Você está na página 1de 31

INSTITUTO DO EMPREGO

E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP

Comunicação
Interpessoal

Carla Coelho
Aprender
Com
Autonomia

2
Comunicação

3
Emissor / Receptor
4
Emissor

• É o indivíduo, o grupo de pessoas


ou a organização que emite a
mensagem com ideias, intenções,
informações …
• Com uma razão específica para se
empenhar na comunicação

Emissor / Receptor
5
Recetor

• É o alvo da comunicação.
• É o indivíduo ou audiência a
quem se destina a mensagem.
• Não existe comunicação quando
a mensagem não chega ao
recetor.

Emissor / Receptor
6
• É o condutor da mensagem.
• O meio que permite a circulação da
Canal da informação enviada pelo Emissor.
Comunicação • É a via de comunicação da
7
mensagem.
Mensagem / Código
8
Código

• É o conjunto de símbolos com


significado, organizados segundo
regras, aceites pelo Emissor e
pelo Recetor.
• O código tem de ser comum a
ambos.

Mensagem / Código
9
Contexto
• É o local onde ocorre
a comunicação 10
Feedback
11
Comunicação Eficaz
Emissor Recetor

Canal

Mensagem

Descodificação da Mensagem

SIM NÂO
Motivação para o intercâmbio Distanciamento e alheamento
comunicacional relacional
Vamos conversar! A tua conversa não me interessa!
Comunicação Eficaz

Emissor Recetor
- Organização do discurso; - Atenção ao emissor;
- Discurso simples e objetivo; - Disponibilidade para a
- Controlo dos objetivos; receção da mensagem;
- Assertividade; - Questionamento, se
- Atenção ao feedback; necessário, com vista à
compreensão;
- Postura em geral.
- Emissão de feedback
realista.

Responsabilidade conjunta
13
Tipo de
Comunicadores
Estilos de Comunicação
• Nem todas as pessoas se comportam da mesma forma
quando comunicam com alguém.
• Umas são mais agressivas, outras mais passivas, algumas
mais manipuladoras e outras mais assertivas.
• Comunicamos e agimos de acordo com alguns estilos de
comunicação.
• Os estilos de comunicação são tendências, modos das
pessoas se expressarem perante o outro.
• Uma mesma pessoa pode variar de estilo de comunicação
dependendo do contexto, mas ter um estilo mais ou menos
evidente.
15
Estilo Passivo
• Objetivo:
 Evitar o social e/ou a intimidade
com os outros;
 Evitar o conflito.

• Características:
 Atitude de submissão generalizada;
 Comportamento de fuga;
 Autodesvalorização.

• Sinais:
 Nervosismo;
 Voz sumida;
 Evitamento do contacto ocular.
16
Estilo Agressivo
• Objetivo:
 Satisfazer as suas necessidades pessoais,
independentemente dos efeitos nos
outros.

• Características:
 Dominante, autovalorizante;
 Indisponível ou cético;
 Crítico e controlador.

• Sinais:
 Discurso alto e interrupção sistemática dos outros;
 Gestos tensos e altivos;
 Olhar intenso.
17
Estilo Manipulador
• Objetivo:
 Manipular para concretizar os seus
objetivos funcionais.

• Características:
 Sedutor e quase sempre neutral;
 “Actor” nas relações interpessoais.

• Sinais:
 Linguagem evasiva e subjetiva;
 Uso de chantagem emocional;
 Afabilidade forçada;
 Competitividade.
18
Estilo Assertivo
• Objetivo:
 Promover o sucesso de ambas as
partes.

• Características:
 Capacidade de afirmar as opiniões,
vontades e sentimentos próprios;
 Respeito pelos outros.
• Sinais:
 Disponibilidade para o diálogo e para o pensar a dois;
 Firmeza e determinação;
 Atitude empática e cooperativa;
 Objetividade;
19
Comunicador
Estilo AssertivoAssertivo

• Sinais:
 Capacidade de centramento no
aqui e agora;
 Valorização do óbvio ao invés do
imaginado;
 Adaptabilidade;
 Autocontrolo;
 Tolerância à frustração;
 Boa autoestima;
 Sociabilidade.

20
Atitudes de Comunicação

Respeito pelo outro


Transparência
na linguagem Alto Baixo
Alto

Baixo

21
Escuta
Ativa /
Escuta
Dinâmica

22
Ouvir e Escutar
 No dicionário …

 OUVIR: Ter o sentido de audição.

 ESCUTAR: Ouvir, prestar atenção.

 Então:

 Ouvir é um processo fisiológico, passivo, que


ocorre sem nenhuma atenção ou esforço especial.
 Escutar é um processo ativo que envolve uma
série de passos ou etapas.
23
Aspetos Fundamentais
 Focamos a nossa atenção na mensagem verbal e
não-verbal;
 Evitamos distrair-nos com o que se passa à nossa
volta;
 Focalizamos a atenção na pessoa que transmite e
não naquilo que vamos dizer a seguir;
 Mantemos o nosso papel de pessoa que escuta
ativamente e evitamos interromper;

24
Aspetos Fundamentais
 Evitamos assumir que já sabemos o que a pessoa
nos vai dizer antes de ela o fazer;
 “Lemos” a mensagem transmitida a partir do ponto
de vista do emissor, evitando assim, fazer juízos de
valor;
 Colocamos questões para clarificarmos a
informação, caso sintamos necessidade, sobretudo
em relação aos aspetos que parecemos estar em
desacordo;
25
Aspetos Fundamentais
 Reformulamos a mensagem sem fazer interrupções;

 Sumariamos a mensagem numa forma mais fácil de


reter, mas com o cuidado de não deixar de fora
questões importantes;
 Acompanhamos a pessoa que fala ao longo do seu
discurso através do feedback;
 No fim de ela terminar a sua mensagem,
demonstramos ter entendido;

26
Aspetos Fundamentais
 Respondemos com honestidade, mesmo que a
pessoa discorde da nossa opinião;
 Resistimos à tendência para responder aos
sentimentos da outra pessoa na tentativa de
“resolver” problemas.

27
Grupos

28
Conceito de Grupo
 Grupo é um conjunto de 2 ou pessoas ou mais que
partilham alguma coisa em comum;
 Os membros de um grupo:

 Interagem de forma regular;

 Definem-se como membros do grupo;

 São vistos pelos outros como pertencendo ao


grupo;
 Têm comportamentos interdependentes.
29
Tipos de Grupo

 Grupos Formais:

 Permanentes (Clube de futebol);

 Temporários (Turma)

 Grupos Informais:

 Amizade;

 Interesse.

30
Fases do Grupo

Forming Fase da Formação

Storming Fase de Conflito

Norming Fase de Estruturação

Performing Fase de Execução

Adjourning Fase de Dissolução


31