Você está na página 1de 2

NÚCLEO PREPARATÓRIO EXAME DA ORDEM

DIREITO CONSTITUCIONAL

Professor Marcus Vinicius Corrêa Bittencourt


www.marcusbittencourt.com.br

Introdução ao Direito Constitucional


1.Constitucionalismo. Conteúdo: organização da estrutura estatal e limitação do Poder
Político, mediante estabelecimento de direitos e garantias fundamentais do cidadão.
2.Constituição: sistema de normas jurídicas que definem a estrutura do Estado, forma de
governo, modo de aquisição, exercício e limitação do poder, bem como a instituição de
direitos e garantias fundamentais do cidadão.
3.Concepções sobre as constituições. No sentido sociológico, Ferdinand Lassalle,
Constituição de um país como a soma dos fatores reais do poder que regem esse país
(Constituição real e efetiva). No sentido político, Carl Schmitt compreende a Constituição
como decisão política fundamental. No sentido jurídico ou positivista, Hans Kelsen entende
a Constituição como norma pura, definida pela forma, independente de qualquer valoração
de seu conteúdo.
4.Classificação das constituições: a) Quanto ao conteúdo: materiais ou formais; b) Quanto
à forma: escritas ou não escritas (costumeiras); c) Quanto ao modo de elaboração:
dogmáticas e históricas; d) Quanto à origem, populares (democráticas) e outorgadas; e)
Quanto à mutabilidade: rígidas, flexíveis e semi-rígidas. Características da Constituição
Federal de 1988: formal, escrita, dogmática, popular, rígida.
Segundo Manoel Gonçalves Ferreira Filho, as Constituições podem ser classificadas em:
Constituição-garantia – que estabelece limitações ao Poder Político, mediante garantias de
liberdade ao cidadão.
Constituição-balanço – característica de um Estado com compromisso socialista, pois haveria
uma nova Constituição, após cada avanço do sistema socialista.
Constituição-dirigente – que estabelece compromissos sociais e instrumentos para sua
execução.
5.Elementos da Constituição: Para José Afonso da Silva, são elementos formativos de uma
Constituição aqueles que definem a natureza das normas e os valores que se espera
alcançar. Podem ser classificados em: a) elementos orgânicos; b) elementos limitativos; c)
elementos sócio-ideológicos; d) elementos de estabilização constitucional; e) elementos
formais de aplicabilidade.
6.Poder Constituinte. Conceito: manifestação soberana da vontade política de um povo que
origina e estrutura a organização de um Estado. Titularidade: povo, mas o exercício defere-
se aos representantes do povo.
7.Espécies de poder constituinte: Poder Constituinte Originário ou de primeiro grau e
Poder Constituinte Derivado, constituído ou de segundo grau.
8.Poder Constituinte Originário: inicial, ilimitado e incondicionado.
9.Poder constituinte Derivado: derivado, subordinado e condicionado. Espécies de poder
constituinte derivado: reformador e decorrente.
Referências: BITTENCOURT, Marcus Vinicius Corrêa. Curso de Direito Constitucional. Belo
Horizonte: Editora Fórum, 2007; BONAVIDES, Paulo. Curso de Direito Constitucional. 10ª ed.
São Paulo: Malheiros, 2000. FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. Curso de Direito
Constitucional, 22. ed., São Paulo: Saraiva, 1995; MORAES, Alexandre de. Direito
Constitucional. 13ª ed. São Paulo: Atlas, 2003; Silva, José Afonso. Aplicabilidade das
Normas Constitucionais. Malheiros. 3ª edição, São Paulo, 1998..
“Homens superiores exigem tudo de si; homens inferiores exigem tudo dos outros.”
Confúcio

1
NÚCLEO PREPARATÓRIO EXAME DA ORDEM

Questões:
1. (1º EOAB/2007/UNB) Acerca da teoria geral da Constituição Federal, assinale a opção
correta.
A. O constitucionalismo, que pode ser conceituado como o movimento político-social que
pretende limitar o poder e estabelecer o rol de direitos e garantias fundamentais, está
diretamente relacionado com a ideologia socialista do início da primeira metade do século XX.
B. O poder constituinte derivado decorrente é caracterizado essencialmente pela sua ausência
de vinculação a qualquer regra anterior, pela sua autonomia e pela sua incondicionalidade.
C. O poder de reforma está limitado às chamadas cláusulas pétreas, entre as quais se inclui a
proibição de mudança do voto majoritário ou proporcional pelo voto distrital misto.
D. O valor social do trabalho e da livre iniciativa é um dos fundamentos da República Federativa
do Brasil.

2. (2º EOAB/2007) A proposta de emenda constitucional, depois de aprovada por três quintos
dos votos, na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, deve ser

A. sancionada e promulgada pelo presidente da República.

B. promulgada pelo presidente do Congresso Nacional.

C. promulgada pelas Mesas da Câmara e do Senado.

D. promulgada pelo presidente do Senado.