Você está na página 1de 7

Notas de Aula – Cálculo 1 – Prof.

Rui, DMA – UEM

Exercícios Comentados de Cálculo 1


(Stewart, Vol. 1, 7ª ed.)

4.4 Regra de L’Hôspital

Exercícios: 7-13-15-17-19-25-33-45-57
Enunciado: Calcule os limites e utilize a Regra de L’Hôspital
quando for aplicável.

x2 − 1
Exercício 07. lim .
x →1 x2 − x

Resolução.
Quando x tende a 1 tem-se que x2 − 1 tende a 0 e que x 2 − x
0
também tende a zero. Tem-se uma indeterminação do tipo .
0
2x 2
Calculemos lim = =2.
x →0 2 x − 1 1

x2 − 1 2x 2
Então lim = lim = = 2.
x →1 x − x x →0 2 x − 1 1
2

exp ( 2 x ) − 1
Exercício 13. lim .
x →0 sen( x )

Resolução.

professorrui@hotmail.com Página 160


Notas de Aula – Cálculo 1 – Prof. Rui, DMA – UEM

Quando x tende a zero tem-se que exp(2 x) − 1 tende a zero e


que sen( x) tende a zero.
0
Tem-se uma indeterminação do tipo .
0

exp(2 x)2 2
Calculemos lim = = 2.
x →0 cos( x ) 1
exp ( 2 x ) − 1 exp(2 x)2 2
Então lim = lim = = 2.
x →0 sen( x) x → 0 cos( x ) 1

1 − sen ( x )
Exercício 15. lim .
x → 1 + cos ( 2 x )
π
2

Resolução.
π
Quando x tende a tem-se que 1 − sen( x) tende a zero e que
2
1 + cos(2 x) também tende a zero. Existe uma indeterminação
0
do tipo .
0
− cos( x)
Calculemos limπ .
x → −2sen(2 x )
2
π
Quando x tende a , a expressão − cos( x) tende a zero e a
2
expressão −2sen ( 2x ) também tende a zero. Não podemos
saber o resultado do cálculo do limite.
Tentemos aplicar a técnica mais uma vez.

professorrui@hotmail.com Página 161


Notas de Aula – Cálculo 1 – Prof. Rui, DMA – UEM

sen ( x ) 1
lim = .
x→
π −4 cos ( 2 x ) 4
2

1 − sen ( x ) − cos( x) sen ( x ) 1


Então lim = lim = lim = .
π
x→ 1 + cos ( 2 x ) x → π −2 sen(2 x) x → π −4 cos ( 2 x ) 4
2 2 2

ln( x)
Exercício 17. lim .
x →∞ x

Resolução.
Quando x tende a ∞ a expressão ln( x) tende a ∞ e a
expressão x também tende a ∞ .

1
2 x 2 2
Calculemos lim x = lim = = lim = = 0.
x →∞ 1 x →∞ x x →∞ x ∞
2 x
1
ln( x) 2 x 2 2
Então lim = lim x = lim = = lim = =0.
x →∞ x x →∞ 1 x →∞ x x →∞ x ∞
2 x

ln( x)
Exercício 19. lim+ .
x →0 x

Resolução.

professorrui@hotmail.com Página 162


Notas de Aula – Cálculo 1 – Prof. Rui, DMA – UEM

Quando x tende a zero por valores positivos tem-se que ln( x)


tende a −∞ e que x → 0+ .

Portanto não existe impedimento para o cálculo, quando o


numerador assume valores cada vez maiores e negativos e o
denominador assume valores cada vez menores e positivos o
quociente assume valores cada vez maiores e negativos.

ln( x)
lim = −∞ .
x →0+ x

exp( x) − 1 − x
Exercício 25. lim .
x →0 x2

Resolução.
Quando x tende a zero, a expressão e x − 1 − x tende a zero e a
expressão x2 também tende a zero. Temos uma
indeterminação.

ex −1
Calculemos: lim .
x →0 2 x

Também teremos o numerador tendendo a zero e o


denominador tendendo a zero.

ex 1
Calculemos: lim = .
x →0 2 2
Então
ex −1− x ex −1 ex 1
lim = lim = lim = .
x →0 x2 x →0 2 x x →0 2 2

professorrui@hotmail.com Página 163


Notas de Aula – Cálculo 1 – Prof. Rui, DMA – UEM

x + sen( x)
Exercício 33. lim .
x →0 x + cos( x)

Resolução.
Quando x tende a zero, a expressão x + sen( x) tende a zero e a
expressão x + cos( x) tende a 1.
Portanto não precisamos da técnica dessa seção, o limite tende
a zero.

x + sen( x) 0
lim = =0
x →0 x + cos( x) 1

(
Exercício 45. lim  x3 exp − x 2  .
x →∞
)
Resolução.
Quando x tende ∞ , a expressão x 3 tende a ∞ e a expressão
2
e− x tende a zero. Temos uma indeterminação do tipo 0 ⋅ ∞ .

Podemos reescrever a expressão:


3 − x2 x3
x e = x2 .
e
Nessa última expressão o numerador tende a ∞ e o
denominador tende a ∞ .
Apliquemos a técnica da seção.

professorrui@hotmail.com Página 164


Notas de Aula – Cálculo 1 – Prof. Rui, DMA – UEM

Tentemos calcular:
3x 2 3 x
lim x2
= lim x2 .
x →∞ x →∞ 2
2 xe e
Ainda temos o numerador tendendo a ∞ e o denominador
tendendo a ∞ .

Apliquemos mais uma vez a técnica.


3 1
lim 2
.
x →∞ 2
2 xe x

Nesse último limite, o numerador é constante e o denominador


tende a ∞ .
Logo, podemos escrever que:
3x 2
x →∞
 3
( 2
 )
lim  x exp − x  = lim
x →∞
2 xe x2
3 x
= lim x2 = lim
x →∞ 2
e
3 1
x →∞ 2
2 xe x
2 = 0
.

1
Exercício 57. lim (1 − 2 x ) x .
x →0

Resolução.
Quando x tende a zero, a expressão (1 − 2x ) tende a 1 e o
1
expoente tende a ∞ , logo temos uma indeterminação do
x
tipo 1∞ .

Mas,
1 1
1
y = (1 − 2 x ) x ⇒ ln ( y ) = ln (1 − 2 x ) x = ln (1 − 2 x ) .
x

professorrui@hotmail.com Página 165


Notas de Aula – Cálculo 1 – Prof. Rui, DMA – UEM

ln (1 − 2x ) 0
A expressão tende a .
x 0
Apliquemos a técnica.
1
(−2)
1 − 2x −2
= e, nesta expressão o numerador é
1 1 − 2x
constante e o denominador tende a 1.
Assim, podemos escrever:
−2
lim = −2 .
x →0 1 − 2 x

ln (1 − 2 x ) −2
E então, lim = lim = −2 .
x →0 x x →0 1 − 2 x

1
Mas perceba que não é y = (1 − 2 x ) x que tende a −2 , mas sim
seu logaritmo natural.

Então:
1 1
Se ln (1 − 2 x ) x tende a −2 é porque (1 − 2 x ) x tende a e−2 .
A resposta final é:
1
lim (1 − 2 x ) x = e −2 .
x →0

§§§§§

Versão de 16 de maio. (sem revisão!)

professorrui@hotmail.com Página 166