Você está na página 1de 74

KAIZEN

Treinamento sobre a Metodologia Kaizen


 Processo multifuncional
 Baseado no trabalho em equipe
 Focado na transformação física
 Aprendizado na prática
O que é a  Sobrepor resistências

Metodologia  Transformação cultural (mudança)

Kaizen?

Mudança através do envolvimento!


 Selecionar área do projeto
1. Estratégia no negócio  Selecionar membros da
2. Amplo potencial de equipe
melhoria 1. 08 – 12 membros
2. Líder e colíder entusiastas
 Estabelecer objetivos
1. Coletar dados  Composição da equipe
2. Selecionar pontos 1. 1/3 – área do projeto
Preparação quantitativos de 2. 1/3 – gerência da área do
melhorias projeto
Pré-Kaizen  Disponibilidade 3. 1/3 fora da área do
projeto
1. 5 dias em tempo integral
para o projeto 4. Líder
5. Colíder
 Dia 1 – Treinamento conceitual em:
 Transformação Lean
 Sistema Lean de Produção
 Operações Standard (Padrão)
Projeto Kaizen  Metodologia Kaizen
Energia e criatividade baseadas na  Dia 2 – Descoberta:
equipe impulsionam melhoria  Análise de processos de trabalho atuais
imediata de processo
 Equipe formula melhoria de processo
 Melhoria prática do local de trabalho
 Implementação de fluxo de uma peça
 Dia 3 – Implementação:
 Continuar a melhoria do local de trabalho
 Conduzir os 5s
 Determinar sistema de reabastecimento de material

Projeto Kaizen  Dia 4 – Validação:


Energia e criatividade baseadas na  Refinar melhorias
equipe impulsionam melhoria  Estabelecer Operações Standard
imediata de processo
 Ensinar os novos procedimentos a todos os operadores
 Rodar produção total com melhorias
 Recronometrar tempos de ciclo e validar resultados
 Dia 5 – Celebração:
 Revisar as lições chave
Projeto Kaizen  Estabelecer dever de casa de 30 dias
Ao final da semana, a equipe obterá
 Preparar a apresentação
melhorias operacionais radicais  Apresentar os resultados e desafios futuros
 Reconhecimento e comemoração
 Objetivos claros
 Trabalhar em equipe
 Foco cerrado no tempo (uma semana)
 Rápido e simples, ação primeiro
 Recursos necessários disponíveis de imediato
 Resultados imediatos (novo processo operacional ao final da semana)
Princípios do  Mente aberta à mudanças
Projeto Kaizen  Manter a atitude positiva
“Rápido e criativo, é melhor que  Jamais se cale quando estiver em desacordo
devagar e elegante”
 Crie um ambiente sem buscar culpados
 CADA PESSOA, UMA VOZ – NADA DE POSIÇÕES
 Não existem perguntas bobas
 Pratique o respeito mútuo diariamente
 Entenda o processos, e “mãos à obra!”
 Trate os outros como deseja ser tratado
Transformação Lean

“Rápido e criativo, é melhor que devagar e


elegante”
 Transformação Lean

 Sistema Lean de Produção


Dia 1 –
Treinamento  Operações Standard (Padrão)
conceitual em:
 Metodologia Kaizen
Transformação
Lean
Lean manufacturing, traduzível como manufatura enxuta ou
manufatura esbelta, e também chamado de Sistema Toyota de
Produção é uma filosofia de gestão focada na redução dos sete tipos
de desperdícios.

Uma estratégia de negócio que:


Transformação
Lean – O que é?  Reduz o prazo de entrega em todas as fases dos processos relacionados
a desenvolvimento de novos produtos, manufatura e administração
 Melhora a qualidade, o custo e a entrega do produto final ao cliente
 Estabelece uma vantagem competitiva que permitirá o crescimento das
vendas e da lucratividade
 Constrói uma cultura onde o envolvimento e o respeito mútuo
encorajam a melhoria contínua
OS 7 TIPO DE DESPERDÍCIOS:
Transporte: Transportar peças pela fábrica gera
Superprodução: É fazer mais entre-etapas do processo.
produtos do que você consegue
vender ou fazer antes da hora. É
o mais importante dos
desperdícios, pois ele agrava Movimentação: Movimentação
todos os outros 6. Por exemplo, desnecessária de pessoas, seja
você terá que transportá-lo e procurando ferramenta, ou
aemazená-lo qualquer outra movimentação

Transformação que não agregue valor.

Lean
Espera: Colaboradores não
trabalhando por qualquer razão, Excesso de processamento: Quando
“O insucesso é apenas uma processamos mais do que o cliente
oportunidade para recomeçar por exemplo, não ter matéria
prima para produzir. gostaria. Por exemplo, quando um
de novo com mais inteligência.” engenheiro define especificações acima
Henry Ford das expectativas do cliente.

Defeito: É o desperdício de
produzir refugo, pelo custo da
matéria prima e do tempo gasto Estoque: O mais clássico dos desperdícios.
para produzir. Pode ser na forma de matéria prima, WIP
(estoque em processos) ou produto
acabado.
ANÁLISE DE VALOR:

Atividade que agrega valor:

 Atividade necessária para produzir um produto ou um serviço que o


cliente deseja
Transformação É
percebido

Lean pelo
cliente
Reflete no
preço do
produto

VALOR
São
definidas
peça ótica
do cliente
ANÁLISE DE VALOR:

Atividades que não agregam valor:

 Atividades que consomem recursos, mas não contribuem


diretamente para o produto ou serviço;
Transformação
Lean Podem ser separadas em três categorias:
1. Foram criadas para apoiar as atividades que agregam valor
(financeiro, RH, TI, etc.)
2. Foram incorporadas ao processo (para detectar, corrigir erros e
defeitos)
3. São puro desperdício (podem ser simplesmente eliminadas)
Tipos de atividades em um processo manufaturado Tipos de atividades em um processo - serviço
(Hines e Taylor, 2000) (Hines e Taylor, 2000)
5%
1%

35%

50% 49%

60%

Atividades que agregam valor Atividades que agregam valor


Atividades desnecessárias e não agregam valor Atividades desnecessárias que agregam valor
Atividade necessárias que não agregam valor Atividades necessárias que não agrega valor

Transformação Lean
Transformação Lean
O que é?
• Uma ferramenta para representar os aspectos relevantes do processo que
será foco de melhoria.

Objeivo
• Identificar e documentar em um diagrama os aspectos relevantes do
processo.
Sistema Lean de
Produção – Quando utilizar?
• Sempre que existir falta de compreensão sobre o processo por algum
SIPOC integrante da equipe.

Significado da sigla SIPOC:


 S (Suplpliers) = Fornecedores;
 I (Input) = Entradas;
 P (Process) = Processo;
 O (Output) = Saídas;
 C (Custumers) = Cliente.
Exercício – SIPOC
Sistema Lean
de Produção
A CASA DO LEAN:

Objetivo
CUSTO

JIT Jidoka
•Sistemas
Sistema Lean puxados/ Kanban
•Operações
•Poka-yoke

de Produção balanceadas no
Tempo Takt
•Automação

•Redução de Lead •Andon


Time
•Criaçãode células
•Mínimo
tamanhos de lote

Estabilidade e Baixa Variação

• Melhoria realizada por todos


• Trabalho padrão & 5s
REDUÇÃO DO LEAD TIME:

Transformação O Lead Time é o tempo de PRODUÇÃO de um item, incluindo todas as


Lean etapas produtivas e tempos de espera.
“Tudo o que estamos fazendo é
olhar desde o tempo que o cliente  É atingido por meio da redução dos desperdícios;
nos dá uma ordem até o momento
que coletamos os dinheiro... E
 Permite a empresa ser responsiva e flexível;
estamos tentando reduzir esse  Traz uma grande vantagem no fluxo de caixa.
tempo removendo desperdícios que
não agregam valor.”

Taiichi Ohno
LEAD TIME
160
140
140
120
TEMPO CICLO
100
80
Transformação
segundos
60
Lean 40
40
30
20 25
20 10 10 5
0
L ar r r r r e r
TA e t rb
a
is n
a
ura ld
a
a d al
a
j F d b
TO In ba U So ei
Re q u Em
tan
Es
 Elementos do Just In Time (JIT):

 Processo organizado com peças pequenas e baratas


 Produção com fluxo de uma peça
 Operações ergonomicamente corretas
 Operadores em pé, movimentando-se enquanto trabalham
 Produção sincronizada com a necessidade do cliente (disciplina do sistema
Sistema Lean Puxar de Produção)
 Operações Standard, definidas e implantadas
de Produção -
JIT  Benefícios do JIT:

 Sistema de produção livre de anomalias


 Elimina desperdício dos processos de produção
 Reduz os prazos de entrega

Qualidade... Entrega... Custo


 Uso eficiente de:

 Pessoal
 Equipamento
Sistema Lean  Materiais
Just In Time (JIT)


de Produção – 
Espaço
Melhoria da capacidade do processo
O que é?  Redução da variação Jidoka
 Controle de anomalias
 Elementos do Jidoka:

 Controle Visual  À prova de erros (Poka-yoke)


 5s  Trabalho manual
 Andon  Trabalho automático da
Sistema Lean máquina

de Produção –  Resposta e reação a


anomalias
Jidoka  Funções e
 Novas Operações Standard e
treinamento
responsabilidades
 Regras de parada de linha  Matriz de habilidade e
desempenho
 Just In Time (JIT) é:

 Um sistema de manufatura que produz:


 O que o cliente deseja
 Na quantidade que o cliente deseja
 Quando o cliente deseja

Sistema Lean
 Utilizando o mínimo de:
de Produção  Matéria-prima
 Equipamento
 Mão-de-obra
 Espaço
Sistema Lean
de Produção –
JIT
 Conceitos e Ferramentas:
Sistema Lean  Sincronizar a produção ao tempo takt (ritmo/ relógio)
de Produção –  Fluxo de uma peça

JIT  Sistema puxar


Sistema Lean
de Produção –
JIT – Tempo
Takt
IMPORTÂNCIA DO TEMPO TAKT:
Da palavra alemã “Taktzeit” (Takt – batida; Zeit – tempo)
Um número de referência que fornece o ritmo para o processo

Sistema Lean
de Produção –  
JIT – Tempo
Takt

Exemplo
O tempo disponível é de 240 dias
O número de pedidos é de 40 peças
Tempo Takt : 240/40 = 6 dias
TEMPO TAKT: Exercício

•Suponha que a demanda seja de 1.000 peças ao dia;

•Suponha que o tempo disponível seja de 16,5 horas;

Sistema Lean •Qual o tempo takt em segundos?

de Produção –
JIT – Tempo
Takt - Exercício
80
TEMPO TAKT
70
30
60

Sistema Lean 50 TEMPO CICLO

segundos
de Produção – 40
5
JIT – Tempo 30
10
10

Takt 20 40
25
10 20

0
Operador 1 Operador 2 Operador 3
BALANCEAMENTO DE PROCESSO:

O que é balanceamento de processo?


• Ferramenta para diminuir desperdícios de espera, superprodução e
estoque;
• Permite que todas as operações levem o “mesmo” tempo;
Sistema Lean • É uma forma de “equilibrar” o tempo das diferentes etapas do processo;
• Permite visualizar, principalmente, os desperdícios de espera e
de Produção – superprodução.

JIT Quando utilizar?


Balanceamento de • Sempre que existir uma linha de produção o balanceamento de
Processo processo é uma possibilidade para aumentar a produtividade.

Como utilizar?
• Para sua construção é necessário o formulário de tempo;
• A primeira etapa é a eliminação das atividades desnecessárias (o
diagrama de ECRS pode ajudar);
• O segundo passo é balancear as operações por meio da redistribuição
das atividades.
Exercício –
Formulário de Tempo
DIAGRAMA DE ESPAGUETE:

O que é Diagrama de espaguete?


• Método poderoso para visualizar os desperdícios de movimentação e
transporte;
• Método que utiliza uma linha contínua para rastrear o caminho
Sistema Lean percorrido por um item ou por pessoas durante a realização de um
processo;
de Produção – • A imagem produzida comumente se parece com um prato de
espaguete;
JIT • Pode ser usado para mostrar fluxo de informações, material ou
Balanceamento de pessoas.
Processo
Quando utilizar?
• Para reorganização de lay-out ou organização de transportes e
movimentações internas.
DIAGRAMA DE ESPAGUETE:

Antes Depois

Sistema Lean
de Produção –
JIT
Balanceamento de
Processo
Exercício –
Diagrama de Espaguete
DIAGRAMA ECRS:

O que é Diagrama de ECRS?


• Ferramenta para identificar oportunidades de melhoria em fluxo de
processo
 E (Eliminar)
Sistema Lean  C (Combinar)
 R (Reduzir)
de Produção –  S (Simplificar)

JIT Quando utilizar?


Balanceamento de • Quando o objetivo for melhorar o fluxo de um processo
Processo
Exercício –
Diagrama de ECRS
Exercício –
Balanceamento de
Produção
Sistema Lean
de Produção –
JIT – Fluxo De
Uma Peça
 Kanban é uma palavra do idioma japonês, que
significa tabuleiro. Se trata de uma ferramenta de
gestão visual.

Sistema Lean
de Produção –
JIT – Kanban
Exercício - Kanban
DIFERENÇA DE SISTEMA PUXADO E EMPURRADO:

•Sistema Empurrado – Cada atividade entrega o resultado quando


está pronto
• Resulta em acúmulo de lotes com muito inventário; mercadorias
Sistema Lean defeituosas se acumulam.
de Produção –
JIT – Sistema •Sistema Puxado – Cada atividade entrega o resultado apenas
quando a próxima atividade precisa de sua entrada
Puxado • Disparo pelo cliente (externo e interno)
• Minimiza o inventário e retrabalho devido a defeitos
•Há pouco desperdício em um sistema puxado
•Sistemas puxados são ágeis em responder á demanda do cliente
Sistema Lean
de Produção –
JIT – Sistema
de Puxar ou
Puxado
 O que são os 5s?  Porque ter um processo 5s?
 Cria um ambiente
apropriado para o
Sistema Lean  Um processo e método
para criar e manter um
trabalho standard
 É um pré-requisito para
de Produção – local de trabalho
organizado, limpo e de alto
aperfeiçoar a qualidade
 Encoraja o controle visual
Jidoka – 5s desempenho  Ajuda a identificar o
desperdício
 Dá grande valor à
 “Onde não há padrão não  Uma disciplina segurança
pode haver melhoria.” condicionante para o  Promove a satisfação do
 Taiichi Ohno Kaizen funcionário
 Passos do 5s

 Seiri – Segregar e Descartar – Remover itens desnecessários

 Seiton – Ordenar e Identificar – Designar um lugar para cada coisa


Sistema Lean
de Produção –  Seisou – Limpar e Inspecionar Diariamente – “Por de volta depois de
usar”
Jidoka – 5s
 Seiketsu – Revisar Sempre – Eliminar esforço que não agrega valor

 Shitsuke – Motivar para Manter – Expandir propriedade e alavancar


ganhos
Sistema Lean de
Produção – Jidoka – 5s
Sistema Lean de Produção – Jidoka – 5s
Sistema Lean de Produção – Jidoka – 5s
Sistema Lean de Produção – Jidoka – 5s
Sistema Lean
de Produção –
Jidoka – 5s
Exercício – 5s
 Andon é uma palavra do idioma japonês ( 行灯 ), que significa: poste de luz

 É uma ferramenta de gestão do Lean Manufacturing, que se utiliza de sinais


luminosos e/ou sonoros para avisar que há algum defeito na cadeia de
produção

Sistema Lean
de Produção –
Jidoka – Andon
Exercício – Andon
O QUE É POKA YOKE?
 Metodologia desenvolvida para prevenir erros decorrentes de humanos

Vantagens do Poka yoke:


 Usa dispositivos de baixo custo ou técnica que permite inspecionar 100% como meio de
Sistema Lean eliminar defeitos;
 Evita que mesmo o colaborador menos consistente e não treinado cometa erros;
de Produção –  Previne que erros se transformem em produtos defeituosos;
 É uma parte de um sistema de inspeção.
Jidoka – Poka
Yoke
Exemplo de Poka yoke:
 Micro-ondas não funciona com a porta aberta;
 Moto não liga se estiver engrenada com o pezinho abaixado;
 Boia da caixa d’água evita que água vaze da caixa;
Sistema Lean
de Produção –
Jidoka – Poka
Yoke
Exercício – Poka Yoke
 É a forma como os trabalhadores e equipes reagem quando ocorre algum
problema/anomalia em algum processo.

Sistema Lean
de Produção –
Jidoka –
Processo de
Reação a
Anomalias
O que é?
• Técnica para descobrir, organizar e resumir conhecimento de um grupo a respeito
das causas que contribuem para um determinado efeito. Também conhecido como
Diagrama de Espinha de Peixe

Sistema Lean Quando utilizar?


• No início de do desenvolvimento de mudanças para alinhar o conhecimento da
de Produção – equipe à respeito do problema.

Jidoka –
Diagrama de
Ishikawa
Sistema Lean
de Produção –
Jidoka –
Diagrama de
Ishikawa
 O 5W2H é uma metodologia que auxilia na elaboração de um plano de ação, a
partir da definição da real causa raiz de um problema

Sistema Lean
de Produção –
Jidoka – 5W2H
Exercício – Ishikawa e
5W2H
 Os 5 porquês consiste em questionar, acerca do efeito, o porque da
ocorrência, até que se chegue à real causa raiz problema.

Sistema Lean
de Produção –
Jidoka – 5
porquês
Exercício – 5 porquês
O que é PDCA?
• PDCA é um método cíclico de melhoria contínua, cuja praticidade proporciona
resultados rápidos.

Quando utilizar?
Sistema Lean • A todo momento! Uma melhoria por mais pequena que ela seja, sempre é
acompanhada por um PDCA
de Produção –
Jidoka – PDCA
• Executar ações em • Objetivo
função dos resultados • Questões e predições
• Outro ciclo! • Plano para coletar dados
(O que, onde, quando)

• Completar a análise dos


resultados • Executar o Plano
• Comparar resultados com as • Observar e anotar eventos não
predições planejados
• Resumir aprendizado • Iniciar análise de dados
Sistema Lean
de Produção –
Jidoka – PDCA
 O SMED é uma ferramenta que otimiza o trabalho de trocas
de ferramenta.

Sistema Lean
de Produção –
Jidoka – SMED
 Porque implementar as operações padrão?
Sistema Lean  Para possibilitar a identificação e eliminação das variações no trabalho
de Produção – dos operadores
 Para sustentar as melhorias alcançadas nas atividades Kaizen anteriores
Operação  Para proporcionar referências a futuras atividades Kaizen
Padrão
A melhor combinação de pessoal e  Elementos das operações padrão:
máquina, utilizando o mínimo de
mão de obra, espaço, estoque e
equipamento.
 Tempo Takt
 Tempo de Ciclo
 Sequência de Trabalho
 Estoque Padrão em Processo (WIP)
Exercício – Operação
Padrão
Sistema Lean de
Produção –
Operação
Padrão –
Sequência de
Trabalho
 Gerando Operações Padronizadas
Sistema Lean  Conduzir análise do tempo de ciclo
de Produção –  Documentar cada operação padrão

Operação 
Exibir a documentação
Assegurar que todos os operadores estão treinados
Padrão
 Elementos das operações padrão:

 Tempo Takt
 Tempo de Ciclo
 Sequência de Trabalho
 Estoque Padrão em Processo (WIP)
Obrigado Equipe!!
?