Você está na página 1de 3

O desafio é buscar conteúdo sobre as pesquisas de mercado mais utilizadas no

mundo dos negócios e enumerar pelo menos quatro tipos diferentes de pesquisa.
Lembre-se de falar um pouco sobre cada uma, como a maneira que são feitas e
para que servem, por exemplo.Assim, caracterize em cerca de duas linhas cada
tipo de pesquisa de mercado.

Pesquisa de Mercado é um esforço organizado destinado a juntar informações sobre


mercados e consumidores específicos. Alguns tipos são:

1- Pesquisa exploratória - tem um caráter mais livre, não tendo uma limitação acerca
do que se quer descobrir. Toda dúvida é pertinente e pode representar uma grande
descoberta para enriquecer as próximas etapas. Os questionários, assim, são mais
flexíveis e sua formulação fica a cargo do profissional responsável pela pesquisa. Não
se deve esperar conclusões estatísticas de uma pesquisa exploratória. Afinal de contas,
ela funciona como preparação do terreno para descobertas mais sólidas nas demais
pesquisas.

2-Pesquisa descritiva - tem um caráter mais palpável em relação à pesquisa


exploratória. Ela parte de uma situação em que já existem insights e informações, mas
isso não está consolidado. A pesquisa descritiva visa, essencialmente, validar hipóteses
e encontrar possíveis falhas no planejamento desenvolvido.

3-Pesquisa causal - determina relações de causa e efeito. Com base nas descobertas
feitas em pesquisas exploratórias e descritivas, a empresa passa a fazer testes de
validação. Diversas variáveis são aplicadas com o objetivo de legitimar ou desmentir
insights obtidos anteriormente. Não tem um caráter dicotômico (certo ou errado), ou
seja, alguma variável pode se mostrar parcialmente adequada, por exemplo.

4- Pesquisa qualitativa - normalmente usada para pequenos números de respondentes -


não generalizável para o todo da população - a significância estatística e nível de
confiança não são calculados. Exemplos deste tipo de método são os focus groups,
entrevistas em profundidade, e técnicas de projeção

5 - Pesquisa quantitativa - geralmente usada para tirar conclusões - testa uma hipótese
específica - usa técnicas de amostra por forma a poder fazer inferências a partir da
amostra para a totalidade da população. Envolve um grande número de respondentes.
Exemplos: Inquéritos estatísticos e questionários.

-------------------

MODELO CLÁSSICO DE TOMADA DE DECISÕES

É prescritivo, ou seja, especifica como as decisões devem ser tomadas. Faz-se uma série
de hipóteses simplificadoras sobre a natureza do processo decisório. Deve-se gerar uma
lista de todas as alternativas e consequências e fazer a melhor escolha.
Parte do pressuposto que se tem todas as informações necessárias para se tomar uma
decisão ótima. Permite enumerar suas próprias preferências para cada alternativa e
classificá-las em uma escala que vai de menor à maior.

MODELO ADMINISTRATIVO

Não se tem acesso a todas as informações necessárias para se tomar uma decisão e,
mesmo se tivesse, a capacidade dos gestores de identificar todas seria limitada. O
processo de decisão é sempre de natureza incerta e arriscada. Se baseia em três
conceitos: Racionalidade limitada, informações incompletas e solução satisfatória.

--Racionalidade limitada: As capacidades de tomada de decisão são restritas pelas


limitações cognitivas das pessoas. RL descreve a situação na qual o número de
alternativas que o administrador deve indicar é tão grande e o volume de informações é
tão vasto que é difícil analisar tudo antes de tomar a decisão.

--Informações incompletas: Mesmo que tivessem total capacidade, os administradores


não teriam todas as informações necessárias para chegar à decisão ótima. O espectro
completo das alternativas é uma incógnita na maioria das situações. As informações são
incompletas devido ao risco e à ambiguidade e às restrições de tempo.

--Riscos e incertezas: O risco está presente quando os administradores conhecem os


possíveis resultados de determinada linha de ação e são capazes de atribuir
probabilidades a eles. Quando existe incerteza, as probabilidades de resultados
alternativos não podem ser determinadas e os resultados futuros são desconhecidos.
Com isso, têm poucas informações para tomar decisão.

--Informações ambíguas: seu significado não é claro, podem ser interpretadas de


várias formas.

--Restrições de tempo e custo das informações: não ter tempo nem disposição para
encontrar todas as possível soluções alternativas e avaliar todas as prováveis
consequências dessas alternativas.
-Solução satisfatória: Explora uma amostra limitada de todas as possíveis alternativas.
Quando se tenta obter resultados satisfatórios, busca-se e opta-se por maneiras
aceitáveis ou satisfatórias de responder a problemas e oportunidades, em vez da decisão
ótima.