Você está na página 1de 7

Aula 01_ A Existência Humana e a Educação

Temática: A Existência Humana e a Educação


Inicio a nossa disciplina de Sociologia da Educação colocando uma questão a
todos:
O que é ser humano?
Você deve estar pensando em muitas respostas, pois o ser humano é muito
complexo. Para encaminharmos a discussão, nesta aula, leia em seu AVA
sobre: “O que é ser humano?” de Ubiratan D´Ambrosio.
Nesta leitura, procure compreender que:
a) os seres humanos fazem parte de um contexto social, numa rede de
interações entre a natureza e os outros seres humanos;
b) nessas interações, o homem produz conhecimentos para sobreviver e
transcender;
c) os seres humanos manifestam comportamentos de acordo com os valores
da sociedade. Esses comportamentos determinam as relações sociais entre os
indivíduos.
ESCLARECIMENTOS
Vamos combinar algumas orientações? As pesquisas, as leituras e os
respectivos registros de conhecimentos adquiridos devem fazer parte da
organização de nossos estudos. Assim, você deve ter um arquivo para as
anotações das aulas de Sociologia da Educação.
A seguir, relaciono alguns livros (fazem parte da bibliografia da nossa
disciplina) que deverão estar sempre disponíveis em nossas aulas. Eles são
básicos para a compreensão das aulas e videoaulas, de acordo com os
conteúdos a serem trabalhados. Estarei, nas aulas, fazendo solicitações de
leitura de textos ou mesmo livros, acreditando serem os mais adequados
sempre citando o nome do livro, do autor, do capítulo (quando houver), do texto
e as respectivas páginas. É claro que você não deverá restringir-se somente ao
solicitado; ao contrário, é indispensável a ampliação de pesquisa e a leituras de
várias fontes.
Obrigada,
Profa. Doroti
Até a próxima aula.
D`AMBROSIO, Ubiratan. “O que é ser humano?”

Aula 02_ A Existência Humana e a Educação


Temática: A Existência Humana e a Educação
Na aula anterior, vimos algumas questões importantes sobre a existência
humana levantadas por Ubiratan D`Ambrósio.
Nesta aula, vamos complementar nossos conhecimentos e reflexões, lendo o
texto, presente no AVA: “Educar para uma civilização planetária”, cujo autor é
Ubiratan
D’Ambrósio.
Registre em seu arquivo: “Anotações das aulas de Sociologia da Educação”:
a. As ideias principais do texto;
b. O que mais lhe chamou a atenção;
c. Aspectos citados pelo autor com os quais você não concorda. Por quê?

Aula 03_ Repensar Conceitos

Temática: Repensar Conceitos


Vamos repensar conceitos.
Nas aulas anteriores foram destacadas algumas palavras-chave, cuja
compreensão de seus significados e pressupostos são fundamentais para a
Sociologia da Educação. São elas:
- indivíduo
- educação
- conhecimento
- comportamento
- valores
1) Primeiramente, registre o conceito que você tem sobre elas, ou seja, o que
cada palavra significa para você. Faça uma pesquisa e registre os resultados
em arquivo:“Anotações das aulas de Sociologia da Educação”

Aula 04_ Repensar Conceitos


Temática: Repensar Conceitos
Iniciamos esta aula pedindo para que você compare as anotações, solicitadas
na aula anterior, com as citações abaixo:
- Indivíduo:
A pessoa humana, considerada quanto às suas características particulares,
físicas e psíquicas;
- Educação:
Ato ou efeito de educar-se. Processo de desenvolvimento da capacidade física,
intelectual e moral da criança e do ser humano em geral, visando a sua
socialização;
- Conhecimento:
É o saber acumulado pelo homem através de gerações. É o ato pelo qual o
homem se coloca no mundo e, com ele, estabelece uma ligação.
Todo conhecimento pressupõe dois elementos: o sujeito que quer conhecer e o
objeto a ser conhecido;
- Comportamento:
Conjunto de atitudes e reações do indivíduo em face ao meio social;
- Valores:
São os juízos e as avaliações que os indivíduos desenvolvem individualmente
e em grupos e que lhes permitem julgar, escolher e orientar seu
comportamento. Os valores sociais se traduzem na conduta humana por
preferências, gostos e atitudes pelos quais os agentes sociais manifestam uma
apreciação da realidade. Os valores são transmitidos ou desenvolvidos nos
indivíduos desde a infância, época em que a família assume importante papel
nesse processo. À medida que a pessoa cresce, outros grupos, como a escola
e os amigos, vão atuando de maneira mais significativa na transmissão de
novos valores sociais.

Aula 05_ Sociedade de Consumo X Sociedade


Sustentável
Temática: Sociedade de Consumo X Sociedade Sustentável
Nesta aula, pretendemos fazer a análise e a reflexão sobre a sociedade em
que vivemos, ou seja, uma sociedade de consumo.
A leitura de um texto base é necessária e, por isso, indicamos: “A era Pós-
Industrial, a Sociedade do Conhecimento e a Educação para o pensar” de Elian
Alabi Lucci , como forma de trabalharmos este importante tema que é a
sociedade de consumo hoje.

Aula 06_ O Ser Humano e a Sociedade


Temática: O Ser Humano e a Sociedade
A busca por uma sociedade melhor, mais justa e com mais qualidade de vida, é
responsabilidade de todos nós. Nesta aula, buscamos, através de um texto,
evidenciar os conceitos de ética e moral como conjunto de normas e regras
sociais que influem na nossa vida.
Aula 07_ O Ser Humano e a Educação
Temática: O Ser Humano e a Educação
Nesta aula, apresentamos algumas definições sobre a disciplina de Sociologia
e a atividade de educar.
Como ler a educação aos olhos da Sociologia?
A Sociologia é uma disciplina científica que estruturou-se com o advento do
moderno mundo industrial. Sua preocupação básica tem sido a de revelar as
transformações que o capitalismo operou na vida econômica, política e cultural
das sociedades. O recado mais incisivo do estudo sociológico é o de que não
há nada de natural neste mundo de mulheres e homens, nada que não seja
construção coletiva, nenhuma ideia que se sustente no ar, sem que se possa
associá-la ao nosso tempo ou ao modo como fabricamos nosso destino.
Educar é, antes de tudo mais, organizar a experiência dos indivíduos na vida
cotidiana, desenvolver lhes a personalidade e garantir-lhe a sobrevivência. As
ações empreendidas com a finalidade de educar estão diretamente
relacionadas às normas sociais vigentes e aos valores compartilhados pelos
indivíduos, no contexto de determinada sociedade, de determinada cultura e de
determinado tempo histórico. Se as regras do mundo social já estão prontas
quando nascemos, a vida que vivemos na relação com os outros nos convida a
mudá-las, e nós de fato as mudamos, mesmo que não percebamos, mesmo
que apenas as gerações seguintes sintam os efeitos de nossa intervenção.
Citações extraídas do livro: “Sociologia da Educação”, do autor Alberto Tosi
Rodrigues, RJ, ED. DP&A, 2000. p. 9-10.
Apenas reflita sobre as questões:
1.Qual é a preocupação básica da Sociologia?
2. Qual a conclusão dos estudos sociológicos sobre os indivíduos vivendo em
sociedade?
3.O que é educar?
4. As regras do mundo social já estão prontas quando nascemos: é mais fácil
aceitá-las ou mudá-las?

Aula 08_ A Contribuição da Sociologia para a


Educação
Temática: A Contribuição da Sociologia para a Educação
Na aula passada, vimos que os estudos sociológicos trazem conhecimentos
fundamentais para nossa compreensão sobre o homem e a sua realidade
social e, consequentemente, para o processo educacional.
Agora abordaremos a contribuição da Sociologia para a Educação. Segundo
Rodrigues, o sociólogo Florestan Fernandes entende que:
“A educação é o elemento da vida social responsável pela organização da
experiência dos indivíduos na vida cotidiana, pelo desenvolvimento de sua
personalidade e pela garantia da sobrevivência e do funcionamento das
próprias coletividades humanas. [...]” (RODRIGUES, 2000, p. 9).
Para ele, as práticas que têm por finalidade educar utilizam técnicas, seguem
normas e valores que fazem parte de uma determinada sociedade, de uma
determinada cultura e de um determinado tempo histórico. Para a Sociologia,
não há técnica pedagógica neutra: todas são construídas e utilizadas em meio
a valores e normas.
Florestan Fernandes, ao mencionar o termo técnicas aplicadas à educação
queria abranger não só os recursos ou meios utilizados para transmitir
conteúdos, mas também a pedagogia, compreendida também em todos os
aspectos filosóficos e sociológicos. É neste sentido que as técnicas utilizadas
em educação estão presentes nas práticas educacionais que seguem as
normas e os valores sociais. As normas são as leis e regulamentos escritos e
as regras estabelecidas nos grupos sociais. Os valores correspondem aos
critérios de julgamento de si e dos outros; as concordâncias e discordâncias; as
aprovações e reprovações que nunca são individuais e, sim, aceitas e
compartilhadas na vida social.
Olhar a educação do ponto de vista da Sociologia é compreender que, se a
Pedagogia é o fundamento das práticas educacionais as crenças, os valores e
as normas sociais são os fundamentos da pedagogia. (RODRIGUES, 2000, p.
10)
Neste sentido, a Sociologia é um instrumento importante no processo
educacional, como reveladora de práticas sociais que auxiliam a compreender
a Pedagogia e o fazer do pedagogo. Como diz Rodrigues (2000, p. 10):
[...] a Sociologia da Educação é aquela disciplina
acadêmica que se preocupa em reconstruir
sistematicamente as relações, que existem na prática
cotidiana, entre as ações que objetivam educar e as
estruturas da vida social, quer dizer: a economia, a cultura,
o arcabouço jurídico, as concepções de mundo, os conflitos
políticos.
Portanto, toda análise e o estudo a ser realizado devem ter como base os
fundamentos trazidos pelos seus iniciadores que analisaram a sociedade de
sua época, a sociedade capitalista, buscando compreendê-la em suas
peculiaridades, propondo caminhos teóricos interpretativos para os mais
variados fenômenos sociais.
Vamos “acompanhar o caminho trilhado” por alguns desses autores que
iniciaram os estudos da Sociologia.
Breves considerações sobre a História da Sociologia.
História sobre a Sociologia
O estudo dos acontecimentos sociais é muito antigo. Pode-se dizer que, desde
o aparecimento dos primeiros agrupamentos humanos, houve a preocupação
de organizar-se da melhor forma para a sobrevivência do homem.
Somente no século XIX que a Sociologia passou a existir como ciência
independente. As transformações pelas quais passou a sociedade europeia
nos séculos XVIII e XIX contribuíram de maneira acentuada para o
aparecimento da Sociologia. A revolução industrial e a revolução francesa
provocaram transformações radicais na sociedade da época. Os estudiosos
começaram a estudar essas transformações e suas consequências para a vida
humana: era o início da Sociologia como ciência.
O primeiro a registrar o termo “Sociologia” foi o filósofo francês Augusto Comte
(1798-1857), em sua obra “Filosofia positiva”, publicada em 1838. Para ele, a
Sociologia deveria realizar seus estudos com base na observação e na
classificação sistemática e não baseada na autoridade e na especulação, como
acontecia com a ciência antiga.
O sociólogo francês Emile Durkheim (1858-1917) contribuiu para que a
Sociologia analisasse a sociedade, os grupos sociais, os fatos sociais através
do método científico. Em seu livro “Regras do método sociológico” (1895),
Durkheim explicou como realizou sua pesquisa sobre o suicídio: primeiro
planejou a pesquisa, depois coletou grande número de dados sobre pessoas
que se suicidaram; por fim, chegou a uma conclusão elaborou a teoria do
suicídio, em que apontou como fator principal o isolamento social. Durkheim
analisou também a educação como fato social cujas teorias encontram-se no
livro “Sociologia e Educação”; daí dizermos que foi o primeiro sistematizador da
Sociologia da Educação.
O que tem a ver a Sociologia com a educação escolar? A escola não está
isolada em relação à comunidade, à sociedade em que está inserida. A escola
é, até certo ponto, reflexo das condições e das exigências estabelecidas pela
sociedade, em seu sentido mais amplo, e pela comunidade, no sentido mais
restrito. Por outro lado, mesmo no interior da escola, multiplicam-se os grupos
sociais. Esses grupos – de alunos, de professores, de especialistas etc. – têm
enorme influência sobre o comportamento dos alunos e sobre sua educação.
Até dentro da sala de aula, apesar do controle que pode ser exercido pelo
professor, a influência das condições sociais do aluno e dos grupos de que ele
participa dentro e fora da sala não pode ser menosprezada.
A contribuição da Sociologia da Educação ao trabalho pedagógico abrange
pelo menos dois aspectos principais:

1. O estudo dos processos e das influências sociais envolvidos na atividade


educativa, em especial na escola. Incluem-se aqui os processos de
interação dos indivíduos e de organização social e as influências
exercidas pela sociedade, pela comunidade e pelos grupos sobre a
educação.
2. A aplicação dos conhecimentos e descobertas da Sociologia à atividade
educativa, ou seja, utilização dos princípios e teorias sociológicas para
tornar mais eficiente o processo educativo.
Assim, a Sociologia da Educação preocupa-se com três grandes áreas de
estudo:
- a organização da sala de aula
- a interação entre a escola e a comunidade
- a educação relacionada com a sociedade em seu sentido mais amplo