P. 1
REGULAÇÃO DO SODIO E POTASSIO

REGULAÇÃO DO SODIO E POTASSIO

|Views: 5.820|Likes:
Publicado porLívia Bernardez

More info:

Published by: Lívia Bernardez on Oct 26, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/13/2013

pdf

text

original

Universidade Federal do Rio de Janeiro Disciplina: Biologia para Saúde III

Fisiologia do Sistema Urinário Os diuréticos e o controle renal do sódio e potássio

Professora: Renata Figueiredo Anomal

SISTEMA URINÁRIO Funções da urina -Manutenção da osmolaridade do sangue: regulando a perda da água e de solutos. -Eliminar resíduos ou dos materiais ingeridos ou do metabolismo celular. -Regula a composição iônica do sangue: regula os níveis sanguineos de diversos íons (Na+), (K+), (Ca++), (Cl-). -Regula a pressão arterial. -Regulação do equilíbrio ácido-básico: eliminando o H+ na urina e conservando íons de bicarbonato HCO3-. -Secreção, metabolismo e excreção de hormônios. -Regulação do nível de glicose no sangue. - Excreção de substâncias estranhas.

PRESSÃO ARTERIAL Regulação da pressão arterial

REGULAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL

Curto-prazo Mecanismos neuro-humorais

Longo-prazo Mecanismos renais (humorais)

-Respondem rapidamente -Modificam o fluxo de sangue -Sofrem rápida adaptação

-Respondem lentamente -Modificam o volume de sangue -Sofrem lenta adaptação

PRESSÃO ARTERIAL Regulação da pressão arterial

- Por sua vez...

DC = débito cardíaco DS = débito sistólico FC = frequência cardíaca RPT = resistência periférica total

PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo Aumento do fluido extra-celular Aumento do volume sanguíneo Aumento da pressão arterial .

PRESSÃO ARTERIAL Aumento do volume extracelular e aumento da pressão arterial Aumento do fluido extracelular Aumento do volume sanguíneo Aumento do retorno venoso Aumento do débito cardíaco Aumento da pressão arterial Rins excretam o excesso de fluido extra-celular Redução da pressão arterial .

PRESSÃO ARTERIAL Curva de função renal Diurese de pressão: aumento do débito urinário pelo aumento da pressão arterial Volume de urina produzida (x normal) Controle básico da pressão arterial Aumenta o volume plasmático Aumenta o volume de urina formada Pressão arterial (mm Hg) .

1 hora .PRESSÃO ARTERIAL Curva de função renal Experimento: -Infusão de sangue -Bloqueio dos reflexos neurais da regulação da PA. Retorno da pressão arterial ao normal após uma hora de perda de água pela urina.

No entanto. o sal não é excretado tão facilmente! Qual a importância do sal (NaCl) na regulação renal da pressão arterial Como o aumento dos níveis de sódio aumenta a pressão arterial .PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo A água pura ingerida é excretada pelos rins quase na mesma velocidade à qual é ingerida. Por isso o aumento da pressão arterial por hipervolemia não é expressivo.

PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo O sal aumenta a pressão arterial por dois mecanismos: 1 Aumento do sal no fluido extracelular Aumento da osmolaridade (concentração) sanguínea Ativa o centro da sede Aumento da ingestão de água Aumento do volume extracelular (da pressão arterial) .

PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo O sal aumenta a pressão arterial por dois mecanismos: 2 Aumento do sal no fluido extracelular Aumento da osmolaridade (concentração) sanguínea Estimula a secreção do hormônio anti-diurético Aumento da reabsorção de água pelos rins Aumento do volume extracelular (da pressão arterial) .

PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo . liberação de hormônio antidiurético após ingesta aumentada de sódio Aumento do volume extracelular Aumento da pressão arterial Aumento da filtragem glomerular Redução da pressão arterial Diminui a retenção de sódio e água (reduz aldosterona) Redução da secreção de renina Ingesta aumentada de sódio ...

PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo .

PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo – hipertensão essencial Características da hipertensão primária em pacientes com sobrepeso débito cardíaco aumentado (suprir o tecido adiposo) atividade simpática aumenta (desconhecida) níveis de angiotensina II e aldosterona aumenta (aumento da atividade simpática) os rins não secretam sódio e água em quantidades suficientes .

. A renina cai na circulação e circula pelos rins e por todo o corpo de 30 minutos à 1 hora. . Renina agindo sobre a angiotensina= angiotensinogênio I Angiotensinogênio I: peptídeo vasoconstrictor.PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo .. após ingesta reduzida de sódio ou hemorragia SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA (aumenta a pressão arterial) Renina: enzima liberada pelos rins quando a pressão arterial cai à níveis muitos baixos. Angiotensinogênio I passa pelos pulmões + enzima conversora de angiotensinogênio = angiotensinogênio II Angiotensinogênio II: potente vasoconstrictor das arteríolas e moderado das veias. Angiotensina: proteína plasmática (presente no sangue).

Aproximadamente 10 minutos para se tornar completamente ativo) .PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA Angiotensinogênio II: potente vasoconstrictor.

Aldosterona aumenta a reabsorção de sódio (Na+) pelos rins.PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA-ALDOSTERONA Angiotensina: estimula a secreção da aldosterona. Aumento de sódio no sangue Aumento do volume extra-celular (da pressão arterial) .

Aldosterona (95% dos mineralocorticóides) sal em excesso Desidratação Hemorragia Deficiência de Na+ falta de sal volume do sangue Angiotensina II (sangue) (Vasoconstrictor) volume do sangue Renina reabsorção de sal excreção de sal aumentada Aldosterona (adrenais) Renina reabsorção de sal excreção de sal reduzida .SUPRA-RENAL.

PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo *Mecanismo que regulam a pressão arterial dentro de segundos: -Reflexo baroceptor -Reflexo quimioceptor -Mecanismo isquêmico do SNC .

PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo *Mecanismo que regulam a pressão arterial dentro de minutos: -Sistema renina-angiotensina .

Aldosterona .PRESSÃO ARTERIAL Mecanismos de regulação da PA a longo prazo *Mecanismo que regulam a pressão arterial dentro de horas e dias: .

Classificação da Pressão Arterial em Adultos ( 18 anos) V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial 2006 (SBC / SBN / SBH) Classificação Ótima Normal Limítrofe Sistólica (mmHg)  120  130 130130-139 HIPERTENSÃO Estágio I (leve) Estágio II (moderado) Estágio III (grave) Isolada 140140-159 160160-179 180 Diatólica (mmHg)  80  85 8585-89 9090-99 100100-109  110  90  140 O valor mais alto de sistólica ou diastólica estabelece o estágio do quadro hipertensivo.br) .org. Fonte – Sociedade Brasileira de Hipertensão (www. a maior deve ser utilizada para classificação do estágio. Quando as pressões sistólica e diastólica situam-se em categorias diferentes.sbh.

PRESSÃO ARTERIAL Hipertensão . 2º passo: drogas anti-hipertensivas Drogas vasodilatadoras Drogas diuréticas ou natriuréticas .Tratamento 1º passo: aumento da atividade física e perda de peso.

. Se a ingestão de sódio aumentar de 20 mEq por dia para 150 mEq com a excreção de 20 mEq? Ingestão de sódio será maior que a excreção = balanço positivo no corpo (também adapta após alguns dias.SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio Ingestão média de sódio: 159 mEq de sódio por dia Excreção média na urina: 159 mEq de sódio por dia = balanço zero de sódio Se a ingestão de sódio reduzir para 20 mEq por dia? Excreção de sódio será maior que a ingestão = balanço negativo no corpo (após alguns adapta para 20 mEq/dia).porém ocorre retenção de água corporal).

20-25% pela porção ascendente da Alça de Henle 5% no túbulo distal 3% no túbulo coletor Cerca de 99% do sódio filtrado é reabsorvido pelos rins.SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio Reabsorção do sódio 65-70% de sódio filtrado é reabsorvido pelo túbulo contorcido proximal. .

Diurese: formação de fluxo urinário. O álcool é diurético e inibe a secreção do ADH . café. REDUZEM O VOLUME DO FLUIDO EXTRACELULAR A maioria dos diuréticos inibe a reabsorção de sódio pelos túbulos renais! Cafeína. refrigerantes (inibem a rebsorção de sódio).SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio – diuréticos Diuréticos: substâncias que reduzem a reabsorção renal de solutos e provocam aumento da diurese. chá.

2) Insuficiência renal. 3) Hipertensão .SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio – diuréticos Doenças que levam ao aumento do volume extracelular por tempo prolongado: 1) Insuficiência cardíaca.

Volume do fluido Extracelular (L) Ingestão ou excreção de sódio Ingestão ou excreção de sódio SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio – diuréticos Tempo (dias) Ingestão Excreção .

-Inibidores da anidrase carbônica: inibem esta enzima nas células dos túbulos proximais. porção ascendente. São os únicos diuréticos que também são vasodilatadores sanguíneos. .Diuréticos de alça: atuam na alça de henle. bloqueando-a. . o que também ajuda a diminuir a pressão arterial. -Diuréticos poupadores de potássio: atuam nos receptores da aldosterona.SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio . . Previnem a perda de potássio. problema comum aos outros tipos de diuréticos acima.diuréticos -Diuréticos osmóticos: são compostos de substâncias hidrofílicas que retêm água por pressão osmótica.Diuréticos tiazínicos: atuam no túbulo contorcido distal.

mas não reabsorvido.SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio . Também pode influenciar a alça de Henle. O manitol aumenta a osmolaridade do filtrado glomerular. Manitol H2O Diurético osmótico .diuréticos de ação proximal (túbulo contorcido proximal) Manitol: o manitol é um soluto filtrado.

diminuindo a reabsorção de sódio e bicarbonato. X O CO2 que forma o H+ dentro da célula depende da reabsorção do bicarbonato. A reabsorção do sódio nesta porção do túbulo também depende da secreção de hidrogênio (contra-transporte de sódio-hidrogênio).SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio .diuréticos de ação proximal (túbulo contorcido proximal) Podem provocar acidose por perda de íon bicarbonato acentuada na urina! Acetazolamida: inibe a anidrase carbônica. SEM ANIDRASE. SEM CO2 Diurético inibidor da anidrase carbônica .

X Interstício menos hiperosmótico Diurético de alça . cloreto e potássio.SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio – diuréticos da porção espessa da alça de henle Produzem o efeito desejado em poucos minutos! Furosemida e Bumetamida: bloqueiam o co-transporte de sódio. São diuréticos de alta potência (20% da carga filtrada).

SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio – diuréticos do túbulo contorcido distal Impermeável à água. Tiazínicos: diuréticos de média potência (5-8% do sódio filtrado) X Diurético tiazínico . mas permeável ao cloreto de sódio.

aldosterona X Diurético antagonista da aldosterona . Diminui a reabsorção de sódio e secreção de potássio pelo bloqueio da formação de canais de sódio.SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio – diuréticos do ducto coletor A reabsorção do sódio e do potássio no ducto coletor são modulados pela aldosterona! Espironolactona: antagonista da aldosterona.

X Diurético bloqueador do canal de sódio .SISTEMA URINÁRIO Balanço de sódio – diuréticos dos túbulos coletores Amilorida e triantereno: são diuréticos fracos (pequena % do sódio filtrado). Bloqueiam a reabsorção de sódio.

SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio Ingestão média de potássio: 50-100 mEq por dia Excreção média na urina: 45-90 mEq por dia Excreção média nas fezes: 5-10 mEq por dia = balanço zero Ingestão deficiente de potássio é rara. mas na redução. Se a ingestão de sódio potássio para 300 mEq/dia: a excreção de potássio aumentará para 300 mEq/dia .

SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – túbulo distal e túbulo coletor Reabsorção: TCP e Alça de Henle Secreção: TCD e ducto coletor .

2) Aldosterona 3) Aumento do fluxo tubular .SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – estímulo para secreção do potássio 1) Concentração aumentada de potássio no plasma.

SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – aumento da concentração extracelular do potássio É o principal estímulo para a secreção de potássio. É um estímulo potencialmente relevante quando sua concentração cresce acima de 4.1 mEq/L. .

a atividade da bomba de sódio-potásiso aumenta e a secreção do potássio aumenta. 2. .SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – aumento da concentração extracelular do potássio .aumenta o gradiente de concentração entre a célula e o líquido intersticial.Estimula a liberação de aldosterona: .Dentro dos próprios túbulos: 1.

SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – secreção de aldosterona A aldosterona aumenta a atividade da bomba de sódio-potássio e a a permeabilidade ao potássio. .

É um estímulo potencialmente relevante quando sua concentração cresce acima de 4. .1 mEq/L.SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – secreção de aldosterona É o principal estímulo para a secreção de potássio.

SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – secreção de aldosterona Ingestão de potássio Concentração plasmática de K+ Aldosterona Secreção de K+ Excreção de K+ .

8 para 4.7 mEq/L .SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – aldosterona Doença de Addison Ausência de secreção de aldosterona Experimento em cachorros Ingestão de potássio aumentada em até 7 vezes Concentração varia de 3.

Secreção de K+ nos ductos coletores Excreção de K+ não altera .SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – aumento do fluxo tubular distal Ingestão de Na+ O aumento do fluxo tubular distal pode ocorrer por: Reabsorção tubular -Hipervolemia proximal de Na+ -Ingestão aumentada de sódio -Drogas diuréticas Aldosterona Filtração glomerular Fluxo distal É imporatante para regular a excreção de K+ na ingesta aumentada de sódio.

SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – túbulo contorcido proximal 65-70% do potássio filtrado é reabsorvido Manitol acetazolamida inibem a reabsorção do potásiso. .

SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – ramo espesso ascendente da alça de henle 25% do potássio filtrado é reabsorvido Furosemida inibe a reabsorção do potássio. . X Principais causadores de hipocalemia. _ a furosemida aumenta a secreção de aldosterona e aumenta a secreção de potássio ainda mais.

SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – túbulo contorcido distal Tiazínicos inibem a reabsorção do potássio. . X _ diminuem a reabsorção de sódio e no túbulo coletor aumenta sua reabsorção em troca da secreção de potássio. Principais causadores de hipocalemia.

aldosterona X .SISTEMA URINÁRIO Balanço de potássio – túbulo distal e túbulo coletor Diminui a reabsorção de sódio e secreção de potássio pelo bloqueio da formação de canais por bloquear a aldosterona.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->