Você está na página 1de 44

ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE

DROGAS PSICOTRÓPICAS
Parte 2 - Estimulantes

Adriana Barni Truccolo


 http://learn.genetics.utah.edu/content/addiction/
ESTIMULANTES ou PSICOANALÉPTICAS

 Aumentam a atividade do SNC;

 Usuário se sente com muita energia, disposição;

 Afastam o cansaço e a fome;

 Muito empregadas nos remédios moderadores de

apetite
“Ligado” “Elétrico” “Sem Sono”
Estimulantes

o Club Drugs o Anfetamina bolinhas”,


“rebites”,
o Cocaína
o Cristal meth
o Crack metanfetamina

o Merla
VEJA – 28 out 2009

QUEM CHEIRA MATA


O usuário de cocaína financia as armas e a munição que
os traficantes usam para matar policiais, integrantes de
grupos rivais e inocentes.
• A venda de cocaína aos usuários cariocas rende 300
milhões de reais por ano aos bandidos.
C
L
U
B

D
R
U
G
S
21 out 2009
Cocaína
Alcalóide obtido das folhas da
planta Erythroxylon coca.

Pode ser consumida por via:

Oral,
Inalada,
Injetável,
Fumada
Cocaína
Processo de Obtenção da Coca
Cocaína

Causa Dependência
Mulher peruviana vendendo folhas
de coca
Cloridrato de Cocaína
Cloridrato de Cocaína
Cloridrato de Cocaína

Via Intranasal
Coridrato de Cocaína

Uso Endovenoso
Coridrato de Cocaína
Efeito Mais
Rápido Perigoso
Uso Endovenoso
Mecanismo de Ação
Cocaína

⇑ VO2

⇑ RPT
Efeitos agudos: aparecem imediatamente após
única dose e desaparecem dentro de poucos
Cocaína minutos ou horas.

o Euforia; o Agressividade,
o Bem-estar; o Inquietação;
o Autoconfiança elevada; o Anorexia leve;
o Aceleração do o Aumento das percepções
pensamento; sensoriais (sexuais,
o Insônia; auditivas, táteis e
o Excitação motora; visuais)
Efeitos crônicos: o uso prolongado de
Cocaína cocaína pode ocasionar importantes prejuízos

o Irritabilidade e distúrbios do humor;


o Alucinação;
o Delírio
o Hostilidade;
o Ansiedade;
o Medo, paranóia;
o Extrema energia ou exaustão;
o Compulsão motora estereotipada;
o Diminuição do desejo sexual;
São Paulo
Dona de casa é presa com 3.200 pedras de crack 15:37 |
21 de Outubro de 2009

São Paulo - Uma dona de casa de 48 anos foi presa na manhã


desta quarta-feira na favela da Coca, em Diadema, no ABC
paulista, quando levava 3.200 pedras de crack e 750
papelotes de cocaína.
Crack
O que é

 A pedra de crack é produzida com a mistura de


cocaína e bicarbonato de sódio ou amônia. Sua
forma sólida permite que seja fumado.
Crack
Como é o uso

O usuário queima a pedra de crack em


cachimbo e aspira a fumaça.

O crack também é misturado a cigarros de


maconha, chamados de piticos.
Crack
O efeito

O crack chega ao cérebro em oito a 12 segundos e


provoca intensa euforia e autoconfiança. Essa
sensação persiste por cinco a 10 minutos.

Para comparar: ao ser cheirada, a cocaína em pó leva


de 10 a 15 minutos para começar a fazer efeito.
Crack

A dependência

 A fumaça do crack atinge rapidamente o pulmão,


entra na corrente sanguínea e chega ao cérebro.

 É a forma de uso, não a composição, que torna a


pedra mais potente.
Crack

 Pela forma de uso, o crack é mais potente do que


qualquer outra droga e provoca dependência desde a
primeira pedra.

 A droga é de fácil acesso, sem cheiro,


de efeito imediato e aprisiona pacientes e
seus familiares.
Crack
 O baixo custo da pedra – em torno de R$ 5 – revela-
se ilusório.

 0 dependente precisa fumar 20, 30 vezes por dia.

 Desfaz-se de todos os bens, furta de familiares e


amigos e, por fim, começa a cometer crimes.
Crack
 O crack bloqueia a absorção natural da dopamina, o
neurotransmissor que emite a sensação de prazer.
Crack
 Com o tempo de uso, as reservas de dopamina vão se
esgotando.

 A sensação de prazer é substituída por uma insatisfação em


relação à vida, distúrbio conhecido como anedonia.

 Na memória a sensação de prazer só e gerada pela droga.


ANFETAMINAS
Anfetaminas

 Drogas estimulantes da atividade do sistema nervoso


central, isto é, fazem o cérebro trabalhar mais
depressa.
Anfetaminas

 Consumo cresce nos países em desenvolvimento;

 Brasil : terceiro país que mais consome


anfetaminas no mundo, 10 doses diárias por mil
habitantes;

http://www.unodc.org/brazil/pt/pressrelease_20080909.html
Anfetaminas

 A "Avaliação Global 2008 de Anfetaminas,


Metanfetaminas e de Ecstasy", lançada em Bangkok,
na Tailândia, revela que o uso das drogas sintéticas,
em termos anuais, é superior ao da cocaína e da
heroína juntas.

http://www.unodc.org/brazil/pt/pressrelease_20080909.html
Anfetaminas

Fins Terapêuticos Grande Potencial de Abuso e


Dependência
 Obesidade ⇓
 Narcolepsia Euforia
 TDHA transtorno déficit
atenção e hiperatividade
Reduz Fadiga
Aumenta estado
de alerta
Reduz Sono
EFEITOS PSÍQUICOS

 Euforia e bem-estar  Irritabilidade e


impulsividade.

 Sintomas depressivos ao
 Aceleração do encerramento do uso.
pensamento
 Ansiedade,

 Redução da fadiga e da  Sensação de pânico


fome
Efeitos
FC PA

Dilatação pupilas: prejudicial ao motorista

http://www.cebrid.epm.br/folhetos/anfetaminas_.htm
Anfetaminas

ICE
Meth

Dopamina: permanece na fenda


Metanfetamina: crystal meth
Droga estimulante, que mesmo em
pequenas quantidades
Provoca grande efeito no cérebro e sistema nervoso
Altas Doses
Alerta Mental ↑T
Aumento de Energia Convulsões
Muito Viciante
Usuário Crônico:
Comportamento Paranóia
agressivo Alucinação
Ansiedade Dependência Psicol.
Insônia
ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE

DROGAS PSICOTRÓPICAS
Parte 2 - Estimulantes

Adriana Barni Truccolo