Você está na página 1de 12

A produção cultural no

Renascimento
A distinção social e o mecenato
A ostentação social e as elites

✤ O Renascimento vai cortar com o ambiente vivido na época


medieval, tendo agora o Homem uma visão cada vez mais optimista
do mundo.

✤ Para isso contribuem, entre outros factores, um longo período de


paz, o crescimento económico fruto do desenvolvimento do
comércio, o crescimento demográfico...

✤ A felicidade não seria para todos mas há um grupo que se começa a


destacar fruto da próspera situação económica vivida na época.

✤ Surgem as Elites Sociais ou Cortesãs especialmente nas Cidade-


Estado italianas.
As Elites

✤ As elites são, por norma, burgueses ou nobres que se destacam


pela sua forma de vida, pela sua postura em sociedade e pela
propriedade (casa, terras, dinheiro) que detêm.

✤ Vivem rodeadas de luxo, conforto e sabedoria em grandes palácios


que mandam construir seguindo os modelos da época. (Doc. 1)

✤ Investem em grande bibliotecas e na aquisição de grandes obras


de arte e de livros ou textos antigos.

✤ Formam à sua volta cortes que rivalizam com as cortes de reis e


Papas.
O Cortesão e a vida em corte

✤ O “cortesão” é uma figura marcadamente renascentista que irá


pautar a sua actuação por um código de civilidade que podemos
encontrar descrito nas palavras de Baltasar de Castiglione (Doc. 3)

✤ Actividade - sublinha no documento as principais


características do Cortesão

✤ Há assim um condicionamento à forma de vida em corte, descrita


num código de Civilidade próprio - conceito e doc. 2
O Mecenato cultural

✤ Uma outra característica desta nova sociedade é o gosto pelas artes, pela
cultura, pela história, pela poesia e pela literatura.

✤ Assim, e de forma a promover a criação ou os estudos, as elites vão financiar


artistas e intelectuais - MECENATO

✤ O que move um Mecenas?

✤ Vaidade pessoal

✤ A ostentação

✤ O prestigio

✤ Doc. 4
Um novo estatuto para o artista e
intelectuais

✤ Os Homens que se destacam e merecem a protecção dos Mecenas


vão adquirir um estatuto nunca experimentado até à época.

✤ Filósofos, pintores, escultores, escritores, arquitectos e poetas


vão agora ser objecto de disputa pelas várias cortes (mesmo as dos
reis e Papas)

✤ Muitos destes artistas recebem grandes recompensas e elogios

✤ Os artistas ganham “nome” algo que não acontecia na Idade Média


onde os artista permaneciam anónimos. Doc. 5
O caso português
✤ A corte portuguesa é uma referência na história da época. (Doc. 6)

✤ Num período de expansão marítima e de grandes descobertas, a corte régia quis


mostrar ao Mundo o seu poderio e riqueza.

✤ Vamos encontrar assim os reis portugueses como grandes mecenas e dinamizadores


da cultura em Portugal, patrocinando grandes obras e eventos sociais e ainda
concedendo bolsas aos melhores estudantes/artistas.

✤ Alguns exemplos:

✤ D. João II - casamento do seu filho D. Afonso com Isabel de Castela

✤ D. Manuel - construção do Mosteiro dos Jerónimo e envio de embaixada ao Papa


Leão X

✤ D. João III - Fundação do Colégio das Artes (centro de estudos e dinamização


cultural)
O Humanismo
Os humanistas

✤ Definição

✤ Estes intelectuais e estudiosos vão defender a excelência do Homem


que consideravam um ser superior, bom e responsável.

• Vão assim confrontar a sua visão antropocêntrica


(anthropos=Homem) ao teocentrismo (teo=Deus) imperante na
Idade Média, época de predomínio da Igreja e da nobreza feudal e de
posição social subordinada da burguesia.
✤ Doc. 7
Os humanistas

✤ Estudaram as línguas e os textos antigos e clássicos (doc. 10)


✤ Homero, Platão...

✤ Textos e livros dos antigos mosteiros (inclusivamente do Imp.

Romano do Oriente)
✤ Aprofundam e estudam o Grego, Hebraico e o Latim

✤ Recuperam o estudo das Sagradas Escrituras

Thomas More Fernão Mendes Pinto Luís de Camões Nicolau Maquiavel Erasmo de Roterdão
::Utopia:: ::Peregrinação:: :: Lusíadas:: :: O Príncipe :: ::Elogio da Loucura:
Os humanistas

✤ Para promoverem os seus estudos, os Humanista contam com o


enorme contributo da Imprensa

✤ Guttemberg (cerca da década de 30 -3 de Fevereiro de 1468) foi um


inventor alemão que se tornou famoso pela sua contribuição para a
tecnologia da impressão e tipografia. Inventou uma liga para os tipos
de metal e tintas à base de óleo, além de uma prensa gráfica,
inspirada nas prensas utilizadas para espremer as uvas no fabrico do
vinho.

✤ O primeiro livro impresso por Guttemberg foi a Bíblia, processo que


iniciou o 23 de Fevereiro de 1455 e concluiu uns cinco anos depois.
Os humanistas

✤ Estes homens vão nas suas obras:

✤ Desenvolver um apurado espírito crítico

✤ Fazer a apologia do Individualismo e do estudo humanista

✤ Criticar na sociedade o luxo da Nobreza (Doc. 15);

✤ Condenar os abusos e excessos do Clero .