Você está na página 1de 12

1.

INTRODUÇÃO

Os vegetais, partindo do C,H e O retirados do ar e água e de nutrientes do solo,


com auxílio da luz solar, realizam a fotossíntese, formando, celulose, amido,
açúcares,gorduras, proteínas e vitaminas.Mas, se no processo fotossintético, faltar o
suporte de nutrientes, o resultado será a produção deficiente de uma série de compostos,
resultando em um mau desenvolvimento da planta, e conseqüente perda na qualidade de
produção e na produtividade.
Para dar o suporte necessário às plantas, para o seu perfeito desenvolvimento o
elo da cadeia produtiva que mais facilmente pode ser controlado e monitorado, já que
foi amplamente estudado é o dos nutrientes no solo, como a água, e os demais nutrientes
minerais, que são a forma em que são absorvidos pelas plantas.
Este trabalho visa analisar a importância dos nutrientes minerais, em especial os
fertilizantes múltiplos para a nutrição e produtividade das plantas, bem como para a
preservação da fertilidade do solo, além da descrição dos principais tipos de fertilizantes
múltiplos.

2. NUTRIENTES

Segundo a Legislação:
Nutriente: elemento essencial e/ou benéfico para o crescimento e produção dos vegetais;
Macronutrientes primários: Nitrogênio (N), Fósforo (P), Potássio (K);
Macronutrientes secundários: Cálcio (Ca), Magnésio (Mg) e Enxofre (S);
Micronutrientes: Boro (B), Cloro (Cl), Cobre (Cu), Ferro (Fe), Manganês (Mn),
Molibdênio (Mo), Zinco (Zn), Cobalto (Co) e Silício (Si).

2.1 Macronutrientes Primários


2.1.1 Nitrogênio
• Faz parte da molécula de clorofila, indispensável à fotossíntese. Promove a
coloração verde das folhas.
• É integrante das proteínas vegetais.
• Auxilia na formação da folhagem.
• Favorece o rápido crescimento da planta.
2.1.2 Fósforo
• Faz parte dos compostos essenciais ao metabolismo vegetal (adenosinas,
fosfolipídeos, ácidos nucléicos, etc.), que participam de fenômenos importantes
como respiração, fotossíntese e comunicação genética.
• Estimula o crescimento e formação de raízes.
• Auxilia na floração e na formação das sementes.
• Acelera a maturação.
• Favorece o desenvolvimento das bactérias do solo.
• Melhora o valor dos alimentos e forrageiras.
2.1.3 Potássio
• Ativa as enzimas que atuam na fotossíntese, respiração, etc.
• Auxilia na formação de amidos e açúcares.
• Dá vigor às plantas, aumentando-lhe a resistência.
• Melhora a qualidade dos frutos.
• Promove maiores colheitas e melhor desenvolvimento dos grãos e sementes.
2.2 Macronutrientes Secundários

2.2.1 Cálcio
• Tem papel importante na reprodução celular.
• Colabora na formação de raízes e de sementes.
• Auxilia a absorção de outros nutrientes.
• Enriquece o valor dos alimentos e forrageiras.

2.2.2 Magnésio
• Faz parte da clorofila, sendo indispensável para a fotossíntese.
• Auxilia na formação de óleos e gorduras.
• Auxilia a absorção de outros nutrientes, principalmente o fósforo.

2.2.3 Enxofre
• Faz parte dos aminoácidos (metionina, cistina, etc.), que integram as proteínas
vegetais.
• Entra na constituição de vitaminas, enzimas, etc.
• Colabora na formação do sistema radicular e da parte aérea de plantas.
• Permite melhor atuação dos elementos nitrogênio e fósforo.
• Estimula a maturação e o desenvolvimento das sementes.
• Promove melhor nodulação das leguminosas, aumentando a fixação simbiótica
do nitrogênio.

2.3 Micronutrientes

2.3.1 Boro
• Essencial para o tecido em crescimento ativo na fase jovem.
• Necessário para a viabilidade do pólen e boa formação da semente.
• Fixa o cálcio na parede da célula.

2.3.2 Cobre
• Constituinte principal de uma enzima necessária na fotossíntese.
• Muito importante durante o estágio reprodutivo da planta.

2.3.3 Ferro
• Promove a formação da clorofila.
• Age como carregador de oxigênio na formação de sistemas respiratórios.

2.3.4 Manganês
• Faz parte de importantes enzimas envolvidas na respiração e na síntese de
proteínas.

2.3.5 Molibdênio
• Essencial para a fixação de nitrogênio pelas bactérias dos nódulos de
leguminosas.
• Essencial para a realização da redutase do nitrogênio.
2.3.6 Zinco
• Importante como catalisador para reguladores de crescimento em plantas e no
aproveitamento de outros nutrientes.
• Afeta a maturidade da planta.

2.3.7 Cobalto
• Tem papel importante como integrante da vitamina B12.
• Fixação do N atmosférico.

2.3.8 Cloro
• Essencial para o crescimento das plantas.
• Atua na absorção de fósforo pelas plantas.

2.3.9 Silício:
O silício foi recentemente incluído na Legislação brasileira de fertilizantes como
um micronutriente. Entre os principais benefícios destacam-se: aumento da tolerância
ao estresse abiótico (hídrico e fitotoxidez) e bióticos (ataque de pragas e doenças).
A deposição de silício junto à cutícula das folhas confere proteção às plantas e
ameniza os efeitos de estresses de natureza biótica e abiótica. O silício ocorre com
maior freqüência nas regiões onde a água é perdida em grande quantidade, ou seja na
epiderme foliar. Esses depósitos de sílica no tecido foliar promovem a redução na taxa
de transpiração.
Além do efeito na transpiração, a deposição de sílica na parede das células torna
a planta mais resistente à ação de fungos e insetos. Isso ocorre pela associação da sílica
com constituintes da parede celular, tornando-as menos acessíveis às enzimas de
degradação (resistência mecânica).
Existem vários trabalhos de pesquisa que destacam o a importância do Si em
aliviar a toxidade do Manganês e Alumínio. Entre as prováveis hipóteses para explicar
o comportamento dos silicatos na redução da toxidez do Mn e Al estão: a) aumento do
pH; b) a capacidade dos silicatos (SiO4) em promover a oxidação do Mn na rizosfera;
c) pelo aumento do tecido aerenquemático e conseqüente maior transferência de O2 da
parte aérea para o sistema radícula e a sua capacidade em aumentar a redistribuição do
Mn na folha.

3. FERTILIZANTES

De acordo com a legislação brasileira, fertilizante é toda aquela substância


mineral ou orgânica, natural ou sintética, fornecedora de um ou mais nutrientes das
plantas.
São subdivididos em:
I - fertilizante mineral simples: produto formado, fundamentalmente, por um
composto químico, contendo um ou mais nutrientes de plantas;
II - fertilizante mineral misto: produto resultante da mistura física de dois ou mais
fertilizantes simples, complexos ou ambos;
III - fertilizante mineral múltiplos/complexo: produto formado de dois ou mais
compostos químicos, resultante da reação química de seus componentes, contendo dois
ou mais nutrientes.

4. Fertilizantes Múltiplos/Complexos:
Através da combinação adequada dos seis principais nutrientes, 15 “Adubos duplos”
podem ser teoricamente, formados. Contudo, o cálcio e sulfato são de menor
importância como adubos únicos. Dessa forma, para ser mais objetivo, será utilizados os
quatro elementos nutricionais mais importantes; com eles obtém seis “adubos
duplos”estritamente.

TABELA 1 :Tipos de Fertilizantes múltiplos

Fertilizante-NP Fertilizante-KMg Fertilizante-MgCa


Fertilizante-PK
Fertilizante-NK Fertilizante-PMg Fertilizante-KCa Fertilizante-MgS

Fertilizante-NMg Fertilizante-PCa Fertilizante-KS Fertilizante-CaS

Fertilizante-NCa Fertilizante-PS

Fertilizante-NS

O adubo em si só faz distinção entre três formas, desde que fertilizantes de


potássio e magnésio sejam combinados lá. Isto pode ser atribuído a razões históricas,
uma vez que se tornou de Magnésio começou a ser usado muito mais tarde do que N, P
e K. Todas as combinações listadas acima. No entanto, alguns têm sido
preferencialmente classificados como “Adubos únicos” de acordo com a predominância
do nutriente mais importante, por exemplo, Nitrato de Cálcio é classificado com como
fertilizante-N e não como Fertilizante-NCa.

Adubos-múltiplos e, também adubos-duplos, são oficialmente designados de


acordo com o conteúdo (N + P2O5 + K20)

4.1 Adubos duplos contendo N:

Conforme acima indicado, somente três tipos são normalmente considerados, NP, NK e
NMg

4.2 Fertilizantes NP:

Eles são importantes por diferentes pontos de vista:

• São a matéria prima para muitos fertilizantes NPK;

• para fertilizar solos ricos em potássio ou complementar uma adubação de


potássio.

• como soluções líquidas de fertilizantes

• como adubo com grande quantidade de nutrientes


Por razões históricas, devemos considerar primeiramente o fertilizantes guano vindo
de depósitos naturais. Eles contêm principalmente nitrogênio e fósforo,
predominantemente na forma mineral, além do mais eles também são classificados
como fertilizantes orgânicos devido sua origem.

Os adubos minerais de NP podem ser classificados em diferentes grupos, por


exemplo, sólidos, fertilizantes líquidos ou fertilizantes com médios ou grandes
conteúdos próprios.

A classificação oficial com relação ao conteúdo é a mesma que para adubos NPK,
por exemplo,N + P2O5 + O. O zero representa a falta de potássio, que vai ser omitido
para simplificação nas fórmulas a seguir.

As seguintes classificações se destinam a uma melhor visualização da multiplicidade


dos fertilizantes:

a) mistura de adubo superfosfato ou de amônio contendo superfosfato:

A composição é ou superfosfato com sulfato de amônio, ou o fosfato de amônio com


fosfatos de Ca, o P é solúvel em água, pelo menos, 50%%. Um exemplo bem conhecido
é 9+9(N+P2O5)

b) amoníaco oriundo da decomposição ácida do fosfato bruto

Na forma pura, eles consistem de fosfatos de amônio e são, portanto, em grande parte
solúvel em água.

• Fosfato monoamônico (NH4H2P04) reage como um ácido. De modo que


é um fertilizante do tipo 11+52

• Fosfato diamônico (NH4hHP04), cuja base de amônia pode causar


reação de separação, dependendo das condições do solo, um exemplo de
fertilizante é o do tipo 16+46.

Combinações de fosfatos de amônio e fosfato de cálcio são os fosfatos


nitrogênio (20 + 20). O P é solúvel em água, pelo menos, 30%. Os nomes comerciais
são Cederan-, Complesal-, Enpeka-, Kampka-, Rustica-Fosfato de nitrogênio.

c) misturas constituídas por carbamida e terra macia com fosfato, por exemplo, do tipo
17 + 17.

d) Soluções de fertilizantes N-P consistem de fosfatos de amônia e polifosfatos. A


quantidade de A P presente sob a forma de polifosfato é limitado a 60%. A densidade da
solução é de 1,4, conseqüentemente um teor de 10% de N, em peso, assim, corresponde
a 14 kg de N por 1001. A solução permanece líquida até -17 ° C e pode ser aplicada
tanto como uma preparação do solo (100 a 300 l / ha) e nutrientes foliares. A seguinte
formula dos fertilizantes é importante:
. Enpesol. Praysl: 10+ 34.

Um tipo diferente (18 + 18) é produzido por adição de uma solução de nitrato de
amônio e uréia.

e) Fertilizantes produzidos em laboratório. Adubos especialmente com grande


quantidade de nutrientes estão sendo desenvolvidos [66, 73], para poupar custos de
transporte e aplicação, e também para permitir melhor aproveitamento do P. Estes
adubos possuem quantidades de nutrientes totais quase que superior a 100%. Três
grupos são principalmente envolvidos:

-Poliamidas lineares, por exemplo, Triamida fosfórica com a fórmula básica (NH2)3
PO e diferentes composições, por exemplo, 43 + 74 (N + P2O5).

- Nitrilos fosfórico, por exemplo, Nitrilamida fosfórica com a fórmula básica cíclica
(NH2)P3N3 e diferentes formulas, por exemplo, 48 + 98

-Ciclo metafosfato com fórmula básica (NH4)3P3N3O6H3. Um Tipo é o de 27 + 60.

4.3 Fertilizantes NK:

Adubos com NK são destinados ao solo rico em fosfatos ou a suplementação de


adubação com P.Todos são granulares. O fertilizante ideal de K-N, é o nitrato de
potássio (13% N, 38% K). esses são os principais nutrientes absorvidos pelas planas. No
entanto, para não existir perigo (já que ele é um componente de explosivos), o nutriente
tem por composição de N: K = 1: 3 , além disso ele não é adequado para a maioria dos
efeitos de adubação.

Os adubos mais comuns de NK,estão listados na tabela 3-7. A indicação oficial


do conteúdo é a mesma que para adubos NPK, ou seja, N+ 0 + K2O. Sendo que o zero
indica a falta de P.Fertilizantes de N K com aditivos de outros nutrientes são adequados
para adubação líquida, tendo em conta a sua solubilidade em água, por exemplo, a
suspensão tipo-1 Wuxal.

TABELA 2:Tipos de Fertilizantes NK

Fertilizante Composição N-K2O contendo


em %
BASF NH4NO3,(NH4)2SO4 16+24
Rústico NK KCl, às vezes K2SO$ 20+20
NK-Hakaphos Carbamida,(NH4)2SO4,KNO3 20+20
Adubo de NH4NO3,carbamida,K2SO3 10+20
suspensão
Adubo de NH4NO3,carbamida,KNO3 20+15
suspensão

4.4 Fertilizantes de NMg

NMG fertilizantes estão classificadas como os melhores fertilizantes comN, uma


vez que fornecem Mg dentro do quadro das adubação com N.o ideal desse tipo de
adubo é “MgO”(8%) este é, no entanto, só por vezes para corrigir,por exemplo, se
houver ação do cal. a designação geral do tipo de azoto magnésia inclui dois diferentes
adubos:

a) Sulfato de NMg:com composição NH4NO3(2/3NH4-N) e MgSO4.A


composição é 20%N e 5%Mg. Esse fertilizante é solúvel em H2O e solo-
acidificante.

b) Carbonato de NMg com compa composição é de 20%N e 5%Mg. osição


NH4NO3(1/2NH4-N)e dolomita(CaCO3.MgCO3). O Mg pode ser
dissolvido em ácidos.Esse corresponde a cal de nitrato de amônio com
magnésio, por exemplo HOECHST sulfato de magnésio.

c) Mistura de Sulfato de Magnesio, essa mistura é um típico adubo para


pastagens e é tratado com 0,2% de cobre.

4.5 Fertilizantes PK

Fertilizantes de Fósforo combinado com potassio são satisfatórios para


fertilização básica de depósito dentro do vigamento de rotação de colheita, desde que
estes possam ser aplicados em grande parte,independente de tempo e quantidades.
Fertilização com N, que é em todo caso variável, pode ser emparelhado então
separadamente às condições prevalecentes.

A lista de tipo contém aproximadamente 25 fertilizantes-PK produzidos


misturando fosfato e fertilizantes de potássio. Eles podem se agrupar na ordem da
solubilidade de P . O componente de potássio consiste em Cloreto de Potássio (KCl) ou
Sulfeto de Potássio(K2SO4), e mais recentemente pó de filtro de potássio. Alguns
fertilizantes-PK também são comercializado com a adição de magnésio, todos são
granulados. A indicação oficial de conteúdos é como para fertilizantes-NPK, é:
0+P2O5+K2O . Porém o zero representando o N perdido foi omitido na tabela abaixo:
Tabela 3: Seleção para Fertilizantes PK.

Fertilizant P2O5+
Nome de comércio P Fertilizante
e-K K2O

Peka phosphate potash superphosphate KCI 20 + 30


phosphate potash R ( =
Novaphos KCI 15 + 20
Reform)
Phosphate potash R, blue K2SO. 14 + 22

Rhenania
Rhe-Ka-Phos KCI 15 + 25
phosphate
18 + 20
Thomas
Thomas potash KCI 10 + 20
phosphate
12 + IR
Hyperphos potash soft-earth rock KCI 15 + 25
phosphate 20 + 20

4.6 Fertilizantes PMg


P-fertilizantes com conteúdos de magnésio significante ainda não fazem
nenhum papel importante dentro Mg necessário. Um exemplo é o tipo de fosfato de
pedra de terra-macia com Mg ou o fertilizante Hiperfostato de magnésio 23/7 com 23%
P2 O5 e 4% Mg na forma de sulfato de magnésio (7% "MgO"). Alguns dos P-
fertilizantes-P contêm Mg como um componente secundário, como por exemplo,o
fosfato de Thomas com cerca de 2% Mg.

4.7 Fertilizantes com 3 à 6 nutrientes:

As plantas requerem grandes quantidades de três elementos, bem como e


completamente de seis nutrientes.
Três adubos-múltiplos são os que possuem uma maior quantidade dos elementos mais
importantes para planta (nitrogênio, fósforo, potássio). Esses três elementos podem
gerar 20 possíveis combinações (tabela 3-4). O fertilizante NPK é considerado o mais
importante.

Adubos com quatro nutrientes, obtidos pela adição de magnésio são considerados uns
dos melhores do tipo NPK.

Vários adubos com três nutrientes listado abaixo já foram discutidos como nutrientes
únicos, duplos ou triplos fertilizantes, por exemplo.

• PS de acordo com fertilizantes NP (análise avançada)

• NKS: fertilizantes com NK: fertilizantes com sulfato

• NMgS: fertilizantes com nitrogênio e magnésio

• KCa: fertilizantes com PK

• PK :fertilizantes com PK e superfosfato

• PMgCa: fertilizantes com magnésio e fosfato triplo

• PCaS: fertilizantes com superfosfato

• KMgS :fertilizantes com magnésio e potássio

• KMg: fertilizantes com potássio.


Todas possibilidades indicadas na tabela ¨%$%¨$¨%$ já foram realizadas.

Isto entretanto não pode ser discutido neste trabalho em detalhes.

Os adubos com seis nutrientes, por exemplo,são fertilizantes contendo os principais


nutrientes, eles podem ser obtidos combinando nitrogênio,magnésio com fertilizante-
PK. Essa combinação forma o fertilizante NPKMgCaS.

Entretanto, combinando a maioria dos elementos em um único fertilizante, torna-se uma


prática importante somente na combinação de micronutrientes.

TABELA 4 :Três nutrientes fertilizantes são de 20 combinações dos seis maiores nutrientes.

NPK NMgCa PKMg KMgC

NPCa NMgS PKCa KMgS

NPS NCaS PKS KCaS

NKMg PMgCa MgCaS

NKCa PMgS
NKS

Adubos de cinza são do tipo que contém cinco nutrientes fertilizantes, na verdade traços
desses elementos, com excessão do nitrogênio.

Quando os seis mais importantes nutrientes são combinados com os seis melhores
micronutrientes,temos como resultado(qualitativo) 220 tipos diferentes de adubos
triplos.

5. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

• Finck,Arnold – Fertilizantes y fertilización – Editora Reverté;1988, Espanha


Fundação Universidade Federal do Rio Grande
Departamento de Química
Fertilizantes
Professor:Omar Gonzales

Fertilizantes com múltiplos nutrientes

Adriana Fresteiro

Alexandre Carvalho

Aline Araújo

João Finamor- 40733

José Mauro Junior


Rio Grande/Julho 2009