Você está na página 1de 12

O Príncipe-

Maquiavel
Alynne, Beatriz, Giselle, Jamile,
Jocinaria, Ketley e Sarah.
Introdução
●Maquiavel foi o criador do pensamento moderno!!
●Nicolau Maquiavel nasceu em Florença, Itália, no dia 3 de maio. (1469-1527)
●Foi filósofo político, historiador, diplomata e escritor.
● Sempre esteve próximo ao cenário político em decorrência da sua família.
● Outras obras: Arte da Guerra e A Mandrágora. Entretanto, sua principal é O Príncipe.
● O Príncipe, Maquiavel foi escrito em 1513 durante o período de reclusão do autor.
Basicamente, o livro é uma teoria excelentíssima elaborada com a ideia principal de como
conquistar e manter um principado, um manual de instruções para chegar no poder e mantê-
lo.
● Maquiavélico: esse termo tem origem a a partir de Maquiavel e o seu principal livro. A
expressão "maquiavelismo" significa astúcia e conduta desleal, enquanto, por maquiavélico
é um indivíduo que não se comportar com os meios que escolhe para atingir seus propósito.
V - Jocinaria Relatora: Giselle
VI - Sarah Slide:Jamille
VII -
Alynne Apoio: Ketley
VIII -Beatriz
Cap. V
Quomodo administrandae sunt civitatesvel
principatus qui ante quam occuparentursuis
legibus vivebant

● 3 modos de conservar os estados conquistados


Cap. VI
De principatibus novis qui armis propriis et
virtute acquiruntur

● Armas próprias
● Virtudes
● Valor
● Domínio
● Persuasão
Cap. VII
De principatibus novis qui alienis armis et
fortuna acquiruntur

● Aliados
● Conquista do povo
● Apoio do povo
● Apoio do Rei
● Apoio do Papa
1. extinguiu os herdeiros dos senhores.
2. conquista da empatia dos nobres de Roma.
3. conquista e influência de todo o colégio cardeal.
4. ampliação do território.
"me parece justo — e já o fiz — apresentá-lo como
comparável a todos aqueles que, por fortuna ou com armas alheias, ascenderam
ao poder imperial; porque, tendo ele grande espírito e elevadas aspirações, não
poderia ter governado de outro modo, e seus desígnios só foram frustrados pela
brevidade da vida de Alexandre e por sua própria doença. Quem, pois, julgar
necessário em seu principado novo assegurar-se contra os inimigos e fazer novas
amizades, vencer pela força ou pela fraude, fazer-se amar ou temer pelo povo,
ser seguido e reverenciado pelos soldados, aniquilar os que possam ou devam prejudicá-
lo, inovar com novos modos as regras antigas, ser severo e
benevolente, magnânimo e liberal, extirpar milícias infiéis e constituir novas,
manter a amizade dos reis e dos príncipes de modo que o favoreçam com sua
graça ou o ataquem com respeito não encontrará exemplo mais válido que o
procedimento desse homem." Página 72
VIII
De his qui per scelera ad principatum
pervenere
Poder X Glória

 Oliverotto:
 Agátocles:

• Tomada de poder para conquistar o • Tomada de poder para conquistar o


principado. principado.
• Matou os senadores e os mais ricos da • Matou seu tio (que foi quem lhe criou) e
cidade. todos os poderosos locais.
• Desumano, cruel e traidor. • Desumano, cruel e traidor.
• Caracterizado como tirano. • *Atacava e eliminava todos que lhe faziam
• *Tinha mãos de ferro, mas defendia seu oposição, incluindo seu próprio povo.
povo.
OBS: OS DOIS ERAM MAlLVISTOS POR MAQUIAVÉL!

“Todavia não se pode dizer que haja virtude em


exterminar concidadãos, trair os amigos, não ter fé nem
piedade nem religião; pois é possível conquistar o poder
por esses meios, mas não a glória.”

“...ao tomar um Estado, o usurpador deve ponderar que


violências precisam ser infligidas e praticá-las todas de
uma vez, para não ter de renová-las a cada dia e assim
poder, não as renovando, tranquilizar os homens e
seduzi-los com benefícios.”
“Para bem conhecer o caráter do
povo, é preciso ser príncipe, e para
bem conhecer o do príncipe, é
preciso pertencer ao povo.”

— Maquiavel.
Obrigada
!

CREDITS: This presentation template was created by


Slidesgo, including icons by Flaticon, and infographics
& images by Freepik

Please keep this slide for attribution