Você está na página 1de 11

RECURSOS TERAPÊUTICOS MANUAIS

MASSAGEM POR FRICÇÃO

Prof. M. Amaral
Massagem por Fricção

Introdução:

A massagem com fricção profunda foi promovida primeiro


por Storms no tratamento de nódulos fibróticos com forte
pressão aplicada paralela às fibras musculares.

O mais famoso estudioso da massagem por fricção profunda


foi James Cyriax e seus textos que tratam deste tópico se
tornaram padrões estabelecidos para as técnicas (Cyriax,
1966; Cyriax & Coldham, 1984)
A abordagem específica de fricção significa uma massagem
intensa que deve ser aplicada transversalmente sobre as
fibras do músculo, tendão ou ligamento. Essa técnica evita
adesões no estágio agudo e quebra as adesões nos
estágios subagudos e crônicos nas lesões nesses tecidos.

A massagem de fricção em fibras transversas é um


componente da abordagem introduzida por Cyriax e é
focado na intervenção no processo de reparo corporal dos
tecidos contráteis e não contráteis para assegurar completa
liberdade de movimentos das estruturas envolvidas e a
restauração da função.
É necessário saber a localização exata da
patologia, de pressões com profundidade e largura
suficientes para atingir as estruturas envolvidas a
fim de buscar a efetividade do tratamento.

Conceito:

As fricções são manobras de pequena


amplitude, profundas realizadas em estruturas
anatômicas especificas (tendões, ligamentos e
músculos) com as extremidades dos dedos e
polegares.
Finalidade:

Mobilizar tendões, ligamentos, cápsulas articulares e


tecidos musculares particularmente se estão presentes
inflamação ou aderências crônicas.

Classificação:

Existem dois tipos de fricções:


•Circular
•Transversal
•Fricções Circulares:

•Identificar a estrutura cuidadosamente

•A extremidade do dedo deve ser colocada de modo a cobrir a


região

•Aplicar pressão e realizar pequena manobra estacionária de modo


circular e em profundidade gradativamente crescente (círculos).

•O movimento será um pouco desconfortável ou doloroso, mas não


deve ser insuportável

•A manobra pode ser utilizada sobre ligamentos e junções


mioaponeuróticas

•Para que seja obtido um contato ótimo com a pele, não deve ser
utilizado nenhum meio de contato
Fricções Transversais:

•Os movimentos são efetuados em ângulo reto com o eixo


longitudinal das fibras das estruturas envolvidas.

•As fricções transversais foram aconselhadas pelo Dr. J. Cyriax


para tratamento de tendões, ligamentos, junção mioaponeurótica
e músculos.

A manobra é realizada com:


•A extremidade do polegar
•A extremidade do dedo indicador reforçada com o dedo médio
•A extremidade do dedo médio reforçada com o dedo indicador
•Duas extremidades digitais (área maior)
•Dedos opostos e o polegar (agarrar)
Pontos Importantes da Técnica:

•A massagem deve ser aplicada exatamente no ponto correto

•A estrutura a ser tratada deve estar completamente estirada

•Os dedos devem movimentar-se com a pele e tecidos


subcutâneos, sobre os tecidos mais profundos

•O atrito é efetuado com um movimento transversal às fibras

•Os movimentos devem possuir suficiente profundidade e


amplitude de modo a atingir a lesão

•Fase da lesão: Aguda ou Crônica


Fase Aguda:
Aplicar fricção ao redor da lesão
Objetivo – reabsorção inflamatória
Pressão – leve

Fase Crônica:
Aplicar no local da lesão (estrutura cicatrizada)
Objetivo – diminuir aderência ou tecido fibroso
no local
Pressão - forte
USO TERAPÊUTICO DAS FRICÇÕES:

•Lacerações musculares
•Lesões musculotendíneas
•Tendinites
•Rupturas tendinosas parciais
•Tenossinovites
•Entorses (lesões ligg)
•Endurecimento de áreas subcutâneas
•Tecido cicatricial
Contra –indicações:

As principais contra-indicações são semelhantes aos outro


tipos de massagem, sobretudo os que envolvem a aplicação
de uma pressão maior sobre os tecidos.

•Lacerações musculares agudas (hematoma intramuscular)


•Inflamação aguda em articulações
•Doenças na pele (sobretudo na área a ser tratada)
•Vasos sanguineos
•Neoplasia ou tuberculose
•Infecções bacterianas na área a ser tratada, sobretudo
infecções articulares