Você está na página 1de 4

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DA PARAÍBA

Curso: Direito
Disciplina: Sociologia Geral e Antropologia
Período: 1º C.H.: 72 Semestre: 2006.2
José Luciano Albino Barbosa (Ms)
Professor(es):

PROGRAMA

1. EMENTA

Contextualização histórica do processo de formação da Sociologia como Projeto Científico.


Clássicos da Sociologia: Durkheim e o funcionalismo; Weber e a Sociologia Compreensiva; Marx
e o materialismo histórico e dialético. Movimentos e mudanças sociais. Categorias sociológicas:
classe social, partidos políticos, ideologia, alienação, trabalho, sexualidade. Abordagem sobre a
origem da Antropologia e sua constituição enquanto projeto científico. Método e conceitos básicos
da Antropologia.

2. OBJETIVOS

Desenvolver uma análise critica sobre o contexto histórico, social e intelectual de formação da
Sociologia como ciência, tomando como referencial teórico os pensadores clássicos (Durkheim,
Weber e Marx). Assim como, compreender o objeto de estudo, aspectos metodológicos, conceitos
e categorias sociológicas fundamentais (classe social, cultura, relação indivíduo e sociedade,
interação social, entre outros). Compreender as principais questões que fundamentam a
Antropologia como projeto científico, segundo o estudo de conceitos como raça e cultura,
etnocentrismo e relativização e a etnografia enquanto método de pesquisa. Este curso almeja,
portanto, estimular os alunos à análise crítica de temas contemporâneos através de uma matriz
sócio-antropológica.

Instituto de Educação Superior da Paraíba – IESP


Coordenação de Direito – coorddireito@iesp.edu.br
Av. João Maurício 1801 – Bessa – João Pessoa – PB CEP 58037-010
CNPJ- 70.118.716 / 0001 – 73 Tel.:(83) 21063805
3. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Unidade Assunto
1 PROCESSO DE SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA ENQUANTO UM
PROJETO CIENTÍFICO
O Iluminismo
A Revolução Francesa
A Revolução Industrial
2 PENSAMENTO SOCIOLÓGICO CLÁSSICO
O Positivismo: Escola Sociológica e formação de uma Física Social
Augusto Comte
Durkheim
Consciência coletiva e fato social: uma sociologia moral das instituições
3 SOCIOLOGIA COMPREENSIVA: MAR WEBER
A questão da sociabilidade em Max Weber: a cultura como elemento causual
Aspectos metodológicos: o tipo ideal e a noção de causalidade probabilística
O ethos religioso e sua relação com o desenvolvimento capitalista norte
americano: a Teologia da Prosperidade.
4 A SOCIOLOGIA DE KARL MARX
O Materialismo Histórico e Dialético
Estudo do Manifesto Comunista: um documento político e ideológico de
fundamentação filosófica e científica sobre o Capital
O Fetiche da Mercadoria
5 ANTROPOLOGIA
Origem da Antropologia
Expansão marítima européia no século XVI
A Antropologia enquanto um projeto científico. Raça e Cultura
6 CONCEITOS ANTROPOLÓGICOS
Raça e Cultura
Etnocentrismo e Relativismo Cultural
7 DEBATES DE TEMAS CONTEMPORÂNEOS

Instituto de Educação Superior da Paraíba – IESP


Coordenação de Direito – coorddireito@iesp.edu.br
Av. João Maurício 1801 – Bessa – João Pessoa – PB CEP 58037-010
CNPJ- 70.118.716 / 0001 – 73 Tel.:(83) 21063805
4. METODOLOGIA

Aulas expositivas-dialogadas sobre cada um dos temas.

5. AVALIAÇÃO

O curso será avaliado em duas etapas, segundo provas escritas.

Comment [JMdF1]:
BIBLIOGRAFIA BÁSICA

SOCIOLOGIA GERAL

MARTINS, Carlos Benedito. O que é Sociologia. São Paulo: Brasiliense, 1982.


FERNANDES, Florestan. A herança intelectual da Sociologia. In: Sociologia e Sociedade
(Marialice Foracchi e José de Sousa Martins – Organizadores). Rio de Janeiro: LTC – Livros
Técnicos e Científicos Editora S/A, 1995.
HOBSBAWM, Eric. A Revolução Industrial. In: A Era das Revoluções. São Paulo: Editora Paz e
Terra S/A, 1995.
MORAES FILHO, Evaristo de . (org) Comte. 3º edição. São Paulo: Ática, 1989.
DURKHEIM, Emile. As regras do método sociológico. 15º ed. São Paulo: Editora Nacional, 1995.
WEBER, Max. Ação Social e Relação Social. In: Sociologia e Sociedade (Marialice Foracchi e
José de Sousa Martins – Organizadores). Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos
Editora S/A, 1995.
MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. O Manifesto Comunista. 3ºed. São Paulo: Paz e Terra,
Coleção Leitura, 1998.
BERGER, Peter e BERGER, Brigite. Socialização: como ser um membro da sociedade. In:
Sociologia e Sociedade (Marialice Foracchi e José de Sousa Martins – Organizadores). Rio de
Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos Editora S/A, 1995.

Instituto de Educação Superior da Paraíba – IESP


Coordenação de Direito – coorddireito@iesp.edu.br
Av. João Maurício 1801 – Bessa – João Pessoa – PB CEP 58037-010
CNPJ- 70.118.716 / 0001 – 73 Tel.:(83) 21063805
ANTROPOLOGIA

COPANS, Jean. Antropologia: ciência das sociedades primitivas. Portugal: Edições 70, 1971.

GARCIA CANCLINI, Nestor. Cultura transnacional y culturas populares. Lima: IPAL, 1998.

GEERTZ, Cliford. A interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e
Científicos Editoras S.A, 1989.

DA MATA, Roberto. Relativizando: uma introdução à Antropologia Social. Petrópolis: Vozes,


1981.

KESSING, Felix. Antropologia cultural. Ed. Fundo de Cultura. Rio de Janeiro, 1972.

LABURTHE-TOLRA, Philippe e WARNIER, Jean-Pierre. Etnologia e Antropologia. Petropólis:


Vozes, 1997.

LÉVI-STRAUSS, Claude. Antropologia Estrutural. Rio de Janeiro: Ed. Tempo Brasileiro: 1982.

LÉVI-STRAUSS, Claude. Tristes Tópicos. Portugal: Edições 70, 1981.

MARTÍN, Barbero. Processos de comunicación y matrices de cultura.México: G. Gili, 1998.

RIBEIRO, Darcy. O Dilema da América Latina. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1983.

RIBEIRO, Darcy. Os índios e a civilização. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1982.

ROCHA, E.P.G. Magia e capitalismo: um estudo antropológico da publicidade. São Paulo:


Brasiliense, 1995.
ROCHA, Everaldo P. Guimarães. O que é Etnocentrismo. São Paulo: Brasiliense, 1985. Coleção
Primeiros Passos, número 124.

João Pessoa (PB), 01 de agosto de 2006.

Instituto de Educação Superior da Paraíba – IESP


Coordenação de Direito – coorddireito@iesp.edu.br
Av. João Maurício 1801 – Bessa – João Pessoa – PB CEP 58037-010
CNPJ- 70.118.716 / 0001 – 73 Tel.:(83) 21063805