Você está na página 1de 34

Instituto de Ciências da Saúde

MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

Apresentação
2008

O início de um estágio é o momento exato


para você conhecer os princípios que o
regulamentam, seguir as orientações que lhe
são passadas, ficar ciente de seus direitos e
responsabilidades. Além dessas informações
importantes, aqui você também encontra
dicas para aproveitar melhor essa
oportunidade, construir o seu futuro
profissional, aprimorando-o cada vez mais,
com as experiências a serem adquiridas.
Leia com atenção este Manual de Estágio e
guarde-o para futuras consultas.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

OBJETIVOS GERAIS DO ESTÁGIO CURRICULAR

O Estágio é uma atividade curricular obrigatória e indispensável para a formação


acadêmica. Tem validade para o cumprimento de carga horária mínima exigida
para cada curso. Foi instituído pela lei 6.494/77, regulamentada pelo Decreto
87.497/82 e previsto na LDB 9394/96 em seu artigo 82. Estão previstos nas
matrizes curriculares da Universidade Bandeirante de São Paulo – UNIBAN,
desde a primeira série de todos os cursos.
Para o acompanhamento dos mesmos, foi instituído o PASSAPORTE
UNIVERSITÁRIO, onde serão anotados todos os Estágios realizadas pelos
acadêmicos durante o curso. Será o portfólio do aluno e servirá como documento
comprobatório das experiências vivenciadas.
Para o estudante, o estágio representa a possibilidade de entrar em contato com
as oportunidades e dificuldades do cenário real, proporcionando amadurecimento
e preparação para enfrentar as exigências do mercado de trabalho. Além disso,
possibilita ao acadêmico, no seu término, de ingressar no mercado de trabalho.
O estágio curricular obrigatório é disciplina do curso. Portanto, deverá ser
cumprido conforme a legislação, normas e prazos.
O cumprimento do ESTÁGIO é de inteira responsabilidade do aluno.
O aluno que por qualquer motivo, não cumprir o Estágio ficará em dependência da
disciplina ESTÁGIO. A DP gera ônus ao aluno dependente como qualquer outra
disciplina do curso, impossibilitando-o de colar grau e concluir seu curso;
Somente será considerado cumprido o ESTÁGIO, após entrega de todos os
relatórios solicitados, validação que ocorrerá através Dos coordenadores e
professores responsáveis e LANÇAMENTO na Intranet pelo aluno até 30 de
novembro de 2007
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

A falta do lançamento na Intranet pelo aluno, a não entrega de relatórios e a não


validação pelos Coordenadores ou professores responsáveis, acarretará a
Dependência, devendo o aluno realizar todas as atividades novamente, no ano
seguinte.
Em DP o aluno deverá matricular-se na disciplina ESTÁGIO, que cumprirá no
próximo ano letivo, renovando a matrícula para o ano seguinte, caso não tenha
cumprido as exigências legais e regimentais.

Assim, com o objetivo de abertura de um espaço de inserção no mercado de


trabalho, é que a Universidade Bandeirante de São Paulo- UNIBAN contempla a
realização do Estágio desde a primeira de cada curso.
9 • Introduzir o estudante no ambiente de trabalho profissional;
9 • Expor o acadêmico às atividades práticas, objetivando a associação desse
aspecto com a teoria ensinada na sala de aula;
9 • Desenvolver no acadêmico senso de responsabilidade quando do
exercício de suas futuras atividades profissionais;
9 • Estimular a capacidade de investigação científica e espírito crítico,
capacitando-o para encontrar soluções aos problemas pertinentes ao seu
curso, considerando com visão crítica os seus aspectos científicos, éticos,
sociais, econômicos e políticos, de forma a compreender a necessária
adequação da teoria à prática;
9 • Fomentar a integração da Universidade no contexto geo-econômico onde
o aluno terá que transferir e gerar conhecimentos que venham de encontro
com a solução de problemas e o desenvolvimento sócio-econômico e
cultural da região.
9 • Criar condições para o aluno sistematizar e desenvolver conhecimentos
teóricos e práticos adquiridos durante o curso;
9 • Aprofundar conhecimentos e habilidades na área de formação acadêmica;
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

9 • Cumprir as determinações contidas na legislação específica para essa


atividade.

PERÍODO DE REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR:


9 • Estágio Curricular Obrigatório será realizado no decorrer do curso em
horário extra aula Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso;
9 • aluno terá até o dia 10 de novembro de 2008 para realizar os estágios e
até dia 30/11 para digitá-lo na intranet;
9 • aluno deverá observar as páginas 17, 18, 19, 20 e 21 do Passaporte
Universitário: para que a realização do estágio tenha validade prática e
acadêmica, o Passaporte Universitário deverá conter a completa
identificação da CONCEDENTE, seu carimbo e assinatura do responsável
legal, bem como as seguintes informações do estágio:
9 • período de vigência;
9 • horário diário cumprido;
9 • total de carga horária;
9 • relação resumida das atividades;
9 • Carimbo e assinatura do responsável;
9 • Carimbo e assinatura da concedente de estágio.

É importante que o aluno seja assíduo e fique atento aos diversos comunicados
fornecidos pela Uniban na Folha Universitária/Diário Oficial Uniban, nos quadros
de aviso principais e nas salas de aula. Todo o procedimento de lançamento das
horas de estágio será amplamente divulgado.

DEVERES DO CORPO DISCENTE :


Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

9 • Fazer livremente a opção das áreas de estágio que sejam relacionadas ao


seu curso ;
9 • Avaliar e apresentar sugestões que venham a contribuir para o
aprimoramento do mesmo;
9 • Denunciar, dentro dos princípios éticos da profissão, irregularidades que
possam acontecer, relacionados ao estágio;
9 • Cumprir o estágio desde a 1º série, seguindo normas das diretrizes
curriculares;
9 • Registrar no PASSAPORTE UNIVERSITÁRIO, todas as atividades e
estágios curriculares realizados, seguindo as normas acima citadas;
9 • Entrega de relatório solicitado pela Instituição de Ensino ou Concedente
de Estágio;
9 • Apresentar o Passaporte para validação;
9 • Lançar os estágios na Intranet até 30 de novembro de 2008.
9 • Cumprir as normas do Estágio com interesse, ética e dedicação;
9 • Respeitar a hierarquia da concedente de estágio, obedecendo e
contribuindo nas determinações e normas locais;
9 • Zelar e ser responsável pela manutenção das instalações e equipamentos
utilizados durante o estágio;
9 • Usar uniforme determinado pelo local de estágio ou jaleco branco de
manga longa. Evitar roupas transparentes, decotadas, justas demais. Usar
sapatos fechados e anti-derrapantes. É proibido o uso de bermudas, saias
curtas ou roupas inapropriadas para a situação profissional;
9 • Apresentar o cabelo curto, ou devidamente preso, bem como unhas
cortadas, sem esmaltes, sem jóias, relógios, anéis, pouca maquiagem.
Estar sempre com a higiene pessoal em dia, como barba feita, cabelo
aparado ou preso.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

9 • Seguir e acatar as recomendações e orientações imediatas do Psicólogo


responsável.
9 • Manter rigoroso sigilo sobre informações obtidas nas entidades, exceto
em casos em que seu sigilo comprometer o bom funcionamento da
entidade ou violar princípio ético.
9 • Participar de qualquer atividade correlata que venha a enriquecer o
estágio, quando solicitado pelo orientador;
9 • Cumprir as exigências mínimas (carga horária mínima) para ser aprovado
no estágio curricular.

LEGISLAÇÃO
A Lei Federal 6494 de 7 de dezembro de 1977, regulamentada pelo Decreto n.º
87.497/82, dispõe sobre os estágios de estudantes de estabelecimentos de ensino
superior e profissionalizante.
DESTAQUE:
Art. 1º Trata do vínculo do aluno com a instituição de ensino comprovada pela
matrícula e freqüência regular;
Parágrafo 1º estabelece que o estágio só poderá ser realizado em unidades que
possibilitem colocar em prática a teoria aprendida.
Parágrafo 2º estabelece que o estágio deverá promover uma complementação
educacional vinculada aos programas de cada curso.
Art. 2º o estágio, além do aspecto profissionalizante, poderá ter cunho social;
Art. 3º o estágio deverá ser regulamentado por meio de contrato (Termo de
Compromisso e Termo de Convênio);
Art. 4º ressalta a não vinculação empregatícia e a obrigatoriedade da inclusão do
estágio em apólice de seguros contra acidentes pessoais;
Art. 5º trata da carga horária do estágio compatibilizada com o horário escolar
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

ATENÇÃO: De acordo com o Art. 5º da Lei 6494/77, não está explicitada a carga
horária semanal máxima a ser cumprida no estágio. No entanto, não deverá
ultrapassar 44 horas semanais, evitando transgredir a CLT (Consolidação das Leis
Trabalhistas)

ESTÁGIO EM PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO


1. Introdução
A Psicologia do Desenvolvimento caracteriza-se por ser uma das principais
disciplinas do curso de psicologia, pois destina-se não apenas a levar o aluno a
entrar em contato com a produção científica sobre a diversidade e riqueza dos
conhecimentos teóricos e heterogêneos das mais diversas origens conceituais e
etiológicas construídos até o momento, como também a possibilitar a abertura de
portas para que estes mesmos alunos já possam, desta maneira, fundamentar-se
para a prática da profissão desde o do primeiro ano da faculdade.
2. Objetivo do estágio para a formação
O objetivo do estágio visa a obtenção da aprendizagem da prática da observação
pelo aluno do primeiro ano para que ele possa, a partir desta construção,
correlacionar o que observou sobre a diversidade dos fatos, ocorrências e
mudanças que ocorrem ao longo do desenvolvimento humano com o
conhecimento teórico ministrado em sala de aula. A observação visa o
estabelecimento de relações relevantes entre teoria e prática, como também a
construção de novos conhecimentos, questionamentos e levantamento de
hipóteses que permitam a descoberta ou a incorporação de conhecimentos em
uma estrutura teórica hipoteticamente explicativa sobre a realidade.
3. Atividades que podem ser desenvolvidas
Devemos, a partir da observação, identificar e compreender os processos
envolvidos no desenvolvimento humano. Para isto, dividimos a observação em
quatro grandes grupos, a constatar:
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

I – Observação da criança de 0 a 10 anos, incluindo, se possível, a observação de


partos e os primeiros dias de vida do bebê.
II- Observação da pré adolescência e adolescência
III- Observação da vida adulta
IV- Observação de idosos
4. Locais onde pode ser desenvolvido
Hospitais, Berçários, Pré-escolas, Escolas, Clubes, Igrejas, Asilos, Casas de
repouso, Praças, Grupos operativos, Clínica-escola da Uniban
5. Duração
A carga horária mínima exigida é de 100 horas durante o ano letivo, devendo
obedecer à divisão para o primeiro semestre referente a observação de bebês,
crianças até 10 anos e pré adolescência.
Para o segundo semestre a observação de adolescentes, adultos e idosos.
6. Metas a serem cumpridas pelos estagiários
A principal meta a ser cumprida pelo aluno é a de estabelecer correlação entre a
observação e as diferentes correntes teóricas existentes. Desta maneira, poderá
fazer questionamentos e dar contribuições aos conhecimentos teóricos a serem
estudados em sala de aula.
7. Formas de Avaliação
É considerado estagiário o aluno regularmente matriculado no primeiro ano e que
cursa os estágios de 100 horas, no mínimo, que o habilitem para o exercício da
profissão. A avaliação será obtida mediante apresentação de seminários
realizados pelos alunos sobre os estágios de observação.
Serão levados em conta:
9 - A organização do trabalho
9 - A compreensão do conteúdo
9 - A apresentação do trabalho
9 - A reflexão entre prática de observação e teoria
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

8. Postura ética
A atuação do estagiário será pautada pelo Código de Ética Profissional na relação
com o cliente ou sujeito a ser observado e com os profissionais envolvidos nos
estágios que realiza.
A participação dos estagiários no campo de observação deverá ser pautada pelo
respeito e colaboração permitindo o relato e a discussão das dificuldades
encontradas.
Em nenhuma hipótese deverá existir a intervenção do estagiário frente ao cliente a
ser observado, mas deverá o aluno restringir-se apenas à observação.
Ao estagiário caberá contemplar a diversidade que configura o exercício da
profissão e a crescente inserção em contextos institucionais.
Quando do uso da Clínica da Uniban, deverá o estagiário, seguir estritamente as
normas estabelecidas pelo regulamento do Centro Clínico de Psicologia.
Entre as atribuições do estagiário destacam-se o cumprimento da carga horária e
realização as atividades previstas nos campos de estágios, incluindo a confecção
de relatórios parciais e final nos prazos estabelecidos.

ESTÁGIO EM TÉCNICAS DE REGISTRO E OBSERVAÇÃO


PSICOLÓGICA

1. Introdução

O estágio em Técnicas de Registro e Observação Psicológica acontece no


primeiro ano do curso de Psicologia. A disciplina pretende introduzir o aluno no
campo da pesquisa em psicologia. Capacita-o na elaboração de projetos de
pesquisa envolvendo as etapas de formulação do problema, levantamento de
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

bibliografia, delineamento metodológico, pesquisa de campo para levantamento,


análise e interpretação dos dados. Aborda ainda técnicas de observação e de
registros em psicologia.
O estágio é realizado na fase de coleta de dados em campo. Os alunos são
acompanhados semanalmente nas aulas práticas e iniciam a coleta de dados
após a elaboração do projeto. O professor responsável por tais aulas recebe os
relatórios e credita conforme o desempenho do aluno os créditos relativos ao
estágio.
2. Objetivo do Estágio para a Formação

É parte importante da formação do psicólogo a aprendizagem de métodos e


técnicas de pesquisa. Não o fosse pelo fato de que a formação acadêmica implica
a formação de pesquisadores, seria pelo fato de que a psicologia é uma ciência
em construção e como tal precisa de muitas e boas pesquisas que permitam
constituir um corpo teórico que atenda a necessidade premente de compreender a
subjetividade, objeto de estudo da psicologia. Durante esta disciplina os alunos
preparam um projeto de pesquisa, colhem os dados e ensaiam uma análise e
interpretação de tais dados. O estágio contempla justamente a fase de coleta de
dados, sendo portanto parte integrante e fundamental da ementa desta disciplina.
3. Atividades que Podem Ser Desenvolvidas

As atividades de coleta de dados estão diretamente ligadas ao projeto de pesquisa


desenvolvido. Podem incluir entrevistas, respostas a questionários, aplicação de
indicadores, observação, aplicação de desenhos, visitas ou outros procedimentos
que professor e aluno julguem necessários para a coleta de dados.
4. Locais onde Pode Ser Desenvolvido
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

Os locais de coleta de dados e portanto de estágio são tão variados quanto os


temas possíveis de serem investigados. Podem ser locais abertos como parques
públicos até consultórios de profissionais entrevistados. A definição do local se
dará na fase de elaboração do projeto.
5. Duração

A duração do estágio é de aproximadamente dois meses e 100 horas. A coleta de


dados se dá no segundo semestre nos meses de agosto e setembro
aproximadamente.
6. Metas a Serem Cumpridas pelos Estagiários

Realizar ou apontar as dificuldades encontradas para a coleta de dados definida


no capítulo “Metodologia” do projeto.
7. Forma de avaliação

A realização do projeto, coleta de dados e elaboração do relatório final é


acompanhada semanalmente pelo professor das aulas práticas, assim, os créditos
de estágio são conferidos de acordo com a avaliação do professor considerando a
presença às aulas (fundamentais para o acompanhamento do trabalho),
apresentação de relatórios parciais durante o

desenvolvimento da pesquisa, entrega do projeto no meio do ano, entrega e


apresentação do relatório final.
8. Postura Ética Esperada.

Os alunos devem apresentar-se nos locais de estágio pontualmente e esclarecer


sempre aos participantes dos objetivos do trabalho e do nível de exposição que
lhes será solicitado. Os participantes ou responsáveis devem assinar o termo de
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

consentimento esclarecido em que constam tema e objetivos do trabalho. Tendo


em vista que o estágio é uma preparação para a atuação profissional futura, a
seriedade na apresentação de desenvolvimento de atividades é fundamental.

ESTÁGIO EM PSICOLOGIA SOCIAL


1. Introdução
O estágio em Psicologia Social promove o encontro do aluno com uma Psicologia
voltada para os problemas concretos de nossa sociedade, de modo a formar um
profissional que conheça o contexto histórico e social no qual nossa subjetividade
encontra-se mergulhada e que desenvolva o compromisso de atuar como agente
de transformação social na sua prática como psicólogo.
2. Objetivo do estágio para a formação
. observação e reflexão das relações sociais que permeiam a constituição do
sujeito e da cultura
. familiarizar-se com as teorias e as ferramentas da abordagem sócio-histórica
. compreensão da importância dos grupos sociais e da cultura na constituição da
identidade dos sujeitos
. propiciar o conhecimento da diversidade dos grupos sociais bem como do papel
dos mesmos na constituição da subjetividade humana.

3. Atividades que podem ser desenvolvidas


. visitas a instituições
. obsevação de grupos
. execução de projetos
. desenvolvimento de grupos operativos e temáticos
. desenvolvimento de pesquisas
4. Locais onde pode ser desenvolvido
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

. ONGs, escolas, agências de pesquisa de opinião, agências de propaganda,


grupos de auto-ajuda, igrejas, associações, comunidades de bairro, sindicatos,
etc..
5. Duração
. carga horária de 120 horas no decorrer do ano letivo.
6. Metas a serem cumpridas pelos estagiários
. compreensão dos aspectos sociais na constituição da subjetividade humana;
. desenvolvimento de uma postura ética em relação às diferenças sociais;
. desenvolver a reflexão crítica para a compreensão da inserção do sujeito na
sociedade;
. familiarizar-se com a perspectiva interdisciplinar;
. integrar conceitos e práticas tornando-se um profissional-pesquisador
comprometido com a transformação social.
7. Formas de avaliação
. cumprir com os prazos e objetivos estabelecidos pelo professor-orientador
. engajamento e participação ativa no desenvolvimento do estágio
. participação nos trabalhos de orientação/supervisão
. entrega de relatórios nos prazos combinados
8. Postura ética
Os alunos devem zelar pela formação e manutenção de um vínculo de confiança
com os sujeitos e grupos, demonstrando postura ética durante toda a realização
das observações, com a cautela de não expor as pessoas e de respeitá-las como
seres humanos e cidadãos. Os alunos devem ainda respeitar e se responsabilizar
pelos dados e pelos conteúdos psíquicos a eles confiados.

ESTÁGIO EM PSICOLOGIA COMPORTAMENTAL


1. Introdução
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

O Estágio nessa disciplina ocorre no 2º ano do curso e, segundo sua ementa,


busca introduzir o aluno no método experimental do estudo do comportamento e
nos conceitos de Análise Experimental do Comportamento, analisando os
princípios básicos, as técnicas e estratégias cognitivo-comportamentais e seus
mecanismos de funcionamento em situações práticas.
O eixo central do estágio está voltado a Intervenções Cognitivo-comportamentais
na Comunidade. É daí que partem todas as ações: os projetos dos alunos e, em
seguida, as atividades planejadas por cada um. Estas podem ser palestras,
dinâmicas ou orientações voltadas a um grupo específico ligado ao interesse do
aluno. As orientações ocorrem semanalmente durante a aula prática quando os
alunos, juntos com o professor, decidem um tema atual e instigante que é o ponto
de partida para a articulação teórico-prática que irá fundamentar um plano de
intervenção junto a um grupo dentro da comunidade.
2. Objetivo do estágio para a formação
A formação de um profissional só se torna completa quando seus estudos, através
dos modelos teóricos apreendidos, se tornam ferramentas possíveis de lidar com
os problemas e as dúvidas trazidas pela realidade na qual este está inserido. O
estágio deverá, então, oferecer aos alunos oportunidade para se familiarizar com a
Análise Experimental do Comportamento, compreender os modelos
comportamental e cognitivo de terapia e reconhecer as possibilidades de
aplicação de técnicas cognitivo-comportamentais em situações diversas.
Intervir na comunidade com referencial teórico cognitivo-comportamental a partir
de dúvidas ou problemas trazidos pelo aluno do seu cotidiano ou da mídia e levar
o aluno à reflexão acerca desses modelos é o objetivo final deste estágio.
3. Atividades que podem ser desenvolvidas
Várias atividades podem ser desenvolvidas, tais como: palestras, dinâmicas,
orientações, etc. Essas são planejadas conforme: 1) o problema central do projeto,
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

2) o grupo alvo deste e 3) as técnicas e procedimentos aprendidos na própria


disciplina que possam dar conta das questões envolvidas.
4. Locais onde pode ser desenvolvido
Na sociedade, diversas comunidades apresentam grande demanda por
conhecimentos psicológicos claros e bem fundamentos tais como: igrejas, escolas,
associações de classe, grupos comunitários de bairro, etc. Nesse locais é que o
estágio pode ser desenvolvido desde que os alunos se engajem com um projeto
estruturado a partir do método científico.
5. Duração
O estágio tem duração de 80 horas e será realizado durante todo o ano letivo.
6. Metas a serem cumpridas pelos estagiários
- Confeccionar um projeto fundamentado no modelo cognitivo-comportamental
com descrição detalhada da intervenção a ser realizada;
- Desenvolver um material didático, fruto do projeto, para ser distribuído ao grupo
alvo do projeto, tal como um folder, um folheto explicativo.
- Intervir junto a um grupo na comunidade;
7. Forma de avaliação
São avaliados o trabalho em equipe e o desempenho individual conforme os
seguintes critérios: pontualidade, articulação teórico prática e postura. Estes
quesitos são avaliados individualmente e, calculada a média, somado o resultado
à nota do trabalho feito em grupo, isto é: projeto mais o folder.
8. Postura ética esperada
Como o trabalho se refere a uma prática com a comunidade, espera-se uma
conduta adequada, ética e equilibrada por parte do aluno, que neste momento
assume um papel de estagiário, na verdade, de um representante da
universidade.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

ESTÁGIO EM PSICOPATOLOGIA
1. Introdução
O estágio de Psicopatologia visa oferecer ao aluno do curso de Psicologia a
possibilidade de praticar a observação dos transtornos mentais numa abordagem
psicodinâmica, nas várias instituições de saúde. Essa complementação do ensino
e aprendizagem será feita com apoio da supervisão do professor. Assim, a teoria e
a prática podem tornar-se a base para o futuro desenvolvimento profissional,
compreendendo uma etapa de fundamental importância nessa formação.
2. Objetivo do estágio
-Propiciar aos alunos o contato com pacientes psiquiátricos, podendo enriquecer o
ensino científico com a observação dos sintomas de cada transtorno.
-Estabelecer o vínculo entre o ser humano, a anormalidade psíquica e o
profissional de saúde.
-fornecer a possibilidade de conhecer as várias instituições que atendem o doente
mental e a família, e seus tipos de atendimentos diferenciados.
3. Atividades que podem ser desenvolvidas
-visitas às instituições (conhecer a estrutura física e de funcionamento da
instituição)
-entrevistas com profissionais (conhecer o trabalho desenvolvido pela equipe
multidisciplinar)
-observação de reuniões de equipe
-observação de intervenções de grupos e individuais
-entrevista psiquiátrica com paciente (Identificação, queixa principal, história
psiquiátrica, exame psíquico, etc)
-aplicação do “mini-mental” em pacientes
-observação de atividades terapêuticas
-execução de projetos interventivos (realização de trabalhos terapêuticos de
acordo com a instituição e supervisão)
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

-participação em palestras e cursos com temas de saúde mental

4. Locais onde pode ser desenvolvido


-Hospital psiquiátrico
-Clínica de recuperação
-Comunidade terapêutica
-Ambulatório de psiquiatria
-Caps
-Centro de convivência, reabilitação e resocialização de Saúde mental.
-Hospital geral (departamento de psiquiatria)
-Grupos de multuo-ajuda
-Locais de Eventos (cursos e palestras)

5. Duração
-Carga horária: 60 horas / durante o ano letivo

6. Metas a serem cumpridas pelos estagiários


-desenvolver a capacidade de construir hipótese diagnóstica
-refletir sobre a história psiquiátrica do paciente para compreender melhor
-desenvolver postura profissional através das reuniões multidisciplinares
-ampliar a visão das doenças pelo contato com outros profissionais

7. Formas de Avaliação
-Relatórios de visitas
-participação nas supervisões
-cumprir datas estabelecidas para entrega de relatórios
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

8. Postura ética
-Respeitar o paciente como ser humano e cidadão
-manter o sigilo profissional
-respeitar o trabalho dos profissionais
-respeitar a instituição e seu regimento
-Adequar-se à estrutura das aulas, supervisões e instituições.

ESTÁGIO EM PSICOLOGIA ESCOLAR


1. Introdução
O estágio em Psicologia Escolar e Problemas de Aprendizagem acontece no
terceiro ano do curso de Psicologia. A disciplina aborda os processos
intrapsíquicos e as relações interpessoais nas situações de aprendizagem escolar,
com base no conhecimento das diferentes teorias da aprendizagem.
O estágio possibilita ao aluno o contato com a instituição escolar de duas formas:
realizando inicialmente um diagnóstico da instituição no que se refere às relações
entre os vários atores da instituição e, em um segundo momento, realizando uma
intervenção que propicie a melhoria de tais relações.
Os alunos são acompanhados semanalmente nas aulas práticas. O professor
responsável por tais aulas recebe os relatórios e credita conforme o desempenho
do aluno os créditos relativos ao estágio.
2. Objetivo do Estágio para a Formação
O objetivo principal do estágio em Psicologia Escolar é a conjugação entre a teoria
e prática, fundamental nas experiências educativas. Através de um
posicionamento criativo e crítico, o estagiário deve ter condições de reelaborar o
conhecimento acadêmico recebido, adequando-o à prática profissional.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

Vinculado às características do próprio estágio, o estagiário deve elaborar projetos


de intervenção que, conjugando teoria e prática, considerem como objetivos
fundamentais da sua atuação na área da educação os seguintes pontos:
Contribuição para a melhoria da situação docente e o resgate da autonomia, do
papel dirigente e do valor social do professor;
Contribuição para a construção de relações sociais (aluno-aluno, professor-aluno,
direção-coordenação, coordenação-professores, direção-professores-funcionários
e, em um sentido mais amplo, a relação escola-pais) que propiciem a formação de
vínculos que garantam o máximo desenvolvimento possível das possibilidades
humanas de todos os envolvidos.
Preocupação em aprofundar conhecimentos em relação aos processos cognitivos
e condições de ensino, buscando-se ancorar-se em teorias de desenvolvimento e
aprendizagem que lhe permitam identificar e contribuir para remover obstáculos e
que garantam ao escolar a apropriação do saber e que expressem o objetivo de
formação de um ser humano pleno de potencialidade e possibilidades;
Atenção a definição de planejamentos e diretrizes educacionais, considerando o
nível de desenvolvimento, interesses e realidade dos alunos;
Auxílio na escolha de materiais didáticos que estimulam o pensamento crítico e
criativo dos alunos.

3. Atividades que Podem Ser Desenvolvidas


Durante o primeiro semestre, os alunos entram em contato com a instituição,
solicitam o estágio apresentando um pré-projeto do trabalho que será
desenvolvido durante o ano. Em seguida, iniciam atividades de observação,
entrevistas e leituras. No final do primeiro semestre, elaboram um projeto de
intervenção que será desenvolvida no segundo semestre. A intervenção pode
consistir de reuniões, dinâmicas de grupo, atividades com os alunos ou
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

professores, ou outros procedimentos que professor responsável e alunos-


estagiários julguem pertinentes.
Dentre as várias possibilidades de atuação na intervenção destacam-se:
No trabalho com os alunos:
a. Análise da situação a partir dos diversos ângulos de visão (do aluno, da família,
do professor e da escola) construídas no processo de encaminhamento;
b. Desconstrução do rótulo de incompetência, que na maioria dos casos
acompanha o aluno, priorizando os trabalhos em grupos;
c. Remoção dos aspectos que obstacularizam a aprendizagem e desmobilizam as
possibilidades de desenvolvimento, através de intervenções específicas.

No trabalho com os pais:


a. Discussão e reflexão com os mesmos das possíveis origens das dificuldades
dos filhos, a partir da consideração do papel social da escola;
b. Discussão e reflexão com os mesmos acerca do papel que a criança com
dificuldades ocupa nas relações familiares;
c. Identificação de formas possíveis de intervenção da família no contexto escolar,
buscando não só a superação do problema específico como a garantia do direito a
uma educação de qualidade para o filho;

No trabalho com os professores:


a. Valorização do conhecimento que os mesmos possuem sobre o problema
apresentado;
b. Resgate do papel do professor como elemento ativo e dirigente da reflexão e
redefinição de caminhos possíveis na resolução das dificuldades apresentadas;
c. Desmistificação das explicações “psicologizantes”;
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

d. Reflexão sobre o processo de aprendizagem do aluno, objeto de atenção


particular, com vistas a uma posterior reflexão sobre o processo de ensino
aprendizagem mais amplo e com o objetivo de reorganização do mesmo;
e. Resgate do conhecimento psicológico como possibilidade de compreensão e
modificação da realidade.

4. Locais onde Pode Ser Desenvolvido


O estágio pode ser realizado em escolas ou creches. Outras instituições podem
ser consideradas desde que nelas sejam desenvolvidas atividades de ensino-
aprendizagem.

5. Duração
A duração do estágio é de aproximadamente nove meses, isto é, de fevereiro a
outubro. Os alunos devem cumprir um total de 40 horas dentro da instituição e 40
horas de leituras, preparação do material para intervenção, reuniões com o
professor, dentre outros, o que totaliza as 80 horas de estágio.

6. Metas a Serem Cumpridas pelos Estagiários


Entrar em contato com a instituição escolar, realizar as observações, entrevistas,
compreender as relações entre os atores envolvidos no processo de ensino-
aprendizagem, elaborar o projeto de intervenção e realizar a própria intervenção.
Ao final do processo, analisar e criticar a experiência confrontando-a com o
estudado teoricamente.

7. Forma de avaliação
Os alunos são acompanhados semanalmente pelo professor. Entregam relatórios
de todas as atividades realizadas na escola e um relatório final com a análise do
processo.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

8. Postura Ética Esperada

Os alunos devem apresentar-se nos locais de estágio pontualmente e esclarecer


sempre aos participantes dos objetivos do trabalho. Devem manter posição de
respeito e todas as observações realizadas devem ser mantidas em sigilo e
discutidas apenas com o professor responsável. Tendo em vista que o estágio é
uma preparação para a atuação profissional futura, a seriedade na apresentação
de desenvolvimento de atividades é fundamental.

ESTÁGIO DE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL


1. Introdução
Este estágio proporciona aos alunos do 3° ano do curso de Psicologia a aplicação
prática dos conhecimentos teóricos transmitidos na disciplina Orientação
Vocacional e Profissional, que prioriza a estratégia clínica em orientação
vocacional como forma de desenvolvimento do trabalho, através do modelo de
Bohoslavsky. Os atendimentos ocorrem nas modalidades individual e grupal.
Os estagiários confeccionam um plano de atendimento (para grupos ou orientando
individual) que será realizado entre 8 a 10 encontros.O público atendido no estágio
é compreendido por adolescentes, a partir de 14 anos, que estejam realizando a 8
ª série do ensino fundamental e adolescentes e jovens realizando o ensino médio.
Também pessoas que desejam voltar a estudar ou mudar o curso que já estejam
realizando, bem como pessoas já formadas que queiram redirecionar suas
carreiras.
2. Objetivos do estágio para a formação
Este estágio tem como objetivo propiciar ao aluno a prática da orientação
vocacional, nas modalidades individual e grupal. O trabalho é desenvolvido
através de três pilares: aprofundamento do autoconhecimento, informações sobre
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

as diversas profissões existentes e exigências do mercado do trabalho. A prática


supervisionada capacita o aluno a compreender os aspectos inconscientes
envolvidos na escolha profissional de cada participante e a conhecer os aspectos
sócio-econômico-culturais que envolvem as profissões.
A realização da orientação vocacional deve possibilitar aos orientandos o
desenvolvimento da capacidade de reflexão que leva a uma escolha crítica,
baseada no autoconhecimento e na construção ativa do futuro, através das
informações obtidas.

O estágio proporciona também a experiência de atendimento individual (em


duplas) e grupal (em trios), e constitui uma entrada para a experiência clínica e
institucional, o que favorece intensamente o conhecimento da prática da psicologia
já no terceiro ano do curso.

3. Atividades que podem ser desenvolvidas


Os alunos desenvolvem as seguintes atividades: apresentação e mobilização em
escolas sobre a importância da escolha profissional feita de maneira adequada,
planejamento de programas de orientação vocacional para adolescentes e
adultos, inclusive com necessidades especiais e de inclusão social, atendimento
nas modalidades individual e grupal realizadas em diversos contextos sócio-
econômicos, e em espaços clínicos e institucionais.

4. Locais onde pode ser desenvolvido


Este estágio pode ser desenvolvido nas clínicas Uniban, em escolas, ongs e
outros locais que desenvolvam projetos com grupos de juventude, tais como
igrejas, centros comunitários, centros de juventude, etc.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

5. Duração
A duração do estágio é de 60 horas e é realizado no 2° semestre do ano letivo.

6. Metas a serem cumpridas pelos estagiários


Os estagiários devem realizar projetos de orientação vocacional adequados à
população que forem assistir. Devem definir quais técnicas serão utilizadas e
mesmo elaborar dinâmicas para necessidades específicas do grupo ou da
orientação individual. Os estagiários devem também desenvolver uma visão
clínica do material surgido nos trabalhos, fazendo devolutivas aos orientandos
adequadas ao desenvolvimento do autoconhecimento destes. Devem ainda
fornecer informações realistas sobre profissões e mercado de trabalho. É
obrigatória a confecção de relatórios por encontro e a elaboração de um relatório
final por dupla ou trio de orientadores.

7. Formas de Avaliação
A avaliação é feita a partir da presença nas aulas, da participação ativa nas
discussões supervisionadas, na qualidade dos projetos de O. V. e na qualidade
dos atendimentos, bem como na confecção de relatórios. A evolução teórico-
prática do aluno e o desenvolvimento de adequada postura profissional também
são itens fundamentais da avaliação.

8. Postura ética
O aluno-estagiário deve apresentar respeito ao orientando, compreendendo suas
dificuldades pessoais e intelectuais como produto de sua história de vida e
características pessoais. Deve se responsabilizar pelo processo e crescimento do
orientando, observando suas necessidades de desenvolvimento, bem como se
responsabilizar pela inserção adequada nos diversos locais onde se realizam os
estágios, observando os valores e modos de funcionamento de cada instituição.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

ESTÁGIO EM PSICODIAGNÓSTICO

1. Introdução
Este estágio corresponde ao segmento clínico do curso de Psicologia no quarto
ano. Trata-se de uma primeira aproximação do aluno com o atendimento, visando
estabelecer um diagnóstico dentro de uma perpactiva interventiva e possibilitando
ao aluno a vivência da prática da relação terapeuta-paciente e a reflexão sobre as
diversas formas de manejo na clínica.

2. Objetivo do estágio para a formação


. propiciar ao aluno a experiência do atendimento clínico
. criar condições para reflexão clínica sobre os casos atendidos
. observação dos casos atendidos
. realização de laudos psicológicos
. manejo da técnica da prática clínica

3. Atividades que podem ser desenvolvidas


. atendimento a crianças, adolescentes, adultos e idosos
. atendimentos individuais e grupais
. acompanhamento de triagens em grupo ou individuais

4. Locais onde pode ser desenvolvido


. Clínica Psicológica da Uniban

5. Duração
. carga horária de 120 horas no decorrer do ano letivo
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

6. Metas a serem cumpridas pelos estagiários


. compreensão dos objetivos do estágio
. integrar conteúdo teórico e prática clínica
. participação ativa na discussão de casos
. manejo clínico adequado aos modelos de atendimento apresentados
. postura ética durante os atendimentos e na clínica

7. Formas de avaliação
. entrega de relatórios parciais e finais
. cumprimento de prazos
. capacidade de elaboração clínica
. participação nas discussões de caso
. postura ética nos atendimentos
. adequação às regras de funcionamento da clínica

8. Postura ética
. conhecer as regras de funcionamento da clínica no que se refere às atitudes
esperadas dos alunos estagiários, em relação à:
- vestuário
- faltas e atrasos
- marcação de atendimento
- possibilidade de desmarcar pacientes
- uso do telefone da clínica
- uso do material da clínica
- postura enquanto aguardam o paciente
- postura ao final do atendimento
- uso da sala de observação - relação com o supervisor da clínica
- manter organização do material clínico no prontuário dos pacientes
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

OBS: estas regras encontram-se disponíveis com o supervisor da clínica ou no


manual da clínica, as quais podem variar de acordo com a especificidade de cada
Campus.

ESTÁGIO EM PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO

1. Introdução

A realização de estágios em Psicologia Organizacional e do Trabalho contribui


para uma formação ampla, atualizada e responsável dos futuros profissionais da
área de Psicologia. Perante a constatação da velocidade das mudanças sócio-
econômicas, do acentuado e constante desenvolvimento tecnológico, novas
demandas se revelam no âmbito das organizações e do trabalho humano.
Conseqüentemente, novas oportunidades de atuação profissional se apresentam,
inclusive para os psicólogos, que deve então estar preparados para responder às
novas demandas.

O estágio nesta área, portanto, busca o contato do estudante de Psicologia com


variados tipos de organização, de modo a possibilitar a compreensão das relações
entre trabalho e subjetividade e saúde, com uma visão crítica, contextualizada e
histórica do psicólogo nas organizações. Além disso, o estágio deve focalizar
também os processos de gestão de pessoas, a fim de nortear os futuros
profissionais em intervenções que lidem com questões como liderança,
comunicação, motivação, qualidade de vida, entre outras relevantes nesse
contexto.

2. Objetivos do estágio

O estágio deve possibilitar aos estagiários:

a) Compreender a psicodinâmica das relações entre trabalho, subjetividade e


saúde, utilizando o referencial teórico aprendido;
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

b) Buscar transformações nas relações de trabalho por meio de diagnóstico,


elaboração de projetos e implementação de técnicas organizacionais;

c) Entrar em contato com campos profissionais da área de Psicologia


Organizacional e do Trabalho.

3. Atividades do estágio

As atividades a ser desempenhadas pelo estagiário são assim definidas:

a) Realizar diagnóstico organizacional a fim de identificar características do


funcionamento organizacional, bem como levantar problemas relativos aos
aspectos psicossociais e de gestão das pessoas na organização;

b) Construir um plano de intervenção compatível com necessidades ou demandas


percebidas na etapa de diagnóstico, tais como: avaliação das relações
humanas no interior da organização; treinamento e desenvolvimento; avaliação
de desempenho; recrutamento e seleção; qualidade de vida; promoção da
saúde do trabalhador e outras;

c) Implantar e avaliar as atividades estabelecidas no plano de intervenção, a fim


de melhor compreender as relações teoria-prática, como também aprofundar e
melhorar o encaminhamento das atividades.

Em resumo, o estágio será composto das seguintes etapas: apresentação do


estagiário na organização, solicitação e aceite do estágio, formação de vínculo
com a organização e com as pessoas que dela fazem parte, realização de
diagnóstico, devolução dos dados coletados, planejamento e realização de
atividades interventivas, e avaliação das mesmas.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

4. Locais para realização de estágio

Os estágios podem ser realizados em organizações de pequeno, médio ou grande


porte; nacionais ou multinacionais; públicas ou privadas e, inclusive, organizações
não governamentais (ONG’s) ligadas à produção de bens ou prestação de
serviços.

Também podem ser aceitas as organizações em que o aluno trabalhe, desde que
as atividades previstas no plano de estágio possam ser satisfatoriamente
cumpridas. O estabelecimento do contato e do aceite do estágio será de
responsabilidade do aluno.

5. Duração
Os alunos podem realizar os estágios em grupos de aproximadamente cinco
integrantes, para que possam, juntos, realizar uma troca de experiências e
observações proveitosas em diferentes setores da organização cedente do
estágio.

Cada aluno deve cumprir, no mínimo, 80 horas de estágio ao longo de oito meses
do período letivo: março a junho, no 1º semestre; agosto a novembro, no 2º
semestre.
No mês de julho, em virtude das férias escolares, o que impossibilita o
acompanhamento das atividades de estágio, as visitas dos alunos ficam
interrompidas, sendo retomadas logo no início do segundo semestre.

6. Metas a ser cumpridas pelos estagiários


No decorrer do estágio, ficam definidas as seguintes metas:
- elaboração de relatórios de atividades referentes a cada visita efetuada na
organização;
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

- elaboração da caracterização e do diagnóstico organizacional até o final do 1º


semestre letivo;
- realização de entrevista devolutiva, plano de intervenção, implantação e
avaliação do plano até o final do 2º semestre letivo.

7. Forma de avaliação
A avaliação do desempenho do aluno deve levar em conta os seguintes aspectos:
nível de comprometimento com as atividades de estágio; articulação teórico-
prática; nível de qualidade das atividades práticas e dos relatórios de estágio;
freqüência e participação durante as reuniões de supervisão.

8. Postura ética
O estágio proporciona a compreensão das relações trabalho-subjetividade e
saúde, bem como processos de gestão de pessoas. Nesse contexto, torna-se
necessário que os alunos respeitem e se responsabilizem pelos conteúdos
objetivos/subjetivos apresentados.
Os alunos devem zelar pela formação e manutenção de um vínculo de confiança
com a organização e seus componentes, demonstrando postura ética durante toda
a realização das atividades, com a cautela de não expor as pessoas mas sim
focando situações relevantes para o desenvolvimento das potencialidades
humanas e da saúde no âmbito organizacional.
As intervenções devem ser pautadas por clareza e objetividade, compatíveis com
as necessidades percebidas e com as possibilidades de compreensão da
população-alvo das atividades de estágio.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

ESTÁGIO EM PSICOTERAPIA

1. Introdução
Em continuidade ao estágio de Psicodiagnóstico, o estágio em Psicoterapia é
realizado durante o quinto ano do curso e consiste no desenvolvimento do
atendimento clínico dentro do contexto da clínica-escola de acordo com a
abordagem teórica estabelecida pelo professor responsável pelo
acompanhamento do estagiário.

2. Objetivo do estágio para a formação


. propiciar ao aluno a experiência do atendimento clínico
. criar condições para reflexão clínica sobre os casos atendidos
. observação dos casos atendidos
. manejo da apresentação clínica dos casos
. manejo da técnica da prática clínica

3. Atividades que podem ser desenvolvidas


. atendimento psicológico a crianças, adolescentes, adultos, idosos, casais e
grupos
. realização e acompanhamento de triagens em grupo ou individuais

4. Locais onde pode ser desenvolvido


. Clínica Psicológica da Uniban

5. Duração
. carga horária de 130 horas no decorrer do ano letivo

6. Metas a serem cumpridas pelos estagiários


Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

. compreensão dos objetivos do estágio


. integrar conteúdo teórico e prática clínica
. participação ativa na discussão de casos
. manejo clínico adequado aos modelos de atendimento apresentados
. postura ética durante os atendimentos e na clínica

7. Formas de avaliação
. entrega de relatórios parciais e finais
. cumprimento de prazos
. capacidade de elaboração clínica
. participação nas discussões de caso
. postura ética nos atendimentos
. adequação às regras de funcionamento da clínica

8. Postura ética
. conhecer as regras de funcionamento da clínica no que se refere às atitudes
esperadas dos alunos estagiários, em relação à:
- vestuário
- faltas e atrasos
- marcação de atendimento
- possibilidade de desmarcar pacientes
- uso do telefone da clínica
- uso do material da clínica
- postura enquanto aguardam o paciente
- postura ao final do atendimento
- uso da sala de observação
- relação com o supervisor da clínica
- manter organização do material clínico no prontuário dos pacientes
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

OBS: estas regras encontram-se disponíveis com o supervisor da clínica ou no


manual da clínica, as quais podem variar de acordo com a especificidade de cada
Campus

ESTÁGIO EM PSICOLOGIA INSTITUCIONAL

1. Introdução
O estágio em Psicologia Institucional é dirigido para os alunos do 5º ano do curso
de Psicologia e favorece ao aluno uma análise critica da instituição e uma
aproximação teórica e prática do cotidiano e das práticas profissionais dos
psicólogos em instituições.

2. Objetivo do estágio para a formação


Capacitar os estagiários para a compreensão da dinâmica institucional em suas
dimensões formais e implícitas.

3. Atividades que podem ser desenvolvidas


Observação participativa, levantamento de hipóteses e intervenção.

4. Locais onde pode ser desenvolvido


Instituições públicas e privadas de Saúde, Assistência Social e do Judiciário.

5. Duração
O estágio tem uma carga horária de 100 hs a ser desenvolvida durante o ano
letivo.
Instituto de Ciências da Saúde
MANUAL DE ESTÁGIO DEPSICOLOGIA

6. Metas a serem cumpridas pelos estagiários


Transformar as hipóteses resultantes do processo de observação indagativa em
propostas voltadas para a melhoria das relações intra-institucionais e do
atendimento dirigido a população.
7. Formas de avaliação
O processo de avaliação envolve o desenvolvimento das atividades de estágio
que serão acompanhadas em supervisão mediante a apresentação de um
relatório diário das experiências e do aprendizado resultantes da inserção no
campo de estágio.

8. Postura ética
Espera-se que o estagiário desenvolva o seu senso crítico para com as relações
institucionais, interesse para a pesquisa científica e compromisso ético para com o
bem estar do ser humano e da sociedade.