeção
independente;
i) inspeções e ensaios;
j) subcontratação;
k) tratamentos térmico após soldadura;
l) outros requisitos de soldadura, p. ex. ensaios dos lotes de consumíveis, teor de ferrite do metal fundido,
envelhecimento, teor de hidrogénio, cobrejuntas permanentes, utilização da martelagem, acabamento da
superfície e perfil da soldadura;
m) utilização de métodos especiais (por exemplo para a obtenção de penetração total sem recurso a
cobrejuntas quando a soldadura é feita de um só lado);
n) dimensões e detalhes da preparação das juntas e da soldadura acabada;
o) soldaduras a executar em fábrica e as a executar noutro lugar;
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 9 de 15

p) condições ambientais relevantes para a aplicação do procedimento (por exemplo condições de


temperaturas muito baixas ou qualquer necessidade de providenciar proteção contra as condições
climáticas adversas);
q) tratamento das não conformidades.

6 Subcontratação
Quando o fabricante tenciona subcontratar serviços ou atividades (por exemplo soldadura, inspeção, controlo
não destrutivo, tratamento térmico), deve comunicar ao subcontratado todas as informações necessárias que
permitiam o cumprimento dos requisitos aplicáveis. O subcontratado deve fornecer todos os registos e
documentos relativos ao seu trabalho que o fabricante possa especificar.
Um subcontratado deve trabalhar sob as ordens e sob a responsabilidade do fabricante e deve cumprir
totalmente os requisitos relevantes desta Parte da ISO 3834. O fabricante deve assegurar-se que o
subcontratado pode cumprir todos os requisitos da qualidade, como especificado.
As informações que o fabricante deve fornecer ao subcontratado devem incluir todos os dados relevantes
resultantes da revisão dos requisitos (ver 5.2) e da revisão técnica (ver 5.3). Poderão ser especificados
requisitos suplementares quando for necessário para se assegurar que o subcontratado cumpre os requisitos
técnicos.

7 Pessoal da soldadura
7.1 Generalidades
O fabricante deve dispor de pessoal suficiente e competente para o planeamento, realização e supervisão da
produção soldada, de acordo com os requisitos especificados.

7.2 Soldadores e operadores de soldadura


Os soldadores e os operadores de soldadura devem ser qualificados por uma prova adequada.
Os documentos ISO que devem ser seguidos para satisfazer os requisitos estão identificados na
ISO 3834-5:2005, Quadro 1, para a soldadura por arco, soldadura por feixe de eletrões, soldadura por feixe
laser e soldadura oxigás, e na ISO 3834-5:2005, Quadro 10, para os outros processos de soldadura por fusão.

7.3 Pessoal de coordenação da soldadura


O fabricante deve dispor de pessoal apropriado para a coordenação da soldadura. As pessoas responsáveis
pela qualidade dos trabalhos devem ter a autoridade suficiente para empreender qualquer ação necessária. As
funções e as responsabilidades destas pessoas devem estar claramente definidas.
Os documentos ISO que devem ser seguidos para satisfazer os requisitos estão identificados na
ISO 3834-5:2005, Quadro 2, para a soldadura por arco, soldadura por feixe de eletrões, soldadura por feixe
laser e soldadura oxigás, e na ISO 3834-5:2005, Quadro 10, para os outros processos de soldadura por fusão.

8 Pessoal de inspeção e ensaio


8.1 Generalidadesl
O fabricante deve dispor de pessoal suficiente e competente para o planeamento, realização e supervisão das
inspeções e ensaios relativos à produção soldada, de acordo com os requisitos especificados.
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 10 de 15

8.2 Pessoal dos ensaios não destrutivos


O pessoal dos ensaios não destrutivos deve estar qualificado. No caso da inspeção visual poderá não ser
requerido uma prova de qualificação. Quando a prova de qualificação não é requerida, a competência deve
ser verificada pelo fabricante.
Os documentos ISO que devem ser seguidos para satisfazer os requisitos estão identificados na
ISO 3834-5:2005, Quadro 3, para a soldadura por arco, soldadura por feixe de eletrões, soldadura por feixe
laser e soldadura oxigás, e na ISO 3834-5:2005, Quadro 10, para os outros processos de soldadura por fusão.

9 Equipamento
9.1 Equipamento de produção e ensaio
O seguinte equipamento deve estar disponível, quando necessário:
– fontes de potência e outras máquinas;
– equipamento de preparação das juntas e das superfícies assim como para o corte, incluindo o corte
térmico;
– equipamento de pré-aquecimento e de tratamento térmico após soldadura, incluído os indicadores da
temperatura;
– dispositivos de posicionamento e de fixação;
– equipamento de elevação e de movimentação utilizados na produção;
– equipamento de proteção individual e outro equipamento de segurança, diretamente associado aos
processos de fabrico;
– fornos, estufas, entre outros, utilizados no tratamento dos consumíveis de soldadura;
– instalações para limpeza das superfícies;
– instalações para os ensaios destrutivos e não destrutivos.

9.2 Descrição do equipamento


O fabricante deve manter uma lista atualizada do equipamento essencial utilizado na produção. Esta lista
deve identificar os equipamentos principais, que são essenciais para uma avaliação das capacidades técnicas
e de produção da fábrica. A título de exemplo, esta lista contém:
– capacidade máxima do ou dos equipamentos de elevação;
– dimensões dos componentes que podem ser movimentados dentro da fábrica;
– capacidades dos equipamentos de soldadura mecanizada ou automática;
– dimensões e temperatura máxima dos fornos de tratamento térmico após soldadura;
– capacidades das calandras, quinadeiras, guilhotinas e outro equipamento de corte.
Quaisquer outros equipamentos só necessitam ser listados em termos de número total aproximado,
abrangendo cada tipo (por exemplo o número total de máquinas de soldar para os diferentes processos de
soldadura).

9.3 Aptidão do equipamento


O equipamento deve ser adequado à utilização prevista.
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 11 de 15

NOTA: Geralmente não é requerida a qualificação do equipamento de soldadura e de aquecimento, salvo se especificado em
contrário.

9.4 Equipamento novo


Após a instalação de equipamento novo (ou renovado), devem ser efetuados ensaios apropriados. Os ensaios
devem verificar o funcionamento correto do equipamento. Os ensaios devem ser realizados e documentados
de acordo com as normas apropriadas, sempre que relevante.

9.5 Manutenção do equipamento


O fabricante deve ter programas documentados para a manutenção do equipamento. Estes programas devem
assegurar as verificações de manutenção dos itens do equipamento que controlam as variáveis listadas nas
especificações de soldadura relevantes. Os programas poderão limitar-se aos itens que são essenciais para
garantir a qualidade do produto.
De entre estes itens, podem citar-se por exemplo:
– estado dos dispositivos de guiamento dos equipamentos de corte térmico, de fixação mecânica, entre
outros;
– estado dos amperímetros, voltímetros, caudalímetros, entre outros. utilizados na operação do equipamento
de soldadura;
– estado dos cabos, mangueiras, conectores, entre outros;
– estado do sistema de controlo do equipamento de soldadura mecanizada e/ou automatizada;
– estado dos instrumentos de medição da temperatura;
– estado dos alimentadores de fio, das guias e das bichas;
O equipamento defeituoso não deve ser utilizado.

10 Soldadura e atividades conexas


10.1 Planeamento da produção
O fabricante deve proceder a um planeamento adequado da produção.
Este planeamento deve incluir, no mínimo, os seguintes pontos:
– especificação da sequência pela qual a construção será fabricada (p. ex. como componentes ou como sub
conjuntos e a ordem pela qual se fará a montagem final);
– identificação dos processos individuais necessários à fabricação da construção;
– referência às especificações adequadas de soldadura e processos conexos;
– sequência pela qual se efetuam as soldaduras;
– ordem e duração da execução dos processos individuais;
– especificação para inspeção e ensaio, incluindo a intervenção de quaisquer organismos de inspeção
independentes;
– condições ambientais (por exemplo, proteção contra o vento e a chuva);
– identificação dos lotes, dos componentes ou das partes, conforme os casos;
– alocação do pessoal qualificado;
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 12 de 15

– disposições relativas a quaisquer ensaios de produção.

10.2 Especificações de procedimentos de soldadura


O fabricante deve preparar as especificações de procedimento de soldadura e deve assegurar que são
corretamente utilizadas na produção.
Os documentos ISO que devem ser seguidos para satisfazer os requisitos, estão identificados na
ISO 3834-5:2005, Quadro 4, para a soldadura por arco, soldadura por feixe de eletrões, soldadura por feixe
laser e soldadura oxigás, e na ISO 3834-5:2005, Quadro 10, para os outros processos de soldadura por fusão.

10.3 Qualificação dos procedimentos de soldadura


As qualificações dos procedimentos de soldadura devem ser feitas antes da produção. O método da
qualificação deve estar em conformidade com as normas de produto relevantes ou como estiver definido na
especificação.
Os documentos ISO que devem ser seguidos para satisfazer os requisitos estão identificados na
ISO 3834-5:2005, Quadro 5, para a soldadura por arco, soldadura por feixe de eletrões, soldadura por feixe
laser e soldadura oxigás, e na ISO 3834-5:2005, Quadro 10, para os outros processos de soldadura por fusão.
NOTA: Poderão ser requeridas outras qualificações de procedimento de soldadura nas normas do produto e/ou outras
especificações relevantes.

10.4 Instruções de trabalho


O fabricante poderá utilizar as especificações de procedimento de soldadura para fornecer instruções de
trabalho. Em alternativa poderá utilizar instruções de trabalho dedicadas. Estas instruções de trabalho
dedicadas devem ser elaboradas a partir de especificações de soldadura qualificadas e não requerem
qualificação separada.

10.5 Procedimentos de preparação e controlo de documentos


O fabricante deve estabelecer e manter os procedimentos de preparação e controlo dos documentos da
qualidade relevantes (por exemplo, especificações de procedimento de soldadura, registo das qualificações
de procedimento de soldadura, certificados de soldadores e de operadores de soldadura).

11 Consumíveis de soldadura
11.1 Generalidades
Devem ser especificadas as responsabilidades e os procedimentos de controlo, relativos aos consumíveis de
soldadura.

11.2 Ensaio de lote


Deve ser requerido o ensaio de lote de consumíveis de soldadura somente se for especificado.

11.3 Armazenamento e manuseamento


O fabricante deve preparar e aplicar procedimentos de armazenagem, manuseamento, identificação e
utilização dos consumíveis de soldadura que evitem humidade, oxidação, danos, entre outros. Os
procedimentos devem estar de acordo com as recomendações do fabricante.
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 13 de 15

12 Armazenamento dos materiais de base


O armazenamento deve ser feito de modo que os materiais de base, incluindo os fornecidos pelo cliente, não
sejam afetados negativamente. A identificação deve ser mantida durante a armazenagem.

13 Tratamento térmico após soldadura


O fabricante deve ser inteiramente responsável pela especificação e pela execução de qualquer tratamento
térmico após soldadura. A especificação deve ser compatível com o material de base, a junta soldada, a
construção, entre outros, e deve estar de acordo com a norma do produto e/ou com requisitos especificados.
Durante a execução do tratamento térmico deve ser produzido um registo do tratamento térmico. Este registo
deve demonstrar que a especificação foi seguida e deve ser rastreável a cada produto, em particular.
Os documentos ISO que devem ser seguidos para satisfazer os requisitos estão identificados na
ISO 3834-5:2005, Quadro 6, para a soldadura por arco, soldadura por feixe de eletrões, soldadura por feixe
laser e soldadura oxigás, e na ISO 3834-5:2005, Quadro 10, para os outros processos de soldadura por fusão.

14 Inspeções e ensaios
14.1 Generalidades
As inspeções e ensaios aplicáveis devem ser executados nas etapas adequadas do fabrico, a fim de assegurar
a conformidade com os requisitos contratuais. A localização e a periodicidade destas inspeções e/ou ensaios
são função do contrato e/ou da norma de produto, do processo de soldadura e do tipo de construção (ver 5.2 e
5.3).
NOTA: O fabricante poderá executar ensaios suplementares sem qualquer limitação. Não são requeridos relatórios desses ensaios.

14.2 Inspeções e ensaios antes da soldadura


Antes do início da soldadura devem ser verificados os seguintes pontos:
– adequação e validade dos certificados de qualificação dos soldadores e dos operadores de soldadura;
– adequação das especificações de procedimento de soldadura;
– identificação dos materiais de base;
– identificação dos consumíveis de soldadura;
– preparação da junta (por exemplo, a forma e as dimensões);
– posicionamento, a fixação e o pingamento;
– quaisquer requisitos particulares constantes das especificações de procedimento de soldadura (por
exemplo, prevenção de empenos);
– adequação das condições de trabalho para a soldadura, incluindo as condições ambientais.

14.3 Inspeções e ensaios durante a soldadura


Durante a soldadura devem ser verificados, a intervalos de tempo convenientes ou por monitorização
contínua, os pontos seguintes:
– parâmetros essenciais de soldadura (por exemplo, a corrente de soldadura, tensão de arco e a velocidade
de soldadura);
– temperatura de pré aquecimento/interpasse;
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 14 de 15

– limpeza e a forma dos passes e das camadas de metal depositado;


– descarnagem na raiz;
– sequência da soldadura;
– correta utilização e manuseamento dos consumíveis de soldadura;
– controlo das deformações;
– qualquer controlo intermédio (por exemplo, verificação das dimensões).
Os documentos ISO que devem ser seguidos para satisfazer os requisitos estão identificados na
ISO 3834-5:2005, Quadro 7, para a soldadura por arco, soldadura por feixe de eletrões, soldadura por feixe
laser e soldadura oxigás, e na ISO 3834-5:2005, Quadro 10, para os outros processos de soldadura por fusão.

14.4 Inspeções e ensaios após a soldadura


Após a soldadura deve ser verificada a conformidade com os critérios de aceitação relevantes:
– por inspeção visual;
– por ensaios não destrutivos;
– por ensaios destrutivos;
– forma, a geometria e as dimensões da construção;
– resultados e registos das operações pós soldadura (por exemplo, tratamento térmico após soldadura,
envelhecimento).
Os documentos ISO que devem ser seguidos para satisfazer os requisitos estão identificados na
ISO 3834-5:2005, Quadro 8, para a soldadura por arco, soldadura por feixe de eletrões, soldadura por feixe
laser e soldadura oxigás, e na ISO 3834-5:2005, Quadro 10, para os outros processos de soldadura por fusão.

14.5 Estado da inspeção e ensaio


Devem ser tomadas medidas apropriadas para indicar, p. ex. no próprio elemento ou numa ficha de controlo
o estado das inspeções e ensaios efetuados na construção soldada.

15 Não conformidades e ações corretivas


Devem ser implementadas medidas para controlo dos itens ou das atividades que não estão conformes com
requisitos especificados, de forma a prevenir a sua aceitação inadvertida. Quando o fabricante realizar
reparações e/ou retificações devem estar disponíveis, em todos os postos de trabalho que realizam reparações
ou retificações, as especificações de procedimento de soldadura adequadas. Quando a reparação estiver
concluída, os itens devem reinspeccionados, ensaiados e examinados de acordo com os requisitos iniciais.
Devem também ser implementadas medidas para evitar a recorrência das não conformidades.

16 Calibração e validação dos equipamentos de medição, inspeção e ensaio


O fabricante deve ser responsável pela calibração ou validação apropriada dos equipamentos de medição,
inspeção e ensaio. Todo o equipamento utilizado para avaliar a qualidade da construção deve estar
convenientemente controlado e deve ser calibrado ou validado a intervalos especificados.
Os documentos ISO que devem ser seguidos para satisfazer os requisitos estão identificados na
ISO 3834-5:2005, Quadro 9, para a soldadura por arco, soldadura por feixe de eletrões, soldadura por feixe
laser e soldadura oxigás, e na ISO 3834-5:2005, Quadro 10, para os outros processos de soldadura por fusão.
NP
EN ISO 3834-2
2015

p. 15 de 15

17 Identificação e rastreabilidade
A identificação e rastreabilidade devem ser mantidas ao longo da produção, se requerido.
Os sistemas documentados que asseguram a identificação e rastreabilidade das operações de soldadura
devem conter, se requerido:
– identificação dos desenhos de fabrico;
– identificação das fichas de controlo;
– identificação da localização das soldaduras na construção;
– identificação dos procedimentos e do pessoal encarregue dos ensaios não destrutivos;
– identificação dos consumíveis de soldadura (por exemplo, a designação, a marca comercial, o fabricante e
os números de lote ou de vazamento);
– identificação do material de base e/ou a rastreabilidade ao material de base (por exemplo, o tipo ou o
número de vazamento);
– identificação da localização das reparações;
– identificação da localização das fixações temporárias;
– rastreabilidade das unidades de soldadura totalmente mecanizada e automática às soldaduras específicas;
– rastreabilidade dos soldadores e operadores de soldadura às soldaduras específicas;
– rastreabilidade das especificações de procedimento de soldadura às soldaduras específicas.

18 Registos da qualidade
Os registos da qualidade devem incluir, quando aplicável:
– registo da revisão dos requisitos/revisão técnica;
– certificados dos materiais de base;
– certificados dos consumíveis de soldadura;
– especificações de procedimento de soldadura;
– relatórios de manutenção dos equipamentos;
– registos das qualificações de procedimento de soldadura;
– certificados de qualificação dos soldadores e operadores de soldadura;
– planeamento da produção;
– certificados de qualificação do pessoal encarregue dos ensaios não destrutivos;
– especificações de tratamento térmico e registos relativos aos tratamentos térmicos;
– os procedimentos e relatórios dos ensaios não destrutivos e destrutivos:
– os relatórios do controlo dimensional;
– os registos de reparações e relatórios das não conformidades;
– outros documentos, consoante os requisitos.
Os registos da qualidade devem ser mantidos, pelo menos, durante cinco anos, na ausência de quaisquer
requisitos específicos.