Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES


ÁREA DE LINGUÍSTICA
PROGRAMA DE DISCIPLINA
Curso: Licenciatura em Letras Vernáculas e Licenciatura em Letras com Estrangeiras
Componente
Filologia Românica I
Curricular:
Docente: Profa. Ma. Liliane Lemos Santana Barreiros (UEFS/PPGLINC-UFBA) Semestre: 2015.2
Carga horária 60 horas
EMENTA DA DISCIPLINA

Introdução ao estudo da Filologia Românica. A formação das línguas românicas: sua história interna e externa.
OBJETIVOS

 Precisar os campos de atuação da Filologia;


 Discutir e analisar os conceitos e métodos da Filologia;
 Apresentar a importância da Crítica Textual dentro dos estudos filológicos, com ênfase nos tipos de edição;
 Identificar o processo de formação das línguas românicas, reconhecendo os elementos formadores dessas línguas;
 Analisar as teses de classificação das línguas românicas;
 Conhecer os processos fonológicos que culminaram nas diferenças entre o sistema vocálico da língua latina e os das línguas
românicas;
 Conhecer os processos fonológicos que culminaram nas diferenças entre o sistema consonântico da língua latina e os das
línguas românicas.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

HISTÓRIA EXTERNA
1 Filologia e Filologia Românica
1.1 Contextualização histórica; Conceitos, Métodos e Objeto
1.2 O Método Histórico-Comparativo e a expansão da Filologia Românica
1.3 Os desafios da Filologia na Contemporaneidade
2 A România
2.1 Povos pré-romanos
2.2 Conquistas romanas: formação do Império Romano
2.3 Romanização/Latinização: assimilação linguística e cultural dos povos pré-romanos
2.4 A divisão do Império Romano: România Oriental e România Ocidental
2.5 A queda do Império Romano
3 O Latim Vulgar
3.1 Conceito, características e fontes de estudo
3.2 As causas da fragmentação do latim
4 Integração dos elementos formadores das Línguas Românicas
4.1 Substratos, Adstrato e Superstratos: conceitos e contribuições

HISTÓRIA INTERNA
5. Classificação das Línguas Românicas
5.1 Critérios para a classificação das Línguas Românicas
5.2 As principais classificações: Dante Alighieri, F. Diez, W. Meyer-Lübke, Walter von Wartburg, Carlo Tagliavini, Ângelo
Monteverdi
6. Fonologia das Línguas Românicas
6.1 Vocalismo Românico
6.2 Consonantismo Românico

PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM

A avaliação será contínua da própria integração docente-discente e levará em consideração a produção do conhecimento
individual e coletivo, por meio de atividades teóricas e práticas.
AV1 – individual (avaliação escrita); AV2 – em dupla (avaliação escrita); AV3 – em grupo (seminário).
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA
DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES
ÁREA DE LINGUÍSTICA
PROGRAMA DE DISCIPLINA
BIBLIOGRAFIA

BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
AUERBACH, E. Introdução aos estudos literários. São Paulo: Cultrix, 1972. Disponível em:
<https://filologiauefs.files.wordpress.com/2015/03/introducao-aos-estudos-literarios-auerbach.pdf>. Acesso em: 03 set. 2015.
ELIA, Silvio. Preparação a Linguística Românica. Rio de Janeiro: Livro Técnico, 1974.
ILARI, Rodolfo. Linguística Românica. São Paulo: Ática, 1992. Disponível em:
<https://filologiauefs.files.wordpress.com/2015/03/linguistica-romanica-rodoldo-ilari-pdf.pdf>. Acesso em: 03 set. 2015.
LAUSBERG, H. Linguística Românica. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1981.
VIDOS, B. E. Manual de Linguística românica. Madrid: Gredos, 1968. Disponível em:
<https://filologiauefs.files.wordpress.com/2015/03/manual-de-linguc3adstica-romc3a2nica-vidos_vol_1.pdf>. Acesso em: 03 set.
2015.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
BASSETTO, Bruno Fregni. Elementos de filologia românica: história externa das línguas. Vol. 1. São Paulo: EDUSP, 2001.
BASSO, Renato Miguel. GONÇALVES, Rodrigo Tadeu. A România e a formação das línguas românicas. In: ______. História
concisa da língua portuguesa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014, p. 65-101.
BOURCIEZ, Édouard. Élements de linguistique romane. 4. ed. Paris: C. Klincksieck, 1956.
CAMPROUX, Charles. Las lenguas románicas. Tradução de Damiá de Bas. Barcelona: Oikos-tau, 1980.
CASTRO, Ivo. Curso de história da Língua Portuguesa. Portugal: Universidade Aberta, 1991.
FARACO, Carlos Alberto. Lingüística histórica: uma introdução ao estudo da história das línguas. São Paulo: Ática, 1991.
(Fundamentos)
GONÇALVES, Maria Filomena; BANZA, Ana Paula. (Coord.). Património textual e Humanidades Digitais: da antiga à nova
Filologia. Évora: CIDEHUS, 2013.
IORDAN, Iorgu. Introdução à lingüística românica. Tradução de Júlia Dias Ferreira. 2 ed. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1982.
QUEIROZ, Rita de Cássia R. de. (Org.). Coletânea de textos românicos: Salvador: Quarteto, 2007.
SALLES, Ricardo C. O Legado de Babel: as línguas e seus falantes. Dicionário descritivo das línguas indo-européias. Rio de
Janeiro: Ao livro técnico, 1993.
SILVA NETO, Serafim de. História do Latim Vulgar. Rio de Janeiro: Acadêmica, 1957.
STORIG, Hans Joachim. A Aventura das línguas: uma história dos idiomas do mundo. Tradução de Glória Paschoal de Camargo.
3. ed. São Paulo: Melhoramentos, 2005.
TAGLIAVINI, Carlo. Orígenes de las lenguas neolatinas: introducción a la filología romance. Tradução de Juan Almela. 5. ed.
México: Fondo de Cultura Económica, 1973.
WALTER, Henriette. A Aventura das línguas no ocidente: a sua origem, a sua história, a sua geografia. Tradução de Sérgio Cunha
dos Santos. São Paulo: Mandarim, 1997.
WARTBURG, Walther von. La fragmentación lingüística de la Romania. 2. ed. Madrid: Gredos, 1991.

OUTRAS FONTES (portais, núcleos, blogs, apresentações em slides, laboratórios, sites etc.):
https://filologiauefs.wordpress.com/
www.filologia.org.br