Você está na página 1de 5

Metodologia do Handebol

Curso: Educação Física

Turno: Manhã

Docente: Luiz Inácio

Discentes: Adriana Xavier de França

Carlos

Heloysa Stefany Nunes Ferreira

Hiago Lael Alves de Moura

Hudson Pantaleão

Jéssica Priscila Lobo de Almeida

José Alexandre

Kleydsson

Pedro Henrique de Sousa Costa


Introdução

O handebol (ou andebol) é um esporte coletivo que envolve passes de bola com as mãos.
Praticado entre duas equipes, o nome dessa modalidade esportiva é proveniente da língua
inglesa, visto que hand significa “mão”.
A bola do handebol é feita de couro e para as equipes masculinas ela possui um diâmetro
maior. Sendo assim, para homens ela tem 58,4 cm de circunferência e massa de 453,6
gramas. Já para mulheres, ela tem 56,4 cm de circunferência e massa de 368,5 gramas.
Objetivo

Esse trabalho tem como objetivo explanar sobre o fundamento Passe no Handebol. O passe é
considerado o fundamento mais importante, básico e imprescindível para que o jogo de
Handebol possa desenvolver-se, sem o qual dificilmente poderá haver a colaboração entre os
jogadores e o cumprimento dos objetivos ofensivos. Todo o jogo de uma equipe depende da
exatidão e segurança do passe. A responsabilidade da segurança cabe ao passador, que deve
observar se deve passar e como passar a bola a um companheiro.
Conceito e Objetivo do Fundamento

De acordo com REIS (2006), “Passes – São movimentos que permitem a bola ir de um jogador
a outro, desta forma ele necessita sempre da interdependência de no mínimo duas pessoas. ”
O passe é utilizado para que seja dada a sequência no jogo, a boa execução desse
fundamento pode alterar a velocidade do jogo.

Tipos de passe
Passe de peito frontal com duas mãos: Braços flexionados com a bola com a bola próxima
ao tronco que está ligeiramente inclinado à frente. Braços se estendem simultaneamente à
frente na direção do passe, efetuando ao mesmo tempo no movimento de impulso a pronação
dos dois braços.
Passe de ombro: A Posição inicial são as pernas voltadas para frente contrária à do braço de
lançamento; o braço que realizará o passe deve estar flexionado; palma da mão apontando
para direção do passe com os dedos para cima.

Passe em pronação frontal: Bola adaptada na altura do abdômen com a borda radial para
cima; cotovelo ligeiramente flexionado; tronco um pouco inclinado à frente. No momento do
passe, o braço estende na direção do passe com um movimento de pronação para facilitar no
impulso do passe.

Passe em suspensão: A técnica é a mesma do passe frontal (passe de ombro). No momento


da impulsão (perna contrária à do braço de lançamento), a perna do lado do braço de
lançamento estará flexionada e sendo elevada para cima para aumentar a velocidade e a altura
do salto.

Passe Quicado: Pode ser realizado com uma ou duas mãos, na direção do jogador alvo. Após
o lançamento a bola quica no chão chegando no jogador na altura do abdômen.

Passes com efeito (“Rosca”): Pode ser com uma mão, fazendo a pronação ou supinação do
braço, dando o efeito na bola com os dedos ou com as duas mãos, fazendo a bola girar. O
passe é picado, no momento de contato com o solo é que a bola pega efeito, mudando sua
direção.
Referências

https://www.todamateria.com.br/handebol/

https://brunanogueiradias.wordpress.com/handebol-os-fundamentos/

https://pedagogiadohandebol.com.br/

https://www.efdeportes.com/efd93/handebol.htm

http://portaldoprofessor.mec.gov.br

http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br