Você está na página 1de 2

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA 1

JOSÉ ARTHUR CAMPOS

PLANEJAMENTO FAMILIAR
 Derivado da Aldosterona: diurético.
1. INTRODUÇÃO:  Drospirenona.
• Atividade de saúde que visa oferecer informações  Derivado da Pregnana:
e meios para que as pessoas possam decidir livre,  Acetato de ciproterona.
consciente e responsavelmente a respeito do  Medroxiprogesterona (provoca ganho de
número e da época de terem seus filhos. peso, retenção liquida e osteoporose; tem
• No Brasil: efeito semelhante a um glicocorticoide;
 70% da população usa algum método. trimestral).
 21% usam anticoncepcionais orais.  Acetofenido de diidroxiprogesterona.
 41% usam laqueadura tubária.  Derivado da Norpregnana:
• Critérios de elegibilidade da OMS para métodos  Nomegestrol.
contraceptivos:  Nestorona.
 Categoria 1: método pode ser usado sem  Trimegestona.
restrição.
 Categoria 2: vantagens superam riscos.
 Categoria 3: em geral riscos superam
vantagens.
 Categoria 4: risco inaceitável.
• Índice de Pearl: mede o número percentual de
gestação com determinado método contraceptivo
OBS.: anticoncepcionais antiandrogênicos inibem
no tempo de um ano (quanto mais baixo, melhor).
testosterona: melhora acne e diminui a libido.
2. CLASSIFICAÇÃO DOS ANTICONCEPCIONAIS:
• Temporários: hormonais, DIU, comportamentais  Anticoncepcionais combinados:
e barreira.  Efeitos colaterais: aumento de peso, náusea,
• Definitivos: esterilização masculina ou feminina. mal estar, diminuição da libido, cefaleia, tontura
e mudanças no humor.
3. MÉTODOS TEMPORÁRIOS:  Contraindicações (nível 4 OMS): gravidez,
a) HORMONAIS: risco cardiovascular, hepatopatias, enxaqueca
• Constituição: com aura, neoplasia hormônio dependente,
 Progestagênios: promovem a anovulação e lactação inferior a 6 meses, fumantes acima de
inibição do muco cervical. Desregulam o ciclo 35 anos, doenças tromboembólicas.
menstrual, não tem data certa.  Benefícios: proteção contra câncer de ovário e
 Estrogênio: potencializa o progestagênio e dá endométrio; diminui o fluxo e regulariza o ciclo
estabilidade ao endométrio, determinando mais menstrual; alivia a dismenorreia e melhora
regularidade nas perdas sanguíneas. endometriose.
• Estrogênios mais utilizados:  Índice de Pearl: 0,5%.
 Etinilestradiol (orais).  Risco de TEV: >39 anos – 100:100.000; <39
 Estradiol (injetável): anos – 25:100.000.
 Valerianato.  Drogas que diminuem seu efeito: fenitoína,
 Ciprionato. barbitúricos, carbamazepina, antibióticos
 Enantato. (rifampicina, ampicilina, griseofulvina).
• Progestagênios mais utilizados:  Vias de administração: injetáveis, vaginais,
 Derivado da Nortestosterona: androgênico. orais, transdérmicos.
 Noretisterona.  Anticoncepcionais com apenas progestagênio:
 Linestrenol.  Índice de Pearl: 0,5%.
 Norgestrel:  Vias de administração: injetável trimestral,
 Levonorgestrel. implante subdérmico, oral, sistema intrauterino
 Desogestrel. (Mirena).
 Norelgestromina.

PROFª LAVICI, 2018.


GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA 2
JOSÉ ARTHUR CAMPOS

 Contracepção de emergência: 4. MÉTODOS DEFINITIVOS:


 Alta dose de Levonorgestrel 750 mcg, 01 cp a) LAQUEADURA TUBÁRIA:
de 12/12 horas, até 72 horas após a relação  25 anos com dois filhos ou mais, após 40 dias do
sexual. último parto. A lei diz que pode fazer a laqueadura
 Índice de Pearl: 3%. após 60 dias entre o desejo de fazê-la e o ato
cirúrgico.
b) BARREIRA:  40% dos métodos usados no Brasil.
 Vantagens: não tem contraindicações e protege  Arrependimento frequente.
contra IST’s.  Aumenta fluxo menstrual.
 Desvantagens: taxa significativa de falhas.  Índice de Pearl: 0,1-0,5%.
 Métodos:
 Camisinha: índice de Pearl de 2-12%. b) VASECTOMIA:
 Diafragma: índice de Pearl de 6-20%.  Não há aumento de câncer de testículo.
 Corresponde a 1,2% dos métodos utilizados.
c) DISPOSITIVO INTRAUTERINO (DIU):  Pode levar a dor testicular.
 Corpo estranho que produz endometrite asséptica,  Tem que haver confirmação de azoospermia.
com efeito espermaticida de alta eficácia  Índice de Pearl: 0,5%.
potencializado pelo cobre.
 Índice de Pearl: 1-3%. 5. CASOS CLÍNICOS:
 Vantagens: segurança; baixo custo; tempo  Caso 1: paciente de 40 anos, G3P3nA0, deseja
prolongado. método anticoncepcional, não quer ter mais filhos.
 Desvantagens: aumento do fluxo menstrual; Antecedentes pessoais: hipertensa. Conduta?
colocação desconfortável; cólicas uterinas.  Laqueadura tubária, DIU de cobre, camisinha,
vasectomia, anticoncepcional oral.
d) SISTEMA LIBERADOR DE LEVONORGESTREL  Caso 2: paciente de 20 anos, nuligesta, refere
(SIL) – MIRENA: dismenorreia intensa e hiperfluxo. Antecedentes
 Dispositivo em forma de T com reservatório de pessoais: NDN. Deseja método contraceptivo,
Levonorgestrel 52mg. conduta?
 Ação: torna o muco hostil ao espermatozoide  Anticoncepcional oral e camisinha, DIU de
(função, motilidade e capacitação espermática são cobre, SIL (Mirena), adesivo hormonal,
afetadas) e causando efeito antiproliferativo do anticoncepcional injetável, anel vaginal.
endométrio.  Caso 3: paciente de 25 anos, G1P1A0, refere que
 Vantagens: usado em pacientes trombofílicas; usa método comportamental de tabela para evitar
acneico. filhos e diz que atualmente não pode engravidar
 Desvantagens: aumento de peso, náusea, mal por não tem parceiro fixo. Antecedentes pessoais:
estar, diminuição da libido, cefaleia, tontura e NDN. Conduta?
mudanças no humor.  Camisinha, anticoncepcional hormonal, DIU de
 Duração: 5-7 anos. cobre.
 Índice de Pearl: 0,1%.  Caso 4: paciente de 44 anos, G2P2cA0, deseja
método contraceptivo. Antecedentes pessoais:
e) COMPORTAMENTAIS: câncer de mama. Conduta?
 Vantagens: sem contraindicações.  DIU de cobre e camisinha.
 Desvantagens: altíssimo índice de falha de 20-  Caso 5: paciente puerperal de parto normal há
30%. dois meses e lactante, deseja evitar filhos.
 Métodos: Antecedentes pessoais: NDN. Conduta?
 Tabelinha.  Camisinha, anticoncepcional oral (apenas de
 Muco cervical. progestagênio), DIU de cobre, SIL (Mirena).
 Temperatura basal.  Caso 6: paciente de 30 anos, G2P2A0, deseja
 Coito interrompido. método anticoncepcional. Antecedentes pessoais:
trombofilia e gastrite crônica. Conduta?
 Camisinha, DIU de cobre, SIL (Mirena).

PROFª LAVICI, 2018.