Você está na página 1de 15
SISTEMA DE ENSINO A DISTÂNCIA CIÊNCIAS CONTÁBEIS 7º SEMESTRE LEIDIANE DA COSTA LOPES BRAGA ESTÁGIO

SISTEMA DE ENSINO A DISTÂNCIA CIÊNCIAS CONTÁBEIS

7º SEMESTRE

LEIDIANE DA COSTA LOPES BRAGA

ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

PESQUISANDO A ATIVIDADE E PROPONDO A CRIAÇÃO DE UMA EMPRESA

BRAGA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO PESQUISANDO A ATIVIDADE E PROPONDO A CRIAÇÃO DE UMA EMPRESA DIVINÓPOLIS MG

DIVINÓPOLIS MG

2015

LEIDIANE DA COSTA LOPES BRAGA

ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

PESQUISANDO A ATIVIDADE E PROPONDO A CRIAÇÃO DE UMA EMPRESA

Trabalho apresentado em requisito a Estágio Curricular

Obrigatório relativo ao 7º Semestre, Portfólio para as

Disciplinas de:

Perícia, Auditoria e Atuária.

Agnaldo Pereira

Régis Garcia

Controladoria

Regiane Alice Brignoli Moraes

Planejamento Tributário

Fábio Rogério Proença

Tutora eletrônica:

André Eugenio B. Costa

Tutor(a) de sala:

Pedro Melo.

Divinópolis

2015

Sumário

1 INTRODUÇÃO

03

2. JUSTIFICATIVA

04

3. HISTÓRICO

04

4. TRIBUTAÇÃO

04

4.1. Tributação Federal

05

4.2. Tributação Estadual

06

4.3. Tributação Municipal

06

5. LIVROS FISCAIS E CONTÁBEIS

07

6. ENCARGOS TRABALHISTAS

08

7. DEMOSNTRAÇÕES CONTÁBEIS

09

8. PROPONDO A CRIAÇÃO DE UMA NOVA EMPRESA

10

8.1. Estrutura de Capital

10

8.2. Estrutura Física

11

8.3. Estrutura de Pessoal

11

8.4 Projeção de Compras

11

8.5.

Projeção de Vendas

11

8.6.Projeção de Fluxo de Caixa

12

CONCLUSÃO

13

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

14

1. Introdução

Este estudo tem por finalidade explicar de maneira clara e objetiva como funciona a atividade econômica comercial e propor a criação de uma empresa nesta área.

Ele trás a história dessa atividade, como ela começou, seu desenvolvimento, sua visão e a sua missão. Ele também mostra o que é preciso para se criar uma empresa, suas estruturas: de capital, física e pessoal. Mostra de um modo geral como é feito a tributação nesta área, seus livros fiscais e contábeis, os encargos trabalhistas, as suas demonstrações contábeis e as projeções de compra e vendas desta nova empresa. Tudo isso com o intuito de proporcionar de forma prática um pouco do trabalho do contabilista.

2.

JUSTIFICATIVA

Existem várias atividades econômicas e escolher em qual me destacaria mais foi difícil, pois o leque é muito grande, depois de muito analisar escolhi o Comércio, e com foco no comercio alimentício que está sempre aquecido, pois essa é uma das necessidades primordiais para o ser humano. Irei propor a criação de uma Cafeteria, onde além do tão amado “cafezinho” o consumidor também vai encontrar chocolates, chás, livros, quitandas da melhor qualidade tudo isso em um ambiente bem agradável e familiar. Como hoje em dia o consumo de cafés especiais está aumentando a cada dia esse atividade econômica é uma excelente oportunidade de negócios. Começou nos Estados Unidos e se espalhou rapidamente pelo mundo, são os chamados Coffee Shops, e como esse aumento se deu muito rapidamente estão sendo chamado pelo mundo de “rebelião dos cafés especiais”. E como no Brasil o “cafezinho” é sempre muito aceito acredito que essa especialidade vai ter uma aceitação muito boa.

3. HISTÓRICO

Esta “rebelião” começou em 1975, com números bem pequenos de consumo que nem entrava nas estatísticas oficiais do setor e hoje em dia representa 13% do mercado e tem previsão de chegar ate 30% no final dessa década. Existem muitas redes de Coffee Shops nos Estados Unidos, como a Starbucks Coffee, que tem mais de 1.500 unidades em operação e a cada ano são abertas em média 215 novas unidades. E agora essa especialidade está chegando ao Brasil.

4 TRIBUTAÇÃO

O valor dos impostos, o prazo e a forma deles vai depender de qual a atividade que a empresa desempenha. Neste caso usarei os impostos que incidem sobre o comércio e com tributação do lucro pelo Lucro Real.

O regime de Lucro Real é o lucro líquido do período de apuração ajustado pelas adições, exclusões ou compensações estabelecidas em nossa legislação. Este sistema é o mais complexo de todos, mais que pode ser também a melhor opção para a empresa dependendo de uma série de fatores que devem ser avaliados pelo contador. Para se calcular o tributo devido, se aplica uma alíquota de 15% sobre o lucro líquido. Se a parcela do lucro exceder o valor de R$ 20.000,00 deverá ter um adicional de 10%, multiplicado pelo número de meses do período. Neste caso o imposto deverá ser recolhido mensalmente sobre o lucro líquido estimado. Mas os tributos também podem ser determinados trimestralmente ou anualmente.

4.1 Tributação Federal

Os tributos federais são:

CSL: Contribuição Social sobre o Lucro, e regra geral é feito assim:

Base de Cálculo: lucro líquido. Alíquota de 9%, podendo ser a apuração trimestral ou anual. No caso de apuração anual a empresa recolherá com base em estimativa.

PIS: Programa de Integração Social: alíquota de 1,65% - compensável.

COFINS: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social, Alíquota de 7,60% - compensável.

INSS: Previdência Social, 20% sobre a folha de pagamento de salários, pró-labore e autônomos. O recolhimento do INSS é feito através da Guia de Previdência Social- GPS.

IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados possui alíquotas variadas, e deve ser verificada na TIPI- Tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados, a alíquota que se aplicada a cada produto.

4.2

Tributação Estadual

ICMS: Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e Comunicação. Alíquota de 18% para Minas Gerais.

4.3 Tributação Municipal

TFE: Taxa de Fiscalização de Estabelecimento Recolhimento anual, o valor da taxa varia anualmente de acordo com a atividade, por isso deve ser verificado junto à prefeitura.

4.4 Outros encargos e taxas

FGTS: Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, Base de Cálculo: total das remunerações devido a cada trabalhador no mês anterior ao depósito. Alíquota de 8,5% sobre as remunerações mensais.

Contribuição Sindical Patronal: é devida pelas empresas em geral, em favor do sindicato representativo da respectiva categoria, se não houver sindicato da categoria, a contribuição deverá ser paga à Federação correspondente. O valor da contribuição sindical patronal corresponde à importância proporcional ao capital social da firma ou empresa, registrado na Junta Comercial ou Cartório das Pessoas Jurídicas.

Contribuição Sindical dos Empregados: é obrigatório e o valor corresponde a um dia de salário por ano, cabendo ao empregador realizar o desconto no mês de março e efetuar o recolhimento no mês de abril de cada ano, em favor do respectivo sindicato da categoria profissional do empregado. Quando não tiver sindicato representativo, a contribuição será creditada á Federação correspondente à mesma categoria econômica ou profissional.

5. LIVROS FISCAIS E CONTÁBEIS

Toda empresa é obrigada a seguir uma ordem uniforme de escrituração,

mecanizada ou não, utilizando os livros e papéis adequados de acordo com a sua

necessidade.

E no caso do Comércio os livros obrigatórios são:

Livro Diário: deve ser encadernado com folhas numeradas

seguidamente, onde é lançado dia-a-dia, diretamente ou por reprodução,

os atos ou operações da atividade, ou que modifiquem ou possam vir a

modificar a situação patrimonial da pessoa jurídica. No caso do Lucro

Real, é aceito, pelos Órgãos da Secretaria da Receita Federal, a

escrituração do Livro Diário autenticado em data posterior ao movimento

das operações nele lançadas, desde que eles tenham sido promovidos

até a data prevista para a entrega da declaração de rendimentos do

correspondente exercício financeiro.

Livro Razão: a escrituração deve ser individualizada e em ordem

cronológica das operações. E a empresa que é tributada pelo lucro real

deverá sempre mantê-lo em ordem, segundo as normas contábeis

recomendadas. E se não for feito assim implicará no arbitramento do

lucro da pessoa jurídica. Não é necessário autenticá-lo.

Além desses livros de contábeis obrigatórios, deverá também possuir os seguintes livros:

Registro de Inventário: deverá conter com especificações que facilitem sua identificação: as mercadorias. Os produtos manufaturados. As matérias-primas e os bens em almoxarifado existentes na data do balanço patrimonial levantado ao fim de cada período de apuração;

Registros de Entrada: devem contar todas as entradas;

Apuração do Lucro Real LALUR: são lançados os ajustes do lucro líquido do período de apuração, transcrever a demonstração do lucro real, manter os registros de controle de prejuízos fiscais a compensar em períodos de apuração subsequentes, do lucro inflacionário a realizar,

da depreciação acelerada incentivada, da exaustão mineral, com base na receita bruta, bem como dos demais valores que devam influenciar a determinação do lucro real de períodos de apuração futuros e não constem da escrituração comercial;

Manter os registros de controle dos valores excedentes a serem utilizados no cálculo das deduções nos períodos de apuração subsequentes.

O livro LALUR pode ser escriturado mediante a utilização de sistema eletrônico de processamentos de dados, observadas as normas baixadas pela Secretaria da Receita Federal.

6. ENCARGOS TRABALHISTAS

Encargos trabalhistas são tributos pagos pelas empresas sobre a folha de

pagamento e despesas com previdência e seguridade social.

E são eles:

Contribuição previdenciária patronal: 20% sobre o total da folha de

pagamento, inclusive pró-labore;

Contribuição previdenciária do empregado: é calculada mediante a

aplicação da alíquota correspondente, de forma não cumulativa, sobre o

salário de contribuição mensal, de acordo com a seguinte tabela:

Alíquota para fins de recolhimento ao INSS (%) -até R$ 1.399,12

8%

-de R$ 1.399,13 até R$ 2.331,88

9%

-de R$ 2.331,89 até R$ 4.663,75

11%

Os sócios contribuem com 11% sobre o valor auferido no mês.

FGTS: 8% SOBRE A REMUNERAÇÃO DO EMPREGADO

A seguir uma tabela, com os percentuais aplicáveis sobre a folha de

pagamento de uma empresa optante pelo Lucro Real:

ENCARGOS SOCIAIS

REGIME NORMAL

INSS

20,00%

SENAI / SENAC SESI / SESC 1,50%

SALÁRIO EDUCAÇÃO 2,50% INCRA 0,20%

SEBRAE

0,60%

SAT

2,00%

FGTS

8,00%

13º Salário 11,32%

Férias 11,32%

1/3 s/ Férias

3,77%

Auxílio Doença

0,50%

Eventuais

1,50%

TOTAL 64,21%

7. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Com as Demonstrações Contábeis é possível analisar a situação financeira da empresa, e são peças fundamentais para que as empresas se tornem sólidas e competitivas. São elas:

Balanço Patrimonial: é constituído pelo Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido.

Demonstração do Resultado: apresenta de forma vertical e resumida o resultado apurado em relação ao conjunto de operações realizadas no período;

Demonstração do Fluxo de Caixa: visa mostrar como ocorreram as movimentações das disponibilidades e o fluxo de caixa no período, para auxiliar na avaliação da capacidade da entidade de gerar fluxos de caixas líquidos positivos.

8. PROPONDO A CRIAÇÃO DE UMA NOVA EMPRESA

Proponho a criação de uma cafeteria, um lugar tranquilo e familiar onde se possa tomar um café e ter uma conversa bem agradável com amigos, familiares, e até uma conversa profissional. E ter um plano de negócios bem estruturado é fundamental para o sucesso do

empreendimento. Ele tem de ter aspectos e análises certas e induzir às decisões críticas para se alcançar o sucesso da empresa.

É preciso ter uma definição clara e objetiva das características da nova

empresa, é preciso saber a missão e a visão da empresa. Neste caso a missão é proporcionar aos clientes, lazer, cultura, distração e entretenimento em um ambiente agradável, tranquilo, atraente, organizado e familiar. E a visão é ser considerado como um local de satisfação e bom gosto que atenda todas as expectativas e necessidades dos clientes. Na cafeteria poderá se encontrar além de vários tipos de cafés especiais e temperos para café, salgados, quitandas, chocolates, sucos, livros, entre outras coisas.

8.1. Estrutura de Capital

A cafeteria vai se chamar: Café e Prosa será situada no centro de Nova

Serrana-MG, e vai ter três sócios: Eder da Silva, Leidiane da Costa Lopes Braga e Elson Braga. Onde serão somente eles envolvidos nos trabalhos, com horários alternados e atividades divididas.

O capital social é no valor de R$ 30.00,00, divididos em 30.000 cotas no valor

de R$1,00 cada cota, onde cada sócio entra com 10.000 cotas. E com expectativa de manter um bom capital de giro com este capital social, não se tem expectativa de

empréstimos e financiamentos.

8.2.

Estrutura Física

A cafeteria será situada no centro de Nova Serrana, em um salão bem amplo e

aconchegante. Com máquinas de café expresso, utensílio domésticos, misteiras e

chapas para se fazer os lanches. Mesas e cadeiras sofisticadas e confortáveis.

8.3. Estrutura de Pessoal

Os próprios sócios vão fazer os trabalhos necessários para a operação da

empresa. Com horários alternados e com cargos divididos.

Cada sócio terá retirada mensal de pró-labore, com valores que serão convencionados entre eles de comum acordo, baseado na situação financeira da empresa. E um auxiliares de serviços gerais com salário mensal de R$820,00 reais mensais e vale transporte.

8.4. Projeção de compras

A Projeção de Compras da empresa está estimada em R$ 5.000,00, na compra

de matéria-prima, de produtos de limpeza, de higiene e marketing.

8.5. Projeção de vendas

A projeção de vendas é muito importante para o controle de uma empresa,

conhecer a quantidade de vendas, em termos unitários ou em valor monetário que a

empresa movimenta em determinado período.

Uma técnica comum é calcular a porcentagem de aumento e decréscimo de

vendas e projetar essa quantidade para um período futuro.

Para cada produto se utiliza a seguinte fórmula:

Valor do mês anterior * (Fixo) Taxa do produto+ Valor do mês anterior

Estima-se que tenha vendas mensais no valor de R$ 10.000,00.

8.6 Projeção do Fluxo de Caixa

Fluxo de Caixa pode ser utilizado tanto como uma ferramenta de gestão operacional (curto prazo), uma forma de gestão estratégica (média e longo prazo) fazendo uma projeção futura de entradas e saídas de recursos financeiros, em determinado período. Seu objetivo é o planejamento estratégico da empresa, prevendo prejuízos, financiamentos e investimentos. A Projeção do Fluxo de Caixa é a estimativa de entrada e saída de dinheiro ou outras formas de recebimentos e pagamentos, baseados em dados passados e projeções de cenários futuros.

DESCRIÇÃO RECEITAS DESPESAS

Demonstrativo de Fluxo de Caixa em abril/2015:

Capital integralizado

R$ 30.000,00

Aluguel

R$ 1.500,00

Despesas

R$ 5.000,00

Pagamento Funcionários

R$

820,00

Vale Transporte

R$

112,24

Pró-labore

R$ 4.500,00

Móveis, máquinas e utensílios

R$ 6.000,00

Vendas à vista

R$ 10.000,00

Total caixa dia 31/05

R$ 22.067,76

.

Conclusão

Conclui-se com este estudo que a Contabilidade está cada vez mais sendo uma importante ferramenta para a criação e manutenção das empresas. Antes de se criar uma empresa o empresário necessita compreender bem o mercado onde vai atuar, fazer um bom planejamento fiscal e um bom orçamento. Para que sua empresa não tenha uma vida útil pequena e frágil e sim que alcance o sucesso. E em todo esse processo é fundamental o acompanhamento e orientação de um contabilista, que é um profissional capacitado a atender todos esses processos. E por outro lado o contabilista também deve ser um profissional que procura se atualizar sempre para poder acompanhar todas as mudanças na legislação que ocorrem no cenário fiscal e político, para melhor assessorar seu cliente.

Referências Bibliográficas

Reis, Luciano Gomes dos. Pizzo, João Cláudio Machado. Costa, José Manoel da. Perícia Contábil. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010.

Garcia, Régis. Controladoria. Londrina: Unopar, 2014.

Proença, Fábio Rogério. Planejamento Tributário. Londrina: Unopar, 2014.

Atividades Econômicas. Disponível em: http://www.cnae.ibge.gov.br