Você está na página 1de 44

Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO
Embaladora angular com campânula

SL45 - SL55

CÓDIGO MANUAL: DM210649

DATA DE CRIAÇÃO: 11.04.2012


3

REVISÃO: C

DATA DA VERSÃO: 07.03.2016


PREFÁCIO
Tradução das instruções originais

Ao agradecer a preferência a SMIPACK S.p.A tem o prazer de acolhê-lo junto ao círculo


numeroso dos seus clientes e deseja que o uso desta máquina represente para o prezado
cliente motivo de plena satisfação.

Este manual é utilizável para o modelo SL45 - SL55 e foi realizado para colocar o cliente em
condições de poder intervir sobre os diversos componentes, fornecer esclarecimentos sobre
as diversas operações de manutenção e de intervenção.

Para garantir uma boa eficiência, duração e rendimento, recomenda-se a escrupulosa


observância das normas aqui indicadas.

DEVE-SE LER ATENTAMENTE E COMPLETAMENTE ESTE MANUAL ANTES


DE INSTALAR A MÁQUINA.

ESTE MANUAL É PARTE INTEGRANTE DA MÁQUINA E, POR ISSO, DEVE


ACOMPANHÁ-LA ATÉ O SEU DESMANCHE.

A SMIPACK S.p.A. não assume qualquer responsabilidade em relação a consequências


diretas ou indiretas devidas a um uso próprio ou impróprio desta publicação e reserva-se o
direito de efetuar modificações técnicas nos próprios sistemas e neste manual sem qualquer
4 aviso prévio.

SMIPACK S.p.A. - Via Piazzalunga, 30 - 24015 S. Giovanni Bianco (BG) - ITALY


Tel. +39.0345.40400 - Fax +39.0345.40409
Manual de uso e manutenção série SL

DECLARAÇÃO CE DE CONFORMIDADE

Tradução das instruções originais


(Diretiva 2006/42/CE - Anexo IIA)

Razão Social e endereço da empresa fabricante da máquina :


SMIPACK S.p.A. - Via Piazzalunga 30, 24015 San Giovanni Bianco (BG) - ITALY
Tel. +39 0345 40400 – Fax +39 0345 40409

Nome e endereço da sociedade autorizada a constituir o fascículo técnico :


SMIPACK S.p.A. - Via Piazzalunga 30, 24015 San Giovanni Bianco (BG) - ITALY

Declara que a máquina modelo SL45 - SL55

com função de: Embaladora angular com campânula

está em conformidade com a Diretiva 2006/42/CE e com as disposições legislativas que


transpõem as Diretivas 2004/108/CE (Compatibilidade eletromagnética) e 2006/95/CE (Baixa
tensão)

Está também em conformidade com os seguintes normas harmonizadas:


• EN ISO 12100:2010
5
• EN ISO 13849-1:2008 + AC:2009
• EN IEC 60204-1:2006

Giuseppe Nava
(Representante Legal)

San Giovanni Bianco, 12/01/2016


Em branco
Manual de uso e manutenção série SL

SUMÁRIO

Tradução das instruções originais


DECLARAÇÃO CE DE CONFORMIDADE ........................................................................................................................................... 5

1. NORMAS E ADVERTÊNCIAS GERAIS ......................................................9


1.1 COMO LER E UTILIZAR O MANUAL ................................................................................................................9
1.2 GARANTIA E EXCLUSÃO DAS RESPONSABILIDADES ................................................................................9
1.3 REFERÊNCIAS REGULAMENTARES ............................................................................................................10
1.4 LEGENDA DE SÍMBOLOS ..............................................................................................................................10

2. INSTALAÇÃO DA MÁQUINA ...................................................................13


2.1 DESCRIÇÃO DOS COMPONENTES DA MÁQUINA .....................................................................................13
2.2 PESO E DIMENSÕES DA MÁQUINA EMBALADA .........................................................................................13
2.3 PESO E DIMENSÕES DA MÁQUINA .............................................................................................................14
2.4 TRANSPORTO E DESEMBALAMENTO .........................................................................................................14
2.5 MONTAGEM DOS SUPORTES PORTA MÁQUINA .......................................................................................15
2.6 INTRODUÇÃO DOS FUSÍVEIS DENTRO DO QUADRO ELÉTRICO ............................................................16
2.7 CONEXÃO ELÉTRICA ....................................................................................................................................17
2.8 DADOS DE INSTALAÇÃO ELÉTRICA ............................................................................................................17
2.9 CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO .......................................................................................................................17
2.10 DESMANCHE E ELIMINAÇÃO .......................................................................................................................18

3. INFORMAÇÕES SOBRE A MÁQUINA .....................................................19


3.1 DESCRIÇÃO DA MÁQUINA ............................................................................................................................19 7
3.2 DESCRIÇÃO DAS ZONAS PERIGOSAS ........................................................................................................19
3.3 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO E DADOS TÉCNICOS DA MÁQUINA .............................................................20
3.4 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO PRODUTO .............................................................................................21
3.5 CARACTERÍSTICAS DO FILME .....................................................................................................................21
3.6 DETERMINAÇÃO DA LARGURA DO FILME ..................................................................................................22
3.7 OPERAÇÃO DE SOLDAGEM DO FILME .......................................................................................................22
3.8 OPERAÇÃO DE TERMORRETRAÇÃO DO FILME ........................................................................................23

4. PREPARAÇÃO PARA O USO DA MÁQUINA .........................................25


4.1 POSICIONAMENTO DA BOBINA E PASSAGEM DO FILME .........................................................................25
4.2 REGULAGEM DOS PERFURADORES DO FILME ........................................................................................25
4.3 REGULAGEM DA ALTURA DA TELA PORTA-PRODUTO ............................................................................26
4.4 REGULAGEM DA ABERTURA DA CAMPÂNULA ..........................................................................................26
4.5 POSICIONAMENTO DO SUPORTE PORTA-BOBINA E DA PLACA PORTA-PRODUTO ............................27
4.6 PRIMEIRA SOLDAGEM DO FILME ................................................................................................................27
4.7 EMBALAMENTO DOS PRODUTOS ...............................................................................................................28

5. FUNCIONAMENTO E USO .......................................................................29


5.1 INTERFACE PAINEL OPERADOR .................................................................................................................29
5.2 LIGAÇÃO DA MÁQUINA .................................................................................................................................30
5.3 FUNCIONAMENTO DA MÁQUINA .................................................................................................................30
5.4 SALVAMENTO DE UM PROGRAMA ..............................................................................................................31
5.5 MENU PARÂMETROS ....................................................................................................................................31
5.6 ACESSO AO MENU RESERVADO .................................................................................................................33
5.7 DESCRIÇÃO DA SIMBOLOGIA DO VISOR ...................................................................................................33

6. LIMPEZA E MANUTENÇÃO .....................................................................35


6.1 ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES GERAIS .................................................................................................35
6.2 NATUREZA E FREQUÊNCIA DAS VERIFICAÇÕES E DAS INTERVENÇÕES DE MANUTENÇÃO ............35
Tradução das instruções originais

6.3 SUBSTITUIÇÃO DA LÂMINA SOLDADORA ..................................................................................................36


6.4 SUBSTITUIÇÃO DO PTFE E DA BORRACHA DE SILICONE .......................................................................37
6.5 ÁREAS DE ACESSO DA MÁQUINA PARA INSPEÇÕES ..............................................................................38

7. ANOMALIAS E AVARIAS – COMO SOLUCIONAR .................................39


7.1 SOLUÇÕES PARA OS PROBLEMAS DE FUNCIONAMENTO ......................................................................39
7.2 VISUALIZAÇÃO DE ERROS E MENSAGENS DO VISOR .............................................................................40

TÉRMINO DO MANUAL ..............................................................................................................................................44

8
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


CAPÍTULO 1 - NORMAS E ADVERTÊNCIAS GERAIS

1.1 COMO LER E UTILIZAR O MANUAL


Este manual constitui parte integrante da máquina e, por isso, deve ser conservado por toda
a vida útili da máquina e deverá ser fornecido a eventuais sucessivos proprietários.

Finalidade do manual de uso e manutenção

Antes de efetuar qualquer operação na máquina é obrigatório ler atentamente este manual e
a eventual documentação abaixo para evitar possíveis danos à própria máquina, às pessoas
e a bens em geral.

É importante conservar o manual e todos os documentos anexos em um local facilmente


acessível, próximo à máquina e conhecido por todos os utilizadores (operários e pessoal
encarregado da manutenção) de modo que possam ser consultados rapidamente quando as
circunstâncias assim solicitarem.

A empresa SMIPACK S.p.A. não se responsabilizará por eventuais avarias, incidentes ou


problemas diversos devidos à inobservância das determinações contidas nestes manuais de
uso e manutenção ou causados por modificações e acessórios não autorizados.

Conservação do manual de uso e manutenção

• Conservar com cuidado o manual de uso e manutenção. 9

• Não remover, rasgar ou reescrever partes do manual de uso e manutenção.

• Garantir que qualquer emenda acrescentado seja incorporada ao texto.

Consulta do manual de uso e manutenção

A consulta deste manual é facilitada pela inserção, nas primeiras páginas, de um sumário que
permite localizar com rapidez os argumentos descritos.

Metodologia de atualização do manual em casos de modificações na máquina

As descrições e as ilustrações deste manual devem ser consideradas não vinculantes. A


SMIPACK S.p.A. reserva-se o direito (sem modificar as características essenciais) de efetuar
modificações em qualquer momento às referidas máquinas, para um melhoramento funcional,
comercial e estético, sem obrigação de atualizar manuais e produção anterior, com a exceção
dos casos excepcionais.

Eventuais atualizações do manual ou integrações deverão ser consideradas parte integrante


do manual. Agradecemos antecipadamente pelas sugestões que nos serão assinaladas para
eventuais ulteriores melhorias.

1.2 GARANTIA E EXCLUSÃO DAS RESPONSABILIDADES


SMIPACK declina qualquer responsabilidade que derive de :

- defeitos de alimentação elétrica e pneumática;

- falta de manutenção;

- contaminação do exterior da máquina;

- modificações e consertos não autorizados;

- utilização de peças de reposição não originais;


Capítulo 1 - Normas e advertências gerais
Tradução das instruções originais

- eventos excepcionais tais como terremotos, alagamentos, incêndios.

A máquina é enviada ao Cliente pronta para ser instalada, após ter superado na fábrica todos
os testes e provas previstas, conforme as determinações da lei em vigor. A garantia tem uma
validade de 365 dias a partir da data de compra. No período da garantia a SMIPACK
compromete-se a eliminar eventuais vícios ou defeitos desde que seja efetuada a
manutenção periódica e sejam sempre utilizadas peças originais. Excluem-se da garantia os
materiais de consumo, as partes sujeitas a normal desgaste ou rotura, eventuais avarias
causadas por agentes atmosféricos, o transporte da máquina até o centro de assistência e a
mão de obra. A garantia é válida somente para o adquirente original e com a condição de que
o certificado de garantia tenha sido devidamente preenchido em todas as suas partes e
expedido em até 20 dias após a data de compra. Os consertos efetuados durante a garantia
não interrompem ou prolongam o período da garantia.

A garantia é anulada e invalidada com efeitos imediatos nos seguintes casos:

> uso impróprio da máquina

> variação das condições de processo

> manipulações não autorizadas por parte de terceiros

> inobservância do que está indicado no manual de instruções

> não utilização de peças de reposição originais da fabricante

10
1.3 REFERÊNCIAS REGULAMENTARES
Os modelos de máquina contidos neste manual estão em conformidade com as Disposições
Legislativas relativas à transposição das Diretivas indicadas a seguir.

Diretivas europeias aplicadas à ferramenta e/ou ao conjunto:

• 2006/42/CE - Diretiva relativa à aproximação das legislações dos estados membros


relativas às máquinas.

• 2006/95/CE - Diretiva sobe a baixa tensão.

• 2004/108/CE - Diretiva sobe a compatibilidade eletromagnética.

Normas técnicas aplicadas à ferramenta e/ou ao conjunto:

• EN ISO 12100:2010 - Segurança do maquinário - Princípios gerais de projeto - Avaliação


de risco e redução de risco.

• EN ISO 13849-1:2008 + AC:2009 - Segurança do maquinário - Partes de sistema e de


comando ligadas à segurança - Parte 1: princípios gerais para o projeto.

• EN IEC 60204-1:2006-06 - Segurança do maquinário - Equipamentos elétricos das


máquinas - Parte 1: regras gerais.

1.4 LEGENDA DE SÍMBOLOS


Todas as instruções a notas contidas neste manual estão geralmente associadas a uma
determinada simbologia. Na tabela a seguir está descrito o seu significado.
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


OBSERVAÇÃO!

Indicações úteis para facilitar a consulta do manual ou advertências


gerais. Antes de operar, assegurar-se de que as instruções refiram-se
ao modelo de máquina adquirido.

ADVERTÊNCIA!

Indica as situações de risco para a máquina e/ou para o produto em


elaboração.

ATENÇÃO!

Indica as situações de risco para as pessoas e sugere normas


comportamentais.

ZONA DE ALTA TENSÃO!

Perigo de eletrocussão no interior do quadro elétrico.

PERIGO DE CORTE!

Prestar atenção aos membros superiores.

PERIGO DE QUEIMADURAS!

Atenção para não entrar em contacto com superfícies em alta 11


temperatura.

PERIGO DE ESMAGAMENTO!

Atenção para não esmagar partes do corpo e, especialmente, os


membros superiores.

PERIGO ÓRGÃOS EM MOVIMENTO!

Atenção para não intervir sobre engrenagens ou sistemas mecânicos


durante o seu movimento.

PERIGO DE ELETROCUSSÃO - DEVE SER RETIRADA A TENSÃO


ANTES DE OPERAR!

Antes de efetuar as operações indicadas certificar-se de ter seccionado


a tensão.

MANUTENTOR MECÂNICO

MANUTENTOR ELÉTRICO

LIGAÇÃO À TERRA

É obrigatória a ligação à terra da instalação.


Capítulo 1 - Normas e advertências gerais
Tradução das instruções originais

OBRIGAÇÃO DE UTILIZAR CALÇADOS DE SEGURANÇA

OBRIGAÇÃO DE UTILIZAR OTOPROTETORES

OBRIGAÇÃO DE UTILIZAR LUVAS

OBRIGAÇÃO DE VESTUÁRIO

OBRIGAÇÃO DE ÓCULOS

12
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


CAPÍTULO 2 - INSTALAÇÃO DA MÁQUINA

2.1 DESCRIÇÃO DOS COMPONENTES DA MÁQUINA

Fig. 2.1.1

13
1 PORTA-BOBINA 8 ELETROÍMÃ

2 PERFURADORES DE FILME 9 CARRO (opcional)

PLACA PORTA-PRODUTO NA
3 10 LÂMINA SOLDADORA
ENTRADA

4 CAMPÂNULA 11 PORTA-PRODUTO SAÍDA

VENTILADOR PARA
5 QUADRO ELÉTRICO 12
TERMORRETRAÇÃO

6 INTERRUPTOR GERAL 13 RESISTÊNCIAS (ZONA FORNO)

7 PAINEL OPERADOR

2.2 PESO E DIMENSÕES DA MÁQUINA EMBALADA

Fig. 2.2.1 SL45 SL55

X (mm) 1140 1330

Y (mm) 760 910

H (mm) 680 770

PESO (kg) 85 108


Capítulo 2 - Instalação da máquina

2.3 PESO E DIMENSÕES DA MÁQUINA


Tradução das instruções originais

SL45 SL55

X (mm) 1050 1240

Y (mm) 665 805

480 * 565 *
H (mm) 1029 ** 1102 **
Fig. 2.3.1
1015 *** 1100 ***

60 * 77 *
PESO (kg) 75 ** 95 **
71 *** 88 ***

* sem carro
** com carro porta-máquina
*** com suportes porta-máquina

14

2.4 TRANSPORTO E DESEMBALAMENTO


A SMIPACK S.p.A. de acordo com a modalidade de transporte e com a tipologia dos produtos
a serem expedidos, utiliza embalagens adequadas para garantir a integridade e a
conservação durante o transporte.

No transporte e colocação da máquina recomenda-se


efetuar as manobras com muito cuidado. Em relação a
todo dano ocorrido durante o transporte, a
Fig. 2.4.1
responsabilidade é do transportador. Deve-se
desembalar a unidade prestando atenção para não
danificar as partes expostas.

As atividades de movimentação do módulo da máquina


devem ser efetuadas por meio de sistemas que operam
por baixo; não é possível, devido às modalidades de
embalagem, utilizar sistemas que operam pelo alto.
Elevar a máquina centralmente pelo lado mais comprido
e regular a posição das pás do carro elevador para obter
o maior espaço inter-eixo possível.

ATENÇÃO!
Certificar-se sempre, antes de qualquer movimentação, de que o meio de elevação seja
adequado para a elevação da carga que deve ser movimentada.
No caso de estocagem prolongada, a máquina deve ser colocada em um ambiente coberto
com uma temperatura compreendida entre -15°C e +55°C, com um grau de umidade variável
entre 30% e 90% sem condensação.
Manual de uso e manutenção série SL

2.5 MONTAGEM DOS SUPORTES PORTA MÁQUINA

Tradução das instruções originais


Os modelos da série SL podem ser posicionados sobre suportes porta-máquina adequados,
especificamente projetados e disponíveis mediante solicitação. Estão à disposição duas
versões: A e B.

A : Versão com carro


- Montar o carro porta-máquina como esquematizado na figura 2.5.1.
- Posicionar a máquina no carro de tal modo que acople os pés 1 com as respetivas furações
2 e sucessivamente fixar o carro à máquina através dos parafusos 3.

15

Fig. 2.5.1 Fig. 2.5.2

B : Versão com suportes porta-máquina


- Montar em cada um dos suportes a roda como mostrado na fig. 2.5.3.
- Inserir os pés 1 da máquina nas respectivas furações 2 e fixar sucessivamente os suportes
porta-máquina mediante os parafusos 3.

Fig. 2.5.3

Fig. 2.5.4
Capítulo 2 - Instalação da máquina
Tradução das instruções originais

ATENÇÃO!
Prestar atenção para montar os suportes A e B na posição correta.

Montar as duas rodas C equipadas com dispositivo de travagem no lado frontal da


máquina.

Fig. 2.5.5

16

2.6 INTRODUÇÃO DOS FUSÍVEIS DENTRO DO QUADRO


ELÉTRICO
No momento da entrega , os fusíveis da máquina não são inseridos dentro do porta-fusível.
Para a alimentação da máquina, é necessário proceder como descrito a seguir:

Fig. 2.6.1

1 - Alimentação 230V 1PH+N


Introduza o fusível na fase e o condutor em cobre no neutro.

2 - Alimentação 230V 2PH


Inseria os dois fusíveis nas fases.
Manual de uso e manutenção série SL

2.7 CONEXÃO ELÉTRICA

Tradução das instruções originais


Todas as operações de ligação à rede elétrica devem ser efetuadas com a máquina sem
tensão.

ATENÇÃO!
No caso em que se queira ter acesso à instalação elétrica deve-se lembrar de retirar a
tensão e esperar, no mínimo, cinco minutos antes de operar.

É OBRIGATÓRIA A LIGAÇÃO À TERRA!


A conexão da máquina à rede deverá ser efetuada respeitando-se a regulamentação em vigor
no país do utilizador.
Controlar para que os valores da frequência e da tensão de alimentação da máquina
(consultar a placa aplicada da máquina) correspondam aos valores da rede de
alimentação.

2.8 DADOS DE INSTALAÇÃO ELÉTRICA


Providenciar para a linha de alimentação da máquina um magnetotérmico que suporte os
valores indicados na tabela.

17
SL45 SL55

Tensão 220÷240 V 220÷240 V


nominal (1PH+N+PE) (1PH+N+PE)

Frequência
50÷60 Hz 50÷60 Hz
nominal

Potência
1650 W 3700 W
nominal

Corrente
7A 17 A
nominal

2.9 CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO


As máquinas devem operar exclusivamente em ambientes fechados, protegidos dos agentes
atmosféricos, onde não hajam atmosferas explosivas.

Certificar-se que exista o espaço para uma sua fácil instalação e manutenção.
A iluminação mínima deve ser de 300 lux.

São aconselhadas temperaturas de funcionamento que podem variar dos +10°C a +40°C e
com umidade relativa de 30% a 80% sem condensação.

Grau de proteção da maquina = IP20

VALORES DE EMISSÃO SONORA DECLARADOS COMBINADOS EM CONFORMIDADE


COM A NORMA ISO 4871 :
Capítulo 2 - Instalação da máquina
Tradução das instruções originais

NÍVEL DE PRESSÃO SONORA DE EMISSÃO PONDERADO A (NA POSIÇÃO DO


OPERADOR) : 70 dB

ATENÇÃO!
A exposição ao ruído por parte do operador pode variar também devido aos ruídos de
fundo gerados por outros aparelhos presentes no local de instalação da máquina. Para
fornecer aos operadores os EPI de proteção do ouvido adequados poderá ser
necessário uma avaliação do ruído no interior do ambiente de trabalho.

2.10 DESMANCHE E ELIMINAÇÃO


A máquina não contém componentes ou substâncias perigosas que necessitam de
procedimentos especiais de remoção. No que se refere à eliminação dos materiais, é
necessário respeitar o que determina a regulamentação do País no qual a máquina deve ser
desmanchada.

18
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


CAPÍTULO 3 - INFORMAÇÕES SOBRE A MÁQUINA

3.1 DESCRIÇÃO DA MÁQUINA


Quando a máquina avisar com um sinal acústico o fim da soldagem, será necessário deixar
que a campânula abra e, com a mão direita, facilitar a separação do filme residual, evitando
que permaneça preso na lâmina durante a fase de arrefecimento.

3.2 DESCRIÇÃO DAS ZONAS PERIGOSAS


Na tabela apresentada abaixo estão descritas as zonas da máquina que requerem a atenção
do operador a fim de evitar possíveis perigos.

Fig. 3.2.1

19

Possibilidade de esmagamento dos membros superiores na fase de


fechamento manual da campânula.
ZONA A
Possibilidade de queimaduras ao tocar a lâmina soldadora logo após o
término de um ciclo de embalamento.

Queimadura por contato com elementos muito quentes (zona do forno com
ZONA B
as resistências termocontroladas).

Possibilidade de entrar em contato com os ventiladores utilizados para o


ZONA C processo de termorretração através da inserção das mãos embaixo da tela
porta-produto.

ZONA D Posibilidade de queimaduras ao tocar a tela porta-produto.

Pequenas perfurações causadas pelos perfuradores presentes no porta-


ZONA E
bobina.

Durante o embalamento possibilidade de queimaduras ao tocar a campânula


ZONA F
plexiglas.
Capítulo 3 - Informações sobre a máquina

ATENÇÃO!
Tradução das instruções originais

Quando a máquina está desligada, a campânula deve ser deixada sempre aberta a fim
de permitir o seu arrefecimento.

Nos arredores de algumas áreas da máquina, para chamar a atenção do operador sobre as
precauções adequadas para evitar perigos, foram colocadas algumas placas de sinalização.
Para uma maior compreensão da simbologia utilizada, estão descritas a seguir as principais.

PERIGO POR ÁREA SOB ALTA TENSÃO COM RISCO DE


ELETROCUSSÃO NO INTERIOR DO QUADRO ELÉTRICO

PERIGO DE QUEIMADURAS POR CONTATO COM


SUPERFÍCIES COM ALTA TEMPERATURA

PERIGO DE ESMAGAMENTO

20 PERIGO DE CORTE - DEVE-SE PRESTAR ATENÇÃO ÀS MÃOS

3.3 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO E DADOS TÉCNICOS DA


MÁQUINA
Em cada máquina apresenta-se uma placa da qual é possível recuperar facilmente os dados
a serem comunicados ao fabricante no caso de problemas ou eventuais solicitações de peças
de reposição, etc. (ref 1-2-3-4). Nesta placa apresentam-se também os dados técnicos de tipo
elétrico para a instalação da máquina (ref. a-b-c-d).

Fig. 3.3.1
1 - Modelo
2 - Matrícula
3 - Código da Máquina
4 - Ano de fabricação

a - Tensão Nominal
b - Frequência Nominal
c - Potência Nominal
d - Corrente Nominal

ATENÇÃO! Antes de efetuar a ligação à rede elétrica certificar-se de que a tensão de


alimentação seja compatível com aquela mencionada na placa.
Manual de uso e manutenção série SL

3.4 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO PRODUTO

Tradução das instruções originais


Na tabela apresentada abaixo estão indicadas as dimensões máximas e os pesos limite
(mínimo e máximo) dos produtos embaláveis.

[mm] SL45 SL55 Fig. 3.4.1

X 410 520

Y 250 380

H 210 260

> 50 g > 50 g
PESO
< 10 kg < 10 kg

LIMITAÇÕES AO EMBALAMENTO

Não podem ser embalados:

• Produtos com características dimensionais ou de peso superiores ao permitido


• Produtos a granel com dimensões menores do que as fendas da rede porta-produto 21
• Produtos molhados
• Produtos inflamáveis
• Produtos explosivos
• Produtos em pó a granel e voláteis
• Produtos líquidos de qualquer tipo em recipientes frágeis

É também proibido:

• Modificar o ciclo da máquina


• Substituições com peças não originais
• Modificar as ligações elétrica para desviar das seguranças internas
• Retirar as proteções instaladas

ATENÇÃO!
Não se pode embalar nada que não seja previsto ou que possa, de alguma forma, ser
perigoso para o utilizador e danificar a própria máquina.

Antes de qualquer eventual modificação é necessário contatar a SMIPACK S.p.A para o


relativo consenso.

3.5 CARACTERÍSTICAS DO FILME


A máquina foi projetada para realizar o embalamento de vários produtos utilizando filme em
Pvc e Poliolefinas com espessuras até 30 µm. O filme utilizado em execução mono-dobra,
pode ser micro-perfurado através dos respetivos perfuradores montados no porta-bobina da
máquina.
Capítulo 3 - Informações sobre a máquina
Tradução das instruções originais

SL45 SL55

L 450 mm 600 mm

B Ø250 mm Ø250 mm

C Ø77 mm Ø77 mm

PESO Fig. 3.5.1


20 kg 20 kg
MÁXIMO

3.6 DETERMINAÇÃO DA LARGURA DO FILME


Para a determinação da largura L da bobina de filme a ser utilizada para o embalamento,
seguir a fórmula indicada abaixo:

L bobina = Y produto + H produto + 50 mm

22

Fig. 3.6.1

3.7 OPERAÇÃO DE SOLDAGEM DO FILME


A soldagem e o corte do filme são de impulso, regulados automaticamente pela placa
eletrónica. A lâmina soldadora A é aquecida para que alcance uma temperatura capaz de
fundir o filme. A pressão obtida entre a lâmina soldadora e o contraste superior, revestido de
PTFE, permite a separação das duas bordas de filme.

Fig. 3.7.1
Manual de uso e manutenção série SL

3.8 OPERAÇÃO DE TERMORRETRAÇÃO DO FILME

Tradução das instruções originais


A retração do filme é obtida contemporaneamente à soldagem e é produzida pela circulação
forçada de ar quente ao redor da embalagem. O ar é aquecido por meio de um grupo de
resistências termocontroladas.

No caso de rompimento da soldagem por causa da termorretração é possível, através do


painel operador, regular alguns parâmetros para atrasar a execução deste processo.

Fig. 3.8.1

23
Em branco
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


CAPÍTULO 4 - PREPARAÇÃO PARA O USO DA MÁQUINA

4.1 POSICIONAMENTO DA BOBINA E PASSAGEM DO FILME


• Inserir a bobina do filme no rolo do porta-bobina 1 bloqueando-a através dos suportes
cônicos auto-centralizadores 2.
• Efetuar a passagem do filme através dos perfuradores 3.
• Efetuar a passagem da borda inferior do filme embaixo da placa de embalamento 4 e passar
a borda superior sobre ela.

Fig. 4.1.1

25

4.2 REGULAGEM DOS PERFURADORES DO FILME


O número de perfuradores a serem utilizados está ligado à largura dos produtos a serem
embalados. Com a máquina são fornecidos 2 perfuradores mas é possível utilizar somente
um no caso de embalamento de produtos pequenos.

Fig. 4.2.1

Ao rodar manualmente os perfuradores A é possível aproximá-los ou afastá-los do contraste


B a fim de obter uma perfuração mais ou menos marcada e garantir, para qualquer tipo de
produto, uma termorretração ideal, evitando rompimento do filme ao longo da soldagem.
Capítulo 4 - Preparação para o uso da máquina

4.3 REGULAGEM DA ALTURA DA TELA PORTA-PRODUTO


Tradução das instruções originais

Regular a altura da tela porta-produto 1 por meio dos respectivos batentes 2 e 3 de acordo
com a altura do pacote a ser embalado. Para obter um embalamento ideal, a soldagem do
filme deve ocorrer aproximadamente na metade da altura do produto.

Fig. 4.3.1

26

4.4 REGULAGEM DA ABERTURA DA CAMPÂNULA


Para regular o tamanho da abertura da campânula é necessário atuar na trava 1, fazendo-a
deslizar ao longo da respectiva guia.
Caso seja necessário regular também a força de abertura da campânula, atuar no parafuso 2
rodando-o no sentido horário para aumentar a força ou no sentido anti-horário para diminuir.

Fig. 4.4.1
Manual de uso e manutenção série SL

4.5 POSICIONAMENTO DO SUPORTE PORTA-BOBINA E DA

Tradução das instruções originais


PLACA PORTA-PRODUTO
O suporte porta-bobina 1 deve ser regulado de acordo com a largura L do produto a ser
embalado. Entre o produto e a borda de soldagem, deixar uma distância de aproximadamente
1-2 cm, como indicado na figura.

Fig. 4.5.1

27

4.6 PRIMEIRA SOLDAGEM DO FILME


A operação a ser efetuada antes de iniciar o embalamento dos produtos consiste na
introdução de aproximadamente 10 cm do filme na cuba de embalamento para depois
abaixar a campânula 2 pressionando-a sobre o filme com a mão esquerda com uma pressão
de aproximadamente 10-15 kg. A máquina entrará em funcionamento automaticamente e
efetuará rapidamente a primeira soldagem no lado esquerdo do filme.

Fig. 4.6.1
Capítulo 4 - Preparação para o uso da máquina
Tradução das instruções originais

Com a mão direita, ajudar a separação do filme para evitar que fique preso à lâmina soldadora
na fase de arrefecimento após a soldagem.

Fig. 4.6.2

4.7 EMBALAMENTO DOS PRODUTOS


28

Após ter executado a primeira soldagem do


filme, introduzir o produto a ser embalado no
saco e apoiá-lo no respectivo suporte porta-
produto.

Fig. 4.7.1

Com a mão esquerda, arrastar o filme e com


a mão direita colocar o produto dentro da
cuba de embalamento, posicionando-o na
tela porta-produto a aprox-imadamente 1-2
cm de distância da lâmina soldadora. Nesta
altura, abaixar a campânula e, no momento
em que entrar em contato com a lâmina
soldadora, exercitar sobre ela uma pressão
de 10-15 kg.
Fig. 4.7.2

Quando a máquina avisar com um sinal acústico o fim da soldagem, será necessário deixar
que a campânula abra e, com a mão direita, facilitar a separação do filme residual, evitando
que permaneça preso na lâmina durante a fase de arrefecimento.
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


CAPÍTULO 5 - FUNCIONAMENTO E USO

5.1 INTERFACE PAINEL OPERADOR

FUNÇÃO DAS TECLAS

Liga e desliga a máquina.

29

Sinaliza com o led vermelho a correta alimentação da máquina.

Seleciona o programa de soldagem. (nesta modalidade de


funcionamento o produto será embalado num saco frouxo)

Seleciona o programa de termorretração de tal modo que o


embalamento ocorra com o filme aderente ao produto.

Visualiza os parâmetros presentes dentro do programa ativo. (memória


M.. selecionada)

Permite selecionar as memórias programáveis à disposição (M1-M2-


M3-M4-M5-M6);

Memoriza os dados modificados relativos aos parâmetros da memória


ativa.

Aumenta o valor do parâmetro selecionado.

Diminui o valor do parâmetro selecionado.


Capítulo 5 - Funcionamento e uso

5.2 LIGAÇÃO DA MÁQUINA


Tradução das instruções originais

Rodar o interruptor geral do painel operador na posição ON. No visor será visualizado, por
alguns segundos, o modelo da máquina e a versão do software usado e, sucessivamente,
será visualizada a última modalidade de trabalho memorizada (soldagem ou termorretração),
a memória ativa e o número de pacotes embalados.

5.3 FUNCIONAMENTO DA MÁQUINA


As máquinas da série SL podem embalar os produtos utilizando duas modalidades de
embalamento. Durante o funcionamento da máquina deslizam na primeira linha do visor as
informações A e B apresentadas na legenda.

Indica a modalidade de funcionamento


A
ativa (soldagem ou retração).

B Indica o número de peças embaladas.

O símbolo “seta” indica que a máquina


C
está pronta para o embalamento.

D Indica a memória programável ativa.

30
1) Modalidade soldagem

A modalidade de soldagem permite o embalamento dos produtos em sacos frouxos.

Para ter acesso a esta modalidade, pressionar a tecla .

Soldagem peças xxx


M1

2) Modalidade termoretração

A modalidade de termorretração permite o embalamento com saco bem aderente ao

produto. Para ter acesso a esta modalidade, pressionar a tecla .

Termoretração peças xxx


M1

Quando, na modalidade termorretração no visor do painel operador é exibida a mensagem

“aquecimento” e o led da tecla é intermitente, é possível efetuar somente o processo


Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


de soldagem. Este estado da máquina será mantido até que as resistências tenham
alcançado a temperatura definida no “menu parâmetros”.

5.4 SALVAMENTO DE UM PROGRAMA


De acordo com as dimensões do produto e com a tipologia do filme a ser utilizado é
necessário definir alguns parâmetros de funcionamento a fim de garantir sempre um
embalamento de qualidade. O operador poderá salvar até 6 programas de soldagem ou
termorretração.

O número de memória ativo é visualizado na segunda linha do visor (por ex.: M1) e pode ser

modificada depois de ter selecionado a tecla com as teclas e .

Procedimento de salvamento de um programa (memória M....)

• Selecionar a memória programável que se deseja regular (por ex.: M2)

• Abrir o “menu parâmetros” da memória ativa pressionando a tecla .

• Pressionar algumas vezes a tecla para visualizar todos os parâmetros.

• Regular os valores dos parâmetros através das teclas e . 31

• Memorizar os valores definidos no menu pressionando a tecla . Caso o operador não


pressione nenhuma tecla por 5-6 segundos, o salvamento dos dados modificados ocorrerá
automaticamente. Após concluir a memorização no visor será exibida, por alguns segundos,
a mensagem “Wait…….

5.5 MENU PARÂMETROS


Depois de ter escolhido a memória programável a ser utilizada (por ex.: M1), pressionar a tecla

para ter acesso aos parâmetros de funcionamento da máquina. Pressionar algumas

vezes a tecla para visualizar sucessivamente os parâmetros descritos a seguir e utilizar

as teclas e para modificar os dados.

1 • Temperatura de soldagem
Menu para a regulagem da temperatura de soldagem.

Fig. 5.5.1

Temperatura
(valor definível de 1 a 10)
Soldadgem 5,0
Capítulo 5 - Funcionamento e uso

2 • Temperatura do forno
Tradução das instruções originais

Menu para a regulagem da temperatura do forno.

Fig. 5.5.2

Temperatura
(valor definível de 1 a 10)
Forno 5,0

3 • Duração da retração
Menu para a regulagem da duração da termorretração.

Fig. 5.5.3

Tempo
(valor definível de 1 a 10)
Retração 4,5

32

4 • Espera antes do início do processo de termorretração


Menu para a regulagem do tempo de espera entre o fim da soldagem e o início da
termorretração.

Fig. 5.5.4

Espera
(valor definível de 0 a 1)
Retração 0,2

5 • Atraso abertura campânula


Atrasa a abertura da campânula depois do término do processo de termorretração.

Fig. 5.5.5

Atraso
(valor definível de 0 a 10)
Abertura 2,0
Manual de uso e manutenção série SL

5.6 ACESSO AO MENU RESERVADO

Tradução das instruções originais


Pressionar contemporaneamente as teclas e para ter acesso ao menu

reservado com os parâmetros de regulagem ajustados no teste da máquina.

Fig. 5.6.1

Habilita Ajuste
Senha *****

Utilizar a senha PROGR para ter acesso à seleção dos parâmetros normalmente regulados
na fase de ajuste da máquina.

Para inserir a senha, selecionar as letras do alfabeto com as teclas e ; introdução

de cada caractere deverá ser confirmada com a pressão da tecla .

33
1 • Escolha do idioma do visor
Menu para a regulagem do idioma do visor.

Fig. 5.6.2

Idioma
Português 1

5.7 DESCRIÇÃO DA SIMBOLOGIA DO VISOR


Na tabela a seguir é fornecida uma explicação a respeito da simbologia que pode ser exibida
no visor do painel operador da máquina.

Pede para o operador introduzir o produto a ser embalado.

Indica um processo de soldagem em andamento.


Capítulo 5 - Funcionamento e uso
Tradução das instruções originais

Indica um processo de termorretração em andamento.

Indica que a ventoinha para o processo de termorretração está


ativa.

34
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


CAPÍTULO 6 - LIMPEZA E MANUTENÇÃO

6.1 ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES GERAIS


Antes de iniciar qualquer operação de manutenção descrita neste capítulo, desligar a
máquina e desconectá-la da rede de alimentação.

6.2 NATUREZA E FREQUÊNCIA DAS VERIFICAÇÕES E DAS


INTERVENÇÕES DE MANUTENÇÃO

No manual a descrição das várias operações de manutenção é frequentemente associada à


simbologia descrita a seguir.

Identifica uma verificação visual sobre o estado ou sobre o


bom funcionamento de um componente.

Identifica uma operação de limpeza de um componente.

Identifica uma intervenção mecânica (regulagens, consertos, 35


substituições) a ser efetuada sobre o componente.

Identifica uma intervenção mecânica de tensão a ser


efetuada sobre o componente.

Identifica uma intervenção de lubrificação com óleo sintético.

Identifica uma intervenção de lubrificação com massa


lubrificante.

Notas sobre a limpeza geral da máquina


Para otimizar o desempenho da máquina é adequado mantê-la sempre limpa. Efetivamente,
apenas em uma máquina acessível e limpa é possível localizar e consertar eventuais avarias,
prevenir maus funcionamentos e trabalhar em condições de segurança.

Para a limpeza da máquina, utilizar um pano macio umedecido com água. Não usar
detergentes ou solventes que poderiam comprometer a sua transparência. Não molhar a
máquina. Caso isto ocorra acidentalmente, secar a máquina com cuidado antes de reconectá-
la à rede elétrica e retomar o embalamento.

ATENÇÃO! Antes de remover resíduos de filme e eventuais impurezas depositadas nas


partes quentes da máquina, aguardar o seu arrefecimento.

Limpar a máquina com maior frequência no caso de utilização em ambientes poeirentos,


aspirando também os pós depositados nos módulos eletrônicos dentro do quadro elétrico.

Para manter, com o passar do tempo, ótimos desempenhos da máquina é necessário efetuar
uma série de controles, verificações e intervenções de manutenção.
Capítulo 6 - Limpeza e manutenção

Tab. 6.2.1 - Intervenções sobre componentes mecânicos


Tradução das instruções originais

Equipamento Simbologia Operações Frequência da


da máquina utilizada a serem efetuadas intervenção

Remover os resíduos do filme que


permaneceram presos na lâmina soldadora.
Limpar a lâmina soldadora com um pano 12 ore
umedecido utilizando luvas de proteção a fim
de evitar cortes e/ou queimaduras.

Verificar se não existe desgaste nas lâminas


60 ore
de corte.

Verificar o estado de desgaste do PTFE


embaixo da barra de soldagem e,
Grupo de eventualmente, efetuar a sua substituição. 240 ore
soldagem
Controlar a integridade da borracha de
soldagem.

Verificar se não existe desgaste na lâmina de


corte; se necessário, trocar a lâmina.

1500 ore

36 Verificar o tensionamento da mola.

Remover os resíduos de filme depositados


Grupo cuba 12 ore
utilizando ar comprimido.

Limpar a campânula externa com um pano


macio umedecido.
Grupo
Para a limpeza interna, remover 16 ore
campânula
primeiramente a tela porta-produto retirando
manualmente os resíduos maiores e
sucessivamente utilizar um aspirador de pó.

6.3 SUBSTITUIÇÃO DA LÂMINA SOLDADORA


• Desconectar a máquina da rede de alimentação.
• Desparafusar os três parafusos 1 que bloqueiam a lâmina.
• Remover a lâmina soldadora 2 desgastada ou danificada.
• Limpar cuidadosamente o alojamento no qual deve ser posicionada a lâmina soldadora.
• Inserir o PTFE isolante 3 dentro do grampo de fixação central 4.
• Inserir a nova lâmina soldadora bloqueando-a adequadamente ao centro do seu alojamento.
• Colocar a lâmina soldadora rente com a fenda dos pistões 5 e 6.
• Completar a inserção da lâmina soldadora ao longo de todo o alojamento.
• Empurrar até o fim com uma chave de fenda o pistão 5 na direção da lâmina de tal modo
que ela entre na respetiva fenda e sucessivamente proceder com o seu bloqueio através
do parafuso 1.
• Colocar o PTFE saliente em relação ao grampo de fixação para evitar que possa alterar a
soldagem.
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


• Assegurar-se de que a lâmina esteja esticada e que esteja posicionada corretamente em
todo o seu comprimento.

Fig. 6.3.1

37

6.4 SUBSTITUIÇÃO DO PTFE E DA BORRACHA DE SILICONE

Caso seja necessário substituir somente o PTFE, proceder do seguinte modo:


• Remover o PTFE 1 desgastado.
• Limpar meticulosamente com um detergente a borracha de silicone.
• Aplicar as novas tiras de PTFE sobre a borracha de silicone assegurando-se de que no
ponto de encontro as bordas coincidam.

Prestar atenção para não tocar ou sujar a parte adesiva das tiras de PTFE durante a
aplicação.

Fig. 6.4.1
Capítulo 6 - Limpeza e manutenção

Substituição da borracha de silicone


Tradução das instruções originais

• Remover a borracha de silicone desgastada 2.


• Limpar cuidadosamente o alojamento da borracha de silicone.
• Colocar algumas gotas de cola ou, alternativamente, fita dupla-face no lado da borracha
de silicone que deve ser colado no fundo da canaleta.
• Inserir a nova borracha de silicone de modo linear, sem comprimir ou puxar.
• Aplicar a camada de PTFE como indicado anteriormente.

6.5 ÁREAS DE ACESSO DA MÁQUINA PARA INSPEÇÕES

A) ACESSO AO QUADRO ELÉTRICO


O acesso ao quadro elétrico para efetuar intervenções de limpeza ou manutenção ocorre
desparafusando os parafusos1 como mostrado na figura.

38

Fig. 6.5.1

B) ACESSO PARA INSPECIONAR O MICRO DE INÍCIO CICLO


Caso seja necessário inspecionar o “micro de início ciclo”, desmontar o cárter de proteção B
mostrado na figura.

Fig. 6.5.2
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


CAPÍTULO 7 - ANOMALIAS E AVARIAS – COMO SOLUCIONAR

7.1 SOLUÇÕES PARA OS PROBLEMAS DE FUNCIONAMENTO

Na tabela a seguir estão descritas as soluções para os problemas mais comuns podem
ocorrer durante o funcionamento da máquina.

PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO

PRESENÇA DE FUMAÇA A temperatura de soldagem definida


Diminuir a temperatura de soldagem.
DURANTE A SOLDAGEM é muito elevada.

Verificar se no visor está exibido o


Não foi selecionada a modalidade de
símbolo que indica que a retração está
termorretração.
ativa.

A temperatura de termorretração é Verificar o nível de temperatura no visor


A MÁQUINA EFETUA A
muito baixa. da placa eletrônica.
SOLDAGEM MAS NÃO A
TERMORRETRAÇÃO
Aguardar até que as resistências
As resistências estão na fase de
alcancem a temperatura de
aquecimento.
funcionamento definida.
39
A ventoinha não funciona. Provável avaria no motor da ventoinha.

O filme utilizado não é idôneo ou é de Substituir o filme utilizado para o


A TERMORRETRAÇÃO baixa qualidade. embalamento.
OCORRE MAS NÃO É
UNIFORME E COMPLETA As dimensões do produto são muito Consultar o capítulo 3 seção
grandes. “especificações técnicas do produto”.

DURANTE A
O filme é desprovido das micro- Passar o filme através dos micro
TERMORRETRAÇÃO
perfurações. perfuradores da máquina.
PERMANECEM BOLHAS

A lâmina soldadora está suja ou Limpar a lâmina soldadora ou substituí-


danificada. la quando estiver danificada.

A SOLDAGEM ABRE O valor de soldagem definido no Regular com mais atenção o parâmetro
DURANTE A “menu parâmetros” está errado. de soldagem.
TERMORRETRAÇÃO
Aumentar um pouco a pressão no
A pressão exercida na campânula é
puxador da campânula durante a fase
insuficiente.
de soldagem.

Foi utilizado um filme de baixa


SOLDAGEM IRREGULAR Substituir o filme.
qualidade.

A temperatura de soldagem definida


Aumentar a temperatura de soldagem.
é muito baixa.

A lâmina soldadora não recebe Reparar o circuito de alimentação da


A SOLDAGEM DO FILME corretamente. lâmina de soldagem.
NÃO OCORRE
O PTFE e/ou a borracha de silicone Substituir o PTFE e/ou a borracha de
estão desgastados. silicone.

A lâmina soldadora está danificada. Substituir a lâmina soldadora.


Capítulo 7 - Anomalias e avarias — como solucionar

7.2 VISUALIZAÇÃO DE ERROS E MENSAGENS DO VISOR


Tradução das instruções originais

Neste parágrafo estão descritas as mensagens e os erros que podem ser exibidos no visor do
painel operador com as relativas soluções. Estas mensagens poderão ser acompanhadas por
uma sinalização acústica.

Erro 1

Depois de ter resolvido a causa será possível cancelar o erro visualizado no visor

pressionando a tecla .

PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO

Desconectar o cabo de alimentação e


efetuar os seguintes controles e
40 operações:
- verificar a conexão do termopar;
- verificar o funcionamento do estado de
leitura do termopar utilizando um
A temperatura do termopar é
ERRO 1 termopar operante do tipo "J";
muito elevada. - substituir eventualmente a resistência
provida de termopar.
Se o problema persistir, interromper as
operações de soldagem e termorretração,
desconectar o cabo de alimentação e
chamar o centro de assistência.

- verificar se a conexão das resistências


é correta;
- verificar a saída 220V no borne 13 e 14
da placa eletrônica;
A temperatura do forno varia - substituir a resistência provida de
ERRO 2 termopar.
de modo anômalo.
Se o problema persistir, interromper as
operações de soldagem e termorretração,
desconectar o cabo de alimentação e
chamar o centro de assistência.

- Desconectar o cabo de alimentação e


verificar a conexão do termopar;
- substituir a resistência provida de
termopar;
A temperatura do termopar - verificar a conexão de terra.
ERRO 3
não é estável.
Se o problema persistir, interromper as
operações de soldagem e termorretração,
desconectar o cabo de alimentação e
chamar o centro de assistência.
Manual de uso e manutenção série SL

Tradução das instruções originais


PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO

Desconectar o cabo de alimentação e


efetuar os seguintes controles:

- controlar se é correta a conexão das


resistências da placa eletrônica;
- verificar o funcionamento da placa
eletrônica.
A temperatura de
ERRO 4 termorretração aumenta na
Atenção - às vezes a visualização do erro
modalidade de soldagem.
é possível durante a fase de passagem da
modalidade de termorretração para a
modalidade de soldagem.
Se o problema persistir, interromper as
operações de soldagem e termorretração,
desconectar o cabo de alimentação e
chamar o centro de assistência.

Desconectar o cabo de alimentação e


efetuar os seguintes controles:

- verificar se as tomadas de ar não


estão obstruídas;
Temperatura PCB muito - verificar se a ventoinha de
ERRO 5 arrefecimento da placa eletrônica
elevada.
funciona corretamente. 41
Se o problema persistir, interromper as
operações de soldagem e termorretração,
desconectar o cabo de alimentação e
chamar o centro de assistência.

Desconectar o cabo de alimentação e


efetuar os seguintes controles:

- verificar se as tomadas de ar não


estão obstruídas;
Registrada uma temperatura - verificar se a ventoinha de
ERRO 6 da aleta de arrefecimento NTC arrefecimento da placa eletrônica
muito elevada. funciona corretamente.
Se o problema persistir, interromper as
operações de soldagem e termorretração,
desconectar o cabo de alimentação e
chamar o centro de assistência.

- Verificar o funcionamento da
ventoinha de arrefecimento;
- verificar se a temperatura ambiente é
Registrada uma temperatura
ERRO 7 < 40° C.
NTC fora da norma.
Se o problema permanecer, desconectar
o cabo de alimentação e chamar o centro
de assistência.

Desligar e ligar novamente a máquina.


Erro parâmetros de calibração.
Se o problema permanecer, desconectar
ERRO 8 Foi gerado um erro nos dados
o cabo de alimentação e chamar o centro
da memória.
de assistência.
Capítulo 7 - Anomalias e avarias — como solucionar
Tradução das instruções originais

PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO

Pressionar a tecla “+” e redefinir


sucessivamente o modelo correto da
Erro de EEPROM. máquina.
ERRO 9 Ocorreu uma anomalia no
salvamento dos dados. Se o problema permanecer, desconectar
o cabo de alimentação e chamar o centro
de assistência.

Desconectar o cabo de alimentação e


efetuar os seguintes controles:

- verificar o eletroímã e a integridade


ERRO 10 Erro sobrecorrente saídas 24V. dos seus cabos de conexão.
Se o problema persistir, interromper as
operações de soldagem e termorretração,
desconectar o cabo de alimentação e
chamar o centro de assistência.

42
SMIPACK declina qualquer responsabilidade pelo uso impróprio ou errado da máquina.

SMIPACK reserva-se o direito de efetuar modificações técnicas sobre sistemas e sobre este
manual sem qualquer aviso prévio.

TÉRMINO DO MANUAL