Você está na página 1de 9

SENAI CFP PEDRO MARTINS GUERRA

APREDIZAGEM INDÚSTRIAL EM DESENHO MECÂNICO

Diego Silva

FATOR PRECISO PELO QUAL UMA EMPRESA ALCANÇA TODOS


OS SEUS OBJETIVOS

ITABIRA-MG
2017
JAMILLE SANTANA DE OLIVEIRA
LUCAS JOSÉ BASTOS
NICOLAS GOMES
VIVIANE REIS SILVA

FATOR PRECISO PELO QUAL UMA EMPRESA ALCANÇA TODOS OS SEUS


OBJETIVOS

Trabalho de pesquisa sobre a


organização do trabalho em geral e de
acordo com o sociólogo Max Weber,
apresentado à instituição Senai CFP
Pedro Martins Guerra, referente à
disciplina Organização do Trabalho e
Cidadania. Com finalidade de obtenção
de nota.

Orientador (a): Profa. Cristiane Drumond


Turma: 15° AIDM

ITABIRA-MG
2017
RESUMO

O presente trabalho tem por objetivo apresentar as definições que concernem a


organização, mais especificamente a organização do trabalho. Os conceitos estabelecidos
baseiam-se tanto pelos conhecimentos mais simples quanto pela teoria do sociólogo Max
Weber, levando em consideração os seus princípios gerais da administração. Apresentar
também como é de fato a organização do trabalho na atualidade, para um possível
entendimento definitivo do assunto abordado. A metodologia utilizada foi a pesquisa
bibliográfica.

Palavras chaves: Organização – Max Weber- Burocracia


SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO ------------------------------------------------------------------------------------5
1.1 CONCEITO DE ORGANIZAÇÃO -------------------------------------------------------------5
1.2 CONCEITO DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO ---------------------------------------5
2. BIOGRAFIA MAX WEBER --------------------------------------------------------------------5
2.1 PRÍNCIPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO ---------------------------------------------6
2.2 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO SENGUNDO MAX WEBER ------------------------7
3. ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO NA ATUALIDADE ---------------------------------7
4. CONCLUSÃO --------------------------------------------------------------------------------------7
5. BIBLIOGRAFIA -----------------------------------------------------------------------------------9
5

1. INTRODUÇÃO
1.1 CONCEITO DE ORGANIZAÇÃO
A palavra organização vem do grego organon que significa instrumento, utensílio, órgão ou
aquilo que se trabalha. No sentido prático, organização é a forma como se dispõe um sistema
para atingir os resultados pretendidos. Sendo assim, pode-se dizer que a organização se baseia
no modo em que as pessoas se inter-relacionam entre si e na ordenação e distribuição dos
diversos elementos envolvidos, com vista a uma mesma finalidade.
1.2 CONCEITO DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO
É um processo que implica no sucesso daquilo que se dispõe a fazer. A verdadeira via, sem
a qual não se realiza plenamente bem um trabalho.
Tendo em vista a prática da organização do trabalho dentro de uma empresa, percebe-se a
importância deste processo, pois atinge diretamente na produtividade e no rendimento de um
profissional, pois os funcionários organizados conseguem realizar as suas tarefas de forma
mais rápida e eficiente, por exemplo, não precisam perder tempo procurando documentos ou
papéis que estejam perdidos em meio a uma mesa bagunçada.
Professar uma organização do trabalho leva à borda da perfeição gerando confiança a todas
partes envolvidas. Assim, pode se afirmar que quem organiza, rentabiliza; quem organiza, tem
resultados satisfatórios.
2. BIOGRAFIA MAX WEBER

Karl Emil Maximilian Weber, conhecido popularmente por Max Weber, nasceu na cidade
de Erfurt situada na Alemanha no dia 21 de abril de 1864.
Weber foi intelectual, jurista e economista; também considerado um dos fundadores da
sociologia moderna ao lado de Émile Durkheim e Karl Marx.
6

Entre as principais obras que ele produziu ao longo da sua vida, podemos destacar: A ética
protestante e o espirito do capitalismo; Economia e sociedade.
Em “A ética protestante e o espirito do capitalismo”, Max discute a relação entre o
protestantismo e o estabelecimento do sistema capitalista moderno, analisando como aquela
doutrina religiosa contribuiu com a formação de todo um ideal político e econômico. Nesta
obra ocorre uma espécie de contraposição entre o catolicismo tradicional e o protestantismo,
pois, a partir do momento em que uma religião se consolida em um determinado local, é
inevitável que ela influencie nos costumes e na cultura das pessoas e isso interfere na relação
que elas mantêm com a questão da economia e do dinheiro propriamente dito.
Em sua outra obra, “ Economia e Sociedade”, defendia a tese de que a forma de legitimação
de um poder é decisiva para se compreender que tipo de poder é aquele.
Weber possui um caráter observador de cada formação social, pois o seu objetivo principal
é compreender o sentido que cada pessoa dá a sua conduta e perceber assim, a sua estrutura
inteligível e não a análise das instituições sociais.
Max Weber faleceu em Munique, Alemanha, no dia 14 de junho de 1920, vítima de
pneumonia.
2.1 PRÍNCIPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO
A Teoria da burocracia desenvolveu-se na Administração ao redor da década de 1940, em
função dos seguintes aspectos:
 A fragilidade e parcialidade tanto da Teoria Clássica como da Teoria das Relações
Humanas, ambas oponentes e contraditórias entre si, mas sem possibilitarem uma
abordagem global, integrada e envolvente dos problemas organizacionais.
 Tornou-se necessário um modelo de organização racional capaz de caracterizar todas
as variáveis envolvidas, bem como o comportamento dos membros dela participantes,
e aplicável não somente à fábrica, mas a todas as formas de organização humana e
principalmente às Empresas.
 O crescente tamanho e complexidade das Empresas passou a exigir modelos
organizacionais mais bem definidos.
 O ressurgimento da Sociologia da Burocracia, a partir da descoberta dos trabalhos de
Max Weber, o seu criador; propôs um modelo de organização e os administradores
não tardaram em tentar aplicá-lo na prática em suas empresas.
A partir daí, surge a Teoria da Burocracia na Administração. Tendo como enfoque:

 Organização formal burocrática


 Racionalidade organizacional
As principais características deste sistema burocrático, são:
 Autoridade;
 Hierarquia e divisão do trabalho;
 Formalidade no atos e comunicações;
7

 Especialização dos funcionários;


 Impessoalidade nas relações.

2.2 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO SENGUNDO MAX WEBER


De acordo com Max Weber, qualquer sociedade, organização ou grupo que se baseie em
leis racionais é burocracia. Uma de suas frases mais conhecidas é a de que “ a organização é
uma estrutura sistêmica, um grupo organizado e estável de meios adequados a fins”.
Para ele a burocracia é a organização eficiente por excelência, e para conseguir essa
eficiência, a burocracia precisava detalhar antecipadamente e nos mínimos detalhes como as
coisas deveriam acontecer. Segundo o sociólogo, as organizações formais apresentam três
características principais, que as distinguem dos grupos informais ou primários, são elas:
 Formalidade: normas e regulamentos previamente estabelecidos que definem seu
modo de funcionamento;
 Impessoalidade: geralmente são governadas de acordo com o cargo que ocupam, e
pelos direitos e deveres desses cargos;
 Profissionalismo: fixa regras e normas para desempenho do cargo e escolhe seus
integrantes de acordo com a competência técnica que possuem.
Para weber, sua teoria proporcionava uma maior racionalidade sobre as ações dos
participantes e objetos da organização, ajudando na precisão e rapidez das atividades,
decisões, deveres e obrigações.
3. ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO NA ATUALIDADE
A partir da década de 1980, o capitalismo iniciou um processo de reestruturação produtiva,
baseado na intensificação do uso de novas tecnologias aplicadas à produção de bens e
serviços e na reorganização do trabalho junto às unidades produtivas. A revolução tecnológica
elevou, por um lado, exponencialmente a produtividade do fator trabalho e, por outro,
concentrou seus benefícios em algumas poucas centenas de grandes corporações. Isto
implicou na necessidade de se ter uma organização mais flexível.
Hoje em dia, o multiprofissional ocupa o lugar daquele que domina apenas uma tarefa; o
treinamento é supervalorizado; a criatividade do trabalhador é incentivada, e a liderança
participativa rompe com o comando autoritário.
4. CONCLUSÃO
Após análise dos argumentos expostos ao decorrer do desenvolvimento do presente
trabalho, chegamos à conclusão de que se o objetivo é de ter um serviço e ou um produto com
boa qualidade devemos nos organizar.
A maior contribuição de Karl Emil Maximilian Weber para a Teoria das Organizações foi a
hierarquização das estruturas de autoridades. A burocracia moderna não se trata apenas de
uma forma avançada de organização racional, mas sim uma forma de dominação legal.
Também percebemos que a teoria de Weber não só “abriu as portas” para a melhoria nas
8

estruturas organizacionais públicas e privadas, como também, ofereceu uma contribuição


consistente para o desenvolvimento da estrutura administrativa, pois ajudou a combater as
práticas patrimonialistas que atrasavam o avanço da administração pública.
E com relação ao cenário em que vivemos no que diz respeito a organização do trabalho
atualmente conclui-se que vivemos numa sociedade pós-moderna, que tem como referência
valores como lucro, velocidade, competição, individualismo, generalidade do conhecimento,
polivalência das habilidades, sob os quais são demandadas as competências para o mundo do
trabalho, sendo assim, as empresas optam por terem uma organização com mais mobilidade,
tendo em vista que tempo é dinheiro.
9

5. BIBLIOGRAFIA
A Nova Concepção do Trabalho- disponível em:
http://www.angelfire.com/sk/holgonsi

Biografia- disponível em:


http://www.infoescola.com/biografias/max-weber/

Escola De Gestores

http://escoladegestores.mec.gov.br/site/4-sala_politica_gestao_escolar/pdf/saibamais_5.pdf

Estudo da administração- disponível em:

http://www.estudoadministracao.com.br/ler/teoria-da-burocracia-de-max-weber/

Nova Organização- disponível em:

http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/a-nova-organizacao-do-trabalho

Teorias Administrativas- disponível em:

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA2eIAL/teoricos-administracao-max-weber