P. 1
maquinagem

maquinagem

|Views: 1.926|Likes:
Publicado pornatalinoandrade2
Natalino Andrade
Natalino Andrade

More info:

Published by: natalinoandrade2 on Feb 11, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/14/2013

pdf

text

original

Instituto Politécnico de Bragança Escola Superior de Tecnologia e Gestão Engenharia Biomédica Processamento de Materiais

Trabalho elaborado por: Natalino de Jesus Santos Andrade Nº - 18709

0

Índice

A maquinagem .................................................................................... 2 Introdução ........................................................................................... 2 Processos de maquinagem .................................................................. 2 Objectivos dos processos de maquinagem:......................................... 3 Processos de fabrico ............................................................................ 4 Aplicação da maquinagem na área Biomédica ................................... 5 Maquinagem de instrumentos/equipamentos médico -hospitalar....... 7 Fabrico de implantes bucomaxilofaciais em titânio ......................... 10 Conclusão .......................................................................................... 12 Referências bibliográficas ................................................................. 13

1

A maquinagem Introdução A maquinagem propriamente dita, é um processo de fabrico com arranque de apara este processo permite a produção de peças com formas complexas, com apertadas tolerâncias geométricas e dimensionais e também com um bom acabamento superficial. A maquinagem é também conhecida por corte com arranque de apara, que consiste no arranque de aparas da superfície do material, pela penetração progressiva de uma ferramenta de corte, a qual, para isso, é afiada em forma de cunha e está animada de um movimento em relação à peça (o movimento relativo pode obter-se com a ferramenta imóvel e a peça móvel, ou inversamente, ou ainda com ambas móveis). Na maioria das vezes a maquinagem conduz a melhor acabamento e precisão dimensional que os processos de fabrico sem arranque de apara.

Processos de maquinagem

-Torneamento;

- Fenomonologia do corte; - Fresagem; - Aplainamento; - Furação; - Rectificação; - Electroerosão.

2

Objectivos dos processos de maquinagem:

 O acabamento de superfícies de peças fundidas ou enformadas mecanicamente, é importante de modo a obter-se melhor aspecto superficial e dimensões mais precisas, de acordo com as especificações de fabricação e de acordo com o emprego.  A obtenção de peculiaridades, impossíveis de conseguir pelos processos convencionais;  A fabricação de peças em série, a um custo mais baixo.  A fabricação de uma ou poucas peças, praticamente de qualquer forma, a partir de um bloco de material metálico. Este processo tecnológico pode ser dividido em função da dimensão dos elementos removidos.  O corte por arranque de apara macroscópica, como seja o torneamento, fresagem, furação, etc. As aparas têm uma espessura que varia entre 0,25 mm e 2,5 mm.  A rectificação, neste caso as aparas são de menor dimensão variando a espessura entre 0.0025 mm e 0.25mm.  Os processos não convencionais: a electroerosão, a maquinagem electroquímica e com ultra-sons, em que a dimensão das partículas são de grandeza submicroscópica ou mesmo atómica. Como dito anteriormente para que haja arranque de apara é necessário que se verifiquem determinados movimentos entre a peça e a ferramenta de corte.  O movimento de corte (1) é aquele que sem movimento de avanço, consegue o arranque de apara durante uma revolução (por exemplo no torneamento ou fresagem) ou durante uma translação; o movimento de corte pode ser circular ou rectilíneo;  O movimento de avanço (2) torna possível conjuntamente com o movimento de corte o arranque de apara ao longo de toda a peça.  O movimento de penetração (3) é aquele que determina a espessura da apara a arrancar  O movimento de aproximação (4) é o que leva a ferramenta de corte junto da peça a trabalhar. 3

Processos de fabrico

Os processos de fabrico podem classificar-se em processo com ou sem arranque de apara. Sem arranque de apara: - Forjamento - Laminagem - Extrusão - Estiramento - Embutidura - Fundição - Soldadura 2. Com arranque de apara: - Torneamento - Furação - Fresagem - Aplainamento - Serragem - Rectificação - Electroerosão

4

Aplicação da maquinagem na área Biomédica

Nos últimos tempos a procura e os pedidos de ferramentas e máquinas têm crescido a um ritmo muito grande, por isso a área mecânica tem sido o principal motor de resposta às exigências da sociedade (qualidade do produto e redução do custo de fabrico dos mesmos). Portanto esse crescente aumento na expectativa de vida da população em exigindo melhorias e actualizações a diversas áreas da ciência. Hoje em dia, verifica-se que as fronteiras entre as diferentes áreas do conhecimento estão cada vez mais frágeis e é bom que desmorone, permitindo o intercâmbio entre as áreas e acções cooperativas, proporcionando melhorias significativas na resposta dada à sociedade em geral, por exemplo na área relacionada com implantes: ortopédicos, há equipas médicas, engenheiros mecânicos, programadores, designers e entre outras áreas de conhecimento que têm vindo a desenvolver conjuntamente, instrumentos/aparelhos/ferramentas e máquinas médicos e hospitalares bem como também técnicas auxiliares de planeamento e execução cirúrgica, selecção de materiais adequados para utilização como implantes, softwares de visualização gráfica médica, design e fabricação de implantes personalizados, bem como a optimização dos mesmos, permitindo assim que as áreas de conhecimento andem de mãos dadas cuja finalidade é a busca do bem-estar (físico, mental, pessoal, e social) da população. Resumidamente podemos dizer que a maquinagem pode ajudar nas várias e diversas áreas médicas, como nas análises clínicas: da ortopedia, neurocirurgia, cirurgia, traumatologia bucomaxilofacial, oncologia e implantodontia.

5

Qualquer empresa ou instituição que presta serviços aos públicos precisam de estar munidas de equipamentos/ máquinas e ferramentas sofisticadas, sendo que na área médica presta um serviço delicado à sociedade então é preciso que esteja apetrechada com máquinas/ aparelhos médicos que sejam rápidas, confiáveis que optimize a produção e melhorar a resposta dada aos pacientes. Para além de nos hospitais e centros de saúde houver dispositivos médicos de grandes dimensões, cito a mesa cirúrgica, aparelho de ultrasom, macas, ao dispor dos médicos/enfermeiros encontra-se uma vasta e diversificada gama de micro-ferramentas ou micro-peças, essas microferramentas ou micro-peças, como é de prever são maquinadas e caso necessário tratadas para poderem ser veículo de contacto com o organismo ou tecido do paciente, pois têm de ser biocompatíveis.

6

Maquinagem de instrumentos/equipamentos médico hospitalar A maquinagem não está apenas ao serviço do sector mecânico (automobilístico, aeronáutico etc.) mas sim está ao serviço de indústrias de próteses, implantes, aparelhos cirúrgicos e sobretudo na produção de equipamentos médicos/ hospitalares ou de suas peças, para uso médico. Então, é muito importante que se tenha em consciência que a maquinagem não é, e não pode ser vista apenas como meio de fabrico de micro-peças / peças que fazem máquinas trabalharem e nem pode ser vista como meio de produção ou preparação de peças que têm finalidade ou função própria. A maquinagem de peças médicas capazes de serem usadas como alternativas funcionais a órgãos fracturados, amputados, ou a estruturas ósseas anatómicas danificadas ou mesmo até por questões estéticas a medicina tem se servido desse processo para responder às exigências do doente /consumidor. Porém é preciso trabalhar com materiais de difícil maquinagem (como por exemplo o titânio), com perfis complexos e pequenos diâmetros, buscando, sempre, o máximo em precisão. Estas são condições necessárias que todas as empresas que realizam a maquinagem de peças pequenas, ou de micro-maquinagem. O mercado de implantes odontológicos e ortopédicos é um bom exemplo desta demanda. Peças com tamanho extremamente reduzido e/ou feitas sob medida que exigem cuidados na escolha das ferramentas. Por exemplo os implantes ortodontologicos são raízes metálicas artificiais fabricadas com materiais biocompatíveis, i.e., o material deve obedecer aos conceitos de biocompatibilidade e bioadesão (osseointegração) e apresentar excelente resistência à corrosão. O material deverá possuir também baixa densidade, alta resistência mecânica, pois os esforços na mastigação podem chegar a 800 N e alta resistência à fadiga (os implantes são também submetidos a esforços cíclicos), além de módulo de elasticidade relativamente baixa.

Fig.0 Implantes Ortodontologico ou ortodontico de titânio.

7

O titânio e suas ligas são empregados nas indústrias aeroespaciais, médicas, química, alimentícia, petróleo e outras aplicações industriais, porque possuem baixa densidade, excelente resistência à corrosão e boas propriedades mecânicas à temperatura ambiente e à temperatura moderadamente elevadas. Normalmente os implantes são produzidos em aço inoxidável, titânio maioritariamente importado dos Estados Unidos e da Europa, o titânio é uma liga de cromo, cobalto, molibdénio e polietileno. Obs. A maquinagem de micro-peças para a medicina está virada para a produção e preparação de peças para todo o corpo, quer sob a forma de próteses /implantes para substituir ossos e cartilagens, como aparelhos que auxiliam as complexas cirurgias do coração ou outro órgão. Muitas empresas produtoras de próteses fabricam implantes ortopédicos, para joelho, quadril, ombro, coluna, para além de acessórios como pinos, parafusos, fios, fixadores externos e equipamentos hospitalares como autoclaves e mesas cirúrgicas. Porém o processo de maquinagem de implantes possui um factor essencial que é o acabamento das próteses, acabamento esse que é importante para não dizer extremamente importante, por exemplo, uma cabeça de fémur tem de ser extremamente polida, com uma rugosidade mínima, para que tenha um deslizamento perfeito na articulação da anca.

Desenvolvimento de equipamentos para cirurgias para a área médica.

8

Também da área médica, mas com outro enfoque, há empresas que se dedicam a desenvolver equipamentos para cirurgias. O sector da maquinagem processa componentes de aparelhos, dentre os quais a bomba de circulação extra-corpórea, cuja função é manter o coração de um paciente funcionando durante uma cirurgia cardíaca, os blenders utilizados para misturar oxigénio e ar comprimido medicinal para oxigenar o sangue, e o afastador de tórax, uma ferramenta de aço inoxidável que também auxilia em cirurgias cardíacas. Alguns componentes de equipamentos ou mesmo alguns instrumentos médicos são fabricados com “aço inoxidável martensítico” e depois do processo de maquinagem, são feitos tratamento térmico para endurecimento e de polimento ou lixagem da superfície, para protecção dos instrumentos. Portanto o avanço significativo da tecnologia nos dias actuais aponta para uma maior integração dos implantes ao organismo humano, com a utilização de recursos electrónicos e digitais. No entanto, essas soluções avançadas só serão possíveis pelo uso dos tradicionais processos mecânicos para a fabricação de próteses e de ferramentas necessárias para o seu fabrico. A maquinagem é parte essencial desse processo.

9

Fabrico de implantes bucomaxilofaciais em titânio Com a constante evolução da engenharia e das ciências da saúde, estas áreas passaram a actuar em conjunto na implantação de componentes para a correcção de traumas ou imperfeições do corpo humano, de forma que o mesmo recupere suas funções originais. Devido ao relevante custo de implantes osseointegráveis, pela utilização de titânio. Os implantes bucomaxilofaciais são utilizados na correcção de eventuais traumas ou imperfeições do corpo humano, de forma que o mesmo recupere suas funções originais. Dado o elevado custo de implantes osseointegráveis, em grande parte devido à necessidade de sua importação, é importante procurar a nacionalização desta tecnologia, de modo a torná-la mais acessível. É importante o desenvolvimento e aperfeiçoamento do processo de fabrico de implantes bucomaxilofaciais de titânio, de uso geral, e de reconstrução do maxilar, específico para cada paciente, por isso o processo a seguir no fabrico pode ser utilizando sistemas CAD (Desenho Assistido por Computador) /CAM (Manufactura Assistida por Computador) integrados com uma fresadora CNC, ou seja uma fresadora sob Controlo Numérico Computorizado) estas possuem uma grande capacidade de flexibilização da geometria a ser fabricada, por serem facilmente reprogramáveis. Em várias universidades e hospitais brasileiros, têm-se desenvolvido um extenso programa de reabilitação de pacientes portadores de deformidades faciais decorrentes de traumatismos, malformações congénitas e de necessidade de cirurgias oncológicas. Com a utilização de implantes osseointegráveis de titânio em deformações faciais, passou a ser possível a construção de próteses mais delicadas, evitando-se o uso de outros elementos para sua fixação, e consequente recuperação mais rápida. São frequentes os casos de fractura de mandíbula, fémur, ocupando os primeiros lugares dentre as fracturas dos ossos da face e dos ossos dos membros, com incidência alta nos casos de acidentes automobilísticos ou de trabalhos. Nestes casos, para um tratamento correcto há a necessidade de se realizar um implante que atenda as necessidades específicas do paciente, isto é, que seja fabricado sob medida. No mundo a maior parte dos implantes têm que ser importados e a altos custos, o que torna praticamente impossível tratar dos casos de fractura de uma maneira mais correcta. 10

Os diversos tipos de implantes desenvolvidos em laboratórios de maquinagem podem apresentar quaisquer dimensões e/ou geometrias mas essas dimensões e geometrias têm que ser aceitáveis. A utilização da tecnologia CAD-CAM, aceleraram a fabricação e também, tornam o processo de maquinagem mais flexível, facilitando alterações de projecto ou fabrico para a adequação às necessidades de cada paciente.

Fig.1- Sequência de operações no sistema CAM utilizada no fabrico de implantes de titânio.

11

Conclusão

O estado actual da tecnologia de fabrico por meio de operações de micromaquinagem, maquinagem de prototipagem tem crescido e pode-se concluir que muitas aplicações já existem e que mais ainda surgirão, no decorrer dos próximos anos. Com as máquinas, ferramentas e conhecimento actuais, muitas aplicações de micromaquinagem já são possíveis e oferecem soluções para problemas encontrados nas mais diversas áreas principalmente na médica - odontológica e aeronáutica, mas também como já disse muitas novas pesquisas e descobertas estão em curso/surgirão e têm de ser postas no mercado multiplicando as aplicações nestas e em áreas ainda não exploradas. Desta forma, as pesquisas em micro-maquinagem cada vez mais devem contribuir para o desenvolvimento industrial, melhoramento da prestação de serviços nos sectores da saúde, para isso é importante as parcerias entre universidades - empresas. A engenharia biomédica tem mesmo o propósito de ser o veículo entre hospitais e a área mecânica, uma vez que os engenheiros biomédicos têm a componente física, mecânica ou em suma as de engenharia, o que vai permitir um ganho acentuado na interpretação e resolução dos casos patológicos, traumáticos ou lesivos na área da medicina odontológica, cirúrgica, ortopédica e também até mesmo na escolha e compra de equipamentos hospitalares que respeitem às necessidades do médico e pacientes.

12

Referências bibliográficas

[Links]:  http://www.hikari-bras.com.br/ArtigoUSP.pdf  http://www.hikari-bras.com.br/ArtigoUSP.pdf  http://www.hikari-bras.com.br/ArtigoUSP.pdf  http://www.grima.ufsc.br/cobef4/files/011082234.pdf  http://www.pucp.edu.pe/congreso/cibim8/pdf/15/15-36.pdf  http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/agosto2009/ju438 pdf/Pag0607Monobloco.pdf  http://www.ndt.net/article/panndt2007/papers/101.pdf

13

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->