Você está na página 1de 33

SUPER RESUMO

O que é necessário para haver uma


relação de troca ?

• Mais de uma parte envolvida


• Objeto de troca
• Interesse Mutuo
• Comunicação
O que diferencia o mercado interno do
externo?

• Legislação
• Língua
• Política
• Logística
• Legislação Tributária
• Legislação Comercial
• Cultura
Fatores determinantes do comércio
internacional

• Solo e Clima
• Dotação de recursos naturais
• Tecnologia
• Capital
• Mão de obra
Políticas Econômicas
• Protecionismo e argumentos favoráveis e
contrários.

• Liberalismo e argumentos favoráveis e


contrários.
Protecionismo
Pontos de destaque:

• Estado intervencionista
• Controles rígidos de exportação e importação
• Existência de barreiras tarifárias e não
tarifárias
Protecionismo
Pontos positivos Pontos negativos
• Indústria nacional
• País não fica dependente da ineficiente e sem qualidade
produção externa
• Formação de monopólio em
alguns setores
• País não fica vulnerável a
prática de dumping

• Industria Nacional protegida


Liberalismo

Pontos de destaque:

• Estado não intervém na economia


• Formação de preços através da livre concorrência
• Evidente desregulamentação da atividade
econômica
Liberalismo
Pontos Positivos Pontos negativos
• Especialização que gera • Permite formação de
bem estar-social oligopólio, cartéis, etc
• Permite economia de escala • Conflito de interesse
( estado x empresa)
Neoliberalismo
Pontos em destaque:

• Intervenção estatal quando necessário


• Modelo intermediário
Políticas Comerciais
• Substituição de Importações –
argumentos contrários e favoráveis
(possui associação com o protecionismo)

• Modelo Exportador – argumentos


contrários e favoráveis
• (economia aberta)
Substituição de importação
Pontos Positivos Pontos Negativos
• Mercado voltado para a • Proteção da industria
produção nacional -> acomodação ->
• Produção -> emprego -> ineficiencia -> baixa
renda -> arrecadação qualidade
• Instalação de multinacionais • Redução de ganhos de
• Geração de superávit na escala
balança comercial • Baixo investimento
• Desenvolvimento do parque • Custos elevados
industrial
Modelo Expertador
Pontos Positivos Pontos Negativos
• Economia de escala • Dificuldade para atingir
• Marcado ampliado novos mercados
• Falta de proteção ->
investimentos ->
desenvolvimento de
qualidade -> bem-estar para
o consumidor
Vantagens do Comercio Internacional
• Ganho de escala
• Obtenção de recursos para pagamento das
importações
• Inovação, tecnologia, renda, emprego e etc.
• Expansão de mercado
Teorias do comercio internacional
Teorias clássicas Teorias Modernas
• Vantagens absolutas – • Teoria do custo de
Adam smith oportunidade – Gottfried
• Vantagens Comparativas – Von Haberler
David Ricardo • Teoria da vantagem
competitiva – Michael
Porter
Vantagens absolutas – Adam smith
Pontos de destaque Pontos negativos
• Especialização em um • Nem sempre existe uma
produto com custo vantagem absoluta
reduzido; • Incerteza da
• Excedente comercializado o comercialização
exterior;
Vantagens Comparativas - David Ricardo

Pontos de destaque
• Mudança de enfoque de custos absolutos para custos
relativos
• É vantajoso ir para o mercado internacional
• Identificação de produtos que possam apresentar uma
vantagem comparativa;
• Custo igualmente determinado pela quantidade de horas
trabalhadas
Teoria do custo de oportunidade –
Gottfried Von Haberler

Pontos de destaque
• Inserção dos demais fatores de produção, como terra,
capital, mão de obra e outros;
• Inserção de limitação de recursos;
• Combinação dos fatores de forma produtiva.
Teoria da vantagem competitiva – Michael
Porter
Pontos de destaque
• Fatores determinante: custo x diferenciação;
• Cultura, valores e organização da economia pode
determinar uma vantagem competitiva;
• Subsidio, moeda fraca, ou qualquer forma de proteção não
tornam um país competitivo.
• Questões incluídas: Produtos diferenciados, mercados
segmentados, tecnologias diferenciadas.
Evolução da moeda
• Escambo – Troca de mercadorias, sem dinheiro
• Mercadoria–Moeda – Mercadoria era usada como medidor
de valores – Ponto negativo, indivisível e se deteriora
• Metalismo – Recibos nominais. Ponto positivo – divisivel, não
estraga. Problema: Roubo e escassez – criou-se as casas de
custodia
• Moeda-Papel – Recibos ao portador e não é 100% conversível
• Papel-Moeda – O que usamos hoje, é um valor de face
• Moeda escritural – Representativo de dinheiro. Ex: Cheque
• Moeda de Plástico – Cartões de Credito e Debito
Taxa de Cambio
Situação de estabilidade da taxa:

• Oferta e demanda permanecem inalteradas


• Oferta e demanda se elevam na mesma
proporção
• Oferta e demanda reduzem na mesma
proporção
Taxa de Cambio
Situação de valorização cambial:
• Oferta de moeda estrangeira aumenta e a
demanda também, porém em menor
proporção.
• Oferta de moeda estrangeira aumenta e a
demanda diminui.
• Oferta de moeda estrangeira diminui e a
demanda também, porém em maior
proporção.
Taxa de Cambio
Situação de desvalorização cambial:

• Demanda de moeda estrangeira se eleva e a


oferta diminui.
• Oferta de moeda estrangeira diminui e demanda
também, porém em menor proporção.
• Oferta de moeda estrangeira aumenta e a
demanda também, porém em maior proporção
Mercado Primário Mercado Secundário/
Interbancario

• Horário: 10:00 as 16:00h • Horário: 9:00 as 17:30h


• Horário no qual o banco se • Horário no qual o banco se
relaciona com clientes, relaciona com outros
sendo pessoas físicas e bancos no caso instituições
jurídicas. financeiras
Compra e venda de Moeda Estrangeira

VENDA COMPRA
• O IMPORTADOR sempre • O EXPORTADOR sempre
VENDE a moeda estrangeira COMPRA a moeda
para os bancos. estrangeira dos bancos.

Obs: Sempre sobre a ótica da C = EXPORTAÇÃO


instituição financeira. V = IMPORTAÇÃO
Taxas de Cambio
• Taxa de cobertura
• Taxa de repasse
• Taxa cruzada
• Taxa fixa
• Taxa variável
• Taxa livre/comercial
• Taxa flutuante/turismo
• Taxa pronta (SPOT)
• Taxa futura (FORWARD)
Taxas de Cambio
• Taxa de cobertura: é aquela a qual o Banco
Central vende moeda estrangeira aos bancos
comercias para eles não cancelarem suas
operações cambiais.
• Taxa de repasse: É quando os bancos comerciais
passam ao banco central moeda estrangeira,
quando estes tem uma posição comprada de
moeda estrangeira maior do que a vendida.
Hoje não existe mais esse repasse !!!
Obs: Essas dois tipos de taxas estão em desuso.
Taxas de Cambio
• Taxa cruzada: Utiliza quando se quer saber o
preço de uma moeda usando a cotação de
uma terceira moeda.
Ex: U$$1,00 – R$3,74
U$$1,00 – ARS 14,61
Quanto de real é necessário para comprar um
peso argentino?
3,74/14,61 = R$ 0,25
Taxas de Cambio
• Taxa fixa: O governo fixa o valor da taxa e esta não
flutua.

• Taxa variável: Varia o volume de moeda estrangeira


circulando no mercado. Se dividem em Flexíveis( as
paridades monetárias são reajustadas gradualmente) e
Flutuante (não existe paridade monetária e as taxas
cambiais flutuam).

• Taxa livre/comercial: É utilizada para operações de


importação, exportação e operações afins.
Taxas de Cambio
• Taxa flutuante/turismo: Utilizado somente
para o segmento de turismo

• Operação de cambio pronto: é uma operação


na qual as moedas transacionadas são
entregues no prazo de até 2 dias úteis na
praça das moedas envolvidas.
Taxas de Cambio
• Operação de cambio futuro: Operação na qual as
moedas transacionadas ou pelo menos uma delas é
entregue em um prazo superior a 2 dias úteis na
praça das moedas envolvidas.

• Interessante para o exportador, pois ele pode fugir


de uma valorização cambial.
ACC – Adiantamento sobre Contrato de Câmbio

• É uma antecipação de recursos em moeda nacional (R$) ao


exportador, por conta de uma exportação a ser realizada no futuro.

• Trata-se de financiamento à exportação na fase de produção ou


pré-embarque

• O ACC pode ser realizado até 360 dias antes do embarque da


mercadoria.

• A liquidação da operação se dá com o recebimento do pagamento


efetuado pelo importador, acompanhado do pagamento dos juros
devidos pelo exportador.
ACE (Adiantamento sobre Cambiais Entregues)

• É uma antecipação de recursos em moeda nacional (R$) ao


exportador, após o embarque da mercadoria para o exterior,
mediante a transferência e entrega dos documentos da exportação
e as cambiais (saques) da operação ao banco e celebra um contrato
de câmbio para liquidação futura.

• O ACE pode ser contratado com prazo de até 390 dias após o
embarque da mercadoria.

• A liquidação da operação se dá com o recebimento do pagamento


efetuado pelo importador, acompanhado do pagamento dos juros
devidos pelo exportador.