Você está na página 1de 3

Clinica De Reabilitação Para Dependentes Químicos

Todos os trabalhos são somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino.
Atualmente estou dedicando meu tempo com projeto Saúde Física onde escrevo artigos
sobre saúde e cuidados com corpo. Com a dependência do indivíduo todos de sua família
ficam doentes também, são chamados de CÔ-DEPENDENTES, pois em função do indivíduo
dependente se tornam também vitimas das consequências causadas pelo álcool e as
drogas. A nova lei via dependente químico como um agente transmissor do vício, que

deveria ser combatido.
Da mesma forma, a redução ocorre pela alteração da exposição ou do envolvimento do
individuo ao risco. Elizete Ribeiro Sales, Formada Bacharel em Psicologia, Cursando Pós
Graduação em Dependencia química, Estresse e Saúde Mental. Os estimulantes são
substâncias cujo efeito predominante é aumento da atividade do cérebro pelo bloqueio de
células inibitórias ou pela liberação de substâncias neuro-transmissoras (substâncias
liberadas por uma célula cerebral para comunicar-se com outras). MOREIRA, M. B. e
MEDEIROS, C. A. Princípios básicos de análise do comportamento.
Este número vem contribuir para debate, oferecendo uma série de artigos de pesquisa,
revisão e ensaios que demonstram amadurecimento desse campo, talvez pouco
considerado pelos formuladores de políticas, que insistem em lançar mão de estratégias de
intervenção invasivas e ineficazes, que atendem a interesses de segmentos específicos e
não aos dos usuários e de suas famílias.
Além disso, ambiente do hospital não traz para paciente uma boa imagem dos benefícios do
tratamento da dependência, e nem sequer uma estrutura favorecedora conforme estabelece
disposto no artigo 8º, III da Portaria em questão. A função primordial dos familiares é
convencer esse dependente a procurar também tais organizações, pois nem sempre
indivíduo que está mergulhado na dependência não consegue enxergar sua real
problemática.
Todavia, sua redação trazia uma questão de difícil resolução para a interpretação jurídica
dos casos julgados, visto que no seu artigo 281 a letra da lei afirmava que era passível de
punição aquele que traz consigo substância capaz de causar dependência química, mas não
esclarecia se tal fato incidia também sobre aquele que traz consigo para uso próprio.

e necessita de suporte para enfrentamento desta crise. como para tratamento da síndrome de abstinência a esta substância. A família passa por um período de crise. Dependente químico . L.Sou coordenador geral de uma clinica para tratamento de dependencia quimica. DIEHL. FIGLIE. para clínicos e pesquisadores. . Estudos ainda ressaltam que tratamento das famílias. . pode facilitar a aderência do familiar dependente ao tratamento. Mas ele não consegue. A recuperação do Dependente Químico pode ser um processo a longo prazo e freqüentemente requer vários episódios de tratamento. VIEIRA. de um sempre maior entendimento do mecanismo de ação central do álcool. DIEHL. tem possibilitado a . Torna-se imprescindível analisar as características do dependente a partir de uma visão empírica. Uma das teorias que mais tem contribuído para a compreensão da motivação para tratamento é a do Modelo Transteórico de Mudança de Comportamento (Transtheoretical Model of Change). Reis. tornando fundamental uma revisão de crenças pessoais sobre fenômeno da dependência química. CURSO PRE XI JORNADA CATARINENSE: DEPENDENCIA QUIMICA EM POPULAÇÕES ESPECIAIS. AD . 2008). A medida de internação sem consentimento do dependente somente é aplicada em situações excepcionais. sendo necessário que tenham esgotados todos os recursos distintos do cerceamento da liberdade do mesmo. . ele fica agitado. Aranha . Aula: Transtorno da Sexualidade. DIEHL. por meio de programas de reabilitação gratuitos oferecidos há mais de dez anos. Renato Azevedo Júnior . visto que atitudes preconceituosas criam distanciamento e pioram prognóstico. Na abertura do evento. Grube J Prevenção no ambiente Comunitário. tem dificuldade em dormir. DIEHL. que podemos pensar como uma abstinência por falta da droga. momento em que mesmo é direcionado ao serviço hospitalar. ALESSANDRA . N. pois dele depende a busca por novas opções farmacológicas tanto para a redução dos danos provocados pelo seu uso crônico.também representando presidente da Casa. A. nas quais dependente se encontre em situações de risco de vida.assim como qualquer outro paciente . por falta da cocaína. quando se depara com a questão da dependência de substâncias em seu meio. A.agradeceu a colaboração da Uniad e do Inpad (Instituto Nacional de Políticas Públicas sobre Álcool e Drogas) na ajuda ao médico dependente que. gostaria de solicitar um material para reunioes. B. A. Artigo reafirma a importância.precisa ser respeitado e atendido com atenção. desenvolvido por James Prochaska e colaboradores nos anos 1970 (Szupszynski & Oliveira. Este remete um comportamento condicionado pela redução de ameaças semelhantes e também traz altas respostas emocionais. Isso significa que a abordagem involuntária acontece somente no primeiro contato com paciente. veja neste artigo de Especialização em Saúde Mental e Psiquiatria da Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). começa a sentir tremores no corpo. e começa a se sentir mal toda vez que ele tenta não usar cocaína. D.

BRANDÃO. Dependência seria um comportamento apreendido. Além disso. Todo processo que se segue aprofunda a culpabilização do dependente por sua vida drogada e coloca num Deus amantíssimo a possibilidade de mudança. ao invés de provocar análises sobre os processos de exclusão da diferença e produção da marginalização social (Ramôa. case management”. incluindo doenças neste site mentais crônicas. um desenvolvimento de uma série de ações e influências que contribuiriam para este estado. 2. Martin Raw foi um dos pioneiros no tratamento Da dependência da nicotina a partir da década de 70. se por um lado facilitou a proliferação do método. produzindo uma cultura interna de individualização que se operava pelo princípio da igualdade. ambiente do hospital não traz para paciente uma boa imagem dos benefícios do tratamento da dependência. 5. ou no inglês. Evidências sugerem que gerenciamento de caso.reabilitação de muitos médicos. e nem sequer uma estrutura favorecedora conforme estabelece disposto no artigo 8º. e mesmo a possibilidade de se criar subgrupos dentro das duas linhas principais. têm sido uma poderosa intervenção para assistir pessoas que possuem problemas psicossocias. . 1999). idade avançada e distúrbios emocionais infantis 1. pois nem sempre indivíduo que está mergulhado na dependência não consegue enxergar sua real problemática. este tipo de abordagem tem sido adaptado ao trabalho com dependência química 4. Abordagem Contextual na Clínica Psicológica: Revisão da ACT e proposta de atendimento. Ajudou a desenvolver a mais famosa clinica de ajuda a fumantes na Inglaterra. 3 Mais recentemente.Z. A função primordial dos familiares é convencer esse dependente a procurar também tais confira . Entendemos que a estratégia de separação entre os grupos. III da Portaria em questão. M. por outro fomentou isolamento dos participantes.