Você está na página 1de 16

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS / DEPARTAMENTO DE QUÍMICA

QUÍMICA GERAL F (QUI-203) – PROF.: João Cura D´Ars

LISTA DE EXERCÍCIOS

REVISÃO – ESTEQUIOMETRIA E SOLUÇÕES

1) Balanceie as seguintes equações químicas esqueletos:

a) AgNO3(s) → Ag (s) + NO2 (g) + O2 (g)


b) P2S5(s) + PCl5 (s) → PSCl3 (g)
c) BF3(g) + NaH (s) → B2H6 (g) + NaF(s)
d) LaC2(s) + H2O (l) → La(OH)3 (s) + C2H2 (g) + H2 (g)
e) H2C2O2(aq) + MnO4‒(aq) → Mn2+(aq) + CO2(g) (meio ácido)
f) HCHO(aq) + Ag+(aq) → Ag(s) + HCO2H(aq) (meio ácido)
g) Zn(s) + VO3‒(aq) → V3+(aq) + Zn2+(aq) (meio ácido)
h) SnO22‒(aq) + Bi(OH)3(s) → Bi(s) + SnO3(aq) (meio básico)
i) ClO‒(aq) + CrO2‒(aq) → Cl‒(aq) + CrO42‒(aq) (meio básico)
j) N2H4(g) + ClO3‒(aq) → NO(g) + Cl‒(aq) (meio básico)

2) O tiossulfato de sódio (Na2S2O3), um fixador de fotografias, reage com o brometo de prata


(AgBr) da emulsão do filme não exposto para formar brometo de sódio (NaBr) e um composto
solúvel cuja fórmula é Na3[Ag(S2O3)2]:

2 Na2S2O3 (aq) + AgBr (s) → NaBr (aq) + Na3[Ag(S2O3)2] (aq)

a) Quantos mol de Na2S2O3 são necessários para reagir com 1,0 mg de AgBr?

b) Calcule a massa de brometo de prata que irá produzir 0,033 mol de Na3[Ag(S2O3)2].

3) O combustível sólido do foguete auxiliar do ônibus espacial é uma mistura de NH4ClO4 e pó de


Al. Na ignição, a reação que ocorre é

6 NH4ClO4 (s) + 10 Al (s) → 5 Al2O3 (s) + 3 N2 (g) + 6 HCl (g) + 9 H2O (g)

a) Que massa de alumínio deve ser misturada com 1,325 kg de NH4ClO4 para essa reação?
b) Determine a massa de Al2O3 formada na reação de 3,500 x 103 kg de Al.

4) O aquecimento da pedra calcária, que é principalmente CaCO3, produz CO2 e CaO pela equação


CaCO3 (s) ⎯
⎯→ CaO(s) + CO2 (g)

Se a decomposição térmica de 42,73g de CaCO3 produz 17,5 g de CO2, qual é o rendimento percentual da
reação?

5) Um vaso de reação contém 5,77 g de fósforo branco e 5,77 g de oxigênio. A primeira reação que
ocorre é a seguinte
P4 (s) + 3 O2 (g) → P4O6 (s)

Se o oxigênio presente é suficiente, a reação prossegue, com formação de P4O10 (s)

P4O6 (s) + 2 O2 (g) → P4O10 (s)

a) Qual é o reagente limitante para formação do P4O10?


b) Qual é a massa de P4O10 produzida?
c) Quantos gramas de reagente em excesso permanecem no vaso de reação?

6) Uma amostra pesando 1,2680 g do carbonato de um metal M de fórmula MCO 3, reage com
100,00 mL de H2SO4 0,1083 mol.L-1, segundo a reação representada pela Equação 1. O gás CO2 é
removido e o excesso de H2SO4 é neutralizado com 71,02 mL de uma solução aquosa de NaOH cuja
concentração é de 0,1241 mol.L-1 (representada pela Equação 2).

H2SO4(aq) + MCO3(s) → MSO4(aq) + H2O(l) + CO2(g) Equação 1


H2SO4(aq) + 2 NaOH(aq) → Na2SO4(aq) + 2 H2O(l) Equação 2

Calcule o peso atômico do metal M e o identifique.

7) A descoberta da cisplatina (cis-diamindicloroplatina, ou cis-DDP) no início de 1960 gerou uma


enorme quantidade de pesquisa visando o entendimento do mecanismo de ação da droga na
destruição das células cancerosas no corpo humano. A Figura abaixo mostra a estrutura do cis-
DDP.

Atualmente a cis-DDP é mundialmente conhecida como um agente anticancerígeno usado no tratamento


de tumores. Pode ser produzido pela reação entre o tetracloroplatinato(II) de potássio e a amônia, de
acordo com a reação representada pela Equação 1 abaixo:

Equação 1: K2PtCl4(s) + 2 NH3(aq) → Pt(NH3)2Cl2(s) + 2 KCl(aq)

a) Calcule a massa de cis-DDP, em gramas, que pode ser obtida pela reação de 0,240 mol de K2PtCl4 com
0,588 mol de NH3.
b) Calcule o rendimento percentual quando 1,71 g de K2PtCl4 e 0,161 g de NH3 produzem 1,08 g de cis-
DDP.

8) A água sanitária é fornecida com uma concentração média de 2,50% (m/m) expressa em
hipoclorito de sódio (NaOCl) e densidade igual a 1,05 g.mL-1. Qual é a concentração em quantidade
de matéria (mol.L-1) dessa solução?

9) Calcule a concentração em quantidade de matéria (mol L-1) de uma solução de ácido acético
(H3CCOOH), sabendo que ela foi preparada a partir da diluição de 1,00 mL de ácido acético glacial
completados até 100,00 mL com água destilada. O ácido acético glacial tem concentração de 99,7 %
m/m e sua densidade é de 1,05 g.mL-1.

10) Calcule o volume de 0,0155 mol.L-1 de HCl (aq) que deve ser usado para preparar 100 mL de
uma solução de 5,23 x 10-4 mol.L-1 de HCl(aq).

11) Calcule o volume de 0,152 mol.L-1 de C6H12O6 (aq) que deve ser usado para preparar 25 mL de
uma solução de 1,59 x 10-5 mol.L-1 de C6H12O6 (aq).

12) Qual é a concentração em quantidade de matéria (mol.L-1) do ácido acético comercial (vinagre)
sabendo-se que é fornecido com uma concentração de 4,00 % (m/m) expressa em ácido acético e
densidade igual a 0,995 g.mL-1? Calcule também a concentração mássica (g.L-1).

ESTRUTURA ELETRÔNICA

13) Qual a energia de um fóton de luz azul de freqüência 6,4 x 1014 Hz?

14) Em relação a Equação de Rydberg.

a) Calcule o comprimento de onda da radiação emitida por um átomo de hidrogênio quando um elétron
faz uma transição do nível n = 5 para n = 2. Calcule também para a transição do nível n = 6 para n = 2.
Identifique na figura abaixo as linhas espectrais produzidas por cada transição sabendo que os valores
calculados são aproximados do experimental.

b) No espectro do hidrogênio atômico, muitas linhas são agrupadas juntas como pertencendo a uma série
(série de Balmer, série de Lyman, série de Paschen). O que as linhas de uma série têm em comum que
torna lógico juntá-las em um grupo?

15) Calcule o comprimento de onda de um elétron (massa = 9,1 x 10 -31 kg) viajando a 5,0 x 106 ms-1.

16) Calcule o comprimento de onda de um elefante (massa = 4.500 kg) viajando a 1,0 ms-1. Comente
a natureza da onda de um elefante.

17) A velocidade média de um átomo de hélio em 25 ºC é 1,23 x 10 3 m. s-1. Qual é o comprimento de


onda de um átomo de hélio nessa temperatura? (Consulte a tabela periódica e use a constante de
Avogadro para determinar a massa de 1 átomo de hélio).
18) Se todas as partículas possuem características ondulatórias, por que não observamos a difração
em partículas grandes como balas de revólver e bolas de futebol?

19) Considere um elétron (massa = 9,1 x 10-31 kg) em algum ponto dentro de um átomo de diâmetro
1,0 Å (10-10 m). Qual é a incerteza no momento (p) e velocidade do elétron (v)? Considere, agora,
um diâmetro menor de 1,0 pm (10-12 m). Calcule a incerteza no momento e velocidade do elétron e
compare os resultados. A incerteza em p é maior em qual situação, 1 Å ou 1 x 10-2 pm? Como o
princípio da incerteza interpreta estes dois resultados?

20) Responda às questões abaixo:

(a) Faça um desenho da superfície limite que corresponde aos orbitais 1s, 2p e 3d
(b) O que se entende por um nodo (nó)?
(c) Quantos nós radiais e angulares (planos nodais) tem cada orbital da letra “a”?
(d) Diga quantos planos nodais (nós angulares) são esperados para um orbital 4f.

21) Desenhe as superfícies limites dos orbitais nos seguintes pares:

a) 1s e 2s
b) 2s e 2p
c) 3px e 3py
d) 3dxy e 3dz2

22) No diagrama abaixo há apenas orbitais do subnível s. Identifique cada um deles na imagem.

23) No diagrama abaixo há apenas orbitais do nível 3. Identifique cada um deles na imagem.
24) Quais são os números quânticos principal (n) e azimutal (l) (momento angular) do orbital para
cada um dos seguintes orbitais:

a) 6p b) 3d c) 2p d) 5f e) 2s f) 6f g) 4d h) 5p

25) Qual é a configuração do estado fundamental esperada para cada um dos seguintes elementos?

(a) alumínio (b) nitrogênio (c) magnésio (d) silício (e) enxofre (f) césio (g) polônio (h) paládio (i) rênio
(j) vanádio

26) Que elementos têm as seguintes configurações eletrônicas de estado fundamental?

(a) [Kr] 4d105s25p4 (b) [Ar] 3d34s2 (c) [He] 2s22p2 (d) [Xe] 4f145d106s2

27) Dentre os conjuntos de quatro números quânticos [n,l,ml, ms], identifique os que são proibidos
para um elétron em um átomo e explique porquê:

(a) {2, 2, -1, +1/2} (b) {6, 0, 0, +1/2} (c) {5, 4, +5, +1/2}

28) Determine se as seguintes configurações eletrônicas representam o estado fundamental ou um


estado excitado do átomo em questão

(a) C    (b) N     
1s 2s 2p 1s 2s 2p

(c) Be    (d) O     
1s 2s 2p 1s 2s 2p

29) Coloque cada um dos seguintes elementos na ordem decrescente de energia de ionização.

(a) selênio, oxigênio, telúrio (b) ouro, tântalo, ósmio (c) chumbo, bário, césio

30) Que elemento em cada um dos seguintes pares tem a maior afinidade eletrônica:

(a) alumínio ou índio (b) bismuto ou antimônio (c) silício ou chumbo (d) cálcio ou gálio (e) germânio
ou arsênio

LIGAÇÕES COVALENTES – TEORIA DE LEWIS

31) Escreva a estrutura de Lewis de:

(a) CCl4 (b) COCl2 (c) ONF (d) NF3 (e) BH4- (f) BrO- (g) NH2-

32) Determine a carga formal de cada átomo das seguintes moléculas. Identifique a estrutura de
energia mais baixa (mais estável) em cada par.

O Cl O O Cl O
(a) (b) O C S O C S
O H O H

(c) H C N H C N
33) O íon cianato, NCO‒, possui o átomo menos eletronegativo, C, no centro da molécula. O íon
fulminato, CNO‒, é muito instável e tem a mesma fórmula, mas o átomo de N está no centro.

a) Desenhe três possíveis estruturas para o NCO‒ e calcule as cargas formais.


b) Desenhe três possíveis estruturas para o CNO‒ e calcule as cargas formais.
c) Com base nas cargas formais do NCO‒ e do CNO-, decida qual é a estrutura de ressonância com a
distribuição de cargas mais razoável.
d) Com base na resposta anterior, explique a instabilidade da estrutura do íon fulminato.

34) As espécies CO, CO2, CH3OH contêm ligações carbono-oxigênio.

a) Coloque as três espécies em ordem crescente de energia de ligação carbono-oxigênio.


b) Qual espécie deve apresentar o menor comprimento para a ligação carbono-oxigênio?

35) Escreva as estruturas de Lewis que contribuem para o híbrido de ressonância do cloreto de
nitrila, ClNO2 (N é o átomo central e cada átomo se liga a ele).

36) Em relação ao íon ClO3-

a) Esboce sua estrutura de Lewis na qual o Cl possui carga formal 0 (faça as expansões do octeto
necessárias).
b) Calcule sua carga formal.
c) Represente seu híbrido de ressonância.

37) Considerando os íons NO2+ e NO2‒, faça o que se pede:

a) Represente cada um dos íons através de seus híbridos de ressonância.


b) O comprimento da ligação N-O em um desses íons é 110 pm e no outro 124 pm. Qual comprimento de
ligação corresponde a qual íon?

38) Utilize as estruturas de Lewis e a teoria RPECV para predizer a forma de cada uma das
seguintes espécies:

(a) SCl4 (b) ICl3 (c) IF4- (d) XeO3 (e) SF6 (f) XeF2 (g) AsF6- (h) TeCl4

39) Determine o número de pares de elétrons ligantes e de pares de elétrons não ligantes no átomo
de fósforo em: (a) PCl3; (b) PCl5; (c) PCl4+ ; (d) PCl6− . Preveja a geometria destas moléculas.

40) Considere as moléculas de CH4, NH3 e H2O e seus respectivos ângulos de ligação, iguais a
109,5o, 107o e 104,5o.

a) Desenhe as estruturas geométricas para as três moléculas.


b) Justifique a tendência observada nos valores dos ângulos de ligação.

41) As três espécies NH2‒, NH3 e NH4+ têm ângulos de ligação H-N-H de 105º, 107º e 109º,
respectivamente. Explique essa variação nos ângulos de ligação.
42) Na figura abaixo estão representadas três formas geométricas para o IF3.

F
F F F
I F I I
F F
F F

I II III

Com base no modelo da repulsão de pares de elétrons no nível de valência diga qual é a forma geométrica
(I, II ou III) mais provável para o IF3?

LIGAÇÕES COVALENTES – TEORIA DA LIGAÇÃO DE VALÊNCIA (TLV)

43) Descreva as ligações nas moléculas abaixo através da T.L.V. usando notação de caixas,
mostrando se há, ou não, promoção de elétrons e hibridação:

(a) SF4 (b) BCl3 (c) NH3 (d) AsF3 (e) BrF3 (f) SeF3+

44) Descreva os diagramas de caixa das moléculas abaixo e identifique os orbitais híbridos
utilizados pelos átomos de fósforo.
(a) PCl4+ (b) PCl6- (c) PCl5 (d) PCl3

45) Complete o quadro abaixo. Para preencher a coluna “Exemplo” use as seguintes moléculas ou
íons: BrF5, ClO3-, NO3-, ICl2-, BeH2. (Não é necessário fazer o diagrama de caixas. Determine pelo
número estérico.)

Orbitais atômicos Hibridação Arranjo Ângulo de ligação (o) Exemplo


s+p sp 180
s+p+p Trigonal plano
3
sp 109,5
120 e 90
90 BrF5

LIGAÇÕES COVALENTES – TEORIA DO ORBITAL MOLECULAR (TOM)

46) Desenhe um diagrama de níveis de energia dos orbitais moleculares e determine a ordem de
ligação para cada uma das seguintes espécies:

(a) Li2 (b) Li2+ (c) Li2-

Decida se cada molécula ou íon tem caráter paramagnético ou diamagnético. No caso de ser
paramagnético, dê o número de elétrons não-emparelhados.

47) Desenhe diagramas de níveis de energia dos orbitais moleculares e diga quais das seguintes
espécies são paramagnéticas:

(a) O2 (b) O2- (c) O2+


Se a espécie é paramagnética, quantos elétrons desemparelhados ela tem?

48) Desenhe diagramas de níveis de energia dos orbitais moleculares e determine a distribuição
eletrônica e a ordem de ligação das seguintes moléculas. Diga também, em cada par, qual delas
possui a ligação mais forte.

(a) F2 ou F2- (b) B2 ou B2+

INTERAÇÕES INTERMOLECULARES

49) Escreva uma fórmula tridimensional para cada molécula a seguir. Se a molécula tiver momento
de dipolo líquido (molécula polar) indique sua direção com uma seta (vetor momento dipolo). Se
não houver momento de dipolo, classifique-a como apolar. (Ignore a pequena polaridade das
ligações C-H)

a) CH3F b) CHF3 c) CH2FCl d) BeF2 e) CH3OH

50) Identifique os tipos de forças intermoleculares que podem agir entre as moléculas das seguintes
substâncias:

(a) NO2 (b) N2H4 (c) HF (d) CI4

51) Para quais das seguintes moléculas as interações dipolo-dipolo são importantes:

(a) CH4 (b) CH3Cl (c) CH2Cl2 (d) CHCl3 (e) CCl4

52) Coloque os seguintes tipos de interações intermoleculares e iônicas na ordem crescente de


magnitude:

(a) íon-dipolo (b) dipolo instantâneo – dipolo induzido (c) dipolo – dipolo (d) íon – íon (e) ligação de
hidrogênio

53) Quais das seguintes moléculas provavelmente formam ligações de hidrogênio?


O
H3C O
C
H3C C
H3C CH3 H3C CH2 H

(a) O (b) OH (c) CH2 O (d) H

54) Qual dos seguintes solventes deve ser o mais capaz de dissolver compostos iônicos?

a) SO2 líquido b) NH3 líquida c) Benzeno d) CCl4

55) Identifique, justificando que substância, em cada par, possui, provavelmente, o ponto de
ebulição normal mais alto:
CH2 CH2 H3C CH2 OH

(a) HCl ou NaCl (b) H3C O CH3 ou CH2 CH2 (c) CHI3 ou CHF3

(d) H2O ou CH3OH

56) Qual das duas substâncias, o CBr4 ou o CCl4 tem pressão de vapor mais alta (evapora mais
facilmente), na temperatura ambiente? Justifique sua resposta.
RESPOSTAS

1)

a) 2 AgNO3(s) → 2 Ag (s) + 2 NO2 (g) + O2 (g)


b) P2S5(s) + 3 PCl5 (s) → 5 PSCl3 (g)
c) 2 BF3(g) + 6 NaH (s) → B2H6 (g) + 6 NaF(s)
d) 2 LaC2(s) + 6 H2O (l) → 2 La(OH)3 (s) + 2 C2H2 (g) + H2 (g)
e)5 H2C2O2(aq) + 6 MnO4‒(aq) + 18 H+(aq) → 6 Mn2+(aq) + 10 CO2(g) + 14 H2O(l)
f) HCHO(aq) + 2 Ag+(aq) + H2O → 2 Ag(s) + HCO2H(aq) + 2 H+(aq)
g) Zn(s) + VO3‒(aq) + 6 H+(aq) → V3+(aq) + Zn2+(aq) + 3 H2O(l)
h) 3 SnO22‒(aq) + 4 Bi(OH)3(s) → 4 Bi(s) + 3 SnO3(aq) + 6 OH-(aq) + 3 H2O(aq)
i) 3 ClO‒(aq) + 2 CrO2‒(aq) + 2 OH-(aq) → 3 Cl‒(aq) + 2 CrO42‒(aq) + H2O(aq)
j) 3 N2H4(g) + 4 ClO3‒(aq) → 6 NO(g) + 4 Cl‒(aq) + 6 H2O(aq)

2) a) 1,1 x 10-5 mol de Na2S2O3 b) 6,2 g de AgBr

3) a) 507 g de Al b) 6,613 x 103 kg de Al2O3

4) 93,1 %

5) a) O2 b) 5,77 g de P4O10 c) 5,7 g de P4O6

6) Bário, PA = 137 g.mol-1

7) a) 72,0 g b) 87,4%

8) 0,353 mol L-1

9) 0,174 mol L-1

10) 3,37 mL

11) 2,62 x 10-3 mL

12) 0,663 mol L-1; 39,8 g L-1

13) 4 x 10-19 J

14)

a) n = 5 para n = 2.  = 434 nm H
n = 6 para n = 2.  = 410 nm H

b) Possuem em comum a região do espectro eletromagnético (visível, UV, infravermelho). Possuem


também a mesma camada final, camada de menor energia, da transição.

15) 1,5 x 10-10 m

16) 1,5 x 10-37 m


17) 8,11 x 10-11 m

18) Porque a ordem de grandeza das massas desses objetos está distante da ordem de grandeza da
constante de Planck (6,626 x10-34 J.s)

19) p = 5,3 x 10-25 kg.m.s-1 e v = 5,8 x 105 m.s-1 para d = 1,0 Å

p = 5,3 x 10-23 kg.m.s-1 e v = 5,8 x 107 m.s-1 para d = 1,0 pm

20)

c) 1s - 1 nó radial 0 nós angulares; 2 p – 1 nó radial 1 nó angular;


3d – 1 nó radial 2 nós angulares

d) 3 nós angulares

21)

23)

24)

a) n = 6 l=1
b) n = 3 l=2
c) n = 2 l=1
d) n = 5 l=3
e) n = 2 l=0
f) n = 6 l=3
g) n = 4 l=2
h) n = 5 l=1
25) a) Al: [Ne] 3s2 3p1 b) N: [He] 2s2 2p3 c) Mg: [Ne] 3s2 d) Si: [Ne] 3s2 3p2 e) [Ne] 3s23p4 f) [Xe] 6s1
g) [Xe] 4f145d106s26p4 h) [Kr] 4d10 (este é um caso especial na tabela, no qual a configuração 4 d10 é
preferencial a 4d85s2. Só “decorando” para deduzi-la. O exercício está aqui para se conhecer as diferentes
configurações. Configurações que só podem ser conhecidas através de memorização não serão cobradas na
prova.) i) [Xe] 4f145d56s2 j) [Ar]3d34s2

26) (a) telúrio (b) vanádio (c) carbono (d) mercúrio

27) (a) proibido: l deve ser sempre inferior a n. (b) permitido (c) proibido; ml não pode ser maior que +l
(justificar dizendo que não há l = 4, orbital g, não é adequado pois este é previsto teoricamente, mas nunca
foi medido experimentalmente).

28) (a) estado excitado (b) estado excitado (c) estado excitado (d) estado fundamental

29) (a) oxigênio > selênio > telúrio (b) ouro > ósmio > tântalo (c) chumbo > bário > césio

30) (a) alumínio (b) antimônio (c) silício (d) gálio (e) germânio

31)

Cl -
(a) Cl C Cl (b)
O
(c) O N F (d)
F N F
(e)
H
(f) - (g) N H -
Cl C Cl F H B H Br O
Cl H
H

32) As primeiras estruturas em cada par são as de menor energia (mais estáveis) por possuírem o menor
número de cargas formais por elemento.

33)

a)
0 0 1-
1- 0 0 - 2- 0 1+ -
N C O N C O N C O

b)

1- 1+ 1- 2- 1+ 0 - 3- 1+ 1+ -
C N O C N O C N O

c)
0 0 1-

N C O

d) Todas as estruturas do íon fulminato possuem maiores cargas formais que qualquer estrutura do íon
cianato.

34)

a)
H3C OH O C O C O
b) CO porque a ligação tripla possui mais elétrons o que favorece a aproximação entre os átomos.

35)

Cl Cl

O N O O N O

36)

a) e b)
0
-
1- 0 O
O Cl
0
O

c)
O O
- O
O Cl O Cl O Cl
O O
O

37)

a)
+ + +
O N O O N O O N O

- -
O N O O N O

b) 110 pm para o íon NO2+ e 124 pm para o íon NO2-. O menor comprimento de ligação está associado ao
híbrido que possui estrutura com ligação tripla.

38)

Xe
O O
Cl Cl - O
Cl
S I Cl F F
(a) Cl (b) (c) (d)
I Xe
Cl Cl O
F F O
Gangorra T O
Quadrado Planar

Pirâmide Trigonal
F F
- Cl
F Cl
F F
S F F
Xe Te
(e) F F (f) (g) As (h)
Cl
F F F F Cl
F
Octaédrica Linear Gangorra
Octaédrica

*Observação: não é obrigatório representar os elétrons não ligantes nas geometrias. Aqui eles estão
representados para auxiliar na compreensão de como as geometrias foram obtidas.

39)

+ -
Cl Cl Cl Cl
Cl Cl Cl Cl Cl
P P Cl
P P
Cl Cl Cl
Cl Cl Cl Cl Cl
Trigonal plana Bipirâmide trigonal Tetraédrica Octaédrica
a) b) c) d)

Pares de elétrons Pares de elétrons Pares de elétrons Pares de elétrons


ligantes = 3 ligantes = 5 ligantes = 4 ligantes = 6

Pares de elétrons não Pares de elétrons não Pares de elétrons não Pares de elétrons não
ligantes = 1 ligantes = 0 ligantes = 0 ligantes = 0

40)

a)
H
109,5°
N O
C
H H H H H H
H H 107° 104,5°

b) O aumento do número de elétrons não ligantes na sequência de CH4, NH3 e H2O fazem com que o
ângulo de ligação diminua devido à maior repulsão dos pares de elétrons não ligantes.

41)
H +
- N
N N
H H H H
H H H H
Os ângulos aumentam devido à diminuição do número de pares de elétrons não ligantes que provocam
maior repulsão.

42) A mais provável é a III (geometria T) porque os elétrons não ligantes estão situados no plano
equatorial no qual os ângulos entre as espécies são de 120 °, maiores que os de 90 ° na posição axial.
Com ângulos maiores, a energia de repulsão dos pares não ligantes é minimizada.
43) Apenas as hibridações (a) sp3d (b) sp2 (c) sp3 (d) sp3 (e) sp3d (f) sp3

44) (a) sp3 (b) sp3d2 (c) sp3d (d) sp3

45)

Orbitais atômicos Hibridação Arranjo Ângulo de ligação (o) Exemplo


s+p sp Linear 180 BeH2
s+p+p sp2 Trigonal plano 120 NO3-
s+p+p+p sp3 Tetraédrico 109,5 ClO3-
s + p + p + p +d sp3d Bipirâmide trigonal 120 e 90 ICl2-
s + p + p + p +d + d sp3d2 Octaédrico 90 BrF5

46)

(a) (c)

↑ 2s ↑↓
↑ 2s ↑
2s ↑↓ 2s
2s ↑↓ 2s 2s
2s
Li Li2- Li-
Li Li2 Li
O.L. = 0,5 Paramagnético (1 e- desemparelhado)
O.L.=1 Diamagnético

(b)

↑ 2s
2s ↑ 2s
2s

Li Li2+ Li+

O.L. = 0,5 Paramagnético (1 e- desemparelhado)


47)

(a)

2p
↑ ↑
↑ ↑ ↑↓ 2p ↑↓ ↑ ↑
2p ↑↓ ↑↓ 2p
2p
↑↓
2p
↑↓
↑↓ 2s ↑↓
2s ↑↓ 2s
2s

O O2 O

(b)

2p
↑↓ ↑
↑ ↑↓ ↑↓  
2p ↑↓ ↑ ↑
2p ↑↓ ↑↓ 2p
2p
↑↓
2p
↑↓
↑↓ 2s ↑↓
2s ↑↓ 2s
2s

O- O2 - O

(c)

2p

↑ ↑ ↑↓ 2p ↑ ↑ ↑
2p ↑↓ ↑↓ 2p
2p
↑↓
2p
↑↓
↑↓ 2s ↑↓
2s ↑↓ 2s
2s

O O2 + O+

Todas as três moléculas são paramagnéticas

(a) 2 elétrons desemparelhados (b) 1 elétron desemparelhado (c) 1 elétron desemparelhado


48)

(a) F2: 2s2 *2s2 2p2 2p4 *2p4


F2-: 2s2 *2s2 2p2 2p4 *2p4 2p1

F2 O.L. = 1 ; F2- O.L. = 0,5 . F2 tem a ligação mais forte

(b) B2: 2s2 *2s2 2p2


B2+: 2s2 *2s2 2p1

B2 O.L. = 1 ; B2+ O.L. = 0,5 . B2 tem a ligação mais forte

49)
(a) H (b) H (c) H (d) F Be F (e) H

C C C C
H
F H F
H F F O H
Cl
H F H

Polar Polar Polar Apolar Polar

50)

(a) N (b) H H (c) H F (d) I


N
O O N
H H C

I I
I
Dipolo Instantâneo – Dipolo Instantâneo – Dipolo Instantâneo – Dipolo Instantâneo –
Dipolo Induzido Dipolo Induzido Dipolo Induzido Dipolo Induzido
e e e Ligação de
Dipolo-Dipolo Dipolo-Dipolo Hidrogênio

51) São importantes para (b), (c) e (d). As moléculas de (a) e (e) são apolares.

52) dipolo instantâneo – dipolo induzido < dipolo – dipolo < ligação de hidrogênio < íon-dipolo < íon –
íon

53) (b) e (c)

54) (b) Pode fazer ligações de hidrogênio.

H3C CH2 OH

55) (a) NaCl (composto iônico) (b) (ligação de hidrogênio) (c) CHF3 (F é mais
CH2 CH2

eletronegativo) (d) H2O (a ligação de hidrogênio é mais predominante que no álcool)

56) O CCl4. Como o Cl é mais eletronegativo que o Br, a nuvem eletrônica do CCl 4 é menos polarizável
(os elétrons estão “mais presos” ao Cl). Desse modo, os dipolos instantâneos e induzidos são menores no
CCl4 do que no CBr4. Como os dipolos são mais fracos, as moléculas escapam mais facilmente para a
fase de vapor e contribuem para uma pressão de vapor maior.