Você está na página 1de 10

 Pergunta 1

0,4 em 0,4 pontos

A cultura organizacional é concebida a partir de seus elementos


constitutivos. Freitas (1991) ressalta que a descrição dos elementos
que constituem a cultura organizacional, a forma como eles funcionam
e, ainda, as mudanças comportamentais que eles provocam são
maneiras de dar à cultura um tratamento mais concreto ou de mais fácil
identificação. Os elementos mais encontrados, segundo a literatura
consultada, são: Valores, Crenças, Pressupostos, Normas, Ritos, rituais
e cerimonias, estórias e mitos, heróis, comunicação etc. No que é
referente aos ritos, as características que visam a renovar as estruturas
sociais e a aperfeiçoar seu funcionamento, como: programas de
desenvolvimento organizacional, assistência aos empregados são de
qual modelo de rito?
Resposta Selecionada: d.
Ritos de renovação.
Respostas: a.
Ritos de degradação.
b.
Ritos de passagem.
c.
Ritos de reforço.
d.
Ritos de renovação.
e.
Ritos de redução de conflitos.
Feedback da Resposta: D
resposta:
Comentário: Os elementos destacados no enunciado da
questão são referentes aos ritos de renovação, de acordo
com o LT.
 Pergunta 2
0,4 em 0,4 pontos

Ainda no que se refere à cultura de uma organização, segundo Schein


( apud Freitas, 1991), “não é possível entender, administrar ou melhorar
uma organização sem uma compreensão de sua essência cultural”.
Neste contexto, o autor se referia a:
Resposta Selecionada: d.
Entender a “alma” da organização.
Respostas: a.
Entender de administração.
b.
Entender a organização.
c.
Entender de pessoas.
d.
Entender a “alma” da organização.
e.
Entender a cultura da organização.
Feedback da Resposta: D
resposta:
Comentário: Segundo a definição do autor, é necessário
que se compreenda a essência cultural pertinente à
organização, e complementa dizendo que é o mesmo que
entender a “alma” da organização.
 Pergunta 3
0,4 em 0,4 pontos

No tópico relativo às funções da cultura, Robbins (2005) afirma que a


cultura desempenha várias funções na organização, dentre elas:
I – Papel de definição de fronteiras, o que permite a distinção de uma e
outra organização.
II – Sentido de identidade para os membros da organização.
III – Facilita o comprometimento com algo maior que os interesses
individuais.
IV – Intensifica estabilidade do sistema social, fornecendo padrões
apropriados de comportamento aos funcionários.
Estão corretas as afirmações:
Resposta Selecionada: e.
I, II, III, IV.
Respostas: a.
I, III, IV.
b.
II, III.
c.
III, IV.
d.
II, III, IV.
e.
I, II, III, IV.
Feedback da Resposta: E
resposta:
Comentário: Todas as alternativas estão corretas, de
acordo com a definição de Robbins.
 Pergunta 4
0,4 em 0,4 pontos

O estudo da cultura organizacional nos permite entender o conjunto de


valores, normas e crenças que regem o comportamento das pessoas
no ambiente corporativo. Por intermédio da cultura de uma
organização, os colaboradores entendem quais são os
comportamentos ou atitudes consideradas aceitas e quais são
inaceitáveis. Muitos autores escrevem ou escreveram sobre esse tema
e concordam na maioria das questões, dentre eles Edwar Tylor (1887),
Ralph Linton, Clifford Geertz e Laplantine, um antropólogo francês.
Qual dos traços para definição de cultura colocado abaixo
está incorreto?
Resposta e.
Selecionada: A cultura é algo passado de geração para geração, não
podendo ser mudada ao longo do tempo, pois ela é a alma
de uma sociedade.
Respostas: a.
A cultura é algo construído e compartilhado pela maioria
dos indivíduos componentes de um determinado grupo
social.
b.
A cultura é como se fosse a “alma” de um grupo social ou
de uma organização, de onde derivam aspectos
observáveis, como sua estratégia, estrutura, processos e
sistemas.
c.
A cultura forma as “lentes” pelas quais vemos o mundo a
nossa volta, moldando, em grande medida, o nosso
comportamento no mundo em que vivemos.
d.
A cultura é normalmente um conjunto de conhecimentos e
hábitos aprendidos por meio da educação e que serve
para imprimir certa padronização à conduta dos indivíduos
que vivem no âmbito de uma determinada sociedade e
época, transmitindo-se e garantindo-se por meio da
aprendizagem, da repetição e da imitação.
e.
A cultura é algo passado de geração para geração, não
podendo ser mudada ao longo do tempo, pois ela é a alma
de uma sociedade.
Feedback da Resposta: E
resposta:
Comentário: A cultura pode e é passada entre gerações,
porém ela pode e deve sofrer mutações ao longo do tempo,
sobretudo, para se adequar ou adaptar às novas situações.
 Pergunta 5
0,4 em 0,4 pontos

Para se identificar a cultura de uma organização, Deal e Kennedy ( apud Schein, 2001)
sugerem dois tipos de análise:
1 – Dos aspectos que podem ser vistos de fora.
2 – Dos aspectos relacionados a questões internas.
Qual dos destacados a seguir não faz parte dos que podem ser vistos de fora?
Resposta e.
Selecionada: Como o sistema de recompensas avalia qualificações, performances, tempo
de serviço, lealdade.
Respostas: a.
Estudar o ambiente físico – o orgulho que as organizações têm de si
próprias.
b.
Ler o que a organização divulga de sua própria cultura – os relatórios,
entrevistas e reportagens fornecem bons indícios de como a organização se
vê.
c.
Testar como a organização recebe os estranhos – formal ou informalmente,
relaxada ou ocupada etc.
d.
Entrevistar as pessoas sobre a história da organização, como foi seu
começo, que tipo de pessoa trabalha na organização, crescimento, que tipo
de lugar é aquele para se trabalhar.

e.
Como o sistema de recompensas avalia qualificações, performances, tempo
de serviço, lealdade.
Feedback da Resposta: E
resposta: Comentário: A definição do autor destaca que questões inerentes às
recompensas, avaliações de performance lealdade etc. são atributos
relacionados às questões internas.

 Pergunta 6
0,4 em 0,4 pontos

Qual das características abaixo não faz parte do que é compreendido


como valores de uma organização?
Resposta d.
Selecionada: Valores são conjecturas antecipadas ou respostas prévias
sobre o que é, o que se faz, o que acontece.
Respostas: a.
Valores são as noções compartilhadas que as pessoas
têm do que é importante e acessível para o grupo a que
pertencem.
b.
Valores formam o coração da cultura, definem o sucesso
em termos concretos para os empregados e estabelecem
os padrões a serem alcançados.
c.
Valores explicitam para a organização o que é
considerado importante ou irrelevante, prioritário ou
desprezível.
d.
Valores são conjecturas antecipadas ou respostas prévias
sobre o que é, o que se faz, o que acontece.
e.
Valores representam a essência da filosofia da
organização para atingir o sucesso, pois eles fornecem
um senso de direção comum para todos os empregados e
um guia para o comportamento diário.
Feedback da Resposta: D
resposta:
Comentário: As conjecturas e respostas prévias são
temas relativos aos pressupostos.
 Pergunta 7
0,4 em 0,4 pontos

Relativo à resistência organizacional, Robbins (2004) nos coloca quais


são as principais fontes de resistência em uma organização:
( ) Inércia estrutural – Está vinculada à forma como os processos são
feitos (seleção, treinamento), e uma tendência a mantê-los mesmo
diante da necessidade de mudança.
( ) Foco limitado de mudança – Quando se implementa uma mudança
em um subsistema da organização, outros serão afetados, e se as
mudanças se limitarem a um subsistema único tendem a ser anuladas
pelo sistema mais amplo.
( ) Inércia do grupo – Mesmo que individualmente entenda a
necessidade de mudança, o grupo pode limitar essa iniciativa. Por
exemplo, o colaborador pode aceitar a mudança, mas as normas do
sindicato são contrárias.
( ) Ameaça a alocação de recursos estabelecidas – Caso a mudança
implique em algum tipo de redução de recursos, sejam eles materiais,
financeiros ou pessoas, a mudança será vista como uma ameaça.
( ) Fatores econômicos – Existe uma preocupação no sentido de que a
mudança acarretaria perda financeira.
De acordo com a definição do autor, identifique as fontes que são
verdadeiras e as que são falsas no contexto de resistência
organizacional.
Resposta Selecionada: a.
V V V V F.
Respostas: a.
V V V V F.
b.
V F V F V.
c.
F F V V F.
d.
V V V F F.
e.
V V F F F.
Feedback da Resposta: A
resposta:
Comentário: De acordo com a definição do autor, os fatores
econômicos são reativos à resistência à mudança
individual, todos os outros são pertencentes à resistência
organizacional.
 Pergunta 8
0,4 em 0,4 pontos

Segundo Griffin e Moorhead (2006), quando os gestores tentam


modificar a cultura organizacional, estão, na verdade:
Resposta c.
Selecionada: Procurando alterar as noções básicas das pessoas
sobre o que é ou não um comportamento adequado na
empresa.
Respostas: a.
Procurando confirmar as noções básicas das pessoas
sobre o que é ou não um comportamento adequado na
empresa.
b.
Procurando alterar as noções básicas das pessoas
sobre o que é ou não um comportamento inadequado na
empresa.
c.
Procurando alterar as noções básicas das pessoas
sobre o que é ou não um comportamento adequado na
empresa.
d.
Procurando alterar as noções básicas das empresas
sobre o que é ou não um comportamento adequado das
pessoas.
e.
Procurando alterar as noções básicas das pessoas
sobre o que é ou não um comportamento indesejado na
empresa.
Feedback da Resposta: C
resposta:
Comentário: De acordo com a definição do autor sobre o
que é observado quando do que é esperado que um
colaborador tenha na organização.
 Pergunta 9
0,4 em 0,4 pontos

Um índice alto de rotatividade pode ser indicador de insatisfação com a


organização (salário, clima, políticas) frente à concorrência, ou
processo inadequado de recrutamento e seleção. Muitas podem ser a
causas, portanto é importante que se identifique as causas,
promovendo ações que minimizem a perda de colaboradores. A
rotatividade alta implica em vários custos. Segundo Chiavenato (2002),
são muitos os custos da rotatividade e podem se dividir em custos
primários, secundários e terciários. Quais dos itens a seguir pertencem
aos custos terciários?
Resposta d.
Selecionada: Custo extra investimento – Perdas nos negócios.
Respostas: a.
Reflexos na produção – Reflexos na atitude do
pessoal.
b.
Custo de recrutamento e seleção – Custo de
integração.
c.
Custo de desligamento – Custo de registro e
documentação.
d.
Custo extra investimento – Perdas nos negócios.
e.
Custo extra laboral – Custo extra operacional.
Feedback da Resposta: D
resposta:
Comentário: A resposta está de acordo com a definição
de Chiavenato.
 Pergunta 10
0,4 em 0,4 pontos

Um dos indicadores da gestão de pessoas para direcionamento de


suas ações em uma organização é observar o absenteísmo. A que se
refere esta expressão?
Resposta d.
Selecionada: É uma expressão utilizada para designar as faltas ou
ausências dos empregados ao trabalho.
Respostas: a.
É uma expressão utilizada para designar as demissões
dos empregados.
b.
É uma expressão utilizada para designar as
contratações dos empregados.
c.
É uma expressão utilizada para designar a rotatividade
dos empregados.
d.
É uma expressão utilizada para designar as faltas ou
ausências dos empregados ao trabalho.
e.
É uma expressão utilizada para designar as punições
aos empregados.
Feedback da Resposta: D
resposta:
Comentário: Esta é a definição de absenteísmo, quando
falta ou se ausenta um colaborador, sobretudo,
recorrentemente.

TELE AULA III

 Pergunta 1
0 em 0 pontos

Considere que uma determinada empresa faça questão de ostentar,


nas suas instalações físicas, nos veículos e nos uniformes dos
empregados, a representação gráfica de sua marca, na forma de um
trevo-de-quatro-folhas, sendo, assim, reconhecida pelos seus clientes,
seus fornecedores e pela sociedade em geral. Essa circunstância:
Resposta e.
Selecionada: Insere-se na cultura organizacional da empresa, como os
artefatos observáveis, ou seja, aspectos que podem ser
vistos de fora.
Respostas: a.
Integra a camada mais profunda da cultura
organizacional.
b.
Não pode ser considerada como um aspecto da cultura
organizacional, dado o seu caráter superficial.
c.
Representa um dos aspectos reforçadores da cultura,
denominado de rito de confirmação.
d.
Não está atrelado à cultura organizacional, porém, pela
sua representatividade, influencia o clima organizacional.
e.
Insere-se na cultura organizacional da empresa, como os
artefatos observáveis, ou seja, aspectos que podem ser
vistos de fora.
Feedback da resposta: Resposta: e)
 Pergunta 2
0 em 0 pontos

O absenteísmo é um índice que necessita ser controlado pelas


organizações. A redução nesses índices pode trazer uma razoável
economia para a organização. Em relação ao absenteísmo podemos
afirmar que:
Resposta c.
Selecionada: O absenteísmo, a rotatividade e a satisfação com o
trabalho são reações derivadas da percepção de cada
funcionário sobre a empresa onde atua.
Respostas: a.
O sentimento de mal-estar no trabalho e os conflitos com
o estilo de liderança são apontados como os fatores
irrelevantes na determinação das causas do absenteísmo
no trabalho.
b.
O absenteísmo pode decorrer do desejo de afastar-se de
situações indesejáveis no trabalho, do estresse do local,
das relações entre os colegas, consideradas como
causas incontroláveis.
c.
O absenteísmo, a rotatividade e a satisfação com o
trabalho são reações derivadas da percepção de cada
funcionário sobre a empresa onde atua.
d.
O absenteísmo sempre é uma causa da insatisfação dos
funcionários com as políticas da organização.
e.
As organizações devem focalizar as causas do
absenteísmo, levando em consideração que as causas
são, sempre, internas.
Feedback da resposta: Resposta: c)
 Pergunta 3
0 em 0 pontos

Perante as resistências à mudança em uma organização, naturais em


grupos que passam pela reorganização da estrutura interna, cumpre,
inicialmente, aos gestores utilizar-se de:
Resposta b.
Selecionada: Criação de um clima de confiança mútua, disponibilidade
de apoio e clareza quanto à necessidade da mudança.
Respostas: a.
Pressão, de forma a fazer valer o plano de mudança já
estabelecido.
b.
Criação de um clima de confiança mútua, disponibilidade
de apoio e clareza quanto à necessidade da mudança.
c.
Promoção de formas de premiação a quem aderir a
mudança.
d.
Manipulação, incentivando a troca de interesses.
e.
Punição a quem não aderir ao processo de mudança.
Feedback da resposta: Resposta: b)
 Pergunta 4
0 em 0 pontos

Sobre a cultura organizacional podemos afirmar que:


I. A cultura organizacional é, também, um instrumento utilizado para
controlar os membros de uma organização;
II. A cultura organizacional é o que distingue uma organização de outra;
III. É importante conhecer a cultura da organização, pois, assim,
podemos saber somente as boas práticas e, consequentemente,
adaptar melhor os colaboradores.
Está correto, somente, o que se afirma em:
Resposta Selecionada: d.
I e II.
Respostas: a.
I.
b.
II.
c.
III.
d.
I e II.
e.
II e III.
Feedback da resposta: Resposta: d)