P. 1
Apontamentos Apca - Wisc-III

Apontamentos Apca - Wisc-III

|Views: 2.599|Likes:
Publicado porSofia Pinela

More info:

Published by: Sofia Pinela on Dec 13, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/02/2013

pdf

text

original

WISC-III

SUBTESTES Parte Verbal (PV) 2. Informação 4. Semelhanças 6. Aritmética 8. Vocabulário 10. Compreensão 12. Memória de Dígitos (opcional) 13. Labirintos (opcional) Parte Realização (PR) 1. Completamento de Gravuras 3. Código 5. Disposição de Gravuras 7. Cubos 9. Composição de Objectos 11. Pesquisa de Símbolos (opcional)

SUBTESTES E MEDIDAS • 13 subtestes • 3 QIs (QIV;QIR;QIEC) • 3 Índices Factoriais (ICV;IOP;IVP) …obtidos: 1. Resultados Brutos (RB) p/ cada subteste são convertidos em Resultados Padronizados (RP) em função do Grupo Etário 2. Soma RP dos 5 subtestes obrigatórios da PV – Total da PV 3. Soma RP dos 5 subtestes obrigatórios da PR – Total da PR 4. Soma dos totais da PV e da PR corresponde ao Total da Escala Completa 5. Os somatórios são convertidos em QI ÍNDICES FACTORIAIS • Compreensão Verbal: conhecimento verbal e raciocínio verbal
(Informação, Semelhanças, Vocabulário e Compreensão)

• •

Organização Perceptiva: raciocínio não-verbal, percepção visual, estruturação espacial, coordenação vísuo-motora e atenção.
(Completamento de Gravuras, Disposição de Gravuras, Cubos e Composição de Objectos)

Velocidade de Processamento: velocidade mental e motora na resolução de problemas vísuo-espaciais.
(Código e Pesquisa de Símbolos)

SUBTESTES E MEDIDAS FINAIS • Subtestes opcionais Memória de Dígitos, Labirintos e Pesquisa de Símbolos não são necessários p/cálculo dos QIs, tão só para obter uma amostra mais ampla das aptidões do sujeito; • Se um subteste obrigatório for invalidado ou não aplicado, os subtestes Memória de Dígitos e Labirintos substituem, respectivamente, um dos subtestes verbais e um dos subtestes de realização p/ o cálculo dos QIs. • O subteste Pesquisa de Símbolos é necessário para o cálculo do Índice Factorial Velocidade de Processamento e p/ efeito de cálculo de QI apenas poderá substituir o subteste Código.

INTERPRETAÇÃO DOS QIS E DOS IF: LEGITIMIDADE OU REDUNDÂNCIA? • Interpretar os QIs é fundamental. • Interpretar ICV e IOP se QIV e QIR estiverem afectados p/ Aritmética ou Código, casos em que os IF reflectirão melhor Inteligência Cristalizada e Fluida. 1

Índice relacionado com perturbações da atenção. Composição de Objectos. DP= 15) QI > 130 120 -129 110 -119 90 -109 CLASSIFICAÇÃO Muito superior Superior Médio Superior Médio 2 . Memória de Dígitos e Labirintos não devem ser utilizados no cálculo das idades-teste média e mediana. CÁLCULO DA IDADE-TESTE Idade-teste: permite identificar o nível de desenvolvimento em áreas específicas e comparar os resultados obtidos na WISC-III c/ os de outros testes c/ resultados expressos p/ idade. Código e Labirintos Medida não verbal de inteligência geral Medida excelente: Cubos Medida adequada: Cubos + Disposição de Gravuras *ANÁLISE DOS QIS E DOS IFS* RELAÇÃO QI–PERCENTIL Percentil QI 99 97 95 90 80 75 70 60 135 128 125 119 113 110 108 104 Percentil 50 40 30 25 20 10 5 3 QI 100 96 92 90 87 81 75 72 1 65 CLASSIFICAÇÃO QUALITATIVA DOS RESULTADOS EXPRESSOS EM QI (Distribuição com M= 100.• IVP tem poucos estudos de validade. e Código e Pesquisa de Símbolos também dependentes da Visualização Geral. • Possível o cálculo da média das idades-teste (média aritmética das idades-teste de 10 subtestes obrigatórios) • Possível o cálculo da mediana das idades-teste (ordenação crescente das idadesteste e identificação do valor central) Nota: Os subtestes Pesquisa de Símbolos. MEDIDA DE INTELIGÊNCIA GERAL (FACTOR g) Parte Verbal Melhor: Vocabulário (1ª) e Informação Boa: Semelhanças Menos boa: Compreensão e Aritmética Pobre: Memória de Dígitos Parte de Realização Melhor: Disposição de Gravuras Boa: Cubos Pobre: Completamento de Gravuras. a velocidade de processamento está presente noutros subtestes.

05 *ANÁLISE INTRA-INDIVIDUAL* • Potencialidades vs Dificuldades: Diferença entre RPs de cada subteste e a média de RPs de conjuntos de subtestes: 10 subtestes ou testes verbais e de realização Heterogeneidade dos QIs (QIV-QIR|> = 13 pts): cálculo da média da parte verbal e de realização • Homogeneidade vs Heterogeneidade nos subtestes: Significância das diferenças entre pares de subtestes Regra Geral: diferença> = 4 pts é significativa a. Completamento de Gravuras e Cubos • O Completamento de Gravuras é útil para avaliar a capacidade de uma criança cuja percepção é adequada. 05 • Comparação entre CV e VP: diferenças> = 16 pts são significativas a p <. Factores influentes • Meio sócio-cultural (se for elevado: QIV> QIR) • Dificuldades de aprendizagem (QIV <QIR) • Alterações emocionais (QIV> QIR) • Perturbações neurológicas (QIV> QIR ou QIV <QIR) • Perturbações de comportamento (QIV <QIR) Valores de referência IFs • Comparação entre CV e OP: diferenças> = 14 pts são significativas a p <. 05 • Comparação entre OP e VP: diferenças> = 17pts são significativas a p <.80 -89 70 -79 < 69 Médio Inferior Inferior Muito Inferior *HOMOGENEIDADE/HETEROGENEIDADE DOS QIS E DOS IFS* DIFERENÇAS ENTRE QI VERBAL E QI DE REALIZAÇÃO Valores de referência QIs • |QIV-QIR|> = 13 pts é significativa a.05 RELAÇÃO ENTRE OS VÁRIOS SUBTESTES Informação e Compreensão • Os itens de ambas as provas cobrem uma grande variedade de situações. de tal forma que a amplitude de compreensão de um indivíduo reflecte o nível dos seus processos intelectuais. Completamento de Gravuras e Disposição de Gravuras 3 .05. Diferenças significativas permitem afirmar ≠ níveis de eficiência • Diferenças raras na população> = 23 pts (≤ a 15% amostra de aferição) obrigam a explorar a probabilidade de condição clínica ou processo patológico – quanto mais raras as diferenças> a probabilidade. mas cuja capacidade para reproduzir algo por meios vísuomotores (Cubos) é pobre.

• Contudo. • Compreensão <Informação: pode sugerir um indivíduo receoso e cheio de dúvidas. • Os resultados de ambas as provas permite uma comparação entre: oAs convenções sociais bem aprendidas (Compreensão) oA capacidade para antecipar e planear num contexto social (Disposição de Gravuras) • • Compreensão> Disposição de Gravuras: sugere que a criança pode compreender situações sociais em abstracto. A Informação corresponde a uma aquisição de conhecimentos e ter conhecimentos é uma maneira de assumir responsabilidades. Compreensão e Disposição de Gravuras • Ambas as provas contem estímulos relacionados com a interacção social. 4 . Compreensão e Aritmética • Ambas as provas exigem capacidade de raciocínio (capacidade para analisar o material fornecido) e o reconhecimento dos elementos necessários para a solução do problema. além disso. Contudo. das dificuldades para organizar estímulos numa sequência progressiva Cubos e Composição de Objectos • Os Cubos conjuntamente com a Composição de Objectos é excelente para avaliar o modo de trabalho do examinado. avaliando a planificação lógica e sequencial mais que a simples atenção. enquanto nos Cubos as configurações são desenhos geométricos abstractos e as justaposições fazem-se observando o modelo. para diferenciar as deficiências puramente perceptivas. • Os Cubos representam uma tarefa mais abstracta e provavelmente menos influenciada pela cultura e com menor carga emotiva (devido aos significados e associações que podem surgir na Composição de Objectos).• • O Completamento de Gravuras tal como a Disposição de Gravuras explora a capacidade para perceber os detalhes. na Composição de Objectos as configurações são objectos familiares e o resultado final deve ser deduzido e não copiado. verifica-se com frequência em crianças delinquentes. a favor da Disposição de Gravuras. Um modo de se esquivar à maturidade é não ter conhecimentos. • Os Cubos e a Composição de Objectos são ambas provas que combinam a percepção e a capacidade vísuo-motora e requerem habilidade para perceber relações espaciais. Compreensão <Disposição de Gravuras: pode sugerir um indivíduo que é sensível às nuances interpessoais mas ignora o convencionalismo social. COMPARAÇÃO DOS VÁRIOS SUBTESTES Compreensão e Informação • Compreensão> Informação: pode pensar-se no uso de recalcamento (a criança não quer crescer). uma medida da capacidade para manipular esses detalhes logicamente. de amadurecer. a Disposição de Gravuras proporciona. Pode-se comparar os resultados de Completamento de Gravuras com os de Disposição de Gravuras. Uma diferença acentuada entre as duas provas. mas quando implicada nelas revela-se incapaz de decidir como proceder. • A capacidade para passar mentalmente de uma série de partes a um todo integrado é uma importante tarefa conceptual da Composição de Objectos. como no caso do Completamento de Gravuras.

.Memória de Dígitos e Aritmética • Ambas as provas lidam com números. Semelhanças 5 . Vocabulário e Compreensão • Resultados elevados no Vocabulário e na Informação e baixos na Compreensão: pode sugerir um indivíduo que. Cubos e Composição de Objectos • Estes subtestes exigem coordenação vísuo-motora e implicam capacidade motora orientada pela organização visual. interesse e curiosidade pelo meio envolvente (factores de personalidade). retenção e recuperação de informação). formal (escolaridade) e da atenção. Código. Contudo. exigem facilidade para lidar com números e aptidão para recordar imediatamente. • Amplitude de conhecimentos adquiridos depende de oportunidades de aprendizagem informal (meio sócio-cultural). Cubos e Composição de Objectos: • Excelente para avaliar os modos de trabalho do examinando: o Ansiedade: pode revelar-se por uma atrapalhação o Impulsividade: pode revelar-se pela negligência e pela tentativa precipitada de solução *ANÁLISE INTER-INDIVIDUAL* CLASSIFICAÇÃO QUALITATIVA DOS RESULTADOS POR SUBTESTE RP POR SUBTESTE CLASSIFICAÇÃO Superior à média Limite superior da média Zona superior da média Médio Médio Médio Zona inferior da média Limite inferior da média Inferior à média … 13 12 11 10 9 8 7 … Informação • Avalia a amplitude de informação e de conhecimentos gerais (i. Também pode tratar-se de uma diminuição da capacidade de juízo lógico. o papel da organização visual difere nos três subtestes. capacidades de aprendizagem. não é capaz de utilizar completamente a sua facilidade verbal e o conhecimento geral que possui.e. nas situações da vida. Informação.

atenção e concentração.• Avalia capacidades de raciocínio lógico. memória visual imediata e coordenação vísuo-motora. Em média: crianças recordam + 2 dígitos em SD que em SI. bem como de abstracção e formação de conceitos verbais. • Prova que tem como requisitos prévios à tarefa: dominar as quatro operações aritméticas. • Evocação em SD exige repetição “automática” de sequência de nºs (sistema fonológico. Evocação em SI (inversão da posição dos dígitos na sequência) associa o sistema de gestão de imagens mentais. Aquisições escolares? Aspectos emocionais? Atenção e memória de trabalho? Vocabulário • Avalia compreensão. • Fundamental à execução da tarefa: velocidade de execução. fracções e percentagens. As respostas podem indicar níveis distintos de formação de conceitos: a) Nível concreto (a banana e o pêssego têm casca). • Prova dependente das capacidades de aprendizagem. enquanto a ansiedade e a meticulosidade perturbam. exige coordenação do sistema atencional e do sistema de tratamento de informação. bem como abstracção verbal. domínio e amplitude vocabular. • Capacidade para trabalhar sobre pressão facilita a realização. atenção/concentração. • Envolve conhecimentos culturais básicos. 6 . à adaptação e integração social). Memória de Dígitos • Avalia capacidades de mobilização da atenção e memória imediata. reconhecer e discriminar entre o essencial e o acessório. Completamento de Gravuras • Avalia capacidade p/ analisar estímulos visuais (formas familiares). • A extensão de vocabulário e o grau de elaboração de conceitos são as competências essenciais para a integração de novas informações nos esquemas de conhecimento já existentes. científicos e humanos. c) Nível abstracto (a banana e o pêssego são frutos). Influências culturais e estimulação social são importantes no desenvolvimento. a repetição mental/ recapitulação articulatória). • Prova sensível às flutuações da atenção e à influência de variáveis emocionais. das influências do meio sóciocultural. de raciocínio numérico e de cálculo. do nível educacional e da riqueza das interacções verbais. Compreensão • Prova que avalia conhecimentos e capacidade de resolução de situações problema em contexto social. Aritmética • Avalia capacidades de conceptualização mental. Código • Aprendizagem de tarefa nova em curto espaço de tempo. • Constitui um bom preditor da capacidade para adquirir conhecimentos sociais. • Permite afirmar a capacidade p/ fundamentar normas e regras sociais e morais (favorável ao relacionamento. b) Nível funcional (a banana e o pêssego servem para comer). de categorização de estímulos verbais do • • quotidiano.

Cubos • Envolve capacidades de análise de estímulos visuais. 7 .Disposição de Gravuras • Avalia capacidade p/ compreender relações de causa – efeito em contexto social e de planear o comportamento e resolver situações sociais. • Não se verifica tanto o efeito negativo da pressão do tempo (tempos mais dilatados e contabilização de todo o trabalho realizado). concentração e coordenação vísuo . boa independência da Composição de Objectos • Exige capacidade de antecipação do todo a partir de elementos dispersos. • Boa medida de raciocínio abstracto em contexto não verbal. raciocínio de análise e síntese de relações espaciais e de coordenação vísuo-motora.motora.motora. Pesquisa de símbolos • Exige a análise e o processamento rápido de informação visual. flexibilidade do pensamento e coordenação vísuo . memória e de aprendizagens escolares.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->