Você está na página 1de 61

Alisson Rogério Caetano de Siqueira

Psicólogo – CRP 08/16846


alisson_prof@hotmail.com
41-996379831

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Alisson Rogério Caetano de Siqueira
Formação
Psicólogo – Uninorte/Laurence – Manaus/AM
Teologia – Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) – São Paulo/SP

Pós-graduação
Docência Universitária - Unilassale / Manaus-AM
Antropologia Intercultural – UniEvangélica / Anápolis-GO
Psicologia Clinica Comportamental – ITCR / Campinas-SP
Mestre em Distúrbios do Desenvolvimento – UPM / São Paulo-SP
Doutorando em Distúrbios do Desenvolvimento – UPM / São Paulo-SP

Atuação
Psicólogo Clinico
Professor – FAEC/INESUL – Pedagogia
Professor convidado – UTP – Psicopedagogia
Professor convidado – Uninter

Pesquisa
Transtorno do Neurodesenvolvimento - TDAH
Educação e comportamento escolar
Acessibilidade e inclusão
Sexualidade, gênero e religião
APRESENTAÇÃO

1. Nome

2. Formação/Pós

3. O que você faz

4. O que lhe trouxe ao curso


PC/TCC

5. Qual a sua memória sobre


psicopatologia
Psicopatologia

Fonte: http://milenanicolas.blogspot.com.br/2012/05/psiquiatria-e-instituicoes-de-saude.html
Ementa
1. Introdução da Psicopatologia
a. O Trabalho de Philippe Pinel
b. A história dos hospitais psiquiátricos no Brasil
2. A saúde mental no Brasil
a. A legislação sobre reforma psiquiátrica
b. A rede de atenção psicossocial
3. A formação da Psicopatologia
a. Estrutura teórica
b. Conceitos da psicopatologia
c. Definições de normalidade
d. Abordagens psicopatológicas
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Ementa
4. Diagnóstico em psicopatologia

5. Súmula Psicopatológica

6. Funções Psíquicas e suas alterações

7. Síndromes psiquiátricas

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


A História dos Transtornos Mentais

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Hipócrates (460 - 370 a.C)
Reconhecido como "pai da medicina"

Teoria de Hipócrates

A teoria dos quatro humores corporais


• Sangue
• Fleuma ou pituíta
• Bílis amarela
• Bílis negra

Conceito de equilíbrio
• Eucrasia – equilíbrio dos fluidos
• Discrasia – desiquilíbrio, doença e dor
https://www.alamy.com

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Cláudio Galeno (129 - 217 d.C)
Teoria Humoral
Sangue
Sanguíneo

Quente Úmido

Bile Amarela Fleuma


Colérico Fleumático

Seco Frio

Bile Negra
Melancólico
https://www.alamy.com

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Personagens Importantes

Jean-Étienne
Philippe Pinel D. Esquirol Michel Foucault

1745 – 1826 1772 – 1840 1926 – 1984


Psiquiatra Francês Psiquiatra Francês Filósofo Francês

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


O Trabalho de Phillipe Pinel

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira Fonte: https://youtu.be/cqshVw_-pAQ


Medicina do Sec. XVIII

1 – Modelo de pensamento
- O contraste entre o concreto e o abstrato
- A explicação do Mal

- Medicina nomeadora
“nomear é desvendar ao rigor de uma percepção a Verdade
de um Objeto reduzido” (Pereira, 1978)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Medicina do Sec. XVIII

2 – Prática da medicina
- Neutralizar o doente
- Neutralizar o médico

- Devolver o doente para o local originário - família

(Pereira, 1978)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Medicina do Sec. XVIII

3 – Mudança de paradigma

- O espaço da doença passa a ser a instituição - hospital

- Surgia o conceito patológico

- Conceito de normal

(Pereira, 1978)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


O Hospital Geral e Pinel

Fonte: Tony Robert-Fleury - http://medarus.org/Medecins/MedecinsTextes/pinelp.html


Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Livro de Pinel

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira Fonte: http://resource.nlm.nih.gov/101435510


Pinel e a história da psicopatologia
1 – Agente de transição e teorizador
- conceito patológico
- Nosografia filosófica
2 – Diferencia a doença da loucura (alienação mental)
- fato patológico
- doença natural
(Pereira, 1978)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


3 – Utilização do método analítico
- Análise metódica do objeto
- Observação das mudanças
4 – Conceituação
- Traço principal
Diferença:
• Entre Visível-Superfície, e um Visível-Classe
• Entre sábio e cientista

(Pereira, 1978)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


5 – Concepção de doença
- Essência transcendente

- Estrutura imanente

- Novas figuras: o clinico e o alienista

(Pereira, 1978)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


6 – O objeto observado
a) Matéria prima - individualidade
“o indivíduo não é um Eu oposto aos Outros, é um Eu que
descobre a sua identidade (e a perde depois) na relação com
os outros.”

“o homem concreto é sujeito de relações. O indivíduo contém


uma verdade, embora relativa..”

“o indivíduo existe, mas não pode existir senão no extremo


limite de existência” (p.83 (Pereira, 1978)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


6 – O objeto observado

b) Doença

“A Doença é portanto concebida com um desequilíbrio de


influências, perturbação na hierarquia natural (ordem) do
organismo”

“a Ordem vem da Moral - ideia bem própria


da burguesia no Poder” (p.124).
(Pereira, 1978)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Fonte: Jornal da USP
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Fonte: http://www.ccms.saude.gov.br/hospicio/mapas.php
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira Fontehttp://www.polbr.med.br/ano08/wal1108.php
Fonte: UFRJ-Praia_Vermelha.jpg
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Hospital psiquiátrico Nossa Senhora da Luz

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Estrutura pública de saúde mental no
Brasil

Rede de atenção à
saúde mental brasileira

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Evolução
• anos 70 dá-se início do processo de Reforma Psiquiátrica no Brasil,
• ano de 1978 marca o início efetivo do movimento social pelos direitos dos
pacientes psiquiátricos no Brasil
• Em março de 1986 foi inaugurado o primeiro CAPS do Brasil, na cidade de São
Paulo: Centro de Atenção Psicossocial Professor Luiz da Rocha Cergueira,
conhecido como CAPS da Rua Itapeva (BRASIL, 2004).
• Em 1989 a Secretaria Municipal de Saúde de Santos (SP) deu início há um
processo de intervenção em um hospital psiquiátrico, a Casa de Saúde
Anchieta, implantação dos Núcleos de Atenção Psicossocial (NAPS).
• No ano de 1989, Projeto de Lei que propõe a regulamentação dos direitos da
pessoa com transtornos mentais e a extinção progressiva dos manicômios no
país.
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Evolução
• A partir do ano de 1992, primeiras leis que determinam a substituição
progressiva dos leitos psiquiátricos por uma rede integrada de atenção à saúde
mental.
• Na década de 90 entra em vigor a regulamentação sobre a implantação de
serviços de atenção diária, fundadas nas experiências dos
primeiros CAPS, NAPS e Hospitais-dia, e as primeiras normas para
fiscalização e classificação dos hospitais psiquiátricos.
• Os NAPS/CAPS, criados oficialmente a partir da Portaria GM 224/92 que
regulamentou o funcionamento de todos os serviços de saúde mental em
acordo com as diretrizes de descentralização e hierarquização das Leis
Orgânicas do Sistema Único de Saúde.
• A Portaria/GM nº 106 de 11 de fevereiro de 2000 institui os Serviços
Residenciais Terapêuticos.
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Evolução
• no ano de 2001 é sancionada a Lei 10.216 que dispõe sobre a proteção e os
direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo
assistencial em saúde mental, privilegiando o oferecimento de tratamento em
serviços de base comunitária, mas não institui mecanismos claros para a
progressiva extinção dos manicômios..
• A Portaria/GM 336 de 19 de fevereiro de 2002 estabeleceu as modalidades dos
Centros de Atenção Psicossocial como CAPS I, CAPS II, CAPS III, CAPS AD E
CAPSi, definindo-os por ordem crescente de porte/complexidade e abrangência
populacional.
• A Lei Nº 10.708 de 31 de Julho de 2003 institui o auxílio-reabilitação
psicossocial para assistência, acompanhamento e integração social, fora de
unidade hospitalar, de pacientes acometidos de transtornos mentais, internados
em hospitais ou unidades psiquiátricas.

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Evolução
• A Portaria nº 1.876 de 14 de Agosto de 2006 instituiu Diretrizes Nacionais para
Prevenção do Suicídio, a serem implantadas em todas as unidades federadas,
respeitadas as competências das três esferas de gestão.
• a Lei 11343 de 23 de agosto de 2006 institui o Sistema Nacional de Políticas
Públicas sobre Drogas - Sisnad; prescreve medidas para prevenção do uso
indevido, atenção e reinserção social de usuários e dependentes de drogas;
estabelece normas para repressão à produção não autorizada e ao tráfico
ilícito de drogas; define crimes e dá outras providências.

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Fonte: http://milenanicolas.blogspot.com.br/2012/05/psiquiatria-e-instituicoes-de-saude.html
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Conceitos Fenomenológicos
Fenômeno
• Tudo o que existe é fenômeno e só existem
fenômenos.
• Fenômeno é todo objeto aparente, é o que se
apresenta à nossa consciência.
Consciência
• A consciência é doadora de sentido às coisas, tem o
poder de constituir e criar as essências.
• A consciência centra-se na vivência das coisas pelo
sujeito, e não nas coisas em si.
(Cheniaux, 2015)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Conceitos Fenomenológicos
Redução Fenomenológica
A consciência capta o ser do objeto, a sua essência, que
transcende suas próprias e mutáveis aparências.
(PETRELLI, 2001)

Fonte: https://pt.pngtree.com/freepng/robust-muscle-arm_3076194.html
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Psicanálise

Aparelho Psíquico

Fonte: https://sahajapower.wordpress.com/2010/02/10/mistakes-of-psychoanalysis/
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Etimologia

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Semiologia

É a ciência dos signos. O signo é um objeto, fenómeno ou


ação material que, por natureza ou por convenção,
representa ou substitui outro.

Semiologia Psicopatológica

O estudo dos sinais e sintomas dos transtornos mentais.

(Dalgalarrondo, 2008)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Estrutura do signo
Significante x Significado

Tipos de signo
• Ícone
• Indicador
• Símbolo

(Dalgalarrondo, 2008)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Ícone

o elemento significante evoca imediatamente o significado.


Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)
Indicador

a relação entre o significante e o significado é de contiguidade.


Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)
Símbolo

o elemento significante e o objeto ausente (significado) são


distintos em aparência e sem relação de contiguidade

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)


Sinal
qualquer estímulo emitido pelos objetos do mundo

Sintomas
são os sinais comportamentais objetivos, verificáveis
pela observação direta do paciente.
(Dalgalarrondo, 2008)

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira


Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Síndrome
agrupamentos relativamente constantes e estáveis de
determinados sinais e sintomas.
Doença
os fenômenos mórbidos nos quais podem se identificar certos
fatores causais (etiologia), um curso relativamente
homogêneo, estados terminais típicos, mecanismos
psicológicos e psicopatológicos característicos, antecedentes
genético familiares algo específicos e respostas a
tratamentos mais ou menos previsíveis.
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)
“todo fenômeno psíquico que possa apreender-se
em conceitos de significação constantes
e com possibilidade de comunicação” (Jaspers).

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)


1- Forma dos Sintomas
Sua estrutura básica

2- Conteúdo dos Sintomas


O que preenche a alteração estrutural.

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)


1- Fenômenos semelhantes em todas as pessoas.

2- Fenômenos em parte semelhantes e em parte


diferentes.

3 - Fenômenos qualitativamente novos, diferentes

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)


Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
1- Normalidade como ausência de doença.
“ausência de sintomas, de sinais ou de doenças”

2- Normalidade ideal
• Conceito “utópico”.
• Estabelecido de forma arbitraria - “sadio”, mais “evoluído”.
• Consenso social

3- Normalidade estatística
Identifica norma e frequência.
O normal passa a ser aquilo que se observa com mais
frequência.
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)
4- Normalidade como bem-estar
Conceito da OMS
5- Normalidade funcional
Dados quantitativos.
O fenômeno é considerado patológico a partir do momento em
que é disfuncional, produz sofrimento para o próprio indivíduo
ou para o seu grupo social.
6- Normalidade como processo
consideram-se os aspectos dinâmicos do desenvolvimento
psicossocial, das desestruturações e das reestruturações ao
longo do tempo, de crises, de mudanças próprias a certos
períodos etários.
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)
7- Normalidade subjetiva
percepção subjetiva do próprio indivíduo em relação a seu
estado de saúde, às suas vivências subjetivas.

8- Normalidade como liberdade


Conceito fenomenológico e existencial
A saúde mental se vincularia às possibilidades de transitar
com graus distintos de liberdade sobre o mundo e sobre o
próprio destino.

9- Normalidade operacional
Arbitragem pragmática

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)


Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira
Psicopatologia Descritiva
Interesse fundamental pela forma das alterações
psíquicas, a estrutura dos sintomas, aquilo que caracteriza
a vivência patológica como sintoma mais ou menos típico.

Psicopatologia Dinâmica
Interesse pelo conteúdo da vivência, os movimentos
internos de afetos, desejos e temores do indivíduo, sua
experiência particular, pessoal, não necessariamente
classificável em sintomas previamente descritos.
Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)
Psicopatologia Médica - naturalista
trabalha com uma noção de homem centrada no corpo, no
ser biológico como espécie natural e universal.

Psicopatologia Existencial
A doença mental, nessa perspectiva, não é vista tanto como
disfunção biológica ou psicológica, mas, sobretudo, como um
modo particular de existência, uma forma trágica de ser no
mundo, de construir um destino, um modo particularmente
doloroso de ser com os outros.

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)


Psicopatologia Comportamental-Cognitivista
Os sintomas resultam de comportamentos e representações
cognitivas disfuncionais, aprendidas e reforçadas pela
experiência sócio-familiar.

Psicopatologia Psicanalítica
os sintomas e síndromes mentais são considerados formas
de expressão de conflitos, predominantemente inconscientes,
de desejos que não podem ser realizados, de temores aos
quais o indivíduo não tem acesso.

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)


Psicopatologia Categorial
As entidades nosológicas ou transtornos mentais específicos
podem ser compreendidos como entidades completamente
individualizadas, com contornos e fronteiras bem-
demarcados.

Psicopatologia Dimensional
Existência de um lastro de compatibilidade entre conceitos

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)


Psicopatologia Biológica
enfatiza os aspectos cerebrais, neuroquímicos ou
neurofisiológicos das doenças e dos sintomas mentais

Psicopatologia Sócio Cultural


Os sintomas e os transtornos devem ser estudados, no seu
contexto eminentemente sociocultural, simbólico e histórico.

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)


Psicopatologia Operacional-Pragmática
as definições básicas de transtornos mentais e sintomas
são formuladas e tomadas de modo arbitrário, em função de
sua utilidade pragmática, clínica ou orientada à pesquisa.

Psicopatologia Fundamental
centrar a atenção da pesquisa psicopatológica sobre os
fundamentos de cada conceito psicopatológico.

Psicopatologia – Prof. Me. Alisson Siqueira (Dalgalarrondo, 2008)