Você está na página 1de 2

O processo carioso em dentina

Dentina infectada (irreversivelmente Dentina afetada (reversívelmente


desnaturada) desnaturada)
Insensível e morta Sensível e vital
Não remineralizável Remineralizável
Muito infectada Pouco infectada
*(massler, 1967; fusayama, 1979)

O processo carioso não pode ser prevenido mas o aparecimento da lesão


cariosa(sequela) pode ser evitado. (Kidd, 2011)

Tipos de dentina

Dentina primária Dentina secundária Dentina terciária


(reparadora)
Origem embrionária; Origem fisiológica Origem patológica
Desde o fim da formação da Estímulos fisiológicos de Produzida a partir de
dentina do manto até a total baixa intensidade estímulos nocivos como o
formação do dente e (mastigação) processo carioso ou trauma
erupção; Formada por toda a vida Relacionada apenas aos
↓ da luz da câmara pulpar túbulos dentinários afetados
↓ redução localizada da luz
da câmara pulpar
Túbulos dentinários amplos Túbulos dentinários mais Túbulos extremamente
e regulares estreitos e tortuosos do que tortuosos e estreitos
na dentina primária Pode ser atubular

Mecanismos de perda da estrutura dental


(lesões não cariosas)

Abrasão Atrição Erosão


- Atrito por coisas triviais na - Atrito entre dentes (incisal, - Agentes ácidos atuando
boca: Atrito com a escova de oclusal e palatina de dentes sobre fosfatos e carbonatos
dente, dos dentes com a superiores onde os inferiores de apatita;
língua, bochechas e tocam.) - Quelantes atuando sobre o
raspagem profissional. - Facetas de desgaste planas cálcio
- Superfícies de raízes de margens bem delimitadas - Superfície dentária + lisa e
expostas e área cervical da - Hábitos parafuncionais (ex: com perda de brilho
coroa bruxismo acentuam o - Periquimáceas somem
desgaste por atrição - Completa dissolução dos
cristais (sem remineralização
como acontece no proc.
carioso)
- Aspecto endurecido
* o tecido dentário afetado previamente por erosão torna-se mais susceptivel ao desgaste
por atrição e abrasão em comparação ao dente intacto.

DIFERENCIAR DO PROCESSO CARIOSO: CAUSADO POR ÁCIDOS DE ORIGEM BACTERIANA


ENTRE A SUPERFICIE DENTAL E BIOFILME, OCASIONANDO UMA LESÃO SUBSUPERFICIAL.