Você está na página 1de 4

JOGOS E BRINCADEIRAS

 BOLICHE DAS VOGAIS


 Que tal montar seu próprio boliche?
Providencie:
- 5 garrafas pets
- vogais
- bola
- Toda sua criatividade para decorar as garrafas
- Caderno
 Disponha as garrafas pet em um espaço de sua casa; Jogue a bola e fale o nome das vogais e o
som de cada letra que estão nas garrafas derrubadas.
 Após a brincadeira, escreva no caderno palavras que comecem com cada vogal. Leia-as para seu
orientador.

 O MESTRE MANDOU

 O orientador da brincadeira faz o papel de mestre e dá as ordens. Por exemplo:


 O mestre manda imitar um macaco;
 O mestre manda imitar um cachorro;
 O mestre manda pular em um pé só;
 O mestre manda tocar em algum objeto amarelo
 O mestre manda dar pulos como um sapo...

 CONFECÇÃO DO JOGO SILÁBICO


OBJETIVO: Formar palavras, a partir do fonema
em estudo.
MATERIAIS: rolinho de papel higiênico, papel branco
ou colorido, tesoura, pincel ou caneta e cola.
COMO FAZER: Enrole um rolinho de papel higiênico com
uma folha branca ou colorida. Depois corte ao meio. A
metade do rolinho ficará sobre o outro rolinho inteiro.
Escreva de um lado uma sílaba, como por exemplo: LA e do
outro lado a sílaba MA. A criança irá girar a sílaba na
tentativa de formar uma nova palavra. Com esse joguinho,
você e sua família poderão brincar de formar novas palavras
de forma divertida. Vamos tentar!!! Acompanhe o passo a Formando palavras - https://www.youtube.com
passo no You tube – Formando Palavras.
 AMARELINHA: Quadrados numerados do 1 ao 10, terminando
no “céu”. Para brincar, basta jogar uma pedrinha, tampinha ou
objeto pequeno na primeira casa, e pular por todas as outras até
chegar ao final. Na volta, a criança deve recuperar a pedrinha. A
cada etapa aumenta o grau de dificuldade, e ainda podem ser
sugeridos desafios: pular com um pé só em todas as casas, pular
com a mão na cabeça, cantando uma música ou de olhos
fechados.

 CINCO MARIAS: Pode ser praticada com pedrinhas, sementes,


caroços de frutas ou saquinhos de pano cheios de arroz, feijão
ou areia. Para brincar basta jogar para cima uma pedrinha ou
saquinho por vez, e enquanto está no ar, pegar outro do chão e
o que estiver caindo. Na segunda rodada, ela deve pegar dois
saquinhos do chão, e assim sucessivamente. O jogo exige
agilidade, velocidade e coordenação motora, e pode se tornar
ainda mais desafiador quando jogado em duplas ou incluindo
novas regras – como bater palmas antes de pegar os saquinhos,
por exemplo.

 FANTOCHES

MATERIAIS: retalhos de tecido, botões, lã e meias.


COMO FAZER: Fantoches ou marionetes são brinquedos que permitem
uma grande variedade de brincadeiras infantis, com ou sem a
participação dos pais. E não é preciso comprar fantoches caros ou cheios
de detalhes: é possível brincar até mesmo com uma meia, colocada na
mão. Botões, retalhos de tecido complementam o visual, e a brincadeira
é ditada pela imaginação da criança – ou do adulto que a acompanhar. Os
fantoches podem criar histórias e ajudar no desenvolvimento da
linguagem e no aprendizado dos pequenos.

 JOGO DAS DIFERENÇAS: Apesar de não estar entre as


brincadeiras infantis mais conhecidas dos pais, esse jogo pode
desenvolver diversas habilidades nas crianças: memória,
capacidade de observação, concentração e perspicácia. Basta
pedir que a criança observe o ambiente (ou um grupo de
objetos) e em seguida feche os olhos ou saia do local. Ao
retornar, a criança deve descobrir o que mudou no ambiente —
se está faltando algum objeto, se alguma coisa foi adicionada ou
se algo está diferente.
 PINTURA:
MATERIAIS: folha, tinta, canudinho e canetinha.

COMO FAZER: Pintar e fazer arte pode ser muito divertido, além
de estimular a imaginação, a criatividade e o olhar artístico das
crianças. Porém, é importante saber que a pintura pode ir muito
além do papel e tinta. Existem diversas técnicas e materiais que
podem ser utilizados nessa brincadeira. A criança pode desenhar
com uma vela branca sobre o papel e depois colorir com guache,
por exemplo, usar a canetinha para fazer pontinhos aprendendo
a técnica do pontilhismo, ou desenhar usando cotonetes,
esponjas ou giz de lousa em uma lixa. Quem sabe a brincadeira
não revela um artista?

 ESPELHO
MATERIAIS: um espelho.
COMO FAZER: Orientador, coloque a criança em frente ao
espelho
1. Peça que ela olhe com calma seu rosto e corpo.
2. Faça comandos diversos: pisque um olho, levante um braço,
abra a boca, bata o pé no chão, mostre a língua, com a mão
esquerda, toque o joelho direito e assim sucessivamente.
3. Com o reflexo de suas próprias imagens, a criança tem noção
de todo o seu corpo.

VARIAÇÃO DA BRINCADEIRA
Coloque as crianças em duplas frente a frente como se uma fosse
o espelho da outra, e, assim posicionadas, deverão executar os
comandos orientados por você.

 OS SONS QUE FAÇO COM MEU CORPO


Pergunte para a criança: Quais os sons que você conhece? De onde vêm os sons? Será que o nosso corpo
produz sons, como? Vamos conhecer alguns sons que podemos produzir com nosso corpo!
Faça os seguintes comandos:
a) SONS COM AS MÃOS:
- Bata uma mão na outra em forma de concha
- Agora bata palmas com as mãos bem abertas e os dedos esticados
- Outros: mãos na barriga, mãos no peito, mãos nas coxas, mãos no rosto, mãos na boca.
b) SONS COM OS DEDOS:
 Estale os dedos. (Algumas crianças não conseguirão fazer este exercício, mais é importante
mostrar)
 Bata dedos contra dedos. (por exemplo: junte dois dedos de uma mão contra dois da outra mão

c) SONS DA BOCA:
 Estale a língua;
 Mande beijo;
 Imite o som do vento;
 Imite o som da chuva;
 Bata os dentes.