Você está na página 1de 13

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

Superintendência da Educação
Diretoria de Políticas e Programas
Educacionais
Programa de Desenvolvimento Educacional

REVELINO JOSÉ PETLA

PROJETO DE PESQUISA

O USO DO SOFTWARE GEOGEBRA COMO FERRAMENTA AUXILIAR NO ENSINO DA


FUNÇÃO QUADRÁTICA

UNIÃO DA VITÓRIA
2008
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
Superintendência da Educação
Diretoria de Políticas e Programas
Educacionais
Programa de Desenvolvimento Educacional

REVELINO JOSÉ PETLA

PROJETO DE PESQUISA

O USO DO SOFTWARE GEOGEBRA COMO FERRAMENTA AUXILIAR NO ENSINO DA


FUNÇÃO QUADRÁTICA

Projeto desenvolvido no Programa de


Desenvolvimento Educacional PDE – 2008, como
requisito para Intervenção Pedagógica no Colégio
Estadual Neusa Domit de União da Vitória, sob a
orientação do Professor Emerson Rolkouski

UNIÃO DA VITÓRIA
2008
SUMÁRIO

SUMÁRIO........................................................................................................... 3
A) DADOS DE IDENTIFICAÇÃO .................................................................... 4
B) TEMA DE ESTUDO DO PROFESSOR PDE .............................................. 4
C) TÍTULO ....................................................................................................... 4
D) JUSTIFICATIVA DO TEMA DE ESTUDO .................................................. 4
E) PROBLEMATIZAÇÃO ................................................................................ 5
F) OBJETIVO GERAL ..................................................................................... 5
G) FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA/ REVISÃO BIBLIOGRÁFICA................... 5
H) ESTRATÉGIAS DE AÇÃO ......................................................................... 8
I) CRONOGRAMA DAS AÇÕES ................................................................... 9
REFERÊNCIAS ................................................................................................ 11
PARECER DO PROJETO INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA NA ESCOLA .. 12
4

A) Dados de identificação

Professor PDE: Revelino José Petla


Área PDE: Matemática
NRE: União da Vitória
Professor Orientador IES: Emerson Rolkouski
IES vinculada: UFPR
Escola de Implantação: Colégio Estadual Neusa Domit
Público Objeto da intervenção: Alunos do Ensino Médio

B) Tema de Estudo do Professor PDE


Tecnologia: ambiente computacional

C) Título
O uso do Software Geogebra como ferramenta auxiliar no ensino da
função quadrática.

D) Justificativa do tema de estudo

Atendendo as demandas do PDE em pesquisar abordagens


metodológicas para o ensino, e no intuito de tornar o desenvolvimento do
conteúdo matemático de forma contextualizada, prazerosa e interativa em um
ambiente de descoberta e sem perder o foco do rigor científico
A dificuldade de o aluno atribuir um significado para a aprendizagem da
Matemática muitas vezes é o fator que prejudica este aprendizado, desta forma
faz criar certa aversão à disciplina. A construção de gráficos de forma manual é
um exemplo disso, pois desta forma não há como analisar diferentes pontos de
vista rapidamente, o software facilita essa interação instantânea oportunizando
ao professor/aluno testar inúmeras hipóteses e fazer generalizações.
5

E) Problematização

O Governo do Estado do Paraná oportunizou às escolas a instalação


dos laboratórios do Paraná Digital (PRD), investimento este que vem ao
encontro das necessidades atuais da inclusão digital, da informação
instantânea, da educação à distância etc.. Porém de nada adianta possuirmos
a ferramenta se muitas vezes não a usamos adequadamente aos propósitos
aos quais ela se destina. Será que as falhas apresentadas são por negligência
do professor? Ou por ter dificuldade de usá-las?
O presente trabalho tem por finalidade avaliar o uso do software
de Geometria Dinâmica (GD) o Geogebra, o qual é um software livre
disponibilizado nos laboratórios do PRD, propondo atividades orientadas que
possam auxiliar o professor de Matemática aliar a teoria da sala de aula à
prática no laboratório, atividades estas que farão parte de um caderno
pedagógico.

F) Objetivo Geral

Explorar métodos e ferramentas tecnológicas que auxiliem no Ensino da


Matemática.

Objetivos específicos:
Analisar o uso do Software Geogebra;
Propor atividades orientadas para o uso do mesmo;
Elaborar um caderno pedagógico com estas atividades.

G) Fundamentação teórica/ Revisão bibliográfica

A civilização avança a passos largos quando o assunto é tecnologia, nos


últimos 100 anos o homem saiu do chão e ganhou os céus com a invenção do
avião, e a menos de 40 anos chegou a Lua, demonstrando assim a capacidade
6

inventiva do homem. Na área de informática o avanço é da mesma forma muito


rápido, porém estes avanços parecem não acontecer dentro da escola, visto
que ainda a maioria dos professores utiliza apenas o quadro e o giz para
ministrarem suas aulas, qual é o motivo para o não uso dessa tecnologia.
A primeira explicação seria a falta de condições técnicas e de
equipamentos nas escolas que impossibilitariam o uso das tecnologias
principalmente a informática, segundo a Profª Rúbia Barcelos Amaral Zulato,
em sua dissertação de mestrado a questão do uso da informática nas aulas de
Matemática demanda muito da formação continuada do professor, muitos
professores pesquisados não tiveram a formação na área computacional
quando acadêmicos e foram buscar estes conhecimentos de maneira
autônoma demonstrando que a opção de aperfeiçoamento parte do professor
A informática aplicada a Educação sendo foco de pesquisa no meio
acadêmico, começou a incentivar o uso desta mídia nas salas de aula processo
esse que atinge mais as outras áreas do conhecimento humano do que a área
de matemática, que parece ser imune aos avanços tecnológicos. Tal afirmação
pode ser constatada no artigo de Marcelo Borda (1996, p.124) onde relata fatos
importantes sobre a formação do professor, embora este artigo seja de 1996,
não difere de episódios vividos atualmente, salas de informáticas abandonadas
acumulando poeira ou em uma segunda situação, o computador é usados
apenas como um caderno mais rápido onde muda-se o ambiente mais não se
altera a metodologia de trabalho.
Um dos argumentos mais conhecidos e usados “eu aprendi assim e
dessa forma vou ensinar”, porém cabe uma reflexão mais aprofundada, os
nossos alunos vivem num mundo “midiocêntrico” rodeado de mídias e
tecnologia e esta sendo forçado a aprender com lápis e papel, o que pode ser
extremamente prejudicial (Borba, 1996).
Refletindo sobre problema acima apresentado observamos que passado
mais de uma década os problemas apresentados são os mesmos. Muitos dos
alunos daquela época são os professores de hoje, e a filosofia do “aprendi com
lápis e papel e é assim que vou ensinar”, vem se repetindo em muitos casos.
Diante da problemática instaurada neste contexto, qual a melhor
maneira de amenizar este abismo existente entre a tecnologia disponível e a
sua utilização como ferramenta pedagógica? Como selecionar softwares que
7

auxiliem no processo de aprendizagem? Onde buscar tais softwares?Como


aprender usá-los de maneira eficiente?
Muitas são as perguntas, porém o desafio é buscar tais respostas e é
dentro deste espírito investigativo que se pretende desenvolver esta pesquisa.
A tecnologia por si só não mudará a educação, e sim, de que forma esta
ferramenta será utilizada pelo professor, o qual deverá desenvolver um espírito
investigador, deixando a zona de conforto, onde se sente apto a desenvolver
todas as atividades com domínio total sobre o assunto e onde sabe todas as
respostas, para entrar na zona de risco onde o novo está em evidência, há uma
interação maior entre os indivíduos em virtude da diversidade de situações e
dúvidas geradas em um ambiente novo. (BORBA, 2003).
Estudos mostram que a utilização de software dinâmicos melhoram e
facilitam a aprendizagem, pois a manipulação dos objetos pode ser feita pelo
recuso de “arrastar” do mouse, conservando as propriedades do objeto
possibilitando assim as generalizações e descoberta destas propriedades.
No desenvolver da revisão bibliográfica nota-se um grande número de
trabalhos desenvolvidos sobre a Educação Matemática e Informática, com
enfoque especial na postura do professor frente ao desafio de utilizar tal
ferramenta e quais as contribuições das atividades desenvolvidas nos
laboratórios de informática para a aprendizagem de geometria, observou-se
também certa preferência pelo software Cabri-Géomètre.
De maneira particular o software Geogebra é um software de geometria
dinâmica que permite a abordagem de vários conteúdos matemáticos com a
possibilidade de fazer o uso da linguagem algébrica, reunindo o conteúdo de
geometria e álgebra, abordando assuntos simples e através de suas
ferramentas a possibilidade de abordagens de conhecimentos mais complexos.
O programa foi idealizado e desenvolvido por Markus Hohenwarter da
Universidade de Salzburg (Austria) em 2001, por ser um programa de código
aberto, há colaboração de programadores de todas as partes do mundo no
intuito de melhorar o seu desempenho e a facilidade de utilização no ensino de
matemática nas escolas.
Além das ferramentas de geometria dinâmica, o software oferece ainda
um suporte à entrada de equações e coordenadas, associando o primeiro ao
segundo, e vice-versa. Portanto, o Geogebra é a união de um sistema de
8

geometria dinâmico (Dynamic Geometry System – DGS) e de um sistema de


computação algébrica (Computer Algebric System – CAS). O Governo do
Estado do Paraná disponibilizou este software nos laboratórios do PRD, além
disso, existe a possibilidade de trabalhar com ele on line sem a necessidade de
instalação bastando para isso acessar http://www.geogebra.at e clicar em
“Iniciar GeoGebra”, esta opção é muito importante já que o aluno poderá
desenvolver os exercícios em qualquer lugar com acesso a internet.

H) Estratégias de ação

Atendendo as Demandas do PDE-2008, onde se tem como um dos


objetivos principais o aprimoramento do professor desenvolvido a partir dos
aprofundamentos teórico-metodológicos, oportunizando assim a visualização
dos problemas escolares sob um ângulo de pesquisador através de uma
intervenção pedagógica a fim de solucionar ou de minimizar os problemas
detectados na escola.
Esta pesquisa possui um caráter explicativo visando oferecer ao
professor de matemática subsídios para desenvolver atividades que possam
facilitar o entendimento dos conceitos matemáticos se utilizado do computador
e dos laboratórios de informática. A modalidade de pesquisa fundamenta-se na
pesquisa exploratória ou diagnóstica, diante da problemática de que dispondo
da tecnologia de que forma fazer o melhor uso pedagógico, desta forma
buscar-se-ia informações e dados para respaldar este estudo.
A coleta de dados seguirá a modalidade de pesquisa histórico-
bibliográfica ou de revisão visando garimpar estudos já desenvolvidos sobre o
software Geogebra, onde a partir destes estudos e documentos será
sistematizado o caderno pedagógico. Existem vários trabalhos acadêmicos que
abordam o assunto da utilização de softwares de matemática dinâmica, como o
Cabri-Geometry, GeoNext, MATLAB entre outros, estão disponíveis também
vários estudos sobre o Geogebra.
Desta forma este trabalho de pesquisa terá como enfoque principal aos
alunos do Ensino Médio do Colégio Estadual Neusa Domit de União da Vitória
– PR, na área de ambiente computacional, através da pesquisa e análise do
software de Geometria Dinâmica o Geogebra, (software disponível no PRD) na
9

disciplina da Matemática o desenvolvimento seguirá os seguintes itens:


- Aprofundamento teórico-metodológico; (Curso de Extensão na produção de
Material didático- UFPR, Curso de Metodologia da Pesquisa Científica – UFPR)
- Capacitação técnica; Curso Sacir, Moodle e GTR- Formação de Tutores
Estes cursos têm o objetivo de subsidiar o professor para trabalho de
intervenção pedagógica na escola
Quanto o desdobramento para a implantação do projeto tomará as
seguintes características:
- O trabalho de análise do programa e suas potencialidades;
- Elaboração de atividades orientadas de alguns conteúdos matemáticos no
ambiente computacional;
- Elaboração de um caderno pedagógico
Quanto a implementação na escola:
- Fazer o uso de tais atividades com os alunos;
- Prestar orientação aos demais professores que desejam fazer o uso do
material;
- Divulgar o material junto aos professores da rede.
Quanto ao Caderno Pedagógico, mesmo será elaborado segundo
Critério estipulados pela SEED, sendo este composto por:
-Fundamentação teórica do Conteúdo
-Textos de Aprofundamento
-Encaminhamento da atividade
-Avaliação
Quanto ao Conteúdo
Os conteúdos a serem abordados neste material em um primeiro
momento são os conteúdos referentes à função quadrática, suas aplicações e
interpretação dependendo do desenvolvimento do projeto tal conteúdo poderá
ser ampliado.
Quanto ao cronograma:
I) Cronograma das ações
2008 Jan Fev Mar Abri Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Elaboração do
projeto de
pesquisa
Fundamentaç
ão teórica
metodológica
Revisão
10

bibliográfica
Produção do
material
didático
Capacitação
técnica
(SACIR e
Modlle)
Encontro de
orientações

2009 Jan Fev Mar Abri Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Intervenção
do projeto na
escola
Elaboração
artigo
científico
11

Referências
1 ANTUNES, C. Como desenvolver conteúdos explorando as
Inteligências Múltiplas. Disponível em:
<http://pt.wikipedia.org/wiki/Intelig%C3%AAncias_m%C3%BAltiplas>.
jul. 2008.
Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Intelig%C3%AAncias_m%C3%BAltiplas
2 ARMSTRONG, T. Inteligências Múltiplas na sala de aula. 2. ed.
Porto Alegre: ARTMED Editora, 2001.
3 BORBA, M. Informática trará mudanças na educação brasileira?.
Zetetiké, Campinas, v.4, p.123 - 134, jul. 1996.
4 BORBA, M. de C.; PENTEADO, M. Informática e Educação
Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.
5 BRANDãO, E. J. R. INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO E EDUCAÇÃO
MATEMÁTICA. Disponível em:
<http://usuarios.upf.br/~brandao/artigo6.html>>. jul. 2008.
Disponível em:
http://usuarios.upf.br/~brandao/artigo6.html>
6 FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em Educação
Matemática: precursos tóricos e metodológicos. 2. ed. Campinas-
SP: Autores Associados, 2007.
7 NóBRIGA, J. C. C.; ARAúJO, L. C. L. Aprendendo Matemática com
o Geogebra. 1. ed. em fase de editoração, 2007.
8 RICHIT, A.; MALTEMPI, M. V. Geometria Analítica e Software de
Geometria Dinâmica: Uma proposta à. jul. 2008.
Disponível em:
http://www.rc.unesp.br/igce/demac/maltempi/Publicacao/Richit-
Maltempi-ciem.pdf
9 ZULATTO, R. B. A. Professores de Matemática que utilizam
software de Geometria Dinâmica: suas caracteristicas e perspe.
12

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO


Superintendência da Educação
Diretoria de Políticas e Programas Educacionais
Programa de Desenvolvimento Educacional

PARECER DO PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA NA ESCOLA PROFESSORES PDE - 2008

1. IDENTIFICAÇÃO

a) INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR: Universidade Federal do Paraná

b) PROFESSOR ORIENTADOR IES: Emerson Rolkouski

c) PROFESSOR PDE: Revelino José Petla

d) NRE: União da Vitória

d) ÁREA/DISCIPLINA: Matemática

e) TÍTULO DO PROJETO: O uso do Software Geogebra como ferramenta auxiliar no ensino da função
quadrática

2. CRITÉRIOS DE ANÁLISE

O Parecer deverá ser emitido pelo Professor Orientador da IES, após o


respectivo processo de orientação, atendendo os critérios abaixo
relacionados:

 Relação do Projeto com a área/disciplina de atuação do Professor PDE.


 Articulação do Projeto com os problemas da realidade escolar
paranaense.
 Justificativa e fundamentação teórico-metodológica consistente.
 Viabilidade de implementação, considerando o contexto da escola onde
será desenvolvido.
 Estratégias de ação pertinentes e condizentes com o público a que se
destina.
 Possibilidade de vir a ser incorporado às práticas pedagógicas da
escola.

3. PARECER CONCLUSIVO: ( X ) Favorável ( ) Desfavorável


13