Você está na página 1de 19

Um modelo para Planejamento

Estratégico em Pequenas Empresas


de Tecnologia da Informação

Rodrigo Queiroz da Costa Lima


rqcl@cin.ufpe.br

Orientador: Hermano Perrelli de Moura


Tópicos
 Planejamento Estratégico
 Pequenas Empresas
 Pequenas Empresas de Tecnologia da Informação
 Planejamento Estratégico nas Pequenas
Empresas
 Metodologia
 Evolução do Modelo
 Conclusão
 Trabalhos Futuros
Planejamento Estratégico
 Evolução (Tavares, 1991)
 Planejamento Financeiro
 Planejamento de Longo Prazo
 Planejamento Estratégico
 Estratégia
 Planejamento
 Planejamento Estratégico
Pequenas Empresas
 Década de 70 (Longenecker et al., 1997)
 Produção eficiente em menor escala
 Aumento da competição
 Flexibilidade das empresas
 Preferência por produtos personalizados
 Importância
 Geração de empregos
 Produtos inovadores
 Estimulam a competição
 Prestam serviços com eficiência
Pequenas Empresas
 Classificação
 Critérios qualitativos
 Administração profissional
 Participação no mercado
 Critérios quantitativos
 Por faturamento
 Por número de funcionários
 Por setor
 Comércio, Indústria ou Serviços
Pequenas Empresas
 Classificação utilizada
 Sebrae/IBGE
 Tecnologia da informação: serviços
 Empresas com menos de 50 funcionários
Pequenas Empresas de
Tecnologia da Informação
 Informática (fonte IBGE)
 98,4% das empresas são pequenas
 29% da receita bruta
 28,8% do pessoal ocupado
 Telecomunicações (fonte IBGE)
 91,7% das empresas são pequenas
 0,9% da receita bruta
 7,1% do pessoal ocupado
Planejamento Estratégico nas
Pequenas Empresas
 Pequenas empresas (Terence, 2002; Longenecker et al.,
1997)
 Vulneráveis a mudanças na economia
 Recursos limitados
 Falta de pessoas qualificadas quanto a
administração
 Concentração de poder
 Acúmulo de funções
 Ações urgentes
 Metodologias desenvolvidas para grandes
empresas
Metodologia
 Pesquisa
 Estudo de modelos existentes
 Dois modelos para grandes empresas
 Um modelo para pequenas empresas
 Proposição de um modelo inicial
 Conversas com pessoas da área
 Modelo final
Modelo
Inicial
Sugestões de Alteração
 Sugestões de Sotero:
 Não tratar o orçamento como o “fim” do
plano
 Enfatizar a criação de uma cultura de
reuniões na empresa
 Tentar envolver, sempre que possível, mais
de uma pessoa em cada etapa
 Evitar falar em projetos
Sugestões de Alteração
 Sugestões de Araújo e Pessoa:
 Tentar direcionar o foco para o mercado
 Inverter definição da missão e diagnóstico
estratégico
 Indicadores
 Atribuição de Responsabilidades
Modelo
Final
Conclusão
 Tema ainda é pouco explorado
 A maioria das metodologias existentes foram
desenvolvidas para as grandes empresas
 Possibilita à empresa
 Se conhecer melhor
 Criar uma cultura de observar o ambiente
 Devido às limitações da pequena empresa, o
modelo deve ser simples e claro
Trabalhos Futuros
 Aplicar o modelo em pequenas empresas
 Acompanhar a aplicação
 Propor novas mudanças
 Melhorar a forma como os conceitos são
explicados
 Inserir exemplos práticos, que ilustrem cada
conceito
 Criar planilhas e templates para facilitar o
processo
Trabalhos Futuros
 Incluir mais referências
 Fazer um trabalho de conscientização
 Incubadoras
 Cursos de empreendedorismo
 Parceria com o Sebrae
Referências
IBGE. Pesquisa Anual de Serviços – PAS/2000.
http://www.ibge.net/home/estatistica/economia/co
mercioeservico/pas/analisepas2000.shtm
(05/06/2003).

Longenecker, J. G., Moore, C. W., Petty, J. W., 1997.


Administração de Pequenas Empresas – Ênfase na
Gerência Empresarial. Makron Books.
Referências
Tavares, M. C., 1991. Planejamento Estratégico: A
Diferença entre Sucesso e Fracasso Empresarial.
Harbra.

Terence, A. C. F., 2002. Planejamento Estratégico


como Ferramenta de Competitividade na Pequena
Empresa: Desenvolvimento e Avaliação de um
Roteiro Prático para o Processo de Elaboração do
Planejamento. Tese (mestrado). São Carlos, Escola
de Engenharia de São Carlos-USP.
Rodrigo Queiroz da Costa Lima
rqcl@cin.ufpe.br

Orientador: Hermano Perrelli de Moura